Palmeiras e Chapecoense… amigos para sempre

Cesar Greco/Ag Palmeiras/Reprodução

Cesar Greco/Ag Palmeiras/Reprodução

“Novas folhas, novas flores, na infinita benção do recomeço” – Chico Xavier
.
Estávamos todos esperando pelo amistoso com a Chape na Arena Condá, e os motivos eram muitos… Matar a saudade de ver o Palmeiras em campo… ver a Chape de volta – com curativos e bandagens no coração, é verdade, mas refeita, com jogadores estreantes, comandados agora por Vagner Mancini…  ver nossas novas contratações em campo… acompanharmos a reconstrução de um clube, um time;  fazermos parte, mesmo que de longe, do jogo histórico – que o Palmeiras propôs à Chape – recheado de carinho e amizade para o outro time verde que nosso coração adotou.

Claro que torceríamos pelo Palmeiras, não dá para fazer diferente em nenhum jogo, mas é claro também que o placar pouco nos importava. E ele ficou justo, perfeito para a ocasião: 2 x 2 (Douglas Grolli e Amaral marcaram os dois da Chape; do nosso lado, Raphael Veiga, estreante, que anda comendo a bola nos treinos na Academia, abriu o placar na Arena Condá; Vitinho, que fez muita gente lembrar do Mago pela visão de jogo e algumas enfiadas de bola, fez um golaço, empatou e fechou o placar; e ainda teve o Felipe Melo, emocionado na estreia com a verde esmeralda).

Mas tinha muito mais coisas envolvidas nisso… Antes mesmo do jogo ter início, um sentimento difícil de explicar tomava conta da gente, nos emocionava… Estádio cheio… torcedores das duas equipes  juntos na bancada…  a torcida da Chapecoense com uma faixa de agradecimento ao Palmeiras… os presidentes das duas equipes, que saíam de campo abraçados… a Chape agradecia ao Palmeiras em seu perfil no Twitter… Amaral, João Pedro e Nathan estavam no time catarinense… que orgulho eu senti/sinto ao ver o Palmeiras fazendo parte do renascimento da Chapecoense…

Amistoso-ChapexPalmeiras2017

Amistoso-ChapexPalmeiras2017b

O Palmeiras trazia o símbolo da Chapecoense na camisa, ao lado do seu próprio escudo, com a frase “#juntos”… a Chape também trazia o distintivo do Palmeiras na camisa… nosso coração, aquecido, parecia aumentar de tamanho.

Amistoso-ChapexPalmeiras2017camisas-Tweet

Amistoso-ChapexPalmeiras2017-Twitter
É muito mais do que apenas futebol…

O Palmeiras nos deu uma lição, pra vida. Ele foi além das palavras de comoção e solidariedade dos primeiros momentos da tragédia, ultrapassou qualquer barreira de rivalidade (o time catarinense sempre foi um adversário complicado pra gente) e ajudou a Chape a se reerguer. Estendeu a mão e a ajudou a se refazer, se renovar, a entrar em campo novamente…  a fazer com que aquela noite, de tanta dor e escuridão, finalmente amanhecesse, num jogo histórico, que foi acompanhado por vários outros países… grandes, os dois, o que estende a mão, e o que nela se apoia para recomeçar a caminhar. Palmeiras e Chapecoense…  amigos, irmãos.

Ninguém jamais vai esquecer o que houve, ninguém vai esquecer os jogadores campeões – nossos adversários num jogo de tanta alegria para nós, e pra eles também. O Palmeiras conquistava o eneacampeonato brasileiro e a Chapecoense, com o país todo torcendo por ela, vivia a alegria de disputar uma final internacional – eles estarão pra sempre guardados em nossa memória e em nosso coração, mas a vida seguirá seu curso agora e, com ela, novas alegrias hão de vir…

Amanheceu para a Chape, ela está de volta aos gramados, e vai recomeçar, com novas folhas, novas flores…   Obrigada por fazer parte disso, Palmeiras, por fazer exatamente do jeito que fez, você nos encheu de orgulho.

Palmeiras e Chapecoense… amigos para sempre. E que Deus ilumine os caminhos dos dois.

 

  • Denny Dias

    Palmeiras e Chape, Amigos para sempre!!! Lindo texto, emocionante.