VAMOS COMBINAR?

“O medo de perder tira a vontade de ganhar” – Wanderley Luxemburgo

Vamos combinar? Essa humildade forçada de alguns é tão horrível quanto a soberba de outros…

Qual o problema de almejarmos que o Palmeiras seja campeão se ele tem chances de brigar pelo título? Isso é muito diferente de já se achar campeão, de achar que já ganhou, de contar vantagem sobre isso.

Por que temos que ficar dizendo que queremos apenas o G4? Só para parecermos diferentes dos flamenguistas e seu cheirinho de hepta? Uma coisa é ‘sentir cheiro de título’, fazer musiquinha para a conquista do título, de se achar campeão antes da hora, de torcedores comemorarem título antes de seu clube efetivamente conquistá-lo e enquanto o potencial e provável campeão é outro time… como fez o Cheirinho; outra coisa, bem diferente, é querer brigar por um título, mesmo sabendo que o líder tem boa vantagem e muito mais chances, é tentar fazer o melhor possível em uma reta final de torneio  pensando em chegar na ponta.

Claro que não vamos fazer/dizer as bobagens que fizeram/disseram os rubro-negros, nada disso, e nem poderíamos.  Mas seríamos muito burros se, com chances de o Palmeiras brigar pelo título, focássemos apenas no G4, não é mesmo? Sem ambição não se pega nem um ônibus.  Para pensarmos em título nosso time precisa fazer muito mais, precisa correr mais, suar mais, se superar a cada jogo, precisa defender mais, atacar mais, vencer muitas partidas, precisa fazer de cada jogo uma final… e, se fizermos assim, com título ou não, certamente a vaga no G4 terá sido conquistada.

Nossa próxima partida diante do Cruzeiro será uma pedreira; a partida seguinte, contra o  Lava Jato, vai ser outra pedreira. Todas as  partidas serão duras batalhas. E cada próxima partida sempre será a mais importante. Ninguém ganha antes de jogar.

É difícil pra caramba, e sabemos disso. Parece perto, mas está bem longe… Não dá para ter empolgação alguma. Mas não dá mesmo.  Se não tem “já ganhou” nem para o líder do campeonato, que anda com o c…oração na mão,  imagina se teria para nós, ou qualquer outro time, que estamos vários pontos atrás dele… No entanto, caso aconteça desse título gritar na nossa cara: “me leve”, não conseguiremos levá-lo se tivermos como única ambição uma vaguinha no G4. Para ficarmos entre os 4, podemos até perder a próxima partida, e a seguinte… para pensarmos em título, não podemos perder nenhuma delas.

Pra todos os efeitos o título é do Lava Jato, a pressão é lá com eles. Quem  lidera a competição há trocentas rodadas e se vê na obrigação de ganhar o título são eles. Nós somos francos atiradores.  Até outro dia mesmo, estávamos na festa só para comer os brigadeiros, porém surgiu uma chance de comermos o bolo também… Por que não? O Palmeiras tem alguma chance de conquistar esse título? Sim, tem! Então, vamos torcer para que aconteça. Se ele vai conseguir, é outra história. Nossa parte é só torcer.

É um passo de cada vez, é muito pé no chão, muito bom senso, muita vontade, determinação…  é focar sempre na próxima partida, é saber que vai ser uma final a cada jogo disputado, é esperar que o nosso rendimento suba e que o do líder continue muito ruim (e isso não depende de nós)… mas, se há alguma possibilidade, vamos pensar em buscar sim! E não há nada errado nisso. Afinal, não é pensando nos títulos que disputamos os campeonatos?

  • greensemstress

    No ano passado, após o jogo com a Chape e com o título garantido, ainda naquele tradicional “não caiu a ficha”, acho que a maioria estava na 2ª feira começando a despertar do sonho para a realidade quando chegou a notícia da queda do avião com a delegação da Chape em Medellin. Aquilo foi uma ducha de água fria na empolgação da galera que broxou geral com razão. Agora estamos subindo os degraus com segurança e com firmeza e até chegar ao topo pode ser que haja ainda algum pequeno vacilo mas vamos chegar lá no alto e então a alegria contida em 2016 vai se juntar a desse ano e vamos poder literalmente explodir e gritar alto. Para que isso se torne real, precisamos na 2ª feira, jogar com decisão e fritar/cozinhar os Crus. Mais uma vez (de novo e de novo) meu medo é o Egídio que até joga bem mas ele se julga craque do quilate do Marcelo e erra passes de 5 metros batendo sempre na bola de trivela e se marca pessimamente, cercar o atacante ele nem tem ideia do que seja isso. Talvez seja melhor ele tirar as chuteira e jogar de sandálias (da humildade). De resto, confio que vamos subir mais um degrau. Acho que precisamos enxergar sim cada degrau a ser galgado (jogo a jogo) para não tropeçar em nenhum deles mas também precisamos levantar os olhos para enxergar bem o topo sem errar a direção e vamos chegar lá sem desvio de rota.
    Avanti VERDÃO!!!

    • taniaclorofila

      Vai ser difícil a partida contra o Cruzeiro, vai ser difícil a partida contra os “Lava Jato”… assim como serão difíceis todas as que teremos que jogar até o fim do campeonato.
      Mas temos que ter vontade de vencer, temos que ir buscar as vitórias… de olho na possibilidade de conquistar o campeonato sim –
      essa possibilidade, é pequena, mas existe, é real – se o rendimento do líder continuar sendo tão ruim nesse segundo turno (36%), não só o Palmeiras, como Santos, Grêmio e até alguns mais abaixo na tabela têm condições de ultrapassá-lo.
      O que vai acontecer, não sabemos. Mas não podemos deixar de torcer… 😉

  • Marco

    Vejo esse clima de não comemorar antes apenas com uma estratégia de não dar munição ao inimigo, especialmente um inimigo que tem ao seu lado os meios de comunicação. Tenho certeza absoluta de que nosso elenco e nossa comissão técnica estão confiantes e terão a maior seriedade possível. Quanto à nossa torcida, também fará a sua parte sendo o décimo segundo jogador. Aliás, nosso décimo segundo jogador, a torcida, nos dá orgulho, ao contrário do décimo segundo, décimo terceiro, décimo quarto…. jogador do concorrente.

    • taniaclorofila

      Então, Marco, comemorar antes é uma coisa, e é sem noção mesmo. Serve só para instigar o inimigo. Ninguém ganha antes de matematicamente ratificar a conquista. Muito embora esteja na mão do Lava Jato esse título, nem seus torcedores podem comemorar ainda, que dirá os demais que estão tantos pontos atrás? Nós, que estamos mais próximos do líder, estamos há 6 pontos. E isso é muito.
      Mas fingir que não vamos tentar buscar, tendo chances de fazê-lo, é muito nada a ver. Temos que ter a postura de quem vai brigar pelo título sim, se a chance realmente surgir. Mas, com pé no chão, sabendo que é bastante difícil, e muito pouco provável que aconteça.