SÓ DEU PALMEIRAS NA BAHIA

O Palmeiras fez a sua estreia na Copa do Brasil. E, tirando o fato que o gramado era péssimo, até parecia que o Palmeiras jogava em casa e não na Bahia. Tinha parmera lá que não acabava mais (ah, essa torcida que “encolhe”…) .

Acho simplesmente lindo ver os torcedores palmeirenses quando o Palmeiras vai jogar em outros estados. Fico tão feliz por eles poderem ver o Palmeiras também. E, por causa deles, nossos irmãos de sangue esmeralda, eu torço mais ainda pro Palmeiras vencer – se é que é possível ter como torcer mais do que eu torço.

E eles viram o Palmeiras golear! Mesmo com o gramado ruim, mesmo com o adversário acostumado ao gramado ruim, o Palmeiras jogou bem e foi superior a partida toda (Robinho joga muuuuito). Venceu, convenceu, e goleou o adversário. Imagina se o gramado fosse bom?

No início, nos primeiros dez minutos, o Palmeiras parecia fazer apenas o reconhecimento da área… Aos 12′, Dudu, liso como ele só, sofreu pênalti e o juiz marcou – depois de duas penalidades ignoradas pela arbitragem no jogo anterior, fiquei maravilhada com a marcação. Cristaldo, lindo, seguro de si, cobrou e guardou.

O Palmeiras continuou buscando o seu gol nas jogadas com Robinho, Dudu, Cristaldo… Já no finalzinho, os adversários, líderes do campeonato baiano, levaram perigo em duas oportunidades, só que o Prass estava esperto e fez duas defesas importantíssimas.  E o primeiro tempo ficou no 1 x 0 mesmo.

Na segunda etapa, logo nos primeiros segundos, Arouca arriscou de longe e a bola passou raspando… cobrança de falta de João Paulo, e quase que o Cristaldo, na área, fica com a bola…

Depois disso,  as jogadas de gol pareciam ter sumido do jogo. Mas, aos 18′, os adversários empataram a partida. Carlinhos entrou na área e, quase da linha de fundo, tocou pra trás para Tatu. Prass nada pôde fazer. Nem deu tempo deles comemorarem, nem deu tempo de nos entristecermos com o gol sofrido… no minuto seguinte, numa jogada idêntica, Robinho avançou pela direita e cruzou pra trás, pro meio da área, Allione vinha chegando e guardou ela na rede – o comentarista Belletti, que elogiara o Carlinhos pela assistência no gol baiano, e o Tatu, pela conclusão, depois do gol do Palmeiras em jogada igual, não elogiou o Robinho e nem o Allione, e disse apenas que os dois gols são de jogada de treinamento. “Esperteeeenho”.

O coração dos parmeras, espalhados pelo mundo todo, explodiu de felicidade. Os tempos agora são outros, sim senhor!

E como os tempos são outros, o Verdão queria marcar mais gols, e continuou fazendo boas jogadas, continuou visando o gol adversário, e, aos 33′, num lance dentro da área, a bola sobrou para o Robinho lindo, e ele, de pé esquerdo, que chuta com a mesma competência do direito, buscou o canto e guardou. Que golaço! Nossos irmãos da Bahia, e de estados próximos à Bahia também, iam à loucura. Diante da TV, nós também enlouquecíamos de alegria.

E, para os que reclamam que Oswaldo não grita com o time, a TV mostrava o nosso técnico, braços abertos e  gritando do lado de fora do campo.

O Palmeiras queria mais, e ia buscar. Quatro minutinhos depois do gol, Leandro Pereira, que entrara no lugar do CR9, dividiu com os zagueiros (eu achei que fizeram um sanduíche dele) e a bola sobrou pro Duduzinho. E ele, que infernizou os adversários a partida toda, que merecia deixar o seu, balançou a rede baiana.

Festa na Bahia, festa no Brasil e no mundo! O nosso Palmeiras ganhou! Segunda partida é o escambau.

E hoje tem mais, contra o Bragantino, pelo Paulistão, e na nossa casa linda e maravilhosa. Até ontem, 25 mil ingressos tinham sido vendidos…

O ALLIANZ PARQUE VAI TREMER!! O Palmeiras vai jogar, nós vamos!

  • Rodrigo Ferreira Josué

    Parabens pelo blog….adoro ler seus posts….

  • Paulo Santiago

    Seus “pós jogo” são muito bons! Parabéns! Sobre o jogo, especificamente no gol do Dudu, espero que o ex-jogador Tostão tenha assistido, porque quando o Palmeiras deu o chapéu nos rivais o ex atleta em questão fazia questão de ridicularizar o rapaz, dizendo se tratar de jogador “mediano”, que só tinha um gol contra o Criciuma e blábláblá. Mas aqui, sr Tostão, não é nenhum dos dois clubes minúsculos de Minas Gerais. Aqui é Palmeiras! Em janeiro, no momento em que nós formavamos nosso time, Tostão dizia que nosso time estava contratando jogadores “medianos”, que não estaríamos entre os melhores Cruzeiro e Atlético (se arrastando na Libertadores e no disputadíssimo campeonato mineiro), além de SP e Gambás. A propósito, o ex-jogador deve saber que o SP, que ele aponta como um dos melhores, está com salário/ direitos de imagem atrasado, né? Ah, claro, deve ter visto também que as contratações do Palmeiras vem rendendo bem mais que Damiões, Prattos, Kardecs, Gansos e um monte de outras tranqueiras por aí, né??? Mais um detalhe: qual é mesmo a média de público desses “melhores” mesmo??? Quantos sócios tem cada um desses??? Pra terminar, deixo o link que foi a base da minha irritação para que vocês possam compartilhar: http://espn.uol.com.br/noticia/474916_tostao-diz-que-reforcos-do-palmeiras-sao-medianos-nao-vamos-achar-que-mattos-e-o-papa-do-futebol

  • Marcio Lima

    Eu tinha certeza que seria um jogo fácil mesmo com aquele gramado ruim … mas o melhor do jogo foi a confirmação de Dudu e Robinho como articuladores e goleadores da equipe ao lado do Cristaldo