ÔÔÔ VAMOS CHUTAR, PORCOOOOOO!

No jogo passado, diante do Inter, que veio jogar atrás, se defendendo (a maioria dos times vem ao Allianz assim agora), o Palmeiras tinha tudo para sair com os três pontos, mas saiu com um só…

Estádio lotado, cantando… Time adversário encolhido, jogando atrás, fazendo cera… Palmeiras fazendo 1 x 0… a vitória flertando descaradamente com o Verdão…

Segundo as estatísticas, os números do Palmeiras foram bem melhores que os do Inter:

Posse de bola – PAL 58% x INT 42%
Finalizações – 14×5
Passes certos – 365 x 226
Faltas: 15×13 (o juiz deixou de marcar muitas faltas cometidas pelo Inter)

Mas uma coisa é estranha nesses números… Se finalizamos quase três vezes mais do que os adversários e o jogo terminou 1 x 1, teve algum “pobrema” com as nossas finalizações, não é mesmo?

E isso é o que tem nos incomodado nesse Brasileirão… Mesmo em jogos bem fáceis, como foi  diante do Joinville por exemplo, deixamos pontos importantes.

O time joga legalzinho, mas falta levar perigo lá na frente. Falta chegar chegando…

O time do Palmeiras é bom, sabemos disso, mas o que acontece então?

Mais da metade dos nossos problemas se resolveriam se o Palmeiras chutasse pro gol. Ninguém chuta! Sem chutar, a bola não entra, a não ser que seja por um mero acaso. Diante do Inter, além das finalizações equivocadas, o torcedor enlouquecia ao ver muitas jogadas de ataque acabarem morrendo, sem que ninguém tivesse ao menos tentado chutar a gol.

Uma outra parte dos nossos problemas se resolveria se o O.O substituísse melhor. Diante do Inter, ele me tira o Kelvin, por exemplo, que estava jogando bem, e mantém o Dudu que não estava bem na partida. Como assim, Oswaldo? A preocupação é com os jogadores ou com o rendimento do time?

Junte-se a isso a falta que fazem as bolas mastigadas que Valdivia manda pro ataque (e quanta ensebação para renovarem com ele, como se ele não fosse tão importante), aí resolvemos o restante. Nossa única vitória no campeonato, diante dos itakeras, cujos gols passaram pelos pés do Mago, é a maior prova disso. Foi bem mais fácil com ele, né? E, no jogo  contra o Inter, jogando com três atacantes, nosso gol foi de zagueiro – Vitor Hugo é artilheiro, mas é zagueiro.

Eu sei que é mais fácil para os atacantes quando recebem passes açucarados, mas, ainda que não os recebam,  eles precisam chutar a gol, não é mesmo? Sem chutes a gol = sem gols.

Hoje, teremos mais um compromisso pela frente diante do Figueirense. E já que perdemos alguns pontos em casa, passa a ser necessário conquistarmos esses três pontos, mesmo jogando fora.  E o pedido da torcida palestrina é um só:

ÔÔÔ VAMOS CHUTAR (A GOL), PORCOOOOOO! #ChutaNoGolCazzo

Embedded image permalink

  • Luiz Antonio

    Gostaria de fazer algumas observações a respeito dos 3 últimos jogos do Palmeiras: contra o curica o time jogou bem e por isso venceu; o adversário também não ofereceu muita resistência; contra o internacional o time jogou bem mas teve azar que não aconteceria se Fernando Prass não tivesse falhado. Não foi Osvaldo de Oliveira quem falhou; foi Fernando Prass. Há de se ressaltar nesse jogo que o big internacional jogou da mesma maneira que o Asa de Arapiraca. Aliás, ambos só tiveram 1 chance no final do jogo. No jogo de ontem, contra o Figueirense, que também jogou como o Asa de Arapiraca, mesmo em casa, jogamos mal. Mas aí vem a pergunta que não quer calar: porque em alguns jogos jogamos bem e em outros jogamos mal contra equipes que adotam o mesmo esquema maravilhoso de manter 11 atrás dando chutão e pancadas pra todo lado (os árbitros hoje estão permitindo a violência; só não permitem a reclamação), esperando um lance fortuito, uma falha para vencer o jogo (chamam isso jogar por uma bola)?

    Na minha opinião o problema está na falta de critério adotada na contratação de jogadores para remontagem do time. Explico: toda vez que necessitamos de força física, quando o jogo é mais no embate físico, como foi contra o figueirense, levamos desvantagem: perdíamos todas as disputas no corpo, nossos atacantes são todos franzinos, enfim, nosso time é muito leve, nunca chega junto. Tomamos gol em lances que seriam facilmente destruidos com uma falta e isso não fazemos. No jogo contra o inter faltou também malícia, pois ganhando o jogo, dar uma catimbada, fazer uma cerinha não é o que todo mundo faz? E não é que o inter fazia isso e fez também depois que tomou o gol? Nesse jogo a falha do O.O. foi não ter reforçado o setor direito quando Vitinho entrou, mesmo conhecendo o jogador.
    Terminando, acho que Alecssandro vai melhorar um pouco o setor ofensivo, mas não muito. O ideal, pra mim, seria Aloisio, o boi bandido(força, raça, judia dos zagueiros e se contrapõe à fragilidade física do restante do time). Se tirar osvaldo de Oliveira, daqui poucas semanas estaremos pedindo a saída do novo treinador também. Tem que equilibrar mais o elenco: técnica, velocidade, força fisica e obediência tática (só tomamos o 2º gol do Figueirense por não fazer a falta na lateral do campo onde o jogada se iniciou e porque Kelvin não acompanhou até o final o jogador que fez o gol, do outro lado – ele desistiu de acompanhar o jogador na entrada da grande área). Perder a esperança, nunca!

    • Will

      Ta certo que o Kelvin não acompanhou o atacante, mas onde estava o Airton e o Tóbio??? Ficaram esperando o busão pra voltarem pra zaga?? Segundo erro do Figueirense foi erro total do time…

  • fabio

    nao acho q o boi bandido resolva acho q ele o o.o deve colocar cx8 pra jogar junto com o ze roberto no meio igual colocou valdivia e ze contra o corinthias

  • Fernando São José do Rio Preto

    Meu craque? Craque do time Palmeiras, aquele que não dá
    dinheiro a torcida organizada, aquele que não dá audiência a programa
    esportivo, aquele que diz o que pensa, aquele que não tem nada preso com
    niguém, aquele que impõem respeito do adversário ao time qdo joga, aquele que
    ninguém gosta de marcar…aquele em que imprensa marrom reluta em chamar más
    interiormente e conscientemente sabem que se trata de “craque da
    bola”. Quem é este?
    Valdívia,,,,,,,,,,,El Mago!!!!
    Indiscutivelmente o melhor tecnicamente falando do elenco do nosso verdão.
    Digam o que quiserem, más
    Mago sempre fará falta ao elenco do Palmeiras…. sempre!!!!
    Craque não se ignora…se idolatra!!!