PÔ, DEL NERO, SÓ AGORA QUE OS ÁRBITROS NÃO PODEM ERRAR?

No Brasil dos dias de hoje é muito fácil dizer asneiras e tentar fazê-las virarem ‘verdades’… é um tal de “É gópi” pra cá,  ‘É gópi” pra lá, mesmo quando um impeachment, gostemos dele ou não, está previsto na Constituição… é muito fácil dizer que “homens são estupradores em potencial” e enfiar caraminholas desse tipo na cabeça de garotinhas bobinhas e incautas… É muito fácil se fartar de corrupção, e do que ela proporciona, e depois dizer “eu não sabia de nada”, e um monte de gente acreditar nisso…

A ignorância de muitos tudo permite… a ignorância acredita em qualquer coisa…

É muito fácil também, arbitragens passarem 36 rodadas, de um campeonato de 38, sem marcarem um pênalti sequer contra um determinado time, mesmo esse time tendo cometido vários, e daqueles bem escandalosos, “que dão na cara”, e muita gente acreditar que  esse determinado time conquistou suas vitórias legitimamente…

É/foi fácil pra caramba anularem várias partidas num outro campeonato (até partidas em que nada de errado ocorreu), por uma ‘suspeita’ de corrupção na arbitragem (e nunca teve cadeia ou qualquer outra punição para ninguém),  fazer um time – que perdera várias dessas partidas – jogá-las de novo, favorecê-lo no apito em uma delas, e dar a ele, de bandeja, um campeonato nacional…

É muito fácil também que, nesse mesmo ano de partidas sinistramente anuladas, o mesmo clube, que ganhou o campeonato de bandeja, tenha lavado dinheiro de máfia russa, com escutas telefônicas da PF comprovando isso, e até mesmo um vídeo de seu presidente revelando o que todo mundo sabia – que o campeão mesmo tinha que ter sido o outro time  – e, depois de tudo isso,  nenhuma punição ser dada ao clube, e o título, graças às vozes da imprensa, acabar sendo legitimado com o carimbo de “conquista honesta”…

É facílimo que, numa partida em que dois gols ilegais existiram e foram validados pela arbitragem – um de cada time -, um deles – E SÓ UM DELES – seja anulado por interferência externa (PROIBIDA PELA FIFA) e só depois de 13 minutos de “reunião de condomínio dentro de campo,  e enfiem na cabeça de todo mundo que isso foi lícito…

Mas tem coisa que, por mais que queiram fazer parecer verdade – a imprensa está nessa até o pescoço -, por mais que a repitam… não dá. Não dá para mancharem a campanha do Palmeiras no Brasileiro 2016 .

Apareceu agora um sujeito – um militante  alucinado do Freixo (que, por acaso, é flamenguista. Será que o militante também é?) -, do Sindicato dos Árbitros do… Rio de Janeiro (!?!?) – sindicato metido numa esparrela com a Cooperativa dos Árbitros -, sujeito que, segundo li, quando Gutemberg fez denúncias contra a Comissão de Arbitragem, apareceu com outra denúncia – desta vez contra Gutemberg – descredibilizando assim Gutemberg e as suas denúncias.

Pois esse mesma pessoa, apareceu na imprensa com a notícia de que Marco Polo Del Nero estaria pressionando as arbitragens para não errarem contra o Palmeiras.

Custo a acreditar que o ‘empiastro’ do Del Nero, que nunca esteve nem aí com o Palmeiras, tenha feito qualquer coisa do gênero, ainda mais, com as cores de “favorecer o Palmeiras” com que pintam essa atitude. Del Nero foi presidente de Federação Paulista e o Palmeiras ganhou um único título estadual no período, em 2008,  e, ainda assim, foi roubado escandalosamente na primeira semifinal contra o São Paulo, ocasião em que o famigerado PCO validou um gol de mão de Adriano, mesmo tendo visto o toque – a imprensinha achou linda essa malandragem do jogador.

Del Nero já estava na CBF, e o Palmeiras quase caiu em 2014, se salvou na última rodada; em 2015, foi prejudicado inúmeras vezes no apito (garfadíssimo por Guilherme Ceretta na final do Paulistão e em várias partidas do Brasileiro); era o time grande que mais jogava no famigerado horário da manhã; é o que perde mais mandos por causa da torcida enquanto outros clubes têm torcidas que brigam à vontade e nada acontece com eles; é o único que cumpre a pena maior, por brigas de torcida, até mesmo quando é o visitante e a responsabilidade deveria ser do mandante… é muita “proteção”, não é mesmo?

No entanto, não acho que seria ilícita  uma advertência para os árbitros não errarem . Árbitros não têm que errar mesmo, ou deveriam errar o menos possível, ainda mais num campeonato em que já ‘erraram’ MUITO, contra o Palmeiras principalmente, não é mesmo? NÃO ERRAR CONTRA O PALMEIRAS, OU CONTRA QUALQUER OUTRO CLUBE, É O CERTO. Errado seria se fosse o inverso, se ele pedisse para que o favorecessem… que ignorassem as suas infrações, os seus pênaltis escandalosos, que anulassem gols legítimos dos seus adversários… essas coisas que tanto fazem para alguns…  Apitar corretamente deveria ser o objetivo de qualquer árbitro, em qualquer partida, não é mesmo?

Mas, cá entre nós, supondo que isso seja verdade (tenho muitas e grandes dúvidas a respeito), demorou  para Del Nero pedir que as arbitragens sejam corretas, hein? E demorou muito! Todo mundo sabe o quanto prejudicaram o Palmeiras, e quem faz parecer o contrário está de mal com a tal da Dona Honestidade…

Pal 4 x 0 Atl-PR, já na primeira partida do campeonato, o goleiro do Atlético fez pênalti em Jesus, fez carga no jogador, por trás, deu uma cotovelada na cabeça dele (o palmeirense precisou até de atendimento médico),  e a arbitragem deixou por isso mesmo…

cotovelada-goleiro-em-Jesus

.

Ponte Preta 2 x 1 Palmeiras – A arbitragem anulou um gol de Gabriel Jesus alegando impedimento, no entanto, quem tocou a bola para a área, na direção do palmeirense, foi o jogador da Ponte Preta, portanto, o gol foi legal. O Palmeiras perdeu o jogo para a… arbitragem.

ponxpal-gol-legal-de-gjesus-anulado

.

.
São Paulo 1 x 0 Palmeiras –
O Palmeiras sofreu um gol originado em uma falta clara de Wesley em Dudu, e não assinalada pelo árbitro.

.

Palmeiras 4 x 3 Grêmio – Gol impedido de Bressan, que a arbitragem deu como gol legal…

PALxGre-gol-impedidoPALxGre2016-Gol-impedido

Geromel acerta um coice no jogador do Palmeiras… e fica por isso mesmo. Tche Tche é pisado e o árbitro transforma a agressão em falta do… Tche Tche. É muita vontade de querer marcar falta contra o Palmeiras, né?

PALxGre-gremista-senta-o-péPALxGre2016-falta-em-TcheTche2
Dudu sofre falta, é jogado pra fora do campo, e o juiz nada marca (em seguida, ele faz uma falta bem mais sutil, e o juiz assinala na hora). Gabriel Jesus leva uma botinada por trás, é puxado, e o juiz esquece o cartão no bolso.

PAL-Gre2016-Falta-em-Dudu-não-marcadaPALxGre2016-Falta-em-Jesus-1556

Pênalti de Geromel em Gabriel Jesus e a arbitragem não marca… É mole? Tudo isso em uma partida só. Se dependesse da “boa vontade” da arbitragem, o Palmeiras teria sido derrotado nessa partida.

PALxGre-pênalti-em-Jesus2PALxGre-pênalti-em-Jesus1

.

Flamengo 1 x 2 Palmeiras – Pênalti de Leo Duarte, num lance de vôlei, escancarado, que árbitro e  bandeira ” não viram”…

FlaxPal-pênalti-LéoDuarte

Nesse mesmo jogo,  Rafa Marques foi lançado e ia sair na cara do goleiro, Márcio Araújo fez a falta e derrubou o Rafa dentro da área. Uns acham que foi dentro, outros acham que foi fora a falta, mas foi falta, e quando o Rafa entraria na área com bola dominada, com grande chance de marcar mais um gol para o Palmeiras; falta pra expulsão. Dewson Freitas, árbitro, ignorou a falta e o cartão vermelho que deveria mostrar a Márcio Araújo.

.
Palmeiras 1 x 0 Corinthians
– Na imagem abaixo, à esquerda, impedimento do Corinthians, não marcado; na sequência, depois de uma falta em Prass, saiu o gol corintiano, que a arbitragem acertadamente anulou (a turma da “Lava-jato”, tão acostumada com o apito amigo, e ignorando o impedimento no início da jogada e a falta em Prass, queria que o gol fosse validado)…

Pal1x0LavaJato-12-06-2016ImpedimentoFelipePal1x0LavaJato-12-06-2016-Falta-em-Prass1

 

Dudu foi agredido por Fagner, que lhe desferiu uma cotovelada, de propósito – a imagem é clara, o corintiano se dirigiu a Dudu de cotovelo preparado -, e o árbitro nada marcou (Fagner parece ter  licença dos árbitros para agredir todo mundo e continuar em campo)…

Pal1x0LavaJato-12-06-2016-Fagner-agride-DuduPal1x0LavaJato-12-06-2016-Fagner-agride-Dudu1

.

Coritiba 2 x 2 Palmeiras – Gol impedido do Coritiba, nos acréscimos do segundo tempo, empatando a partida diante do Palmeiras. O Palmeiras deixou de vencer a partida por causa do “erro” de arbitragem facílimo de se ver…

Coritiba-gol-impedidoCoritiba-gol-impedido1

.

Palmeiras 3 x 1 Santa Cruz – Gol irregular do Santa Cruz, validado pela arbitragem. Na outra imagem,  Roger Guedes leva uma cotovelada no rosto (pertinho de onde estava o bandeira) e a arbitragem, ao invés de mostrar o vermelho para o jogador do Santa Cruz, faz de conta que não viu…

PalxStaCruz-impedimentoPal3x1StaCruz-Cotovelada-em-RGuedes

.

Cruzeiro 2 x 1 Palmeiras – Pênalti em Dracena, não marcado pela arbitragem. Na disputa de bola na área, e para que Dracena não chegasse na bola, Bruno Sena o empurra e nem árbitro e nem bandeira assinalam a falta.

cruxpal-penalti-em-dracena


.
Sport 1 x 3 Palmeiras
– Diego Souza pisa Thiago Santos, de propósito, e com os dois pés, e o árbitro não pune essa agressão, não expulsa Diego Souza…

Diego-Souza-pisa-ThiagoSantos-blog

Fora isso, teve uma falta escandalosa no Tche Tche, que, para o árbitro, virou tiro de meta… Teve ataque do Palmeiras, com cruzamento de Roger Guedes na linha de fundo, que a arbitragem marcou saída de bola, mas a bola não tinha saído…

.
Palmeiras 1 x 1 Santos
– O mesmo juiz que, na mesma partida, assinalou falta num toque na bola, involuntário de Barrios, deixou de marcar o toque de Zeca, na área. Se valendo de dois critérios diferentes para uma mesma infração, o juiz prejudicou o Palmeiras ao ignorar o pênalti cometido pelo santista. Falta é falta, em qualquer lugar do campo, na área, então, é que não pode ser ignorada.

.

Inter 0 x 1 Palmeiras – Zé Roberto (PAL) faz carga sobre o jogador Ariel, comete pênalti, e a arbitragem não marca nada.

.
Chapecoense 1 x 1 Palmeiras
– Gol ilegal da Chapecoense, validado pela arbitragem; pênalti em Cleiton Xavier, não assinalado pelo árbitro.

Chapecoense-gol-impedidoCX-pênalti

.
Palmeiras 1 x 0 São Paulo – 
No jogo do segundo turno, Mina fez um gol impedido, por alguns centímetros, e ele foi validado pela arbitragem. Mina estava (minimamente) impedido mesmo, porém, não se favoreceu da posição para fazer o gol. A zaga chegou muito antes da bola encontrar o MIna;  Maicon estava posicionado à frente do jogador , com totais condições de defender , quando Mina cabeceou, por trás  dos zagueiros.

impedimento-mina2impedimento-mina1


.
Palmeiras 1 x 1 Flamengo
–  No “lateral” que originou o gol do Flamengo, a bola não tinha saído, Mina evitou que a bola saísse. Na outra imagem, falta dura de Márcio Araújo em Gabriel Jesus. O flamenguista tinha acabado de levar amarelo por outra entrada dura, e o juiz aliviou pra não mostrar o vermelho ao rubro-negro (ele acabaria tendo que expulsar Márcio Araújo logo depois, porque, “inspirado”, o jogador do Flamengo, quase em seguida à falta em Jesus, acabaria cometendo uma terceira falta brusca, desleal).

lateral-mandrake-para-o-flamengoflamengo-mimimi-falta-marcioaraujo-em-jesus

Entrada faltosa em Roger Guedes, observada atentamente pelo árbitro, e não assinalada. Na última imagem, falta do flamenguista em Dudu; ele estica o pé para trás, atinge o pé de Dudu – e não a bola -, derruba o jogador palmeirense que entrava na área; o juiz nada marcou.

flamengo-mimimi-falta-em-guedes1flamengo-mimimi-falta-em-guedes2flamengo-mimimi-falta-em-guedes3flamengo-mimimi-falta-em-guedes4flamengo-mimimi-falta-em-guedes5flamengo-mimimi-toque-em-dudu

.

Corinthians 0 x 2 Palmeiras –  Vilson agrediu Roger Guedes, deliberadamente, deu uma cotovelada na cabeça do Guedes; o jogador do Palmeiras ficou sangrando, e o juiz, que tinha que ter mostrado o vermelho e expulsado o jogador corintiano,  não deu sequer um cartão amarelo pra ele.

.
Figueirense 1 x 2 Palmeiras
– O jogador do Figueirense faz carga em Dudu, se joga sobre ele, que entrava na área com bola dominada, e o juiz, ignorando o pênalti, assinala falta de Dudu; na cobrança de escanteio, que originou o gol do Figueirense (era tiro de meta para o Palmeiras, mas a arbitragem assinalou escanteio), Rafael Moura segurou o braço de Jaílson, o juiz nada marcou. Houve também um pênalti, não marcado, de Egídio-PAL no jogador do Figueirense.

figxpal-bra2016-penalti-em-dudu2figxpal-bra2016-heman-segura-jailson

.

Palmeiras 2 x 1 Sport – Pênalti de Diego Souza em Yerri Mina. O jogador do Sport , intencionalmente, deslocou o jogador palmeirense, para que ele não alcançasse a bola e não  conseguisse cabecear.

 

Os lances são inúmeros e não estão todos aqui, porque algumas imagens desaparecem, somem dos vídeos de melhores momentos… É um trabalhão encontrar todas. Teve uma penalidade máxima em Rafael Marques, por exemplo, no jogo diante do Cruzeiro… teve um pênalti no Dudu, não marcado (é lógico) no jogo contra o Santos, um empurrão em Vítor Hugo, na área, no jogo contra o Inter, no Allianz…  algumas imagens somem, porque são muito óbvias e não deixam margem para qualquer outra interpretação…  outras, apesar das “trocentas” câmeras da TV no estádio, são mostradas nos replays  (nem sempre tem replay dos lances suspeitos) apenas por ângulos que dificultam um print screen ou a confirmação do que você viu na hora do jogo…

Mas, ainda que faltem lances, é bastante significativo o que temos aqui em imagens e vídeos. Pois, façamos as contas, meio por cima mesmo, de como seria a pontuação do Palmeiras sem os erros de arbitragem que o prejudicaram e os que o favoreceram.

PON x PAL – mais 1 ponto para o Palmeiras
SAO x PAL – mais 1 ponto
CTB x PAL – mais 2 pontos
PAL x FLA – mais 2 pontos
CRU x PAL – mais 1 ponto (se o pênalti fosse marcado e convertido)
PAL x SAN – mais 2 pontos (se o pênalti fosse marcado e convertido)
CHA x PAL – mais 2 pontos
Total: 11 pontos

.
PAL x SAO / menos 2 Pontos para o Palmeiras
INT  x  PAL / menos 2 Pontos (se o pênalti fosse marcado e convertido)
Total: 4 pontos

Obs. No jogo contra o Figueirense houve um pênalti cometido pelo Figueirense sobre Dudu e não marcado, houve um pênalti cometido pelo Palmeiras, e não marcado, e houve uma marcação equivocada de escanteio e uma falta em Jaílson na jogada de gol do Figueirense… daria vitória do Palmeiras do mesmo jeito.

Portanto… sem levarmos em contar todas as faltas não marcadas (como aconteceu, por exemplo, na última rodada, diante do Inter, Dudu sofreu um ‘zilhão’ de faltas duras e o juiz deixou de marcar várias, VH foi deslocado na área e o juiz não marcou), os escanteios inventados para os adversários, a benevolência com as botinadas, os cartões vermelhos que não foram dados aos que deram cotoveladas… os amarelos ‘mandrakes’ que tiraram jogadores importantes dos nossos jogos (como o amarelo do Jaílson antes da partida contra o Santos. O goleiro do Sport fez cera várias vezes, mas  não levou cartão, na primeira enrolada do Jaílson, o juiz o amarelou e o  tirou do clássico), se o Palmeiras conquistou 4 pontos com erros de arbitragem, ELE PERDEU 11 (ONZE) PONTOS, TAMBÉM POR ERROS DE ARBITRAGEM…  Se tirarmos os 4 e somarmos mais 11, o Palmeiras teria 77 pontos,  Santos e Flamengo, só em relação aos jogos contra o Palmeiras, teriam 1 a menos cada. O campeonato, matematicamente falando, já teria um campeão, não é mesmo?

DEMOROU MUITO PRA PEDIR QUE NÃO ERREM, VIU DEL NERO? DEMOROU MUITO!

 

  • Marco

    Tânia, parabéns pelo trabalho. Matéria que deveria sair na imprensa, mas que não é feita por falta de profissionalismo de quem deveria noticiar os fatos e não escondê-los.
    Esse é um ponto fundamental para o levantamento de falhas de arbitragem em jogos do Palmeiras.
    Muitos lances capitais foram escondidos nas coberturas esportivas e nas transmissão dos jogos. Lances tirados da história do campeonato, enquanto outros muito menos significativos foram transformados em casos de guerra.

  • Marco

    Pequeno exemplo de alguns lances escondidos, ignorados ou minimizados em jogos do Palmeiras pela cobertura (ou ausência dela) em jogos do Palmeiras:

    Palmeiras x Santos – Primeiro turno – duas penalidades, uma minimizada, a do domínio com o braço. Outra, escondida, corte com o braço esticado em chute frontal ao gol. Amas no segundo tempo.
    Santos x Palmeiras – Segundo turno – Empurrão sobre o Dudu pelas costas, para não completar de “peixinho” um cruzamento da direita.

    Figueirense x Palmeiras – Penalidade sobre Dudu, carga pelas costas. Tratada como situação normal de jogo, assim como a cotovelada dada sobre Gabriel Jesus. Para ser penalidade a favor do Palmeiras, somente com fratura exposta ou tiro na cabeça.

    Palmeiras x Atlético MG – Penalidade sobre Roger Guedes, no segundo tempo. Tranco por trás. Jogada que sumiu de toda a cobertura esportiva. Não apareceu em nenhum resumo de jogo.

    Palmeiras x Cruzeiro em Araraquara – Duas penalidades, uma sobre Gabriel Jesus (uma gravata) e outra sobre Rafael Marques, aos 40 do segundo tempo. Semelhante à sofrida pelo Dudu contra o Santos.

    Com certeza, até entre os palmeirenses, muita gente nem vai se lembrar desses lances ou nem sabe da existência deles. Graças à cobertura esportiva ou a falta dela, foram situações retiradas da história do campeonato.

    O interessante nessa história é o comportamento distraído da imprensa esportiva quando o Palmeiras é prejudicado, confrontando com a atenção cirúrgica demonstrada em lances a favor do Palmeiras. No último jogo contra o Inter, a tal rgt tentou de todas as formas questionar se houve escanteio ou não antes do gol palmeirense. Desmentida pelas imagens, não tiveram como atribuir qualquer irregularidade ao lance, mas ficou evidenciado a falta de profissionalismo (ou seria vergonha na cara) da emissora e de seus “profissionais”.

    • taniaclorofila

      Marco, no texto faltou a cotovelada no Jesus. Tenho a imagem aqui, mas são tantos os erros, que acabei me esquecendo. Jesus foi dar uma caneta no adversário , levou uma porrada na cara e o juiz deu amarelo para o agressor e para… o agredido.
      Essas, do Cruzeiro, e a do jogo contra o Galo, preciso caçar para editar o texto.

      E nós só temos esse trabalhão, porque o “trabalho” da imprensinha é muito sujo. Imagino que tenha a ver com o caráter de alguns de seus “profissionais”. Fazem qualquer coisa, inventam, distorcem, escondem, omitem… por falta de caráter. Jornalismo é outra coisa.

  • Paulo Rogério Almeida

    É fogo… Bom, nesses lances todos ai, o do jogo do Corinthians no primeiro turno em nossa casa, sequer o gol foi anulado, a falta no Prass foi marcada (o apito dá pra escutar até pela tv, que faz questão de “diminuir” o volume), ali o jogo já estava parado. Um lance com três infrações.
    No jogo contra o Cruzeiro no Mineirão, o pênalti no Dracena existiu, PORÉM, o Dracena estava em posição de impedimento quando recebeu a bola, logo, ainda bem que não deram esse pênalti, pois se originou de uma jogada irregular.
    O fato é, se a arbitragem fosse correta, o Palmeiras no mínimo, já estava com o campeonato ganho, de forma antecipada!

    • taniaclorofila

      Paulinho, não podemos simplesmente descartar os pontos das penalidades máximas que não foram marcadas, não contar com isso, ou não reclamar da não marcação dessas infrações, porque sabemos que se acerta muito mais do que se erra nas cobranças, né?
      Se pegarmos o histórico dos times nas cobranças de pênaltis veremos que a maioria deles acertou muito mais do que errou.

    • Marco

      Paulo, para fazer as comparações é preciso estabelecer um critério e seguir esse critério para os dois lados. O trabalho recente com o título: “Brasileiro 2016 – A Verdade” teve como critério que todas as penalidades reclamadas existiram (inclusive aquela para o Figueirense que o Rafael Silva força a imagem pulando como nadador) e foram convertidas.
      Quanto ao possível impedimento do Dracena no primeiro turno contra o Cruzeiro, não tive essa impressão durante o jogo e o que reforça minha interpretação é que o lance de possível impedimento não foi repetido pela TV. Veja que agora em Palmeiras x Inter, para tentar achar algo de errado no gol do Palmeiras, tentaram induzir que não foi escanteio, um absurdo logo desmentido pelas imagens.
      Nessa mesma linha, a penalidade reclamada pelo Inter no primeiro turno nasceu de uma falta não marcada sobre Leandro Pereira. Alguém viu em alguma publicação da imprensa a citação de que a jogada do Inter começou de forma irregular?
      Aproveito para voltar a citar a dificuldade que temos em localizar as imagens de lances que nos prejudicam, como esses que citei no comentário acima. Ainda sobre a penalidade reclamada pelo Figueirense, nessa vez não ouvimos nenhuma justificativa estilo Maurício Noriega de que o árbitro não marcou a infração porque o atacante forçou demais a queda.

      Uma coisa é certa, estamos fazendo hora extra neste campeonato. Já deveríamos ter o título assegurado, até deixando de “gorjeta” vários lances.

      • taniaclorofila

        A questão não é só essa, Marco. Então, teve um impedimento (preciso conferir isso e editar a postagem se for preciso), que a arbitragem não viu, por isso não marcou – acredito que não viu mesmo, pq se estivesse querendo fazer de conta que não viu, se quisesse beneficiar o Palmeiras, jamais deixaria de marcar a penalidade ocorrida na sequência do lance -. isso até pode acontecer, muitas vezes, os árbitros não veem as posições ilegais, no entanto, na maioria das vezes, os bandeiras têm totais condições de assinalar os impedimentos.
        Mas a arbitragem não viu e, por isso, não marcou. E, se ela não viu impedimento algum na jogada, por que não marcou o pênalti, se ele foi bem claro? Essa é a questão…
        E, ainda que esse lance não seja computado, a história não muda, o Palmeiras já seria o campeão sem os “erros” de arbitragem.

  • Fernando José Fernandes

    Tânia, continua sendo ímpar em seus comentários, um verdadeiro documentário,
    Onde os acéfalos e massa de manobra podem se informar e tirar suas dúvidas se é que as tem. Literalmente mais um show de transparência, onde isto foge e muito de nossa imprensa canalha e hipócrita.
    Na minha opinião, deveria ser obrigatória sua leitura a todos palmeirenses.
    Parabéns…mesmo!!!
    Abraço.

    • taniaclorofila

      Muito obrigada, Fernando.
      É o fim da picada esse monte de gente sacana ter coragem de dizer que o Palmeiras está quase conquistando o título de maneira ilícita. Nós, e o Brasil todo, vimos a picaretagem acontecer ano passado, e a imprensinha, que é bem canalha mesmo, cheia de torcedores profissionais de imprensa, ficou praticamente de bico fechado, fazendo de conta que não viu e não sabia de nada.
      Nesse ano – nos anteriores também -, o Palmeiras foi muuuuuito mais prejudicado pelas arbitragens do que o contrário e os vigaristas, só por causa do despeito que sentem, tentam fazer parecer o contrário.
      Mas a gente não deixa… rsrs

      Um abraço!!! #VeeemENEA

  • Azevedo

    Palmeiras minha vida é você!

  • Sergio Tomazzeli

    Com todos estes pontos, já era para o Palmeiras, estar Campeão Brasileiro, Enfim Contra Tudo, e Contra Todos…!!! Avanti Palmeiras…!!! é Nóis Tmj BELA MATÉRIA ESTÃO DE PARABÉNS…!!!!

    • taniaclorofila

      Obrigada, Sérgio.
      É isso mesmo, já seríamos campeões se não fossem esses erros. Mas, tem (só) um lado bom nisso… nossas conquistas são muito mais valiosas e legítimas, né? E isso nos faz sentir um orgulho imenso de ser Palmeiras.

      Um abraço! E vamos em frente, falta pouco.

      • Sergio Tomazzeli

        Com Toda Certeza…Palmeiras Minha Vida é Voce…!!!

  • Sergio Tomazzeli

    Já era para o Palmeiras, estar Campeão Brasileiro de 2016…enfim Contra tudo e Contra todos…!! Palmeiras Minha Vida é Voce…!!! Excelente Matéria Cadê a imprensa que não mostra, todos este detalhes, não mostra porque não lhe convém…!!! Avanti Palmeiras… e Segue o Lider…!!!

  • Anderson

    Parabéns, Tânia. Isso aí é choro de quem não nos aceita na frente. Anos-luz de diferença com qualquer campanha dos sujos em 2005 e 2015. Todos sabemos que sempre precisamos jogar muito mais que qualquer time. Nossa camisa pesa 2 toneladas, 1 ton por nossa história, 1 ton pela inveja e mau-caratismo dos outros.

  • Alexandre Ferreira

    Com esse narrador Milton gamba leite, fica difícil, esse cara detesta o Palmeiras, nesse lance do empurrão do pipoqueiro diego souza no Mina, esse narrador desconversa:” O juiz pega uma falta do jogador do Palmeiras”.

    • taniaclorofila

      É sempre assim… desconversam, ou fazem de conta que nada aconteceu. E estão lá para comentarem tudo o que rola em campo e não para ignorarem o que lhes é conveniente e fazer parecer assassinato qualquer falta que lhes interessar.
      Sem contar que, como tem alguém da arbitragem, que em algum lugar assiste às partidas – por isso, quando querem avisam aos árbitros sobre os erros – os replays dos lances em que o Palmeiras foi prejudicado, na maioria das vezes, não são mostrados na hora. Mostram sempre bem depois, e quando mostram.

  • primeiro_campeão_mundial_51

    O que mais irrita, eh que um cara, de um tribunalzeco carioca, fala isso, que ainda por cima, nem seria errado (tem que falar para os árbitros não errarem mesmo, ainda mais depois de terem nos prejudicado tanto), e, mesmo sem apresentar prova alguma (ônus da prova é de quem afirma algo), a imprensa já divulga o fato como se fosse verdade, e como se fosse uma afronta a lisura do campeonato. “Campeonato manchado” foi uma das inúmeras idiotices que li sobre o assunto, de reporter “profissional” falando… Eu sabia que o Palmeiras incomodava os torcedores rivais, mas não sabia que a imprensa tinha um ranço tão grande contra o verdão. Como a imprensa foi obrigada a nos engolir nos anos 90 (e tinham de falar bem né, nem tinha como ser diferente) cresci sem saber que havia essa raiva do nosso clube do coração.