ESSE CLUBE TEM HISTÓRIA 

31 de Agosto é um dia de comemoração na história do Palmeiras… Das suas três conquistas do Troféu Ramon de Carranza, duas aconteceram num 31 de Agosto – a primeira, em 1969, e a terceira, em 1975. A segunda delas, comemoraremos amanhã, 1 de Setembro.

O Palmeiras participou seis vezes desse torneio, que acontece todos os anos desde 1955, e é chamado de “Taça das taças”. Os clubes  participantes são sempre escolhidos pelo anfitrião, o Cadiz FC, uma vez que é na  cidade de Cadiz e no Estádio Ramon de Carranza que a disputa acontece.

Em 1969, em sua primeira participação no Ramon de Carranza, o Palmeiras foi o campeão e se tornou o primeiro clube brasileiro a conquistar o torneio. Os participantes foram: Real Madrid, Atletico de Madrid, Estudiantes de La Plata e Palmeiras.

………………………………..

 

O torneio aconteceu em dois dias. No primeiro, 30/08/1969, o Palmeiras enfrentou o Atletico de Madrid –  Real Madrid e Estudiantes de La Plata fizeram o outro jogo. E ganhar torneio de maneira épica é com a gente mesmo, não é? Então… No tempo normal, o placar ficou no 1 x 1 (Cardoso marcou o gol palmeirense) e a vaga na final foi decidida nos pênaltis.

Chicão, nosso goleiro, defendeu 3 pênaltis  e o adversário chutou um pra fora (isso te parece familiar?). Cardoso e César converteram os seus e o Palmeiras foi à final com o Real Madrid.

No dia seguinte, 31 de Agosto de 1969, o Palmeiras de Chicão, Zé Carlos, Eurico, Baldocchi, Dé,  Jaime, Minuca, Copéu, Cardoso (César), Ademir, Serginho (Dusú), e comandado por Rubens Minelli, venceu o Real Madrid por 2 x 0 (gols de Zé Carlos e Dé) e se sagrou campeão. Nenhum clube brasileiro havia conquistada um Ramon de Carranza até aquele data.

                                      

..

E vale ser lembrado aqui… Já que estava na Espanha em excursão, o Palmeiras, alguns dias depois da conquista do Ramon de Carranza, foi à cidade de Barcelona  disputar o troféu “Cidade de Barcelona”. E num Camp Nou com 95 mil pessoas, o Palmeiras venceu o Barcelona por 2 x1 e voltou pra casa com mais um troféu na bagagem.

Em 1974 (01/09), o Ramon de Carranza foi disputado por Palmeiras, Santos, Barcelona e Spañol. Santos e Barcelona, de Pelé e Cruyff, eram os favoritos para fazerem a final.

                                      

Mas nem Pelé nem Cruyff chegariam à final… Num grande jogo de Ademir da Guia e Dudu, e numa partida impecável do Palmeiras conhecido como “Academia”, Leivinha e Ronaldo balançaram as redes e o Palmeiras venceu o poderoso Barcelona – com Cruyff , Neeskens e tudo -, por 2 x 0, ficando com a vaga para a final . No outro jogo, o Spañol sairia como finalista.

Na final, o Palmeiras de Leão, Eurico, Luís Pereira, Alfredo, Zeca, Édson, Ademir da Guia, Ronaldo (Fedato), Leivinha, César, Toninho Vanusa (Edu), e comandado por Oswaldo Brandão,  venceu o Spañol por 2 x 1 (gols de Leivinha e Luís Pereira), conquistando o Ramon de Carranza pela segunda vez. Na disputa pelo terceiro lugar, o Santos de Pelé foi goleado (4 x 1) pelo Barcelona de Cruyff, que o Palmeiras havia vencido na véspera.
………

                                      
………
………………………………..
………

………
No ano seguinte, num outro 31 de Agosto, o Palmeiras foi bi campeão do torneio (1974/1975), e conquistou o Ramon de Carranza pela terceira vez (naquele tempo, só se considerava um time bicampeão, tricampeão… quando as conquistas eram consecutivas).

Participaram da edição 1975: Palmeiras, Real Madrid, Real Zaragoza e Dinamo de Moscou.

                                        

No dia 30 de Agosto, o Palmeiras enfrentou o Real Zaragoza e venceu por 1 x 0, com gol de Ademir da Guia. Na outra partida, o forte time do Real Madrid, de Breitner, venceu o Dinamo de Moscou por 2 x 1. Mais uma vez, Palmeiras e Real Madrid se encontrariam em uma final…

No dia 31 de Agosto, apesar do favoritismo todo que o Real Madrid levava para a final, o Palmeiras, de Leão, Eurico, Luís Pereira, Arouca, João Carlos, Édson (Didi), Ademir da Guia, Edu, Leivinha, Fedato, Itamar, Ney, comandado por Dino Sani, a Academia venceu o bicho papão europeu por 3 x 1, com gols de Edu (1) e Itamar (2).

………………………………..

………………………………..

………
Esse vídeo, feito em 2015, conta um pouco mais sobre essa conquista…

 

E essa é só uma das muitas e gloriosas páginas que o Palmeiras escreveu no grande livro do futebol…
ESSE CLUBE TEM HISTÓRIA! 💚

 

 

  • Marco

    Não será campanha orquestrada, estudada e lançada em agência de publicidade de um gambá muito conhecido, impulsionada na mídia por um jornaleiro também muito conhecido, que irá desmerecer a grande trajetória da S.E. Palmeiras. A filosofia nazista de repetir uma mentira mil vezes até ela se tornar uma verdade não apagará nossa história.

    • taniaclorofila

      Não será mesmo, Marco.
      Alguns, por inveja, maldade, ou só pra esconder a sua inoperância em outros tempos, não se cansam de tentar desdourar a moeda alheia, não se cansam de tentar apagar coisas que a história escreveu. E a prática é nazista mesmo. E parte da imprensa e alguns “jornaleiros” a usam sem pudor algum. Mentem descaradamente.
      Mas, a menos que sumam com todas as páginas de jornais escritas a respeito do futebol, sumam com troféus, com vídeos, livros… a menos que sumam com o Youtube, com o Google, e consigam reescrever a história do futebol da maneira que lhes for conveniente… eles nunca apagarão a verdade, podem mentir quanto quiserem.
      Só os muito tapados, sem discernimento, acreditarão neles.

      A HISTÓRIA DO PALMEIRAS JAMAIS SERÁ APAGADA!