PRELEÇÃO DO ZÉ… INVEJINHA… MIMIMI

Na postagem anterior você leu sobre a preleção do Zé Roberto, assistiu ao vídeo e, aposto, se emocionou bastante.

Realmente, a preleção do Zé foi tão sensacional, que os torcedores profissionais de imprensa, os ditos “jornaleiros”,  e até jogadores adversários, ficaram incomodadíssimos com o que aconteceu (o que eles têm com isso, né?). E, do alto da falta de classe/ética/educação dos “rivaus”, e, como se algum deles tivesse alguma coisa a ver com o que acontece nos vestiários do Palmeiras, trataram logo de arranjar manchetes para desmerecê-la. Como essa, que você vê abaixo:

Zé-Roberto-preleção-despeito-Elias

Elias, helooooo, você joga em outro time, “liMda”, ooops, “liMdo”. O Palmeiras não lhe diz respeito.

E aí, a gente fica pensando: O que é que o jogador “itakera” (envolvido naqueles boatos de “esquindô-lelê e esquindô-lalá” nos vestiários da selenike) tem a ver com uma preleção feita no… Palmeiras? Nada, né? Então, por que é que ele não vai cuidar da vida dele?

Mas, bem que dizem que o peixe – gambá, nesse caso – morre pela boca… Ontem (04/02), dois dias depois dessa declaração idiota e despeitada do jogador “itakera”, num programa esportivo da TV apareceu o Tite fazendo discurso motivacional e convocando a torcida para o jogo da pré-Libertadores. Será que a semana deles não foi bem feita lá, e a motivação deles não veio durante o trabalho? Até o Denilson, na Band, pareceu contrariado e disse: “Quando é o Zé é desnecessário, inútil e que não funciona, quando é o Tite é maravilhoso e tem que fazer…”

Mas se  fosse só esse o imbecil da história (usar isso como pauta também é uma imbecilidade), nem valeria a postagem… Mas, ver jornalistas desmerecendo a preleção do Zé, ver um jornalista sendo extremamente grosseiro com ele, foi o fim da picada.

Zé Roberto foi convidado (eu disse “convidado“) para ir em um programa esportivo na Fox. E foi humilhado lá. Humilhado por Fabio Sormani, um jornalista meia boca (essa é a minha opinião sobre ele), que acabou tratando o jogador de maneira arrogante e presunçosa – Lembra até aquele caso do: “Você é juiz, mas não é Deus”.

Esse jornalista, que, reza a lenda, ousou dizer  um dia que Ademir da Guia foi um jogador comum, que disse (eu ouvi) que Valdivia não tinha nem cacoete de jogador de futebol (logo depois disso, o Mago ganhou a Bola de Prata), parecendo tentar apequenar o Zé e os demais jogadores do Palmeiras, que se sentiram tocados pela preleção, disse que não se sentiu emocionado com ela,  que ela foi pobre, foi brega, decepcionante, e que ele não entendia como alguém podia se emocionar com aquilo (até o Fred achou emocionante).

Perceba, um mero “jornaleiro”, achando que pode ser quantificador da emoção alheia, achando que ele pode determinar para outras pessoas com o que elas podem ou não se emocionar. Quanta presunção… E é óbvio que ele não se emocionou, afinal, ele é santista – santistas estão bravinhos com o Palmeiras pela contratação de Arouca e e Aranha.

Ele disse também, que o Zé e os jogadores possuíam intelecto limitado, ao contrário dele “jornaleiro” – existe algo mais desrespeitoso e arrogante para ser dito por um jornalista a um convidado (eu disse “convidado”) em seu programa? Pequeno, mesquinho… Se eu fosse diretor desse canal de TV, certamente o “intelectual” teria perdido o emprego. Cultura é bom, mas educação é melhor ainda, e não faz mal pra ninguém, não é?

Um jornalista se gabar de ser mais dotado intelectualmente do que jogadores de futebol (isso é inveja!?) já o desmerece terrivelmente, o apequena e o descredencia do termo “profissional”. No popular: Foi uma puta falta de educação! E não há intelecto que baste para alguém que não tem educação.

Ninguém quer ser convidado de um programa de TV para ser desrespeitado, ser humilhado. Sem contar que o “jornaleiro” desrespeitou também milhões de torcedores do Palmeiras. Se ele não consegue ser imparcial, talvez não devesse trabalhar nessa área… E, seja ele imparcial ou não, educação e hombridade são imprescindíveis.

O Zé ficou desapontado com tamanha grosseria, mas se manteve educado (e ‘matou o jornaleiro’ aí), disse que respeitava a opinião dele, no entanto, disse que suas palavras não foram para emocionar o ‘jornaleiro’ e tampouco a imprensa, foram para os jogadores do Palmeiras – mais ou menos isso.

No dia seguinte, acredito eu que em virtude da repercussão extremamente negativa que teve essa grosseria e falta de educação do “jornaleiro” para com o convidado do programa, ele se desculpou publicamente com o Zé Roberto, com a torcida do Palmeiras, e até com os companheiros de programa, pelo constrangimento causado. Menos mal, e isso era o mínimo que ele poderia fazer.

Mas, com desculpas ou não, o “papel já foi amassado, e,  se depender de mim, esse sujeito vai morrer de fome, porque a minha audiência ele nunca mais terá.

E só para você ter uma ideia, do quanto rola de má intenção por aqui, enquanto alguns torcedores-jornaleiros tupiniquins fazem de tudo para desmerecer a preleção do Zé, lá na Europa acharam que ela foi a melhor da história…

Zé-Roberto-preleção-primeiro-mundo

E na vizinhança do Brasil, o pessoal gostou também…

Zé-Roberto-preleção-AméricaDoSul

Não é fácil essa nossa vida de parmera, não? “Marias”, despeitadas por causa do ‘Mittos’; sardinhas, por causa do Arouca e do Aranha; gambás, por causa do Dudu, do Leandro, do Gabriel; bambis, por causa do Dudu, da Crefisa… e ainda por cima, tem a imprensinha, despeitada e cheia de “mimimi” por causa da preleção do Zé? 

HAJA SAL GROSSO!

  • Campeão Mundial de 51

    tania vc é demais parabéns pro esse post e o seu blog, vc diz toda a verdade e que todo o palmeirense sente em relação essa mídia nojenta. continue assim

    • taniaclorofila

      Obrigada, Campeão Mundial de 51!

      Fiquei muito revoltada quando soube do que aconteceu com o Zé. Um abuso um jornalista achar que pode destratar, menosprezar um jogador, pode esquecer de ser profissional e educado, só porque ele é torcedor de outro time.
      Adoraria que ele tivesse perdido o emprego para aprender a não ser tão cretino.

      Um abraço.

  • Lucas C.

    Oi Tânia, tudo bem?
    Eu assisti o programa da Fox ao vivo e fiquei com a impressão de que muitos, até msm torcedores do Santos e Curica (bravos por Aranha e Arouca; amargos com invejinha do nosso elenco), ficariam com um sentimento próximo à indignação ao ouvir o Sormani. Não me lembro de ter escutado, na tv, partindo de um jornalista, tamanha arrogância e prepotência ditos de forma tão sincera e argumentativa. E o curioso: sob o pretexto da hombridade! O Sormani, com o discurso feito ao Zé (que me parecia ter cara de quem não acreditava no que ouvia), mostrou todo o seu elitismo, pedância, petulância… usando o português claro (como vc no seu texto), mostrou que é um baita pau no c* que não respeita quem (ele) julga menos culto e se acha acima dos “pobres”. Respeito! É básico, não pede pré-requisito (não deve depender de cognição, sexo, cultura, profissão ou qualquer coisa que o valha)! Esse senhor desrespeitou o Zé, o Palmeiras, todos os jogadores de futebol, todas as pessoas ditas “simples” e, no fim das contas, todos que ouviram a babaquice que ele teve coragem, inocência e ignorância suficiente pra dizer em público. Fico feliz que vc tenha tomado tempo pra criticá-lo. Muito obrigado.

  • Fernando São José do Rio Preto

    Programa medíocre com profissionais medíocres, ninguém lá tem moral para falar o que quer que seja de alguém, a educação do Zé foi a melhor resposta a este cretíno. Nosso verdão óntem deixou a desejar, o João Paulo é fraco como lateral, longe de ser o 2º nome, goleiro e zagueiros quererem lançar bola com nomes que temos para a armação é absurdo!!! Robinho é titular no momento não pode ficar no banco, nosso técnico tem que colocar os melhores em campo, parar de fazer média com atletas por ter trazido, tem que ter liderança no elenco. Se repetir atuação seremos goleados pelos gambás sem dúvida e passaremos vexame com torcida única que é mais uma vergonha…Oswaldo…acorda que dá tempo…por favor!!! Tânia meus parabéns pelo texto, extremamente fiel e transparente, abaixo os hipócritas desta imprensa suja.

  • Marco

    Um cara que declara publicamente e insiste que Ademir da Guia não
    foi craque só pode ter problemas mentais.
    A FOX surgiu como uma alternativa no esporte, mas está se perdendo no
    mesmo vício das demais contratando torcedores para atuar na função de
    jornalistas. Em pouco tempo já criou uma legião de “notáveis” como Simon,
    Kid Gatilho, RMP, Sormani, Benja e até um tal Mano, que só pode ser piada.
    Torcedor sendo pago para trabalhar como profissional de imprensa é inadmissível! Resta saber quem é pior, o torcedor que faz esse papel ou quem o contrata?

    Quanto ao seo Elias, não tem autoridade moral para falar nada sobre o
    Palmeiras ou qualquer outro clube. Deveria calar a boca e se preocupar com o
    lugar onde está.

    Enquanto isso, em todos os lugares, os jornalistas que são palmeirenses detonam seu time para ficar bem na fita com esses “colegas” ou com suas direções
    de redação! Esse ai é o exemplo oposto, tão condenável quanto o cara que
    é torcedor e usa o espaço na imprensa para promover seu time ou denegrir os rivais.

    • Marco

      Continuação:

      Tem se tornado comum jogadores de outros clubes, especialmente do time da marginal e do time do Jardim Leonor citar o Palmeiras de forma pejorativa, negativa ou irônica. Jogadores e dirigentes de outros times se julgam no direito de criticar ou menosprezar abertamente o Palmeiras como se tivessem alguma autoridade para isso. Esse comportamento nunca é observado entre os palmeirenses em relação a qualquer outro time, seja em relação às suas diretorias ou aos seus profissionais.

      O Palmeiras, sua diretoria, seus profissionais e sua Assessoria de Imprensa
      permitem que isso ocorra, pois nunca há uma reação. O clube como um todo não se manifesta publicamente respondendo ao elemento que fez a critica, o menosprezo, a ironia, no sentido de indicar que cada um deve cuidar da sua vida e que assunto do Palmeiras não é de interesse de qualquer outro clube.

      Para quem se julga no direito de julgar ou censurar nossas vida, deveria ser mandado um “cala boca”, meta-se com a sua vida. Um “cala boca” que deveria ser dito em qualquer ocasião onde alguém de outro clube fale sobre o Palmeiras,ressaltando que não fazemos isso e, portanto, que ele que cuidem dos seus problemas.
      Detalhe importante: Várias manifestações desse tipo têm toda característica de manifestação sugerida pela direção do clube rival e quem os transmite assume a condição de moleque de recado.

    • taniaclorofila

      Marco, não acho que o “jornaleiro” tenha problemas mentais, fico com a impressão que ele tem problemas morais. Essa soberba, sem motivo algum – quão distante ele está de um Armando Nogueira, um Mário Filho, um Fiori Gigliotti – mostra que os valores morais desse senhor são, no mínimo, equivocados.

      Quanto ao jogador “itakera”, que não sabe se comportar nem nos vestiários da selenike, acho que ele foi pau mandado sim, mas da imprensa, que certamente foi falar sobre a preleção com ele, já esperando algo apimentado, justamente na semana que antecede o derby, com a intenção de poder fazer o “leva-e-traz” de sempre, para ajudar a “vender jornais”.

      E, em relação aos jornalistas palmeirenses, eles são mesmo uma decepção. Querem ficar bem na fita com todo mundo e não saem em defesa do Palmeiras nunca, muito pelo contrário.

  • taniaclorofila

    Lucas, me senti indignada. Não sei como alguém, por mais arrogante que seja, não tenha noção que, ter educação, é prioridade para quem deseja ser tão bom, quanto ele acha que é…

    • Lucas

      Verdade. Esse sujeito julga ter muito mais educação e elegância que o que tem (nessa situação, com o Zé, não teve absolutamente nada de nenhum dos dois; e o Zé sobrou nos dois).

  • taniaclorofila

    Fernando, o Zé, enquanto olhava pra cara daquele imbecil, deveria estar pensando: “QUENHE VC?”… rsrsrs O “jornaleiro” foi tão escroto que nem merecia ter levado uma invertida. O Zé fez muito bem em ficar na dele e mostrar que o educado da história era ele.

    Quanto ao nosso time, ele está em formação, temos que ter alguma paciência até ele engrenar.

    Fernando, não acho que torcida única é vergonha. Vergonha é a PM querer fazer no Allianz o que não faz em outros estádios. Querer inutilizar até camarotes é o fim da picada!
    Alguém já viu a PM inutilizar assentos no Panetone, nos pisos abaixo de onde ficam os visitantes?
    Ela que coloque homens no Allianz Parque para proteger os seus queridos visitantes, que coloque homens para trabalhar. Afinal, dar proteção aos torcedores é obrigação da polícia.

    • Fernando São José do Rio Preto

      Tânia, tem 100% razão, não pensei neste detalhe que na verdade vale muitos $$$ com interdição de camarotes e outros assentos, o correto é PM fazer seu trabalho sem prejuízo de quem quer que seja. Estou contigo, você vale ouro!!!!

  • Marco

    Defendo há muito os clássicos com torcida única, pois não há condições de civilidade para a realização de jogos entre grandes rivais no Brasil com duas torcidas, lamentavelmente!
    ENTRETANTO, estranho que somente agora quando o jogo será no Allianz Parque é que as autoridades tenham se manifestado dessa forma. No Brasileiro 2014 o Palmeiras jogou no estádio feito com dinheiro público e sua torcida teve que ser escoltada até lá.

    Jogos no Panetone e no Pacaembu são permitidos para duas torcidas.
    Será mesmo que a preocupação é com a segurança ou em criar um clima de desconfiança para o estádio do Palmeiras? Pelas condutas anteriores, podemos ter o direito de duvidar!
    Resta saber como serão os clássicos dos outros e como será nossa visita à Vila Belmiro, ainda neste campeonato?
    Aproveitando o tema Vila Belmiro, citamos sempre a imprensa gambambi, mas nos esquecemos dos sardinhas. O abominável Milton das Neves, Quartarolo, Sormani e Paulo Morsa são exemplos claros de ódio declarado ao Palmeiras. Todos eles da velha geração que nunca se conformou na existência de um time que fazia frente ao seu Santos.
    Esse quatro e mais um tal de Calil, que caiu no merecido ostracismo, sempre pegaram pesado contra o Palmeiras

  • Luiz Antonio

    Acho que o melhor, é não dar audiência. Assisto aos jogos do Palmeiras, há muito tempo, sem som. Os comentaristas, são todos péssimos; os de arbitragem, então, um absurdo. A gente vê ex-árbitros “gaveteiros” comentando e alguns até puxando a favor de determinados clubes, enfim, é o preço de se viver no Brasil. A gente vê o que essa cambada está fazendo com o País e o povão entupido de pão (bolsas diversas) e circo (curintia, flamengo) sendo incapaz ou não querendo reagir, claro, o governo bancando isso tudo com o apoio da RGT. É triste.
    No futebol tenho uma preocupação importante, até pela falta de notícias: Valdívia! Como está sua situação contratual? Contusão muscular em tratamento já há quase três meses? Porque Cleiton Xavier? Não será para substituí-lo? Mesmo com todas essas contratações, de bons jogadores, na minha opinião, nenhum deles é melhor que Valdívia. Valdívia não joga só bola, ele desequilibra o adversário, não deixa uma provocação sem resposta, cava cartões amarelos e vermelhos pros adversários, põe raça na equipe. Pra mim, ainda é essencial; é quem vai fazer esse grupo dar liga.

    • taniaclorofila

      Verdade, Luiz Antonio, isso é coisa de Brasil, mesmo. Mas temos que reclamar, sempre que pudermos. Temos que encher o saco deles.

      Em relação ao Mago, amanhã vai fazer dois meses que ele jogou diante do Atlético-PR, na última rodada do Brasileiro. Nem todo mundo sabia – ele sim – que a contusão se agravaria com ele jogando aquela partida, tão importante, à base de infiltrações (só assim ele pôde estar em campo).
      Então, é natural que ele agora se trate adequadamente. Mesmo porque temos elenco, e ele não precisa voltar antes de estar 100%. Mas ele está bem, melhorando bastante e logo voltará.
      Eu acho que a contratação do CX não é para que ele substitua o Mago, imagino que seja para que ele jogue com ele. CX é muito bom jogador, mas como vc disse nenhum do time é melhor que Valdivia, ele chama a responsa e desequilibra mesmo.
      O presidente PN já disse que gostaria que o Mago se aposentasse aqui, Mattos também já disse que a intenção do Palmeiras é renovar com ele, e o Mago quer ficar…
      Por enquanto, eu, que não imagino o time sem ele, estou tranquila a esse respeito.

      E você tem razão, ele é quem vai dar liga nesse belo time que o Palmeiras montou.

      • Marco

        Tânia,
        A imprensa vai pegar pesado para tirar o Valdívia do Palmeiras lançando boatos e intrigas. Um cara que já começa a fazer isso é o medíocre Fred Jr. da rádio decadente citando uma nota ou outra induzindo no ouvinte que o Palmeiras está descontente com o Valdívia.
        Por outro lado, a ala da torcida que não gosta do Valdívia se aproveita para lançar comentários idiotas em blogs, chats e fóruns contra o jogador. Por enquanto é de forma leve e disfarçada, mas vão pegar forte, tanto a imprensa, quanto a parte idiota da torcida.
        Com esse time que o Palmeiras está montando, a presença do Valdívia com sua qualidade técnica representará a formação de uma equipe muito acima da média do futebol nacional e isso não interessa a nossa estimada “imprensinha” e a meia dúzia de moleques de recado da torcida.

  • Armando

    Bateu o desespero na imprensa marrom. Esse Sormani, seja ele mal educado ou ignorante mesmo, demonstrou que estava descontrolado, fora de si, teve um chilique. Benja deve botar fucinheira nesse vovô.

    O Palmeiras tem esse poder de aflorar (ui, que termo bambi) os piores sentimentos nos adversários. Não sei se isso é bom ou ruim para nós, mas aquela frase “fale mal, mas fale de mim” nunca foi tão atual.

    Palmeirenses, fiquem tranquilo que nós temos um elenco bem equilibrado entre jogadores experientes e novos. Nenhum desaforo ou crise plantada vai influenciar no futebol que será apresentado. Olho gordo nenhum vai impedir nosso sucesso.

  • Fernando São José do Rio Preto

    Não que nosso Allianz Parque não esteja preparado para receber adversários, descordo em número e grau de tal afirmação. Nosso estádio foi construído para receber tantos palmeirenses quanto outros torcedores que possuam no mínimo caráter e educação, coisa que não possuímos no país, com a degradação do ensino por todos órgãos governamentais, infelizmente. Não precisamos separar torcedores por grades ou outros meios, a separação está no respeito dos valores morais e direitos dos demais que só a educação de um povo conseguirá. O estádio é de 1º mundo, basta os frequentadores também o serem!!!! Avanti Palestra!!!

  • Paulo Rogério Almeida

    É só mais um cara que usa o Palmeiras pra aparecer, afinal, fale bem ou mal (neste caso dá mais repercussão), o seu nome será levado as alturas. Afinal, a nossa torcida consegue levar uma tag boba pro topo do twitter (tipo aquela #TagPraTirarAdosBambiDoTopo) e o engajamento da mesma é grande demais nas redes sociais, na internet em si (tanto que no passado foi criado a “mídia palestrina” só por conta dos grandes portais não terem uma página pra nossas notícias).
    Outro que também desdenhou da preleção foi o Jumento-Falente, ah, mas esse tem recalque eterno… Pois é difícil ter sido trocado pelo Ribamar, depois só levar sapecada do nosso time e aparecer no jogo dos 4×0 da nossa volta triunfal, como rival derrotado.

  • Rafael Capelini

    Post perfeito!!