AXÉ, VERDÃO!! FALTA POUCO

Mazinho-gol

“Toda vez que vires a imprensa encarniçada contra qualquer pessoa poderosa fica sabendo que há por trás disso algum desconto recusado, algum favor que não quiseram prestar.”  – HONORÉ DE BALZAC

Depois de ter sido bastante prejudicado pela arbitragem no jogo  contra o Corinthians, quando  o árbitro deixou impune, e a imprensa ignorou,  a tática “1-9-3-4” (1 cotovelada, 9 pontapés, 3 soladas e 4 chutes por trás) de Mano Menezes, o Palmeiras foi à Bahia em busca de 3 pontos.

Na Terra de Todos os Santos, a barulhenta e festiva torcida do Palmeiras, que anda rezando para todos os santos, dividiu o estádio da Fonte Nova. Coisa linda! E, brindados com duas embaixadinhas do Mago, nossos irmãos baianos já vibraram no primeiro minuto de jogo.

torcida-Bahia

No Z4, e jogando em casa, o Bahia era o time mais pressionado a sair pro jogo, e o técnico Gilson Kleina – nosso velho conhecido -, colocou o seu time pra cima do Palmeiras. Até levamos um susto numa bola que desviou, bateu na trave de Prass e, boazinha, voltou às mãos dele – “Valei-nos, São Marcos”! Mas o nosso velho conhecido não conhecia Nathan (Kieza deve ter sonhado com ele a noite inteira), Tobio, Victor Luís, João Pedro… Não passava nada ali.

No início, o time do Palmeiras parecia sem calma… não conseguia fazer as jogadas, tinha erros de posicionamento na defesa, errava passes e dava espaço para o Bahia. El Capitán Valdivia conversava com os companheiros, orientava o time.

Os ataques do Bahia começaram a esbarrar nos defensores do Verdão e na má finalização dos seus atacantes. E, quando tentavam de longe, Prass estava atento. E ele também conversava com os laterais, com os zagueiros, orientava. Antes mesmo dos 15 minutos, o Palmeiras já começava a encorpar… O Mago, inspirado, como sempre, corria, marcava e se movimentava cada vez mais perigosamente, tentando as jogadas com Mazinho, Mouche e Wesley, que errava muitos passes…

O árbitro, Leandro Pedro Vuaden, mais tolerante com as faltas, deixava o jogo correr. Menos mal quando o critério é o mesmo para os dois times, mas algumas coisas não podiam ser ignoradas. Uma pegada bem feia de Roniery em Victor Luís ficara sem cartão; Mouche deu um chapéu em Rodrigo Silva, foi parado na falta, e o árbitro esqueceu o cartão de novo.

Por duas vezes,  o juiz deixou de marcar falta a favor do Palmeiras quando ele estava no ataque. Lucas Fonseca era o mais favorecido com a omissão do apito, e ficava cada vez mais abusado para cometer faltas, xingar e provocar jogadores, além de fazer muitas faltas em Mouche.

Depois de um ataque do Palmeiras, o Bahia já fugia com a bola, quando Valdivia desarmou o jogador, tocou para Wesley, que serviu Mouche, que arriscou o chute pro gol… e a bola passou raspando. Quase! Ah, esse Valdivia que “não é guerreiro” e só “entra em campo”, como é que vai desarmar assim, feito zagueiro, como é que fica orientando o time, criando jogadas, né Mauro Cezar?

Velozes, Mazinho e Mouche passavam a ser mais acionados por Valdivia, e o Palmeiras ia se aproximando da meta de Marcelo Lomba…

Aos 35′, Mazinho cobrou escanteio, o zagueiro tirou, e a bola ficou com Wesley, que abriu para Mazinho na esquerda; ele avançou, driblou o adversário e tocou para Valdivia… e o Mago fez aquilo que faz sempre, e com a naturalidade de sempre, devolveu um passe genial e redondinho lá dentro da área e disse: Faz, Mazinho (até N.Sr. do Bonfim ficou encantado com o passe). Mazinho agradeceu, chutou cruzado e, de primeira, marcou um golaço. Dá-lhe, Mazinho! iluminado por Nosso Senhor do Bonfim, e fazendo jus à confiança de Dorival!

Metade da Fonte Nova explodiu no gol do Palmeiras. Em casa, eu quase morri de alegria.  Um passe genial do Mago, um gol lindo de Mazinho e o meu Palmeiras, guerreiro, vencendo, que maravilha!

O Bahia sentiu… ao Palmeiras caberia aproveitar, ou administrar o finalzinho de primeiro tempo e também as botinadas, que eram cada vez mais acintosas – Valdivia, o alvo peferido. Tudo bem que o juiz deixasse o jogo correr, mas, uma falta como a da imagem abaixo, tinha que ter sido punida com cartão. O juiz não deu, e beneficiou o infrator (a TV não mostrou esse lance de perto, claro).

Bahia-falta-em-ValdiviaPorTrás   Essa outra, também não mereceu cartão, segundo o árbitro: Bahia-Falta-em-Valdivia

Na segunda etapa,  imaginamos que o Bahia, ferido com o gol, e na zona desesperadora da tabela, fosse dar trabalho. Mas Dorival acertou o time e o que estava errado na defesa, e, assim, o Bahia viu irem por terra as suas aspirações na partida.

Eu queria mesmo é que o Palmeiras marcasse o segundo, senão, lá vinha o juiz dar cinco minutos de acréscimo, ou levar o jogo até empatar. Esse jogo valia uns “769” pontos e não podíamos perder nenhum deles.

Mas, à medida em que as esperanças do Bahia diminuíam, as botinadas de seus jogadores aumentavam, e os profissionais da transmissão pareciam não ver nada muito errado nisso.

Ataque do Palmeiras, o Mago recebe a bola na entrada da área. As opções de colocar um companheiro na cara do gol se abrem diante dele… O narrador diz “Valdivia com a bola, puxou pro pé direito, vai buscar o espaço”

Bahia-Carrinho-de-frente-Mago1

E então…

Bahia-Carrinho-de-frente0 Bahia-Carrinho-de-frente1 Bahia-Carrinho-de-frente3

Lucas Fonseca entrou de sola no Mago! Valdivia, PHD em ser caçado em todas as partidascom a conivência das arbitragens e a omissão da imprensa – pulou pra se proteger.

E tão logo ele caiu, o brucutu do Lucas Fonseca foi pra cima dele, gritar e tirar satisfações.

Bahia-Carrinho-de-frente2

Wesley não gostou, claro, e empurrou o jogador, tirando-o de lá (isso, o auxiliar de linha de fundo viu; todo o resto, não). Repare, Wesley coloca a mão no peito do adversário, mas o adversário leva a mão ao rosto, simulando ter sido atingido (sabia que essa simulação é passível de pena, STJD??)

Bahia-Carrinho-de-frente-Wesley

E o árbitro deu cartão amarelo para Wesley (só pra ele??) e posse de bola para o… Bahia! Como assim? A falta no Mago, falta que parou o ataque do Palmeiras, ficou por isso mesmo? E o Lucas Fonseca saiu de boa? Quando não é o Vuaden, é o Flavio; quando não é o Flavio, é o Guilherme; quando não é o Guilherme, é o Luís Flávio… não salva um, ninguém merece!

E ainda tem a imprensa… Na transmissão, Milton Leite, ignorando completamente a falta existente, diria: “Valdivia efetivamente se joga”, depois, disse que Lucas Fonseca “teria entendido que Valdivia tinha simulado para tentar ganhar uma falta“, que “ele foi gritar com Valdivia lá no chão” e que “O Lucas talvez merecesse um cartão” (talvez???????).

Eu não sei pra que servem alguns narradores e comentaristas se eles não conseguem ver as coisas mais óbvias de uma partida. Ou será que eles veem, mas, dependendo do jogador e do time, eles fazem de conta que não viram? Se o Valdivia não pulasse no lance, certamente estaria no DM agora, lesionado, mas, o fato dele ter pulado, não muda a entrada que o Lucas Fonseca deu nele, né narrador? Né comentarista? A ação primeira foi o Lucas Fonseca entrando de sola no Valdivia.

O jogo seguiu. O Verdão, guerreiro, jogava certinho e ia tentando chegar no gol baiano. Nossas crianças, valentes, jogavam como veteranos (Nathan, João Pedro, Victor Luís, seus lindos, onde vocês estavam esse tempo todo?). A torcida do Palmeiras era de arrepiar!!

Aos 29′, numa disputa de bola, Nathan caiu com o jogador do Bahia e, quando estava no chão, ao se virar, a bola bateu em seu braço. Ao perceber a bola, o jogador palmeirense se apressou em tirar o braço. Ficou claro que não teve a intenção alguma. Porém, no SporTV, o comentarista (volta pro mar, oferenda!) foi taxativo: Pênalti!

A vontade de acharem um pênalti contra o Palmeiras era tanta (a imprensinha faria um estardalhaço com isso depois) que nem se deram ao trabalho de ver o lance com atenção. Antes de tocar o braço de Nathan, a bola foi escorada pelo braço do jogador do Bahia.

Bahia-MãoNaBola

O Palmeiras foi conduzindo a partida, gastando o tempo, mas não deixava de tentar…  e quase fez o segundo. Jogada de Valdivia e deixada linda de Allione para João Pedro, o chute saiu de primeira e tirou tinta…

A torcida baiana, enlouquecida com o Palmeiras ali, tão pertinho dela, não parava de cantar; em campo, Valdivia não parava de apanhar – Mouche também.  Lucas Fonseca batia, sem medo de ser feliz. Pegou o Mago, sem bola, e o juiz nem falta marcou. Fosse do Palmeiras, já teria ido tomar banho faz tempo. Na TV  diziam: “Diz ele (Valdivia) que foi atingido”, numa clara insinuação de que Valdivia poderia estar fingindo – que imprensa é essa?

Milton Leite insistia que o “pênalti” do Nathan (que não foi pênalti coisa nenhuma) tinha prejudicado o Bahia… Mas na falta de Guilherme em Mouche, ele apenas disse, rindo, “mas que beleza, que delicadeza do Guilherme”.

Aos 44′, um lance capital e revelador de como atuam as arbitragens e como age a imprensinha esportiva.  João Pedro, em cobrança de lateral, lançou a bola quase na área, Valdivia correu, mas não conseguiu dominar, a bola ficou com o goleiro, que já acionou seu jogador; o Mago correu atrás do jogador e da bola, mas, Lucas Fonseca (ele, outra vez) estava no caminho do Mago, e o parou com uma porrada, DENTRO DA ÁREA. Ele deu no meio de Valdivia mesmo. Nem juiz, nem bandeira, nem árbitro de linha de fundo, nem narrador, nem comentarista… viram o lance. Só a “lunática” torcida palmeirense.

No SporTV, Milton Leite diria: “Lucas Fonseca e Valdivia se estranham lá de novo na grande área” (se estranham? Então, você viu, Milton Leite? E por que não falou sobre a penalidade ocorrida? Ao narrador não caberia informar o que realmente aconteceu no lance?). A “oferenda” dos comentários, que foi tão categórica no lance do Nathan, não emitiu um som sequer sobre essa falta… silêncio total na transmissão do SporTV, mudança de assunto, nada de mostrarem trocentas vezes o replay, e por todos os ângulos (como fizeram com o lance de Nathan), nada de analisarem o lance… e o pênalti escandaloso no Mago ficou por isso mesmo, como se  nunca tivesse existido.

O que teria acontecido se fosse o contrário? Se fosse Valdivia a atingir um adversário assim? O que diria a imprensinha? Quantas vezes veríamos as imagens  nos programas de TV? Mas porque é o Valdivia, e porque é o Palmeiras, tudo bem? Que imprensa é essa?

Veja o vídeo no link abaixo, e as imagens. Valdivia e o jogador que está com a bola estão em movimento; Lucas Fonseca fica parado à espera do Mago, e, então, quando percebe que ele vem correndo, dá dois passos em sua direção, para atingi-lo. Penalidade indiscutível e muito visível. E POR QUÊ A IMPRENSA CONTINUA FAZENDO DE CONTA QUE NÃO VIU ESSE LANCE? QUE ELE NÃO EXISTIU? ISSO É DESONESTO!

PalxBah-pênalti-em-Valdivia0 PalxBah-pênalti-em-Valdivia0a PalxBah-pênalti-em-Valdivia PalxBah-pênalti-em-Valdivia1

Com 4 minutos de acréscimo, o jogo acabou, e o Palmeiras, cheio de axé, venceu a partida e conquistou os “769” pontos que estavam em jogo. Festa em Salvador, festa nos corações palestrinos espalhados pelo mundo, e com as bençãos de Nosso Senhor do Bonfim. Nossos dias vão se tornando cada vez mais iluminados… Falta pouco, Verdão!

Queria encerrar aqui, mas não foi possível…

Logo após o jogo, e nos dias que se seguiram, no SporTV, na Globo, e na maior parte dos programas esportivos, ninguém falou sobre o pênalti em Valdivia. As imagens do lance continuaram “desaparecidas”, e não estão nem nos vídeos de melhores momentos. Os profissionais de imprensa continuam fazendo de conta que não sabem que houve essa penalidade em Valdivia, que ele não foi agredido (o STJD também faz que não sabe), continuam escondendo que o Palmeiras foi prejudicado… continuam manipulando a informação e induzindo as pessoas  a verem só o que eles querem que elas vejam… e nós continuamos aqui, reclamando dessa postura nada honesta deles e do tratamento diferenciado – pra pior – que dão ao Palmeiras.

Vamos ficar vigilantes e de olhos bem abertos, parmerada! O Allianz Parque está praticamente pronto, nossas finanças estão em ordem, 2015 vem aí, e vamos escrever uma história diferente, se Deus quiser. E por isso mesmo, seremos ainda mais perseguidos.

Todo cuidado é pouco!

  • FABIO

    gostei do que vc postou mais queria ver a postagem do jogo dos gambas

    • Fabio, eu estava resolvendo umas coisas e cheguei em casa agora. A postagem do dérbi está pronta, só faltam alguns acertos nas imagens.
      Daqui a pouco estará no blog.

      • FABIO

        vou ver com certeza tudo sobre este jogo

  • Alexandre Ferreira correia

    Esse Milton Leite é curintiano, junto com Gambazek e o tal de Cereto (pinguim de frigobar)do SPORTV, não assisto nada que tenha esses otários.

  • Marco

    A Globo tirou o Palmeiras da TV aberta, com a clara intenção de diminuir a exposição do clube e atrapalhar seus contratos publicitários.
    O Sportv transmite todos os jogos e adota uma política de perseguição ao clube pela atuação tendenciosa de seus “profissionais”.
    Queiram ou não, formam opiniões e influenciam nas arbitragens dos jogos.
    Quem apita ou auxilia nas partidas sabe que se interpretar qualquer lance favorável ao Palmeiras será marcado, mas se errar contra nada acontecerá e até será defendido.
    Poderíamos até deixar de ouvir o que falam, mas não podemos esquecer de que o público em geral acompanha essa emissora e é influenciado por ela.
    Cabe ao Palmeiras por meio de um posicionamento mais forte e orientação aos seu profissionais contra esse jogo sujo da Globo/Sportv.
    Esconder o lance de agressão ao Valdívia foi uma atitude covarde e desonesta de uma emissora e de “jornalistas” que esqueceram o princípio básico de divulgar os fatos.
    Deve-se lamentar também, mais uma vez, que os jornalistas que se dizem palmeirenses fizeram de conta que nada aconteceu. Outra vez foram omissos.

    • Marco,

      O dano é maior do que influenciar nas arbitragens. Uma vez que boa parte da nossa torcida deixa que esses “profissionais” de imprensa pense por eles, eles acabam influenciando no comportamento desses torcedores, e, ao invés de termos a torcida do Palmeiras brigando contra isso, temos apenas parte da torcida do Palmeiras brigando contra isso, o que deixa muito fácil a vida dos que prejudicam o Palmeiras. A outra parte, a que deixa que pensem por ela, é aquela que fica repetindo que “os árbitros erram para os dois lados”, que “o time do Palmeiras é muito ruim”, que “o Valdivia é cai-cai”, que “torcedor que reclama de arbitragem é torcedor de time pequeno”, que “a torcida do Palmeiras diminuiu”, que “as crianças não querem mais torcer para o Palmeiras”… que “o PT acabou com a miséria no Brasil”…
      É como eu sempre digo, o mundo não vai acabar em fogo, e nem em água… o que vai acabar com o mundo é a burrice e a ignorância!

      Esconderem a penalidade que Valdivia sofreu, serviu para mostrar o quão desonesta é a imprensa. Na transmissão do SporTV, falaram inúmeras vezes sobre o pênalti que Nathan teria cometido, mostraram o lance trocentas vezes, e de todos os ângulos, o analisaram, tiraram as suas conclusões…
      No lance da penalidade em Valdivia, foi um silêncio total… e um “mudar de assunto” rapidinho, sem replay algum. Tá na moda essa frase, mas ELES SABIAM! E tanto sabiam, que se calaram e disfarçaram.
      Como confiar e dar credibilidade para uma imprensa assim?

      E quanto aos jornalistas palmeirenses, acho que não são tão palmeirenses assim, né? Nenhum palmeirense esclarecido, ficaria indiferente ao que fazem com o time dele.

      • Marco

        Tânia,

        Infelizmente, tudo o que você argumenta é a pura realidade.
        Esse assunto já circula pelos blogs desde segunda feira. Alguns deles fizeram publicações mostrando as imagens e cobrando as “autoridades” esportivas e a imprensa.
        Pelo visto nenhuma repercussão e nenhuma consequência.
        A própria participação dos torcedores é mínima em todos os espaços, mas se fosse para detonar o jogador, o time ou o clube, a participação seria gigantesca.
        Todos os setores do meio esportivo ignoraram o que aconteceu e segue o jogo……………

        • Pois é, Marco…

          As imagens estão aí, pra quem quiser ver e analisar. Elas são a realidade, e, por isso, é que elas somem dos vídeos de melhores momentos, dos programas esportivos. Afinal, elas desmentem os “grandes profissionais” da imprensa esportiva, imprensa que mostra a parte que quer da realidade; e esconde a que quer também. Presta atenção aos times que torcem os “profissionais” dos quais tanto reclamamos… Coincidência? Mas é claro que não!

          E faz tempo, muito tempo, que os prejuízos ao Palmeiras são omitidos, escondidos. E qualquer mínimo benefício é ampliado, levado à condição de um ultraje à sociedade. Pena que uma boa parte da nossa torcida não se dê conta disso e continue acreditando nos lobos que querem mais é que os porquinhos se danem.

  • Fernando

    Lance no Mago para quem assistiu ao Sportv não existiu em imagem alguma, realmente houve má fé em não sequer fazer algum comentário, simplesmente sumiu em todos sentidos, é uma vergonha o que se apresenta, ainda mais com comentários tendenciosos, no “palmeiras todo dia” ví o lance o qual Valdívia comenta no facebook, dizendo se fosse contra o verdão o que não estariam dizendo até hoje!!! Realmente lance merece uma atitude mais dura por parte da diretoria junto a todos os malandros que aí permanecem sem qualificação alguma.
    Independentemente de tudo valeu pela vitória….contra tudo e todos….dá-lhe verdão!!! Sofri como nunca para que vitória viesse premiar o time que tem o “craque” Valdívia.
    Estou preocupado com atlético pelo que assisti óntem, sábado será uma batalha enorme e verdão tem que se preparar para que resultado não seja indesejado dentro de casa, os caras estão se superando, mais um dia de nervosismo e para quem tem coração forte!!!

  • GILSON

    Tânia, dessa vez é somente uma palavra para seu texto: BRILHANTE!

  • Marco

    O blog Sr. Palmeiras, que também fez uma postagem a respeito, acaba de publicar uma resposta do comandante da arbitragem.
    Por outro lado, pela imprensa, ainda o silêncio, como se nada de anormal tivesse acontecido.

  • Fernando

    Tânia, veja se não deixa de ser vergonhoso tal publicação:
    Gambás com R$38,4 milhões, bambis com R$20,1 milhões e verdão com R$17,7milhões do pay-per-view em 2015, como chegaram a esta diferença absurda é que fica a questão..chega a ser humilhante tal diferença entre as equipes..e tamanha dimensão que temos de torcedores….é uma vergonha!!!
    Santos receberá R$10,4milhões, menos que bahia R$11,1milhões e botafogo R$11,5milhões…é o fim do mundo!!