MINHA MÃE MANDOU PUNIR ESSE DAQUI – A “Justissa” do STJD

Eu não falo pra você que foi pouco o 7 x 1 da Alemanha pra cima desse futebol brasileiro esculhambado, dessa CBF envolvida em corrupção (o FBI já prendeu um dirigente por corrupção, e tem mais gente da CBF na mira), de campeonatos de cartas marcadas, de favorecimentos pra uns e prejuízos e perseguição pra outros?

Não falo pra você que o STJD é um tribunal de ocasião, que, de justiça não tem nada, e usa dois livros de regras, “dois-pesos-e-duas-medidas”, para punir clubes e jogadores de acordo com a “cor das trancinhas” dos envolvidos?

Não falo que, na imprensinha,  está cheio de gente sem um pingo de vergonha na fuça, que não tem o menor pudor de fazer jornalismo (??) como se fosse torcedor numa arquibancada?

Então…

Depois da vitória do Palmeiras em cima do FluminenC (o clube queridinho do João Havelange e dos promotores da Justiça Desportiva), o  STJD (o mesmo tribunal que montou um teatro, em 2013, para rebaixar a Portuguesa, tirar o FluminenC da série B e salvar o Flamengo do descenso, e cuja corregedoria, agora, investiga o seu Procurador-Geral, Paulo Schmitt, por denúncia de armações nos julgamentos, em favor da CBF) denunciou o técnico Cuca e mais três profissionais do Palmeiras pelo uso de ponto eletrônico durante a partida. Detalhe, denunciou por muita insistência de, André Hernan, um repórter do SporTV (leia-se rgt).

“Ah, mas o uso do ponto eletrônico é proibido”, “a comunicação externa é proibida”,  dirão alguns. Sim, isso é proibido, e há muitos anos. No entanto, a comunicação externa continua acontecendo normal e abertamente, com ponto ou com outros artifícios também, principalmente, quando um técnico, por expulsão, está fora de uma partida.

Pois bem… Cuca tinha sido expulso diante da Ponte Preta  (por ter socado o ar em sinal de protesto quando o juiz marcou uma falta do Palmeiras – expulsão mandrake… Cuca nem se dirigiu ao árbitro, e estava certo em se aborrecer, a tal falta não existiu). Assim, ele não pôde comandar o Palmeiras diante do FluminenC e assistiu ao jogo no camarote, mas, segundo a denúncia do repórter do SporTV, ele e seu substituto se comunicaram através de um ponto eletrônico.

Cuca nega ter usado qualquer coisa, e reclama da perseguição que está sofrendo por parte da imprensa (até ele, que acabou de chegar, já sabe como é “que a banda  toca” em relação ao Palmeiras)…

O repórter do SporTV e a emissora “mãe” não sossegaram enquanto não conseguiram que o STJD (serviçal da CBF, que, segundo o ex-jogador Alex, é apenas um escritório da rgt) denunciasse o palmeirense. Mais uma vez, a imprensa esportiva (a rgt) sai da sua esfera de trabalho usual e se empenha na denúncia de um profissional do Palmeiras – se fosse mesmo da sua competência, deveria fazer igual em todas as situações, mas a press não faz o mesmo com os profissionais de outros clubes, não há uma enxurrada de notícias sobre os “delitos” de alguns clubes e jogadores, nem sobre o estádio citado na Lava-jato, o diretor preso por receber propina, o jogador que toma todas, os salários muito atrasados em alguns clubes, as declarações desastrosas de jogadores sobre dirigentes… No Palmeiras, até as vagas no estacionamento, ou a quantidade de atletas que o clube contrata, viram notícias negativas.

Eu sei que a um repórter de campo cabe reportar os fatos de uma partida, no entanto, reportar os fatos de um time e não reportar os de outros, reportar os supostos delitos de uns e fazer de conta que não viu os de outros, exagerar no ato de “reportar”, não é trabalho de repórter – de um bom repórter – nem aqui e nem na China, ou no Chile, que é de onde vem o “meio-quilo” platinado – e há quem o parabenize ainda. Dá a impressão que a intenção é só a de atrapalhar o trabalho de um clube e seus profissionais.

E porque a imprensa tem agido assim, com essa ética e profissionalismo  seletivos , e porque o tribunal julga e denuncia de acordo com a “cor das trancinhas”, é que achamos que imprensa e tribunal perseguem mesmo os profissionais do Palmeiras.

É fácil sabermos se temos razão, caro leitor.

Façamos um teste. Tente encontrar as matérias sobre as denúncias que o STJD fez, e as punições que ele aplicou para esses técnicos das imagens abaixo, que também se utilizaram de recursos eletrônicos proibidos.

Ponto-eletrônico-Tite1Ponto-eletrônico-Dorivalrecurso-eletrônico-Dorivalrecurso-eletrônico-MO1recurso-eletrônico-MO

Encontrou? Não????  O STJD não denunciou nenhum desses técnicos pelo uso do proibido recurso eletrônico? Nenhum deles foi punido? Só tem denúncia para o Cuca? Se o tribunal não denunciou esses, por que então denuncia os profissionais do Palmeiras se a infração é a mesma? Pra que serve uma Justiça Desportiva que não faz justiça?

Continuemos, procure as matérias da rgt dando total enfoque nisso (duas vezes numa mesma página, por exemplo), procura as insistentes denúncias do “profissionalíssimo” “repórti” do SporTV, sobre os recursos ilícitos dos quais fizeram uso o Tite, o Dorival, o Marcelo Oliveira (muito mais gente se utiliza do ponto); procura a edição do rgt Esporte em que essas imagens foram mostradas com muito destaque, como fizeram agora com o Cuca; procura o jornal matinal, da mesma emissora, com notícias sobre o uso do ponto de Tite, Dorival, Marcelo Oliveira…

Achou? Não? A rgt não deu enorme destaque pra isso? Nem o “meio-quilo platinado” se esforçou pra denunciar esses técnicos? Por que com eles a coisa é diferente, se o uso foi ainda mais acintoso?

Bem, já que você está com a mão na massa, leitor, tenta então encontrar a denúncia e a punição recebida pelo preparador de goleiro do Santos, que, na semifinal do Paulistão 2016, entrou em campo com um recurso eletrônico proibido, para ajudar o seu goleiro a saber como defender as cobranças dos jogadores que o Palmeiras indicara para os pênaltis, (o do Santos pôde entrar em campo, e com um recurso ilícito, enquanto que o preparador do Palmeiras FOI PROIBIDO DE ENTRAR EM CAMPO para preparar o Prass).

Procura também notícias que mostrem o quanto a imprensinha se dedicou e se esforçou no afã de denunciar o Tite, no alambrado do Pacaembu, atrás do banco de reservas do seu time,  passando instruções para alguém da comissão técnica, depois de ter sido expulso num jogo diante do Vasco.

Punição-do-Cuca3

Ah, só mais uma coisinha, tente encontrar as denúncias e as punições do STJD para Marcelo Fernandes, técnico do Santos  em 2015,  e para os seus auxiliares, numa ocasião em que ele estava suspenso (Maio/2015) e ficou numa cabine ao lado do banco de reservas, quando abriram até um buraco no acrílico pra ele poder se comunicar com os auxiliares.

Punição-do-Cuca1

Punição-do-Cuca2

E então? Achou alguma coisa? Não? O STJD não puniu o preparador de goleiros do Santos pelo dispositivo eletrônico em campo? Também não puniu o técnico santista e os demais profissionais da comissão técnica do Santos?  E por que será que não o fez, né?  A mesma coisa com a imprensinha e seu “repórti”? Não se empenharam em denunciar esses casos?

É…  eu sabia mesmo que você não ia encontrar nada… e sabe por que eu sabia? Porque não há denúncia, punição e “empenho jornalístico” quando os profissionais são de outros clubes; porque, aqui, no Brasil, é uma mutreta só; aqui, se pune clubes e seus profissionais com dois-pesos-e-duas-medidas. Para alguns pode tudo, para outros (para o Palmeiras) tudo é proibido; para uns (Palmeiras, Verdão, Alviverde…), as regras devem ser cumpridas à risca, enquanto que, para outros, elas podem ser burladas o tempo todo e de todas as maneiras.

Mesmo com as imagens escandalosas, com pontos visíveis e rádio na cintura, o STJD não denunciou o Tite, nem o Dorival, tampouco o fez com Marcelo Oliveira. E sabe por que? Porque esses técnicos não trabalhavam no Palmeiras.

O STJD pune quem ele quer, quando quer, com a cara de pau de inventar até punições exclusivas para alguns (remember o “mas o Valdivia sorriu”, do Schmidt?).

As TVs, por sua vez, colocam holofotes nas infrações de um, e “apagam as luzes” e “desligam microfones” nas infrações de outros.

Já os “geornalistas” e “repórtis” também sabem ser “profissionais” só quando lhes convêm. O Gambazek, que parabeniza agora o repórter pelo empenho em denunciar o Cuca, em outra ocasião, dedurou Valdivia ao STJD, instigou o tribunal contra ele,  por forçar um terceiro cartão, só que esse “jornalista” NUNCA dedurou nenhum outro jogador, dos muitos  que fizeram e continuam fazendo o mesmo, principalmente, os do time para o qual ele torce – algumas semanas antes do cartão forçado pelo Mago, teve um cartão forçado por Paulinho, do COR, e pergunta se o jornalista falou algo contra isso? Quer mais prova de que ele não agiu com profissionalismo com o jogador do Palmeiras e foi apenas um torcedor rival?

A mesma coisa acontece com  o tal “repórti”, que, em suas entrevistas, abusa de provocar e ironizar os jogadores de alguns times (os do Palmeiras principalmente) enquanto banca o camarada com os demais, mesmo que tenha assunto mais polêmico pipocando na ocasião. No caso do ponto usado por Cuca, ele fez questão de dizer, todo orgulhoso,  que “fez uma espécie de força tarefa para denunciar”. Veja bem, ele não se preocupou em apenas reportar os fatos, ele se esforçou, fez uma força-tarefa para denunciar. Mas não fez o mesmo , não fez uma força-tarefa para denunciar o Tite, por exemplo, ou Dorival, Marcelo Oliveira. Que grande “profiçionau” ele é, você não acha?

Não me importo nem um pouco com as punições, desde que elas sejam aplicadas igualmente para todos os clubes e profissionais. Só que não é isso o que acontece aqui. O STJD prejudica quem ele bem entende e alivia pra quem ele bem entende também. Já passou da hora de acabarem com ele.

Espero que o Departamento Jurídico do Palmeiras não aceite essa denúncia e punição seletiva do STJD, esse vergonhoso “minha mãe mandou punir esse daqui” do tribunal, que não se cansa de prejudicar o Palmeiras, enquanto é bonzinho com os demais. Que o Palmeiras acione a Fifa, se preciso for, para provar que o STJD é um atraso. Só serve aos interesses da CBF, e de justiça ele não tem nada.

Ah, e quanto à emissora… ASSINA LOGO COM O ESPORTE INTERATIVO, PALMEIRAS! CORRA O RISCO, E MANDA ESSA RGT E SEUS “PROFIÇIONAIS” PRA PONTE QUE CAIU!!

Nós vamos aplaudir… de pé!

  • Paulo Rogério Almeida

    Pois é, aquele besta da Sportv, o fofoqueiro corintiano nunca fala nada do seu Tite, e olha que não teve apenas uma vez que o Tite fez isso, nos gambás mesmo, me lembro de um jogo da Libertadores, ainda quando eles usavam o Pacaembu. Seu Tite tava lá com o ponto eletrônico, e não teve um na imprensa questionando isso. Aliás, é só com o Palmeiras que vão lá fazer plantão e esbravejarem.
    Depois nós que somos paranoicos, sei…

    • Então, mas o STJD faz a parte que lhe cabe nessa nojeira direitinho, né?
      Fosse sério esse tribunal, fizesse ele justiça mesmo, e de nada adiantariam as investidas
      e forças-tarefa dos péssimos profissionais da Globo.

      Mas parece que temos um cartel no futebol…

  • Armando

    Precisamos nos desvencilhar de quem só quer o nosso mal. Alguns trocados a mais ou a menos não farão diferença para nós na TV fechada. Eu não pago payperview para não sustentar essa emissora. Seria cômodo da minha parte ignorar o péssimo tratamento recebido para ao menos acompanhar o meu time. Eu resisto por quanto tempo for necessário para não ver meu dinheiro sustentar RGT, gambás e urubus.

  • Marco

    O Palmeiras sofre com STJD, com arbitragens e com a imprensa por sua própria culpa.
    Nunca há reação. Contra o Palmeiras tudo pode e nada acontece contra quem prejudica o clube. Somos um clube muito bonzinho e que acredita em Papai Noel e Coelhinho da Páscoa. Vejam como é a postura dos “jornalistas palmeirenses”, vejam como nunca existe manifestação das nossas diretorias (há muitos anos) e vejam que mesmo entre os torcedores, a minoria se manifesta. Só há espaço para cornetagem. Poucos blogs, como é o caso deste, dedicam seu tempo e seu espaço para defender os interesses do Palmeiras. Temos apenas é que jogar futebol e esquecer tudo o que é extra campo, não é esse o discurso geral?
    Trata-se de uma cultura estabelecida. Pagamos o preço por um mentalidade omissa e conivente!
    Jamais um repórter desse tipo ou algum chefe de redação teria vida longa em qualquer veículo de comunicação, caso praticasse essa perseguição ao time da marginal, ao do Jardim Leonor ou mesmo contra os sardinhas da Vila. Seria rua no mesmo dia.
    Montamos esse ano um time para ser campeão e o campeonato está só começando. Vem mais chumbo grosso pela frente. Essa da rgt é só a primeira.

    • taniaclorofila

      Bem isso, Marco. O discurso da maioria é: Temos apenas que jogar futebol e esquecer o resto. É cultura adotada e estabelecida. E quanto se engana quem pensa assim, as manobras nos bastidores andam fazendo um bom número de campeões nos últimos anos e tirando as chances de conquista de vários outros.
      E ninguém para pra pensar em por que só o Palmeiras precisa jogar muito mais bola do que todo mundo, por que só o Palmeiras não pode errar nunca? Crucificamos jogadores quando são expulsos em partidas importantes, mesmo quando a expulsão foi fabricada, planejada fora das quatro linhas; desvalorizamos atletas que vestem a nossa camisa caso ele perca um gol, ou dê um passe ao invés de chutar a gol, e esquecemos dos muitos gols legítimos nossos que arbitragens anulam, ou dos gols ilegítimos dos adversários, que as arbitragens validam; e reagimos pouco, ou nada, a cada vez que deixam de marcar uma penalidade que sofremos; quantas críticas de torcedores nossos recebeu o Dudu, porque ele se revoltou contra um juiz ladrão e deu um empurrão nele, mas ninguém prestou atenção no Petros, no Guerrero, no Sheik, que agrediram árbitros e ficaram impunes…
      É praticamente um cartel, CBF, emissora, arbitragem, STJD e parte da imprensa para legitimar… e vão minando as chances de um clube (como fizeram com o Galo ano passado) e como fazem tantas vezes com o Palmeiras. Se o tribunal fosse sério, estivesse preocupado em fazer Justiça Desportiva mesmo, a rgt e esses anõezinhos nada poderiam fazer. Mas ele é serviçal da CBF – sabemos muito bem disso -, e a CBF é capacho da emissora e seus milhões.

      Precisamos defender o Palmeiras, brigar contra isso. Pra mim, apoiar o meu clube vai além de estar no estádio torcendo e cantando. E foi por isso que comecei um blog há quase 10 anos atrás, pra dizer o que me ficava engasgado e eu não lia em nenhum lugar. Quando poucas pessoas apoiam e defendem o Palmeiras é que ele mais precisa de mim.

      E você tem razão, muito mais chumbo vem por aí… basta só conquistarmos mais algumas vitórias.

  • Valdir Teodoro Dos Santos

    A idiotas que dizem que são mania de perseguição, mais é sempre assim como nas marcações de faltas, penaltis, cartões sempre na duvida é contra o Palmeiras independente do time adversario, mais enquanto nossa diretoria fazer nada e se calar é dai pra pior, tem fazer igual ao presidente do vasco mete o louco, cade se roubam mais o vasco, o Eurico foi na Cbf e na imprensa e denuncio os vagabundo cade o Paulo Nobre……