O Palmeiras continua 100% no Paulistão… 5 jogos, 5 vitórias, melhor ataque, melhor defesa, melhor saldo de gols. E dessa vez foi contra o Santos.

Final de semana de primeiro grito de carnaval em São Paulo, milhões de pessoas nos blocos, e nem assim o Allianz ficou vazio. Ao contrário, o bloco “Unidos de Allianz Parque” estava entupido de gente… 38 mil pessoas.

Foi uma vitória tranquila do Palmeiras… e teria sido mais tranquila ainda não fosse o árbitro…

No primeiro jogo de Lucas Lima contra o seu ex-time, deu Verdão. Ainda que não tivesse levado perigo ao adversário o tempo todo, como gostamos nós, torcedores, o Palmeiras venceu o Santos com sobras e teve o domínio da partida.

O juiz, Flávio Rodrigues de Souza, mal tinha apitado o início de jogo e o Palmeiras já saía na frente. Com 2′, na segunda cobrança de escanteio palestrina, Antonio Carlos subiu mais que David Braz e, de cabeça, guardou no canto esquerdo de Vanderlei.  Uma bela cobrança de escanteio de Duduzinho (ele já participou de 5 dos 10 gols palmeirenses no ano). E foi bem pertinho de onde eu estava, que delícia de gol. Os jogadores todos se uniram num abraço gigante em volta do emocionado Antonio Carlos, os reservas correram lá na lateral pra comemorar com Roger…  nós nos abraçávamos na bancada…  Nosso “primeiro grito de carnaval” explodia no Allianz Parque.

E não tive como deixar de lembrar do treinamento de finalização em cobranças de escanteios e faltas que Roger Machado tinha dado no treinamento de preparação para o clássico.

Logo depois do gol, Lucas Lima mandou na trave uma cobrança de falta. Foi um lance rápido, a bola bateu no travessão, ficou viva na área,  mas eles conseguiram evitar que os palmeirenses aproveitassem o lance.

Jogo de torcida cantando forte…  de adversário meio perdido, sem força para ameaçar o Palmeiras. E só aos 13′ eles levaram perigo à nossa meta. Depois de uma falha individual – nosso primeiro erro de passe no jogo – , Arthur chutou pela direita e Jaílson fez uma boa defesa mandando pra escanteio. Na cobrança, Sasha subiu livre e cabeceou pro gol… porém, tinha um Jaílson no meio do caminho de Sasha… Jailsão da Massa fez uma defesaça e impediu o gol santista. Ô goleiro enjoado que não sabe o que é perder…

O jogo ficou meio devagar, o Palmeiras diminuiu o ritmo, esperando pelas oportunidades de contra atacar – e não estava errado. O primeiro clássico da temporada, o primeiro clássico de Roger e de alguns  jogadores aqui no Palmeiras… e estávamos ganhando, jogando melhor… O Santos até se animou com isso e rondou a nossa área, mas sem realmente levar perigo, a não ser nos dois lances, já citados, em que Jaílson resolveu.

Os palmeirenses se movimentavam bastante, trocavam de posição… O Verdão ditava o ritmo de jogo.

Já no final do primeiro tempo, com o Palmeiras voltando a empurrar o Santos para o seu campo de defesa, Felipe Melo desarmou Copete e foi pisado pelo santista… e  Flávio Rodrigues de Souza, o árbitro, deixou barato.  “Ainnn, ele errou o tempo da bola”, diriam alguns…

…………………….

Imagina o que diriam essas mesmas pessoas – que recebem ordens para falar mal do Palmeiras -, se fosse o Felipe Melo “errando o tempo da bola” e pisando algum adversário como Copete fez com ele? Levaria vermelho direto.  E mesmo tendo cometido outras faltas, além desse pisão que ficou impune, o santista só levaria um cartão no final da segunda etapa. Lucas Lima, no entanto,  levou um amarelo aos 25 minutos do primeiro tempo.

No segundo tempo, o Palmeiras voltou aceso. No primeiro minuto, Felipe Melo (que nos primeiros 45 minutos já tinha dado um drible num santista e o deixado procurando a bola e ele até hoje), chutou de fora da área , mas o goleiro segurou. Logo depois, Borja recebeu na área, mas Caju conseguiu chegar a tempo de travar o chute… No minuto seguinte, Thiago Martins, na cara do goleiro, cabeceou pro gol, mas Vanderlei fez uma boa defesa… Blitz do Palmeiras pra cima das sardinhas.

O relógio marcava 4 minutos do segundo tempo, Borja enfiou a bola para Willian, ele avançou tentando entrar na área , passou por dois, mas a bola escapou dele um pouquinho… Não deu nem tempo de a gente ver direito o que aconteceu e ela estava dentro do gol do Santos. Borja, na meia lua, espertíssimo, tão logo viu a bola que ia em sua direção, mandou um canudo de primeira que foi morrer no fundo da rede. Que gol lindo, Borjão! Fiquei feliz demais com o gol dele.

Com a tranquilidade de 2 x 0 no placar, o Palmeiras, que dominava o jogo, esperava o Santos… Nossa defesa estava bem… só se acontecesse algo muito inesperado para tomarmos um gol…

E, então, aos 17′, com o Santos ciscando em nossa área, o inesperado, não tão inesperado assim (as arbitragens sempre afanam o Palmeiras mesmo) aconteceu. Marcos Rocha não conseguiu evitar um escanteio, tocou na bola depois que ela havia saído, e ela voltou pro campo. O árbitro ignorou  a saída de bola e deu continuidade à jogada; os palmeirenses, achando que ele ia marcar o escanteio, se descuidaram – não deveriam – e o Santos descontou.

……………

……………

Veja só, a bola sai inteirinha pela linha de fundo e o juiz deixa a jogada seguir como se nada tivesse acontecido. Quais as chances de o Palmeiras fazer um gol nessas condições e não aparecer jornalista, árbitro de vídeo,  delegado, marciano, inca venusiano  informando ao quarto-árbitro que teve irregularidade na jogada?  Nenhuma, né?

Uns minutos depois, Tchê Tchê sofre pênalti de David Braz – ele entrou atropelando o palmeirense – e o juiz nada marca. O bandeira também não. A imagem abaixo foi tirada de um gif, mas dá pra ver muito bem. Com a perna direita estendida para o lado ele atinge o pé de apoio de Tchê Tchê, e com o corpo acerta o pé que domina a bola e derruba o palmeirense.

………………….

Difícil acreditarmos que juiz e bandeira não viram a falta… ou que acharam que ela foi normal.

Aos 30′, Roger atendeu a torcida e colocou Keno.  Dudu deu lugar a ele. O baixinho saiu aplaudidíssimo, aos gritos de “Dudu, guerreiro”. Keno também foi aplaudido ao entrar. Minutos depois, Bruno Henrique entrou no lugar de Tchê Tchê.

O Palmeiras seguro na marcação, seguro do meio pra trás, dominava o jogo e garantia o resultado, que só não era maior porque o árbitro não apitava direito. E ele resolveu ignorar mais um pênalti a favor do Palmeiras. Com quase 40 minutos de segundo tempo, BGod recebeu na área, levou um tranco e foi derrubado por Alison. O juiz nada marcou (não tive tempo de procurar essa imagem, mas logo ela estará aqui).

Roger ainda promoveu uma estreia; colocou Scarpa no lugar de Lucas Lima. Aplausos para os dois. Com 4 min de acréscimo, ele encerrou a partida. O Palmeiras, merecidamente, saiu com a vitória.

“Tô mi gostando” do Roger Carvalho. O time está jogando bem, ele parece saber lidar bem com o elenco de tantos bons jogadores.  Bancou o Borja no time e ele fez o gol da vitória, e tá jogando bem e se soltando cada vez mais… voltou o Pitbull para o lugar de onde ele não deveria ter saído… repete a escalação, mas mesmo assim sempre dá um jeito de dar oportunidade para os que estão no banco… O Palmeiras, do meio pra frente tá encardido, tem muita qualidade ali. 

Se do meio pra trás a coisa funcionar, estiver consistente, penso que o Palmeiras vai dar trabalho, muito trabalho. E o bom da coisa é que parece que o Roger está acertando esse do meio pra trás… 

Mas tem um porém… a diretoria tem que abrir os olhos e mantê-los bem abertos,  nas arbitragens. Dia desses meteram a mão na Ferroviária para favorecer um certo time, no clássico no Allianz era palpável a impressão de que o árbitro usava um critério diferente para cada time.  Flávio Rodrigues de Souza fez vistas grossas para muita botinada que deram em Dudu, em Lucas Lima, em Willian, fez vistas grossas para a mão adversária na cara do Keno, para a pisada no Pitbull… para a bola que saiu em escanteio e resultou em gol… para o pênalti cometido por David Braz, para o outro pênalti cometido por Alison…  e poderia ter mudado o resultado da partida.

Já sabemos que a pagadora de propina manda jornalistas meterem o pau no Palmeiras (um  ex-SporTV foi quem cantou essa bola), e como ela parece mandar no futebol e até na CBF, fica a pergunta:  será que esses árbitros, que prejudicam o Verdão, são instruídos para apitarem assim, são paus mandados também?

Abre o olho, Galiotte! E não dá mole não.

Um salve para o Brasileirão 2015 (dos muitos pênaltis não marcados, e do Galo tão sacaneado)…  um salve para o campeonato comprado em 2005… para o relógio de ouro, que o laranja do lavador de dinheiro deu de presente para o presidente da CBF… um salve para a lavagem de dinheiro de máfia russa, para as escutas telefônicas da PF, para os mandados de prisão – até mesmo para o presidente do clube… um salve para a empresa patrocinadora, que ia investir milhões num certo clube – e até comprar os naming rights de uma certa arena – mas não tinha nem CNPJ  -, um salve para a arena conseguida às custas das armações do maior bandido do país, às custas de propinas e de dinheiro roubado do povo… um salve para as “prestassaum”, que nunca são pagas, e para os salários atrasados… – Genghis Khan (sabia das coisas o Genghis Khan)

No Brasil de hoje em dia o rabo anda balançando o cachorro mesmo… O corrupto quer processar o juiz… O pervertido macula a inocência de crianças e diz que é “arte”…  A atriz acha que uma menina brincar de boneca é construção social das mais cruéis, mas cede seu nome e imagem – à custa de um bom dinheiro – para a fabricação de uma boneca,  que será vendida para… meninas.  A arrogante starlet, que faz apologia ao aborto e não tem filhos,  quer constranger e ensinar à uma senhora, de 70 anos, sobre a melhor forma de se cuidar e proteger uma criança… A famosa faz campanha pelo desarmamento, mas vai morar nos EUA, e diz que o que mais gosta na sua bem armada cidade é a… segurança. O famosão, aos 40 anos, tira a virgindade de uma menina de 13, também censura a publicação de biografias, mas se acha no direito de c@gar regras à sociedade e chamar os cidadãos comuns de… censores. O cara faz gol de mão, “sem sentir a mão na bola”, mas pede honestidade para os jogadores dos outros clubes… Os valores todos invertidos e subvertidos… e a hipocrisia é a moeda vigente.

E na onda da inversão de valores e da hipocrisia apareceu na boca de uns panacas o “Esquema Crefisa”… e na mais nova e estapafúrdia versão: “Se o rival do Palmeiras amarela nas partidas e não joga nada… se ele perde pontos no campeonato que lidera, ou mesmo se recebe um prejuízo no apito, em meio a inúmeros benefícios que tem recebido, é por causa da influência da patrocinadora do Palmeiras, que “está comprando o campeonato” (e ninguém explica o Parmera com 9 derrotas na competição)…

Bastou o “Lava-jato” passar a ter apenas 36% de rendimento no segundo turno e queimar boa parte da gordura que tinha acumulado no primeiro, bastou a diferença de pontos entre ele e o Palmeiras diminuir, que a paura baixou nos ‘lava jatenses’ todos, nos “imprenseiros” principalmente (haja fralda descartável pra tanta gente borrando as calças). Parecem estar se descabelando e vomitam um monte de bobagens (não sei porque estão com tanto medo do Palmeiras – ele briga pelo G4 -, a diferença de pontos entre os dois clubes ainda é bem grande, e o ‘Lava Jato’ só não leva o campeonato se for muito incompetente)…

A “Mamma Bruschetta” versão imprensa esportiva – um ‘jornaleiro’ torcedor do Lava Jato e, portanto, acostumado com títulos conquistados no trambique, acostumado  com essa régua de “mérito” -,  incapaz de admitir que seu time não anda jogando niente e querendo ganhar uns holofotes, of course – ,  de maneira nada honesta, passou a apontar a patrocinadora do Palmeiras como a “mentora de prejuízos no apito ao time ‘Lava Jato’ (prejuízos? aham!) : “Ainnn, tem esquema Crefisa”… Os caras jogam mal, tomam gols, e é por causa da Crefisa? O  Alfacio saiu  do  gol, outro dia, e foi pra área adversária (não voltou até hoje), deixou o gol vazio, e o Bahia fez 2 x 0  e é por interferência da Crefisa?  Ah, tá…

Vejamos se a coisa é mesmo como querem fazer parecer que é…

……………………………

 

Cuma? Até a CBF está mostrando o  ‘Lava Jato’ como favorecido pelo apito? O mais favorecido nesse Brasileirão 2017? Fim dos tempos! Mas os ‘lava jatenses’ não estão berrando o contrário? Se não fosse o levantamento da CBF, “jamais imaginaríamos” uma coisa assim, né? Teve uns erros contra eles sim, mas a CBF está certa, eles foram mais favorecidos do que prejudicados pelas arbitragens (foram garfados contra o Cheirinho, por exemplo, numa marcação muito mandrake de impedimento, mas aí é coisa entre os reis do apito). No entanto, a CBF errou ao dizer que o favorecimento se deu em apenas cinco ocasiões… ele aconteceu em mais oportunidades.

……………………………

……………………………

……………………………

 

……………………………

……………………………

 

Na lista de benefícios do apito para o ‘Lava Jato’ a CBF esqueceu o 2 x 2 diante do Atl-PR, na 14ª rodada… Pênalti de Moisés (COR) sobre Jonathan (ATL-PR) e com o auxiliar de linha de fundo/adicional, vendo de camarote o lance e fazendo de conta que não viu…

……………………………

Talvez o lance mais escabroso do campeonato. O adicional/auxiliar de linha de fundo devia estar em transe, porque olhava o lance, com totais condições de ver que foi com o braço, mas “não viu nada”, fez a egípcia e não abriu a boca, nem mesmo quando os vascaínos, revoltados, foram lá reclamar com ele… E depois de três derrotas no segundo turno, o Lava Jato voltava a vencer… com gol de braço do defensor do Jogo Limpo (para os outros).

…………………………..

……………………………

……………………………

 

A CBF esqueceu da 24ª rodada também. O 1 x 1 contra o São Paulo… E teve cada coisa nesse jogo…

Um gol do São Paulo foi anulado porque a arbitragem alegou que Pratto havia feito falta no goleiro Cássio. Repare, desde a cobrança do escanteio, Pratto está no mesmo lugar. Quem vai em sua direção, por trás, é o goleiro. A regra diz que o jogador teria que sair dali para dar espaço ao Alfacio? Não, né?

……………..   

……………..   

………………………………………………

http://espn.uol.com.br/video/729721_para-salvio-sao-paulo-teve-gol-legal-anulado-no-classico-veja 

O time leonor tomou um gol e reclamou que houve falta, não marcada, de Rodriguinho no lance. As imagens mostram que não foi exatamente um drible espetacular de Rodriguinho, como disseram alguns. Ele abraça, puxa e derruba o jogador leonor.  Petros até diria depois do jogo que os árbitros sempre marcavam esse tipo de falta quando ele jogava no ‘Lava Jato’.

……………..      

……………..      

Outro lance que a arbitragem deixou passar foi essa atrasada de bola, que o Alfacio pegou com a mão… Pablo até dá uma mudadinha de direção para poder tocar para o goleiro.

……………………………

 

……………..      

………………………………………………

Petros foi pisado por Maycon, e a arbitragem nada marcou…  Preste atenção às imagens… de perna esticada, pisando firme, Maycon pisa na dobra do cotovelo de Petros, depois, da uma deslizada no pé, e pisa igualmente forte na altura do punho do jogador leonor. Bem sem querer querendo, não? Qual seria a chance dessa agressão não virar cartão vermelho, na mesma hora, se Petros jogasse no time do Maycon, e o Maycon jogasse no time do Petros?

……………………………

……………………………

……………………………

O ‘Lava Jato’ vencia por 2 x 1 quando o juiz anulou um gol do Coritiba, por causa desse “impedimento” de Rildo…

……………………………

 

É bom ser ‘atrapalhado’ assim, não é mesmo? Se tem um esquema nessa  história,  ele certamente não visa favorecer o Palmeiras… e com toda a certeza a nossa patrocinadora nada tem a ver com isso…

Mesmo porque, é cada coisa absurda que as arbitragens têm deixado de marcar a favor do Alviverde… ou que, equivocadamente, têm marcado contra ele…

 

……………………………

……………………………

……………………………

……………..   

……………………………

……………………………

……………………………

……………..   

……………………………

……………………………

……………………………

………………………………………

……………..   

……………..   

………………………………….

E, mais recentemente,  teve pênalti no Borja, não marcado pela arbitragem, no jogo contra a Ponte Preta, na 29ª rodada… teve pênalti no Keno, também não marcado pela arbitragem, no jogo contra o Grêmio,  na 30ª rodada… que “Esquema Crefisa” mais furado esse, não?

 Inventa outra,  “Mamma Bruschetta”… essa não cola!

 

 

No Brasil dos dias de hoje é muito fácil dizer asneiras e tentar fazê-las virarem ‘verdades’… é um tal de “É gópi” pra cá,  ‘É gópi” pra lá, mesmo quando um impeachment, gostemos dele ou não, está previsto na Constituição… é muito fácil dizer que “homens são estupradores em potencial” e enfiar caraminholas desse tipo na cabeça de garotinhas bobinhas e incautas… É muito fácil se fartar de corrupção, e do que ela proporciona, e depois dizer “eu não sabia de nada”, e um monte de gente acreditar nisso…

A ignorância de muitos tudo permite… a ignorância acredita em qualquer coisa…

É muito fácil também, arbitragens passarem 36 rodadas, de um campeonato de 38, sem marcarem um pênalti sequer contra um determinado time, mesmo esse time tendo cometido vários, e daqueles bem escandalosos, “que dão na cara”, e muita gente acreditar que  esse determinado time conquistou suas vitórias legitimamente…

É/foi fácil pra caramba anularem várias partidas num outro campeonato (até partidas em que nada de errado ocorreu), por uma ‘suspeita’ de corrupção na arbitragem (e nunca teve cadeia ou qualquer outra punição para ninguém),  fazer um time – que perdera várias dessas partidas – jogá-las de novo, favorecê-lo no apito em uma delas, e dar a ele, de bandeja, um campeonato nacional…

É muito fácil também que, nesse mesmo ano de partidas sinistramente anuladas, o mesmo clube, que ganhou o campeonato de bandeja, tenha lavado dinheiro de máfia russa, com escutas telefônicas da PF comprovando isso, e até mesmo um vídeo de seu presidente revelando o que todo mundo sabia – que o campeão mesmo tinha que ter sido o outro time  – e, depois de tudo isso,  nenhuma punição ser dada ao clube, e o título, graças às vozes da imprensa, acabar sendo legitimado com o carimbo de “conquista honesta”…

É facílimo que, numa partida em que dois gols ilegais existiram e foram validados pela arbitragem – um de cada time -, um deles – E SÓ UM DELES – seja anulado por interferência externa (PROIBIDA PELA FIFA) e só depois de 13 minutos de “reunião de condomínio dentro de campo,  e enfiem na cabeça de todo mundo que isso foi lícito…

Mas tem coisa que, por mais que queiram fazer parecer verdade – a imprensa está nessa até o pescoço -, por mais que a repitam… não dá. Não dá para mancharem a campanha do Palmeiras no Brasileiro 2016 .

Apareceu agora um sujeito – um militante  alucinado do Freixo (que, por acaso, é flamenguista. Será que o militante também é?) -, do Sindicato dos Árbitros do… Rio de Janeiro (!?!?) – sindicato metido numa esparrela com a Cooperativa dos Árbitros -, sujeito que, segundo li, quando Gutemberg fez denúncias contra a Comissão de Arbitragem, apareceu com outra denúncia – desta vez contra Gutemberg – descredibilizando assim Gutemberg e as suas denúncias.

Pois esse mesma pessoa, apareceu na imprensa com a notícia de que Marco Polo Del Nero estaria pressionando as arbitragens para não errarem contra o Palmeiras.

Custo a acreditar que o ‘empiastro’ do Del Nero, que nunca esteve nem aí com o Palmeiras, tenha feito qualquer coisa do gênero, ainda mais, com as cores de “favorecer o Palmeiras” com que pintam essa atitude. Del Nero foi presidente de Federação Paulista e o Palmeiras ganhou um único título estadual no período, em 2008,  e, ainda assim, foi roubado escandalosamente na primeira semifinal contra o São Paulo, ocasião em que o famigerado PCO validou um gol de mão de Adriano, mesmo tendo visto o toque – a imprensinha achou linda essa malandragem do jogador.

Del Nero já estava na CBF, e o Palmeiras quase caiu em 2014, se salvou na última rodada; em 2015, foi prejudicado inúmeras vezes no apito (garfadíssimo por Guilherme Ceretta na final do Paulistão e em várias partidas do Brasileiro); era o time grande que mais jogava no famigerado horário da manhã; é o que perde mais mandos por causa da torcida enquanto outros clubes têm torcidas que brigam à vontade e nada acontece com eles; é o único que cumpre a pena maior, por brigas de torcida, até mesmo quando é o visitante e a responsabilidade deveria ser do mandante… é muita “proteção”, não é mesmo?

No entanto, não acho que seria ilícita  uma advertência para os árbitros não errarem . Árbitros não têm que errar mesmo, ou deveriam errar o menos possível, ainda mais num campeonato em que já ‘erraram’ MUITO, contra o Palmeiras principalmente, não é mesmo? NÃO ERRAR CONTRA O PALMEIRAS, OU CONTRA QUALQUER OUTRO CLUBE, É O CERTO. Errado seria se fosse o inverso, se ele pedisse para que o favorecessem… que ignorassem as suas infrações, os seus pênaltis escandalosos, que anulassem gols legítimos dos seus adversários… essas coisas que tanto fazem para alguns…  Apitar corretamente deveria ser o objetivo de qualquer árbitro, em qualquer partida, não é mesmo?

Mas, cá entre nós, supondo que isso seja verdade (tenho muitas e grandes dúvidas a respeito), demorou  para Del Nero pedir que as arbitragens sejam corretas, hein? E demorou muito! Todo mundo sabe o quanto prejudicaram o Palmeiras, e quem faz parecer o contrário está de mal com a tal da Dona Honestidade…

Pal 4 x 0 Atl-PR, já na primeira partida do campeonato, o goleiro do Atlético fez pênalti em Jesus, fez carga no jogador, por trás, deu uma cotovelada na cabeça dele (o palmeirense precisou até de atendimento médico),  e a arbitragem deixou por isso mesmo…

cotovelada-goleiro-em-Jesus

.

Ponte Preta 2 x 1 Palmeiras – A arbitragem anulou um gol de Gabriel Jesus alegando impedimento, no entanto, quem tocou a bola para a área, na direção do palmeirense, foi o jogador da Ponte Preta, portanto, o gol foi legal. O Palmeiras perdeu o jogo para a… arbitragem.

ponxpal-gol-legal-de-gjesus-anulado

.

.
São Paulo 1 x 0 Palmeiras –
O Palmeiras sofreu um gol originado em uma falta clara de Wesley em Dudu, e não assinalada pelo árbitro.

.

Palmeiras 4 x 3 Grêmio – Gol impedido de Bressan, que a arbitragem deu como gol legal…

PALxGre-gol-impedidoPALxGre2016-Gol-impedido

Geromel acerta um coice no jogador do Palmeiras… e fica por isso mesmo. Tche Tche é pisado e o árbitro transforma a agressão em falta do… Tche Tche. É muita vontade de querer marcar falta contra o Palmeiras, né?

PALxGre-gremista-senta-o-péPALxGre2016-falta-em-TcheTche2
Dudu sofre falta, é jogado pra fora do campo, e o juiz nada marca (em seguida, ele faz uma falta bem mais sutil, e o juiz assinala na hora). Gabriel Jesus leva uma botinada por trás, é puxado, e o juiz esquece o cartão no bolso.

PAL-Gre2016-Falta-em-Dudu-não-marcadaPALxGre2016-Falta-em-Jesus-1556

Pênalti de Geromel em Gabriel Jesus e a arbitragem não marca… É mole? Tudo isso em uma partida só. Se dependesse da “boa vontade” da arbitragem, o Palmeiras teria sido derrotado nessa partida.

PALxGre-pênalti-em-Jesus2PALxGre-pênalti-em-Jesus1

.

Flamengo 1 x 2 Palmeiras – Pênalti de Leo Duarte, num lance de vôlei, escancarado, que árbitro e  bandeira ” não viram”…

FlaxPal-pênalti-LéoDuarte

Nesse mesmo jogo,  Rafa Marques foi lançado e ia sair na cara do goleiro, Márcio Araújo fez a falta e derrubou o Rafa dentro da área. Uns acham que foi dentro, outros acham que foi fora a falta, mas foi falta, e quando o Rafa entraria na área com bola dominada, com grande chance de marcar mais um gol para o Palmeiras; falta pra expulsão. Dewson Freitas, árbitro, ignorou a falta e o cartão vermelho que deveria mostrar a Márcio Araújo.

.
Palmeiras 1 x 0 Corinthians
– Na imagem abaixo, à esquerda, impedimento do Corinthians, não marcado; na sequência, depois de uma falta em Prass, saiu o gol corintiano, que a arbitragem acertadamente anulou (a turma da “Lava-jato”, tão acostumada com o apito amigo, e ignorando o impedimento no início da jogada e a falta em Prass, queria que o gol fosse validado)…

Pal1x0LavaJato-12-06-2016ImpedimentoFelipePal1x0LavaJato-12-06-2016-Falta-em-Prass1

 

Dudu foi agredido por Fagner, que lhe desferiu uma cotovelada, de propósito – a imagem é clara, o corintiano se dirigiu a Dudu de cotovelo preparado -, e o árbitro nada marcou (Fagner parece ter  licença dos árbitros para agredir todo mundo e continuar em campo)…

Pal1x0LavaJato-12-06-2016-Fagner-agride-DuduPal1x0LavaJato-12-06-2016-Fagner-agride-Dudu1

.

Coritiba 2 x 2 Palmeiras – Gol impedido do Coritiba, nos acréscimos do segundo tempo, empatando a partida diante do Palmeiras. O Palmeiras deixou de vencer a partida por causa do “erro” de arbitragem facílimo de se ver…

Coritiba-gol-impedidoCoritiba-gol-impedido1

.

Palmeiras 3 x 1 Santa Cruz – Gol irregular do Santa Cruz, validado pela arbitragem. Na outra imagem,  Roger Guedes leva uma cotovelada no rosto (pertinho de onde estava o bandeira) e a arbitragem, ao invés de mostrar o vermelho para o jogador do Santa Cruz, faz de conta que não viu…

PalxStaCruz-impedimentoPal3x1StaCruz-Cotovelada-em-RGuedes

.

Cruzeiro 2 x 1 Palmeiras – Pênalti em Dracena, não marcado pela arbitragem. Na disputa de bola na área, e para que Dracena não chegasse na bola, Bruno Sena o empurra e nem árbitro e nem bandeira assinalam a falta.

cruxpal-penalti-em-dracena


.
Sport 1 x 3 Palmeiras
– Diego Souza pisa Thiago Santos, de propósito, e com os dois pés, e o árbitro não pune essa agressão, não expulsa Diego Souza…

Diego-Souza-pisa-ThiagoSantos-blog

Fora isso, teve uma falta escandalosa no Tche Tche, que, para o árbitro, virou tiro de meta… Teve ataque do Palmeiras, com cruzamento de Roger Guedes na linha de fundo, que a arbitragem marcou saída de bola, mas a bola não tinha saído…

.
Palmeiras 1 x 1 Santos
– O mesmo juiz que, na mesma partida, assinalou falta num toque na bola, involuntário de Barrios, deixou de marcar o toque de Zeca, na área. Se valendo de dois critérios diferentes para uma mesma infração, o juiz prejudicou o Palmeiras ao ignorar o pênalti cometido pelo santista. Falta é falta, em qualquer lugar do campo, na área, então, é que não pode ser ignorada.

.

Inter 0 x 1 Palmeiras – Zé Roberto (PAL) faz carga sobre o jogador Ariel, comete pênalti, e a arbitragem não marca nada.

.
Chapecoense 1 x 1 Palmeiras
– Gol ilegal da Chapecoense, validado pela arbitragem; pênalti em Cleiton Xavier, não assinalado pelo árbitro.

Chapecoense-gol-impedidoCX-pênalti

.
Palmeiras 1 x 0 São Paulo – 
No jogo do segundo turno, Mina fez um gol impedido, por alguns centímetros, e ele foi validado pela arbitragem. Mina estava (minimamente) impedido mesmo, porém, não se favoreceu da posição para fazer o gol. A zaga chegou muito antes da bola encontrar o MIna;  Maicon estava posicionado à frente do jogador , com totais condições de defender , quando Mina cabeceou, por trás  dos zagueiros.

impedimento-mina2impedimento-mina1


.
Palmeiras 1 x 1 Flamengo
–  No “lateral” que originou o gol do Flamengo, a bola não tinha saído, Mina evitou que a bola saísse. Na outra imagem, falta dura de Márcio Araújo em Gabriel Jesus. O flamenguista tinha acabado de levar amarelo por outra entrada dura, e o juiz aliviou pra não mostrar o vermelho ao rubro-negro (ele acabaria tendo que expulsar Márcio Araújo logo depois, porque, “inspirado”, o jogador do Flamengo, quase em seguida à falta em Jesus, acabaria cometendo uma terceira falta brusca, desleal).

lateral-mandrake-para-o-flamengoflamengo-mimimi-falta-marcioaraujo-em-jesus

Entrada faltosa em Roger Guedes, observada atentamente pelo árbitro, e não assinalada. Na última imagem, falta do flamenguista em Dudu; ele estica o pé para trás, atinge o pé de Dudu – e não a bola -, derruba o jogador palmeirense que entrava na área; o juiz nada marcou.

flamengo-mimimi-falta-em-guedes1flamengo-mimimi-falta-em-guedes2flamengo-mimimi-falta-em-guedes3flamengo-mimimi-falta-em-guedes4flamengo-mimimi-falta-em-guedes5flamengo-mimimi-toque-em-dudu

.

Corinthians 0 x 2 Palmeiras –  Vilson agrediu Roger Guedes, deliberadamente, deu uma cotovelada na cabeça do Guedes; o jogador do Palmeiras ficou sangrando, e o juiz, que tinha que ter mostrado o vermelho e expulsado o jogador corintiano,  não deu sequer um cartão amarelo pra ele.

.
Figueirense 1 x 2 Palmeiras
– O jogador do Figueirense faz carga em Dudu, se joga sobre ele, que entrava na área com bola dominada, e o juiz, ignorando o pênalti, assinala falta de Dudu; na cobrança de escanteio, que originou o gol do Figueirense (era tiro de meta para o Palmeiras, mas a arbitragem assinalou escanteio), Rafael Moura segurou o braço de Jaílson, o juiz nada marcou. Houve também um pênalti, não marcado, de Egídio-PAL no jogador do Figueirense.

figxpal-bra2016-penalti-em-dudu2figxpal-bra2016-heman-segura-jailson

.

Palmeiras 2 x 1 Sport – Pênalti de Diego Souza em Yerri Mina. O jogador do Sport , intencionalmente, deslocou o jogador palmeirense, para que ele não alcançasse a bola e não  conseguisse cabecear.

 

Os lances são inúmeros e não estão todos aqui, porque algumas imagens desaparecem, somem dos vídeos de melhores momentos… É um trabalhão encontrar todas. Teve uma penalidade máxima em Rafael Marques, por exemplo, no jogo diante do Cruzeiro… teve um pênalti no Dudu, não marcado (é lógico) no jogo contra o Santos, um empurrão em Vítor Hugo, na área, no jogo contra o Inter, no Allianz…  algumas imagens somem, porque são muito óbvias e não deixam margem para qualquer outra interpretação…  outras, apesar das “trocentas” câmeras da TV no estádio, são mostradas nos replays  (nem sempre tem replay dos lances suspeitos) apenas por ângulos que dificultam um print screen ou a confirmação do que você viu na hora do jogo…

Mas, ainda que faltem lances, é bastante significativo o que temos aqui em imagens e vídeos. Pois, façamos as contas, meio por cima mesmo, de como seria a pontuação do Palmeiras sem os erros de arbitragem que o prejudicaram e os que o favoreceram.

PON x PAL – mais 1 ponto para o Palmeiras
SAO x PAL – mais 1 ponto
CTB x PAL – mais 2 pontos
PAL x FLA – mais 2 pontos
CRU x PAL – mais 1 ponto (se o pênalti fosse marcado e convertido)
PAL x SAN – mais 2 pontos (se o pênalti fosse marcado e convertido)
CHA x PAL – mais 2 pontos
Total: 11 pontos

.
PAL x SAO / menos 2 Pontos para o Palmeiras
INT  x  PAL / menos 2 Pontos (se o pênalti fosse marcado e convertido)
Total: 4 pontos

Obs. No jogo contra o Figueirense houve um pênalti cometido pelo Figueirense sobre Dudu e não marcado, houve um pênalti cometido pelo Palmeiras, e não marcado, e houve uma marcação equivocada de escanteio e uma falta em Jaílson na jogada de gol do Figueirense… daria vitória do Palmeiras do mesmo jeito.

Portanto… sem levarmos em contar todas as faltas não marcadas (como aconteceu, por exemplo, na última rodada, diante do Inter, Dudu sofreu um ‘zilhão’ de faltas duras e o juiz deixou de marcar várias, VH foi deslocado na área e o juiz não marcou), os escanteios inventados para os adversários, a benevolência com as botinadas, os cartões vermelhos que não foram dados aos que deram cotoveladas… os amarelos ‘mandrakes’ que tiraram jogadores importantes dos nossos jogos (como o amarelo do Jaílson antes da partida contra o Santos. O goleiro do Sport fez cera várias vezes, mas  não levou cartão, na primeira enrolada do Jaílson, o juiz o amarelou e o  tirou do clássico), se o Palmeiras conquistou 4 pontos com erros de arbitragem, ELE PERDEU 11 (ONZE) PONTOS, TAMBÉM POR ERROS DE ARBITRAGEM…  Se tirarmos os 4 e somarmos mais 11, o Palmeiras teria 77 pontos,  Santos e Flamengo, só em relação aos jogos contra o Palmeiras, teriam 1 a menos cada. O campeonato, matematicamente falando, já teria um campeão, não é mesmo?

DEMOROU MUITO PRA PEDIR QUE NÃO ERREM, VIU DEL NERO? DEMOROU MUITO!