PALMEIRAS… 101 ANOS DE AMOR E GLÓRIAS

Palmeiras - 101a

PALMEIRAS, 101 ANOS… 

A cada aniversário da Sociedade Esportiva Palmeiras costumamos cantar os seus feitos, os seus heróis/craques, as suas conquistas e lutas. Sim, claro, elas nos trouxeram até aqui… e estão guardadas em nosso peito, gravadas em nossas células e retinas, numa herança maravilhosa que, há 101 anos, passa de pai pra filho, ou apenas floresce em nosso coração, nos fazendo conhecedores de cada trechinho da nossa história, como se realmente os tivéssemos vivenciado.

Se fecharmos bem os olhos, poderemos ver as cenas da fundação do Palestra Italia, o primeiro título… poderemos ver o nosso estádio, assim que ele foi comprado, e os torcedores, elegantes, assistindo às partidas depois…

Poderemos ver o jogo, marco da Arrancada Heroica, em que o Palestra virou Palmeiras e, respeitado e aplaudidíssimo, entrou em campo com a bandeira do Brasil para conquistar mais um título,  e para fazer os leonores fugirem de campo antes mesmo da partida acabar…

Podemos sentir aquele momento,  verdadeira orgia dos sentidos, que foi a conquista do primeiro mundial de clubes, a Copa Rio. Fomos ao RJ (meu pai foi)… torcemos, choramos, comemoramos… Lavamos a alma e resgatamos o orgulho do Brasil, tão ferido na Copa de 50. Lemos todos os jornais, fomos parte daquele um milhão de pessoas que foram às ruas para receber os heróis da Sociedade Esportiva Palmeiras na chegada à São Paulo… nossos risos, sorrisos, nossas vozes estavam lá, podíamos ouvi-los, assim como ouvíamos as buzinas dos carros… nosso sangue pulsava forte nas veias… e nossas mãos não se cansavam de acenar e de aplaudi-los.

Podemos ver  tudo de novo… basta querermos e fecharmos os olhos, e veremos o Paulistão de 93, veremos a Libertadores sendo conquistada no Palestra lotado. Temos guardados conosco todos os sons, cores e perfumes, todas as emoções, desde 1914…

Podemos ouvir os cantos e gritos de gol, ver a comemoração dos jogadores, as bandeiras da torcida, os troféus e medalhas, as flâmulas que eram trocadas entre os clubes…  podemos sentir todas as alegrias experimentadas desde o primeiro suspiro do Palestra, da primeira vez em que ele entrou em campo, até os dias de hoje quando é o  Palmeiras Imponente que pisa os gramados do Allianz e do Brasil.

Todos os gritos de campeão, em 101 anos de conquistas, são nossos, e ecoam em nossos ouvidos… todos os gols e craques desfilam em nossa memória… todas as camisas são vistas pelos nossos olhos fechados… e todas as lágrimas de alegria ainda escorrem em nossa face…

Nós vimos todos os títulos conquistados no Pacaembu, no Morumbi… levantamos todas as taças que conquistamos no glorioso Palestra Italia… nossas mãos seguravam nas mãos de nosso santo goleiro a cada vez que ele fazia uma defesa, e sempre que ele as erguia aos céus… demos tantas voltas olímpicas…

A vida do Palmeiras costurada em nossas vidas… pra sempre.

Porém, para falar do Palmeiras, é preciso mais. É preciso falar da gente que se veste de verde e branco. Ela é a maior glória do Palmeiras.

O tempo nos fez quase 20 milhões, espalhados pelo mundo. Somos mais que torcedores, somos apaixonados, diferenciados, e compartilhamos o mágico segredo do que é ser PALMEIRAS. O tempo não nos divide, ‘palestrino’ e ‘palmeirense’ tem hoje um único significado.

Nós somos o grande patrimônio do clube. Damos a ele o que temos de melhor, de mais caro… Nos entregamos de corpo e alma ao Palmeiras. Não existem dores, não existe chuva, nem sol… Se o Palmeiras vai jogar, nós vamos. Seja como for, longe e ou perto, no estádio, na TV, no rádio, no PC, ou em pensamento… de alguma maneira,  estamos sempre com ele. E, pra nós, não é só futebol, nunca foi… é paixão, é vida. E não existe vida sem Palmeiras…

O Palmeiras é aquele pai, que chora abraçado ao filho pequeno, emocionado com a vitória maiúscula que o time impõe a um rival…

É o garotinho do Acre, que na campanha de Natal dos Correios pede para o “Papai Noel” uma camisa do Verdão de presente…

O Palmeiras é o torcedor bem velhinho, que caminha com muita dificuldade e, amparado por familiares, vai sim à arena ver o Verdão jogar…

É o Allianz Parque lotado após uma vitória, e igualmente lotado após uma derrota…

É o torcedor que vem de outros estados, e chora como criança pela emoção de estar “em casa” e ver o seu amor de perto…

São as crianças, que torcem como se fossem gente grande…

É a comemoração que toma conta do país depois de uma conquista… são as carreatas no Amazonas, em Tocantins, Ceará, Paraíba… no Brasil todo.

O Palmeiras é o grito que ganha os ares, é a explosão de alegria, é o riso e o afeto dos amigos que se abraçam na comemoração de cada gol, cada vitória…

É o olhar aflito, as mãos postas em prece e a respiração suspensa nos momentos de tensão…

É o torcedor que mora lá em outro continente e fica acordado de madrugada, num dia de semana, para acompanhar uma partida…

O Palmeiras é um aeroporto lotado de torcedores, no Mato Grosso (em vários outros  estados também), pra festejar a chegada do time do coração…

É  um jogador do Palmeiras, que dá a um garoto uma prótese, que ele não teria nenhuma condição de comprar, e  por gratidão e alegria, mais um coração se faz verde no mundo…

É a mãe, a avó, que faz a macarronada no dia que tem jogo do Verdão…

É a força da torcida que faz do Palmeiras o clube com o maior número de sócios torcedores, o que mais vende camisas, o que mais tem inscrições no Youtube, o que mais vai aos jogos…

É o torcedor, deficiente visual, que, acompanhado do seu cão-guia, vai sempre à arena, só pra “sentir o Palmeiras que ele tanto ama, já que não pode enxergá-lo”…

É a Torcida Que Canta e Vibra, na alegria e na tristeza, e que nunca para de cantar…

A maior conquista do Palmeiras nesses 101 anos é  o amor incondicional de sua gente… Amor que, aconteça o que acontecer, não acaba nunca e vai transcender o tempo de cada um de nós…

O Palmeiras é você, sou eu, somos nós, os que  vieram antes e os que virão depois de nós… é  tudo o que vamos construir, ‘juntos’, no próximo século.

Tanti auguri, Palmeiras, amore mio! Parabéns, torcedor palmeirense! Hoje, começa o nosso caminho de mais 100 anos de amor e glórias!