HÁ VINTE ANOS… PALMEIRAS, OITO VEZES CAMPEÃO BRASILEIRO

palmeiras-bicampeão94

“Eu plantei Palmeiras no coração…”

Do mesmo jeitinho de agora – menos descarado talvez -, com narradores  valorizando mais o adversário – “Jair Pereira é sempre um técnico vencedor”, “Viola está há dois meses sem marcar gols, quem sabe ele não tenha guardado para hoje”, “o Palmeiras tem a vantagem, mas não se pode esquecer que do outro lado tem o Corinthians, tem a fiel, com toda a sua mística -; com os comentários da transmissão ignorando as muitas faltas sobre Rivaldo – que estraçalhava em campo e apanhava sem dó -, mas contando as faltas sofridas por Zé Elias – sim, Galvão Bueno as contava durante o jogo -; com o juiz deixando de marcar uma penalidade escabrosa sobre Roberto Carlos na primeira partida; com o goleiro Ronaldo levando amarelo quando deveria ter levado um vermelho, o mesmo acontecendo com Luisinho; com Branco, que quase quebrou Amaral, e foi expulso apenas e tão somente porque discutiu com Zinho – também expulso -, senão teria levado só amarelo; com Márcio Rezende de Freitas e auxiliares assinalando impedimentos absurdamente inexistentes do ataque do Dream Team palmeirense; com o Palmeiras tentando jogar e o adversário tentando segurar; com a torcida adversária deixando o estádio aos 20 minutos do segundo tempo, na primeira partida…

Com Rivaldo – o maestro do título – , Evair, Edmundo e Zinho levando a torcida e os adversários à loucura, com dribles e passes maravilhosos, com gols inesquecíveis – nas duas partidas finais, foram três de Rivaldo e um de Edmundo -, com um Palmeiras que nos fazia sonhar…

Com Cleber, Antonio Carlos, Roberto Carlos, Claudio, Sampaio e Flavio Conceição, Amaral, Wagner… esbanjando talento e fibra de campeão…

Com um Velloso perfeito…

Com o Palmeiras ganhando mais um título na raça,  no talento e no esforço de seus jogadores, como  sempre aconteceu em todas as suas conquistas…

Com a Família de Sangue Esmeralda morrendo de felicidade e orgulho pela conquista do bi-campeonato brasileiro, o quarto na versão moderna, pós 1971, o oitavo título do Palmeiras na maior competição nacional.

PARABÉNS, PALMEIRAS! Não foi por acaso que você se tornou o maior campeão nacional, e que até hoje não foi superado.

 

  • FERNANDO S.J. RIO PRETO

    Que saudades dos velhos tempos, pena que nossa situação hoje nos faz reféns do passado, até quando nós torcedores teremos que conviver com isto. Como nossa cor é verde esperança, vamos acreditar sempre em melhores dias e que possamos sim voltar a ser o melhor do Brasil, não precisa muito como exemplo o cruzeiro que sabendo contratar se diferencia de todos os demais clubes brasileiros. Não se precisa de seleção, tão somente de profissionais que valorizem o clube e principalmente a todos nós torcedores palmeirenses.

    • Concordo, Fernando.
      Precisamos saber contratar bem. E nem sempre contratar bem é a mesma coisa que contratar jogadores famosos, com altíssimos salários. Esses, costumam ser bons, mas nem sempre são. Tem muito jogador aí, com menos fama, que pode ajudar ser peça importante na montagem de um bom time. Como fez o Cruzeiro.

  • Lembro desse dia como se fosse hoje, de tanta saudade que tenho de ver um Palmeiras forte como este, que volte a ser o Palmeiras, campeão e respeitado, o maior time do Brasil e do Mundo.

  • valdir teodoro

    Sempre falo para meus amigos quando discutimos futebol e sempre consigo o silencio de todos dizendo uma simples frase: Não ganhamos titulos, os conquistamos por isso demora mais porem sempre é mais prazeroso.

    • FABIO

      gostei do comentario meu caro VALDIR TEODORO CONQUISTAS E SEMPRE MAIS PAZEROSA SEMPRE

    • Muito bem dito, Valdir.
      Conquistar e ganhar são coisas bem diferentes.

  • FABIO

    tenho certeza que igal este nunca mais teremos mais da pra montar um time bem melhor do que os times dos ultimos 6 anos e lutar e ganhar titulos

  • Luis Claudio Carrasco Garcia

    Acabei assistindo a primeira partida inteira (de novo kk). Saudades, mas também mostra como nossa torcida eh amendoim, várias vezes nessa partida o Palmeiras faz jogadas dignas de 2014, no entanto, nossos exigentes torcedores exigem jogadores e contratações que não cometam um único erro durante toda a partida. Temos de ter um pouco mais de paciência. Todo time campeão também tem calcanhar de Aquilles.

    • Verdade, Luís Claudio, mesmo nessa partida teve jogadas dignas de 2014.
      Hoje em dia, muita gente imagina que ter um pouco de paciência é se conformar com a fase ruim. E é exatamente o contrário.
      Porque a fase é ruim, e porque queremos sair dela, é que temos que tentar ajudar tendo paciência.