Quanta gente me pergunta a mesma coisa: Que sentimento é esse? O que é que nos move tão cegamente, que deixamos de comer, de fazer tantas outras coisas importantes para a nossa vida, apenas para vivermos nessa gangorra maldita de emoções que, uma hora nos leva ao paraíso,  outras ao inferno? E o sentimento, totalmente inexplicável, às vezes clama pela vontade de desistir, outras tantas pela força gigantesca de continuar e ajudar a escrever um final diferente…

Todo mundo sabia (menos a nossa diretoria)… A ficha corrida de Carlos Eugenio Simon não deixa dúvidas… É um dos maiores ladrões da história da decadente arbitragem brasileira, comandada pelo tal Sérgio Correa. Chamar o Simon de ladrão é sacanagem… com os ladrões. Em minha opinião é um “prestador de serviços oficial”, porque apitar direito ele sabe, mas quase nunca quer! É um grande esquema. Parece até que em troca da indicação para árbitro FIFA, alguns sujeitos tenham que fabricar resultados. A PERGUNTA QUE EU FAÇO É: PARA QUEM??? QUEM É O DONO DA ‘GAVETA’ ONDE ESTÃO PRESOS ESSES APITADORES?

E mesmo com uma “capivara” imensa, nossa diretoria aceitou que Simon apitasse o jogo do Palmeiras, que disputa o título, contra um carioca que a CBF e a Vênus platinada não querem permitir que caia.  Quanta ingenuidade! Belluzzo diz que jamais vai fazer o jogo de bastidores, ou seja, pagar para conseguir títulos e resultados. MAS QUE TAL PAGAR PARA QUE, PELO MENOS, A GENTE NÃO SEJA ROUBADO, HEIN BELLUZZO??? Não aguentamos mais isso!!! Simon nos assaltou lá no Maracanã!! O patife que veio com a ‘encomenda’ de fazer o resultado para o time carioca, anulou gol legítimo de Obina (mas só ‘viu’ a falta imaginária depois que a bola balançou a rede) e  não deu o penalti claro em Danilo. Um lance que poderia ser o início de uma goleada do líder, acabou sendo a marca da sujeira que impera na CBF. O Palmeiras perdeu o jogo e a liderança. Em campo perdeu a motivação, a vontade e o equilíbrio para  superar adversários, juiz e esquema. Nem mesmo a agressão sofrida por Armero, foi punida pelo calhorda.  É disso que temos que nos livrar! Não queremos campeonatos comprados! Isso é coisa de bambi e gambá.  Queremos o direito de conquistá-los sem sermos espoliados a cada nova competição.

Depois do jogo, que favoreceu FLU, FLA e SPO,  a diretoria palestrina ‘soltou o verbo’ e a sujeira, antes escondida, agora aparece nas palavras de um Belluzzo que não quer mais se calar. Desde 2005 que a CBF está vendendo os títulos do Brasileiro e tá mais do que na cara que não querem que o Palmeiras leve, ainda mais sem pagar. E o torcedor que se dane! CBF e TV já decidiram quem vai ser o campeão. “Mas o juiz foi afastado”, dirão alguns. Depois que decidiu o campeonato, recebeu férias antecipadas, isso sim! O pilantra, na súmula, não relatou nem mesmo que Alan agrediu Armero, que jogou de cabeça enfaixada para conter o sangramento. Nada disso Simon viu, cego pelo que deveria estar esperando como recompensa…

E assim, passam pelo cenário do “País do Futebol Vendido”, Sveiter, Aragão, Márcio Resende de Freitas, Edilson (cujo caso foi arquivado!!!), Tardeli “Madonnão”, Wright (em outros tempos) e seu Flamengo… e SIMON!! Uns são afastados, outros se aposentam, alguns vão trabalhar na TV… mas todos com o dever ‘cumprido’… enquanto os troféus vão para aqueles que o trambique e os interesses escusos escolheram…

GRAÇAS A DEUS, EU SOU VERDÃO!!

beldades salvam o parmera 

Parabéns,gambazada! Mais um ano (desde 2006) sem ganhar do Verdão! No próximo a gente entra sem uns quatro, tá?  Quem sabe, assim… uhauhauahu

Semana complicada essa… A mala-preta (sim senhor!) andou à toda. Parece que as pessoas não percebem os ardis usados pelos bambis. Ano passado, os ingressos da Madonna, que pareciam ser a moeda para ‘comprar’  Tardelli, nada mais eram do que um artifício para TIRAR o juiz do jogo delas, diante do Grêmio. Eis que agora o mesmo “sortilégio” é usado… Uma historinha inventada de mala-branca paga ao Barueri, a suspeita colocada sobre Val Baiano e Renê e, num passe de mágica, esses dois jogadores, titulares, foram tirados do jogo contra o time do Jd. Leonor. Os leonores acertaram a contratação de Fernandinho, e ele também não jogou, por estar(?) machucado… Interessante, né? O Barueri (quem diria, hein?),time ‘sério’ e ‘honesto’, “puniu” os jogadores e os tirou do jogo contra os bambis (essa, era a “jogada”!), mas já os reintegrou. VERGONHA, QUE O TRIBUNAL BAMBI NÃO TEM PEITO E NEM VONTADE DE INVESTIGAR!! E pensar que Caio Junior, em 2008, foi chamado para depor por ter respondido a um repórter o que ele achava sobre a “mala-branca”… Se ficarem sem punição agora, é porque tem “fada-madrinha” aí, ou seria “padrinho”?

No meio dessa sujeirada toda, fomos para o clássico em Prudente. Em pleno horário de verão, marcam o jogo para as 16h00. Que insensatez! Mas quem é que manda nessa p…..? A CBF ou a Globo? É uma palhaçada! O Palmeiras, de branco, graças aos 40º, começou o jogo com disposição. Tinha mais posse de bola e logo perdeu uma boa chance. Figueroa  bateu cruzado e a passou na cara do gol, sem ninguém para guardar. Os gambás faziam marcação cerrada. Com o Palmeiras se arriscando mais e o time da Marginal defendendo muito,  a partida se manteve equilibrada até os 36′, quando uma falha da nossa marcação deixou Jorge Henrique sozinho na cara de Marcos. Apesar de que o jogador iria cair sozinho, o Santo ajudou e o juiz marcou penalti. E, ainda por cima, expulsou Marcos. Lá estávamos nós em desvantagem no placar…

Se fosse só a desvantagem ainda ia, porque o Palmeiras tem mais time e isso era visível. Mas, ao perder Marcos, perdemos também Obina, que foi quem deu lugar a Bruno. Dois jogadores importantes numa tacada só. Isso fez com o nosso esquema de jogo fosse por terra. E como se trata de Palmeiras, entrou em cena a superação. Sem um atacante (eu preferia que tivesse saído Marcão ou Love e Obina permanecesse), já não nos arriscávamos tanto. Muricy voltou do intervalo com Marquinhos em lugar de Marcão. A bola parada passou a ser a nossa “arma”. Na lateral, Figueroa é o novo Arce. Como joga nosso lateral direito!!! Em lance de bola parada, ela é colocada na cabeça de quem o chileno escolher. Aos 6′, Love e Diego marcados, ele escolheu Danilo “Maldini”, nosso zagueiraço, que fuzilou Felipe, enquanto a zaga gambá dormia. Segurar a emoção foi difícil! O grito em nossa garganta explodiu!

O calor era desumano, e a partida cada vez mais lenta. E a Que Canta e Vibra não parava de cantar. Marquinhos não fazia uma boa partida e ficava ainda mais difícil. Aos 20′, Bruno vacilou, foi tirado da jogada e o Palmeiras levou o segundo gol. A bem da verdade, tirando os gols que tomamos, Bruno não fez nenhuma defesa. Marcos, enquanto esteve em campo, também não. Com aquela “lua”, resultado adverso, um jogador a menos, sem 6 titulares, o jogo parecia  definido. Parecia… A magia da camisa esmeraldina nunca pode ser menosprezada. Tampouco a força dos Guerreiros da Casa Azzurra…

Quase 39’… Falta para o Palmeiras… Figueroa vai levantar na área… A zaga gambá faz a “siesta”… O torcedor palmeirense prende a respiração, coração grudado na bola que “escolhe” Maurício… E ele cabeceia pro goooooooool!! Gol do time que quer ser campeão! Gol do time que vai ser campeão! Gol da superação, do amor à camisa, da torcida que nunca para de cantar… GOL DE LÍDER!!! A Nação foi à loucura! O grito que explodiu nos trouxe o ar, novamente…  nosso coração, em campo,  abraçava  os nossos guerreiros, festejava…  No meio da alegria, ainda pudemos ouvir o narrador imbecil que  não soube falar sobre a superação do time alviverde. Ele nem lembrou que aquele time que jogou com um a menos e, sob um sol de 40º, teve que correr ainda mais… E, muito contrariado, apenas disse: “Ô bola parada danada, MALDITA”. Maldita??? VAI SE FERRAR LUCIANO DO VALLE!!  Narrador ultrapassado que não sabe nem mais diferenciar os jogadores, que ainda não aprendeu que o nome do estádio do Palmeiras é Palestra Itália… Parque Antártica é a PQP!!!

É prá você, prá todos aqueles que, dentro de campo, torceram para o Goiás na quinta-feira; prá todos aqueles que plantam notícias, que são hipócritas e vendidos, que faço meu, o grito da torcida esmeraldina: ‘EI IMPRENSA V…. T…. N… C…!

SAUDAÇÕES PALESTRINAS, NAÇÃO!!! AQUI É PALMEIRAS, PORRA!!!

Gentêêêê, Martinez está fazendo tratamento no Centro de Treinamento do Palmeiras!!!

Em recuperação no Brasil, o volante Martinez iniciou nesta terça-feira (15) trabalho físico na Academia de Futebol. O jogador realizou uma artroscopia no joelho esquerdo há poucos dias e vai ficar apenas esta semana no centro de treinamento do Palmeiras.  – Agência Palmeiras

Sobre o futuro, Martinez adiantou que ainda não sabe o que vai fazer. “Meu contrato vai até dezembro e até lá ainda tem tempo. tenho a opção de renovar, mas não descarto um retorno ao Brasil”, admitiu.

Vejam só que oportunidade se apresenta! Como eu sempre acreditei que a debandada que houve no ano passado, se deveu ao modo como o Psicopata comandava o time, não tenho bronca alguma do Martinez. Muito pelo contrário. Gostaria que houvesse a possibilidade dele voltar ao Palmeiras. Jogou muito bem como terceiro zagueiro, quando aqui esteve. Era o “falso zagueiro” do Luxa. Com ele é tudo falso mesmo, até o zagueiro… uhauhauha

Mas que seria bom para o nosso time, seria… Portanto, o Blog da Clorofila está em campanha: VOLTA MARTINEZ!!

 

E se é para fazer campanha, o Blog abraça mais uma. A idéia é do amigo Régis Girona:

“Dunga, convoca o Marcão, clone do Roberto Carlos” (e tranca ele na Granja Comari)

E não é que ele fez igualzinho ao R.Carlos, na Copa do Mundo? Mais uma vez, prá gente não esquecer:

Não é fácil, não. Mas as nuvens começam a deixar o Palestra Itália. Nesta terça- feira, Lenny e Marquinhos já começaram a treinar com bola. Lenny ainda  faz um treinamento menos intenso e só na semana que vem é que poderá participar dos treinos táticos e coletivos com o restante do grupo. Maurício Ramos também fez uma movimentação com bola.

Obina, por sua vez, com um leve edema no tornozelo, não deverá ser problema para a partida diante do Cruzeiro,  dia 23, no Mineirão. 

Graças a Deus, hein amigos? Daqui prá frente, se Deus quiser, serão só alegrias.  E vamos ganhar esse título porque… AQUI É PALMEIRAS, PORRA! 

 

LovenaMV

Quando eu estou aqui, eu vivo este momento lindo…

Estar no Palestra, vendo o Palmeiras jogar é inexplicável! A Turiassu lotada, os bares cheios de ‘parmeras’, o Shopping Bourbon,e suas escadas rolantes salpicadas de verde e branco, de verde limão, de azul… tudo tem uma aura de alegria, de orgulho, sei lá. Depois, lá dentro do Palestra, onde se respira Palmeiras, onde se respira paixão, é que a torcida entrega o que tem de mais caro: seu amor incondicional ao Palmeiras. Local onde o sentimento de toda uma Nação se funde e ecoa pelos ares.Lindo de se ver, muito bom fazer parte. Como diz Joelmir, só quem é palmeirense sabe o que é esse carrossel de sensações que a gente tem e nunca explica… São as nossas emoções…

…São tantas já vividas, são momentos que eu não esqueci…

Nossa casa… palco de algumas tristezas e um sem número de alegrias. Em nossa casa conquistamos a Libertadores; tiramos do Paulistão 2008, os prepotentes, favorecidos e farsantes bambis; demos uma virada histórica prá cima do Flamengo; conquistamos o Paulistão 2008; vimos desfilar ídolos maravilhosos (impossível citar todos); em nossa casa, recebemos craques tão sonhados e nos despedimos de outros com tristeza; foi lá que o mundo conheceu Evair, Edmundo, Rivaldo, Roberto Carlos, Vagner Love; foi lá que brilhou Valdívia…

…mas eu estou aqui vivendo esse momento lindo…

Hoje, a festa tem um motivo especial. Defendemos a liderança do campeonato, em busca do nosso 9º título brasileiro, e estamos nos sentimos ainda mais felizes, porque está de volta o nosso craque da camisa 9. Vagner Love! Aquele, que Mustafá vendeu quando mais precisávamos dele.  Nosso matador (que Belluzzo foi buscar), chegou em casa. E todos os olhos se voltam incessantemente para o túnel por onde os jogadores sairão. Eu não me canso de olhar prá lá. Uma ansiedade enorme. Não vejo a hora de vê-lo em campo, mais uma vez vestindo o manto. 

De repente, eis que, com uma camiseta branca sobre a “maglia azzurra”, surge o time do Palmeiras.Emocionante a faixa com a homenagem a Pierre. O Palestra todo grita o nome de seu guerreiro. Faixa e camisetas trazem a mensagem: “FORÇA PIERRE, A NAÇÃO PALMEIRENSE ESTÁ COM VOCÊ”. Emocionante… Procuro Vagner Love entre os jogadores e lá está ele! Que flashback sensacional! Estou arrepiada! Olho prá ele, com suas trancinhas verdes, e é como se ele nunca tivesse saído. Que reforço maravilhoso, foi essa contratação.Que momento único é esse que vivemos agora, com Belluzzo no comando do clube.
 
A torcida está em festa! O jogo não é lá essas coisas, o Palmeiras está desfalcado de peças importantes. O Barueri  encontra muitos espaços e joga melhor, no primeiro tempo. Sorte nossa que a pontaria deles é péssima e, quando acertam, Marcos está lá. Abade, é uma desgraça. Nem 5′ de jogo e ele amarela injustamente o dono da festa. O Verdão tenta, tenta, e Love marca de cabeça, mas está impedido. Vamos ter que esperar mais um pouco. Souza joga um bolão! Wendel está num dia inspirado, mas o time não consegue chegar com perigo no gol do Barueri. Obina não recebe muitas bolas, uma vez que o time todo quer municiar o reestreante. Mas O Palmeiras luta.

No segundo tempo o Verdão se apresenta melhor. A torcida já pressente que a “chapa está esquentando”. E numa descida de Wendel, Cleiton recebe e levanta  na cabeça de Diego Souza (A N I M A L!), que mete na rede do Barueri. Golaço! “SAI,SAI DA FRENTE! SAI QUE O DIEGO É CHAPA QUENTE”, é o grito que ecoa no Palestra.Mas está faltando algo… Jogada do Palmeiras, Love é derrubado na área. Abade faz que não vê, só que Obina (sempre ele) recupera a bola e é derrubado, também. Sem poder nos roubar duas vezes seguidas, o juiz apita… Obina, generoso , num lindo gesto,entrega a bola para Vagner Love…

…Olhando prá você, e as emoções se repetindo…

Como se fosse ontem… como se fosse sempre… Love vai para a cobrança e guarda. O Palestra explode! Ele corre até a torcida e quem é que se lembra de qualquer rusga, de qualquer rancor?  Vamos ganhar o título do Brasileiro. E Love veio para nos ajudar, e muito,  a levantar o caneco. Mais do que nunca, eu acredito no título!  E nem quero saber se time “x” perdeu, time “y” ganhou. Os outros que se f…., eu torço é pro Verdão e na frente dele não tem ninguém…

…Se chorei ou se sorri
O IMPORTANTE É QUE “PARMERA” EU NASCI!!!

Tomara o Rei Roberto Carlos, que nessa semana declarou ser um “parmera” apaixonado, perdoe a minha ousadia e a brincadeira…  

Meus amigos, mais uma sexta feira de sonhos para o torcedor palestrino. Como é bom ser ‘parmera’, como é bom ter Belluzzo no comando do Campeão do Século. Um homem inteligente, íntegro e competente, que ama o Palmeiras do mesmo jeitinho que a gente. Agora é oficial:

VAGNER LOVE É DO PALMEIRAS!

E Obina não vai sair. Eu tinha ficado triste ao saber que ele sairia. Ele tem feito tanto esforço para ficar bem e em forma, tem dado tanto sangue nas partidas, tem respeitado tanto a nossa camisa, tem feito gols importantes, matou a pau o time da lipoaspiração,  e me sentia incomodada que a nossa alegria passasse pela tristeza de Obina. Por que tava na cara que ele não queria ir. Aí hoje, eu acordo com a notícia que ele fica. Ficou tudo nos seus devidos lugares. Quando Belluzzo diz que ninguém vai sair é porque ninguém VAI sair!!!

A impren$inha ralé já começa a pipocar as notícias usuais querendo diminuir o talento do Love, ou a contratação muito bem feita que trouxe o atleta ao Palmeiras.  E tem mais: Love vem por empréstimo simples e aceitou a redução de salários para poder voltar. Morram de inveja! Belluzzo é “o cara”! Não só segurou os craques aqui, como ainda nos reforça com jogadores dessa grandeza. Merece aplausos…

Vamos comemorar, Nação!! Nosso Alviverde está cada vez mais imponente!E, quando Belluzzo disse que queria ganhar títulos, ele não estava brincando, não. CHUUUUPA, FLAMENGO!! NEM OBINA E NEM LOVE!! CHUUUUPA, GAMBAZADA. Vocês ainda têm aquela camisa com o nome do Love? Pois tratem de pintar de verde… uhauhauhauhauha

OLÊ LÊ, OLÁ LÁ, O LOVE VEM AÍ E O BICHO VAI PEGAR!!!

Na manhã de ontem, corri comprar ingressos e a camisa azul.Turiassu cheia de “parmera”, como sempre. A nossa “casa”. Na hora do jogo, a rua estava “azzurra” de tanta camisa nova que a gente via por ali.Lá dentro do Palestra a coisa não era diferente. Um frio de rachar e o povo chegando, o Palestra enchendo… Que coisa maravilhosa é fazer parte da Naçao Alviverde. Que coisa maravilhosa é amar um clube que tem história… Eu estava usando a camisa azul com o maior orgulho do mundo. A Cruz de Savóia, no peito, me dando a confiança que nesse jogo a sorte voltaria a nos sorrir. No telão,  o vídeo ‘Segunda Pele’, e o novo, lindo, que a Adidas fez, iam acendendo a nossa emoção.O Palmeiras ia mostrar ao mundo sua roupa nova para ser campeão.

Coliseu preparado… Primeiro, as bandeiras azuis da Casa de Savóia, depois, o “exército azul” entrou em campo sob os olhares, aplausos, gritos e cantos da apaixonada torcida. Tão lindo! E foi com um nó na garganta e os olhos cheios de lágrimas que eu vi diante de mim, o Palestra, que um dia morreu líder, e renasceu Palmeiras Campeão.E a cena remontava à época em que a Família Real Italiana era protegida dos invasores, pelos guerreiros do exército azul. Hoje, nossos guerreiros, protegem os nobres das arquibancadas…E foi com esse espírito que nossos atletas iniciaram a partida. Valentes, guerreiros, usaram todas as suas armas em busca da vitória. Diego era quem comandava a tropa. Éramos mais de 22 mil pagantes a empurrar e motivar o time. Mas perdemos Cleiton Xavier, por contusão, logo aos 10′ de jogo e, muito marcado pelos gaúchos, o Palmeiras errou bastante lá na frente. Muricy colocou Deyvid, e perdemos um pouco o poder de marcação. Mas o garoto deu conta do recado. Achei que o Verdão tínha muito mais posse de bola e levava muito mais perigo ao Inter, que  pouco chegava lá na frente. Mas era jogo prá não facilitar…

Eu fiquei impressionada ao ver Souza jogar. Um monstro! Das bolas que o Palmeiras perdeu, Souza deve ter recuperado uns 70%, os outros 30, com certeza foi o paraguaio quem retomou. Só o Psicopata não via nada nele, né? Nem em Wendel,Deyvid, ou Maurício Nascimento, que jogou muito bem. Obina, magrinho (não pensei que estivesse tão elegante), perigoso; Ortigoza, forte, fuçador; Edmílson, inteligente, importante. Diego, a encarnação do general que comanda uma tropa; Danilo, seguro. Armero e Wendel protegiam os flancos. Marcos… é Marcos. Valentes demais ‘i nostri ragazzi’. Só que o gol não saía… O Inter, mais preocupado em não tomar do que fazer gols, se fechava e estava difícil furar a zaga gaúcha com os nossos jogadores muito marcados. E com o juiz fazendo besteira, era ainda pior. O sujeito via inúmeras faltas de ataque, que Obina nunca cometia; mas nunca via as faltas que sofríamos, mesmo que fossem embaixo do seu nariz.E não viu também quando Diego  cobrou falta e Alecsandro, dentro da área, tirou com o cotovelo (erguido acima do ombro). O “pau comia” lá no meio de campo, com as bençãos do homem do apito. Alguém tem que tomar providências, urgentes!

Mas a gente tem Diego!!! aos 39′, ele, (quem mais poderia ser?) driblou Guinazu (que ficou no chão), entrou na área e foi derrubado. O juiz apontou a marca da cal. A torcida explodiu! Obina cobrou e colocou mais fogo no Palestra já incendiado. Que jogada do Diego! “SAI, SAI DA FRENTE! SAI QUE O DIEGO É CHAPA QUENTE!” – cantava o Palestra. Eu acho que o juiz só marcou nosso penalti, porque estávamos “disfarçados” de azul, viu? Ele esqueceu que era o “Parmera”.

Na segunda etapa, logo aos 2′, Diego fez uma linda jogada individual e chutou, a bola desviou em Sorondo e sobrou para Ortigoza, que bateu na saída do goleiro.2×0! Cantavam os nobres das arquibancadas com suas camisas ao alto!!! Cantava o Coliseu inteiro! “Chiqueirôôô, festa no chiqueiro!” O Inter teve que ir pro tudo ou nada e se abriu. O Palmeiras teve várias oportunidades no contra-ataque. Só que aos 42′ o Inter marcou o dele e aí o palestrino deixou  de respirar, porque até o final foi um sufoco. Cada falta, escanteio gelava o coração da gente. Mas não era um exército de guerreiros que estava em campo? Eles lutaram bravamente e defenderam cada centímetro do gramado com uma garra de arrepiar! O juiz apitou e nosso coração se aqueceu. Se tava frio, nem percebíamos mais… Sem voz, cansados, felizes prá burro íamos deixando o Palestra… O Inter saiu reclamando. Que time mal agradecido! Nossos guerreiros sempre tão gentis, os presentearam com tantos chapéus e canetas. Guinazu é prova viva disso…  O que é que eles queriam mais? A camisa azul? uhuahuahuahuahua

E, para os amigos do blog, aqui vai um brinde especial, de emocionar… Se preparem…

 

Quando o campeonato começou, tudo o que a gente queria e sonhou, era estar à frente, nessa altura da competição. Pois bem, eis o Palmeiras na liderança, prontinho para começar o segundo turno, diante do Coritiba, lá na casa deles.

Tivemos alguns sustos, é verdade, mas nem foi tão difícil assim. Teria sido mais fácil, não fossem as arbitragens. Mas deixa prá lá, nossas conquistas sempre superam os trambiques. A história está aí que não me deixa mentir. Porque nós temos história, tradição, e as páginas do nosso “livro” continuam limpinhas, imaculadas. Bem diferente das de outros clubes por aí…

Vamos à campo cheio de desfalques. O Santo, Diego, Edmílson, Wendel… Olha só o calibre dos craques que estarão ausentes hoje. Não é mole, não. Mas em compensação, teremos a volta de Obina e, Oxalá ele mostre para o boboca do “Quem?rrison”, como deve jogar um centroavante, de verdade. Ele disse que torce para o Coxa? Melhor ainda! A vitória do Palmeiras nos trará  prazer em dobro.

Vai Muricy! Acerta o time aí e não fique com vergonha de usar a competência de Jorginho em favor do Palmeiras. Pede ajuda na escalação, se preciso for! Ele conhece os caras há muito mais tempo que você. É a segunda etapa da caminhada rumo ao 9º campeonato. E a gente vai junto, Verdão! Vamos ganhar, ganhar e ganhar! Porque aqui é Palmeiras, porra!

Ah, e para quem não viu, aí está o vídeo que a Samsung fez da torcida mais linda e apaixonada do planeta. No mês do aniversário do Palmeiras, mês do Tsunami Verde, as palavras ficam por conta da Que Canta e Vibra… você vai se arrepiar…

Podem usar máscaras, vacinas, juízes, bandeirinhas… Esse porco tá impossível de controlar. No último clássico já acabou com 10 jogadores, uma baleia e os galinhas todos.Lá no Rio de Janeiro, os urubus sentiram a força do porco, depois foram os pó-de-arroz, e hoje, em Recife foi a vez do leão do Sport. É H1N1, na veia! uhahuauahuauahua

Três jogos sem tomar gols; a equipe que mais pontos fez até a 16ª rodada, desde que o campeonato passou a ser de pontos corridos… Este é o Palmeiras! Que não está na liderança por acaso, não. E tampouco por sorte. Não fosse o juiz, lá em Goiás, e teríamos uma vantagem ainda maior. Mas, fazer o quê? A cada campeonato temos que enfrentar adversários, árbitros, bandeirinhas e tribunais (esse tá quieto, por enquanto). Penalti, para que seja marcado para o Verdão, tem que sair tiro, senão nada feito. E é por isso que é muito mais gostoso ser torcedor do Palmeiras. Tudo aqui é conquistado legitimamente. E como diz Muricy: “Aqui é trabalho, meu filho!”

Eu não gostei do esquema com o Marcão (que não foi tão bem), deixando o Souza no banco. Prá mim, o guerreiro de cabelos de fogo está com o lugar garantido nesse time. A dupla com Pierre está boa demais. Mas esquema bom é aquele que ganha jogo, seja com dois ou três zagueiros. E o Palmeiras se preparou para as investidas de um time desesperado, na zona do rebaixamento. Só que o Sport, mesmo jogando em casa, resolveu ficar atrás e sair apenas nos contra ataques.Isso deixou o jogo sem graça,amarrado, uma vez que não seria o Palmeiras a se aventurar no ataque e fazer o que o Sport mais queria. Então foi só usar a paciência e esperar pelo momento certo. Nós não vamos golear e nem encontrar facilidades em todas as partidas. Quem dera todos os jogos fossem contra os gambás…

Nas últimas partidas, pudemos ver que esse time quer ser campeão. Hoje, por exemplo, tivemos muitas oportunidades e um penalti em Obina, não marcado pelo árbitro.  Só que o gol não vinha. Mas é em jogos assim que precisamos daquele ‘algo mais’… a paciência. E eles souberam esperar a oportunidade sem dar sustos em Marcos, que teve pouquíssimo trabalho. Aí Muricy tirou Marcão e Edmílson, para a entrada de Willians e Souza. Cinco minutos depois, Obina, em jogada pela esquerda, bateu prá dentro da área. Bruno Teles tentou cortar antes que ela chegasse em Willians e colocou no próprio gol. Pronto, tava liquidada a fatura.O Sport até tentou, mas a defesa está fazendo jus ao Hino… ninguém passa. O Verdão também tentou, mas o jogo terminou 1 x 0, com o Palmeiras mais líder do que nunca, para felicidade geral da Nação Alviverde.

E estamos muito felizes! Nosso time vem bem. A defesa  está acertada; no gol é o Santo; Armero e Wendel deixam tudo certo nas  laterais, no meio temos  Edmílson, Souza, Pierre… E por falar em Pierre, meu Deeeeeus, o que está jogando nosso guerreiro! O melhor em campo, hoje.Tá solto, se aventurando a fazer jogadas. O time tá redondinho. Cleiton jogando muito bem; Diego é o craque esmeraldino; Obina, o matador, raçudo, que a gente queria; Ortigoza, Willians, Sacconi… enfim, o sol brilha no Palestra Itália. E é por isso mesmo que outros clubes ficam de olho grande em cima dos nossos craques. Já tem árabe de olho no Pierre. XÔÔ! Esses caras que vão fazer buraco e procurar petróleo, que ganham mais! Já levaram o cérebro da equipe, em 2008, e agora querem tirar o coração do time? Não podemos perder ninguém antes da conquista do título. Segura ele aí, Belluzzo! Mas sem terror, hein torcida? Seria impossível que nossos craques não chamassem a atenção de outros clubes. Ninguém é cego. Dunga, só tem um. E não sejamos nós a atrapalhar a conquista do 9º campeonato brasileiro, tá certo?  Porque dessa vez , não é sonho de torcedor, não, é realidade. Temos tudo prá levar…

O amor é verde,
    branca a paixão
      eu plantei Palmeiras no coração!!!

Ainda bem que felicidade não mata… Estou tão feliz, que me sinto fora da Terra e me recuso a deixar o pedaço de céu onde o Palmeiras de Obina, me levou. Ganhar dos gambás é sempre  uma delícia, mas meter um chocolate com gosto de acarajé, com a torcida dando show, é simplesmente SENSACIONAL!! E lá se vão três anos em que a gambazada não consegue ganhar do Verdão. Desde 2006…  Nem existia twitter nessa época, nem facebook; orkut era novidade e Michael Jackson dançava como nunca. E só tomamos um gol, nesse tempo todo, é mole?

Antes do jogo, Neto dizia que ter ido de ônibus, seria prejudicial ao time do Palmeiras. Então, se tivéssemos ido de avião, teria sido meia dúzia na gaveta da “Daiane dos Santos Gigante”? Uhauhauau! As TVs  enchendo o  saco com a costumeira  overdose de Ronaldo. E não é que ele foi vítima de sua própria displicência e irresponsabilidade com a forma física? Caiu em cima do braço esquerdo e os seus prováveis 150 Kg fizeram o estrago que o tirou do jogo. A mão, ao ser usada como apoio, não aguentou o peso… uhauhauhauah

Mas em campo o Palmeiras matou a pau! Jogou muita bola, com a seriedade, o empenho e a raça que temos visto, desde que Jorginho assumiu a equipe.  O Palmeiras sobrou em campo. Com uma superioridade gritante no desarme e na marcação, o Palestra não deu a mínima chance aos fregueses que iam abrindo os buracos na defesa, por onde Obina, Diego Souza e Cia iam passear.  Aos 7′, Cleiton meteu um balaço no travessão; aos 10′, Obina marcou e o juiz assinalou impedimento; aos 12′, Armero fez uma linda jogada e cruzou na cara do gol, mas ninguém chegou a tempo. Eu queria tanto um gol de Obina…  E não é que aos 31′, Pierre desceu pela direita e quase na linha de fundo, cruzou para Obina, de cabeça, fuzilar Felipe? A Nação explodiu! Eu quase morri de gritar, diante da TV. E a artilharia verde não dava tréguas. Aos 33′, uma cabeçada de Diego passa pertinho, 34′, Edmílson chutou de primeira, e o goleiro freguês tirou na ponta dos dedos. Ia ser um golaço!

Mas a tarde era do nosso inspiradíssimo “deus negro”. Comecinho da segunda etapa e ele, da entrada da área, chutou cruzado; “ela” passou raspando… Aos 13′, Cleiton entrou na área e ia sair na cara do goleiro quando foi derrubadíssimo por Chicão. Penalti! Obina foi prá cobrança e marcou. Gaciba fez voltar, alegando invasão. Ora, se a penalidade é a punição ao infrator, porque beneficiá-lo, quando foram os seus jogadores que invadiram a área, no momento da cobrança? Mas Obina tem personalidade e cobrou outra vez, colocando 2×0 no placar, Aqui não, Gaciba! Juizinho safado que marcou uns impedimentos ‘mandrakes’ para o Palmeiras, que deixou de dar alguns cartões  aos gambás e fez que não viu muitas faltas, como a que sofreu Deyvid Sacconi, por exemplo.

A gambazada já tava nocauteada. Perdidinha. E aos 20′, numa bola lançada lá da nossa linha de zaga, Obina ganhou de Moradei e tocou para Cleiton, que avançou e, mesmo tendo o gol escancarado, tocou para Obina guardar o terceiro. Que festa, lá no Prudentão! Que maravilha o Palmeiras! Que grande trabalho de Jorginho! Que coisa boa ter Obina, Diego, Cleiton, Marcos, Pierre… o time todo. E que bom ver Muricy, nas tribunas, vibrando com os gols, com a vitória e com a enorme possibilidade de ser mais uma vez  campeão brasileiro. 

Eu adooooorei! Fui dormir feliz demais! E agora, sim, acreditando piamente no título do Brasileirão. Que venha o Flu! O Caldeirão Verde vai ferver!

Mais algumas horas e, acredito, Muricy estará no Verdão. E vai encontrar as coisas mais tranquilas depois dos quatro pontos conquistados por Jorginho. O Palmeiras foi motivado pro jogo contra o Avaí, apesar da pressão que os bastidores palestrinos sempre ocasionam. Embora eu ache que Muricy já está acertado, faz tempo, posso imaginar como deve estar carregado os “céus” do meu Palestra. Torcida cobrando técnico, imprensa anunciando tudo quanto é nome, a esmo, jogador querendo mostrar serviço para seja lá qual for o técnico que vai chegar…

Mas o Palmeiras fez um bom jogo. Já começou indo prá cima do Avaí e muitas chances eram criadas com Obina. Aos 5′ ele já meteu uma bola cruzada para o gol que passou lambendo a trave. Quase! O Avaí procurava descer pelo lado direito do Verdão, porque Capixaba estava com dificuldades para marcar Marquinhos e Muriqui. Eu, no radinho, tava sentindo que o gol do Verdão iria sair. Mesmo sem as imagens, e com as informações que sempre acabam sonegadas pelos narradores, dava prá sentir que o Palmeiras tava mordendo, com vontade.O Avaí apertou a marcação, mas o Verdão ia prá cima. Lá pelos 20′, Cleiton Xavier cobrou uma falta que o goleiro espalmou prá escanteio. Tava chegando… Aos 25′, Obina entrou na área, deu uma pedalada na frente do marcador e foi derrubado. PENALTI!!! Quem é que cobrou??? OBINA! E guardou o primeiro do Palmeiras. Perdendo, o Avaí começou a se arriscar mais e nos deu dois sustos. Aos 32′, quase marcam um gol olímpico, que Marcos tirou, e aos 43′ mandaram uma bola na trave. Só que Ortigoza respondeu em seguida, com um chute cruzado, que passou pertinho da trave…  E fomos para o intervalo com 1 x 0.

Se o Avaí pensava em reagir na segunda etapa, não teve tempo. Logo aos 8′, Cleiton cobrou uma falta que Diego deu uma leve desviada de cabeça e quem é que chegou para, de carrinho, colocar no fundo das redes? Quem? OBINA!! Super Obina! Enquanto Keirrison vibrava e torcia pelo Coritiba, diante das câmeras de TV, Obina conseguia a marca de 5 gols em 5 jogos pelo campeonato Brasileiro. Tem problema, não K9… um dia você vai aprender que “grande jogador” é aquele que, além de ter futebol, sai pela mesma porta por onde entrou, e deixa fãs em todos os clubes por onde passa. Não fosse o Palmeiras, sabe quando você iria para o Barcelona??

E nós, com 2 x 0, não tivemos vida fácil. O Avaí queria marcar de qualquer jeito. Mas acontece que no nosso gol tem Marcos! Acho que só o nome dele já faz tremer os adversários.Imaginem quando ele cresce prá cima do atacante. É duro encarar o Santo.E ele faz cada defesa. Dio Mio! O que estão esperando para fazer uma estátua do Marcão e colocar atrás do gol, lá no Palestra? Hein, Belluzzo? E, dizem que ele foi chamado para a Copa das Confederações e recusou porque precisava ajudar o Palmeiras. Ô meu Deus! Faz o Marcos conseguir jogar até os 45 anos, pelo menos. Que ele é o melhor goleiro do mundo, a gente sabe. Mas se nunca convocam ele, iam convocar bem quando estávamos para disputar a semifinal da Taça Libertadores? Me engana que eu gosto. Isso era medo de o Verdão levar?

Voltando ao jogo, eu gostei mais do Palmeiras de Jorginho, do que aquele que o Psicopata costumava levar a campo. E os jogadores estavam com uma vontade danada. Com uma pegada digna da camisa que vestem. E não demorou muito, entre um ataque aqui, um milagre do Santo ali; numa jogada entre Capixaba e Diego Souza, a bola sobrou pra Cleiton Xavier, na entrada da área… Ele chutou forte e marcou o terceiro. A torcida catarinense, que já tinha começado a deixar o estádio depois do segundo gol palestrino, agora debandava de vez. Mas, o que eles esperavam? Jogavam contra o Palmeiras, p….!

Vencemos, tivemos boas atuações, principalmente de Obina, que vai fazendo aquilo para o qual foi contratado: gols, muitos deles. Ele é raçudo, está  fininho, motivado, recebe o apoio e o carinho da torcida, não falta aos treinos (é o primeiro a chegar e o último a sair); tirou o Flamengo do G-4(uhahau) para colocar o Palmeiras; calou os comentaristas imbecis, como os da Rádio Globo, que tentavam ridicularizar cada jogada dele, e também vai mostrando aos desconfiados torcedores (eu também), que OBINA É MELHOR QUE ETO’O!

BELLUZZO, AGORA QUE MURICY ESTÁ PROVAVELMENTE CONTRATADO, VÁ BUSCAR VALDÍVIA! VAMOS FAZER DESSE ANO O MELHOR DE TODOS!