QUE BANDALHEIRA! VÃO ACABAR COM O FUTEBOL NO BRASIL

Tá todo mundo fazendo de conta que não está vendo o que acontece no futebol brasileiro, tem muita gente fingindo não perceber as maquiavélicas ligações e manobras entre a CBF, STJD, arbitragens e TV, os favorecimentos “eternos” pra uns, os prejuízos pra outros… Todo mundo deixa pra lá as mutretas e armações que estão sendo levadas a cabo de maneira cada vez mais descarada…

Com raríssimas e profissionalíssimas exceções, a imprensa se finge de morta, e obscenamente legitima as armações, com notícias que blindam e valorizam determinados clubes e jogadores, ou que atacam/denigrem outros determinados clubes e jogadores; somem  com imagens, legitimam “erros” do apito, do tribunal, com comentários ridículos, idiotas e sem noção, nos programas de TV e nas transmissões dos jogos, como aconteceu  no SporTV, no jogo entre FluminenC e Palmeiras. De maneira nojenta, narrador e comentarista – ex-jogador do FluminenC – só enxergavam aquilo que o árbitro marcava, desmentiam o óbvio das imagens e só viam o que lhes era conveniente ver. O juiz garfando o Palmeiras na cara dura, e “osh cariocaish” avalizando o seu serviço. E assim faz a maioria dos tais profissionais de imprensa…

E o futebol brasileiro mergulha numa lata de lixo sem fim, comandado pelo  cartel dos “donos da bola”, e com a ajuda de uma boa parte da mídia, que nunca mostra o que realmente acontece em campo e nos bastidores do futebol, vai se atolando na sujeira. A imoralidade é muito grande e está além dos limites aceitáveis – se é que há algum limite aceitável para a imoralidade.

O árbitro de FluminenC x Palmeiras, inventou essa penalidade abaixo, fez 2 x 0 para o time da casa, e praticamente matou as chances do Palmeiras reagir, ainda mais na difícil situação em que ele se encontra. O jogador já está caindo, de braços abertos – ninguém consegue cair com os braços colados ao corpo – antes mesmo do adversário chutar a bola; na sequência, a bola é chutada em sua direção. E isso é pênalti??

Pênalti-RoubadoParaOFlu1

Pênalti-RoubadoParaOFlu3

Pênalti-RoubadoParaOFlu4

Pênalti-RoubadoParaOFlu-braço-braço-atrás

O árbitro marcou? Então, “osh cariocaish” afirmam que é pênalti sim.

E uma arbitragem que considera pênalti o que você viu nas imagens acima, não reconhece a penalidade nesse lance abaixo? (Repare que ele tem sim a mão aberta, carregando a bola) Estranhíssimo, não é mesmo?

pênalti-Flu-nãomarcado1

A mesma arbitragem (fizeram curso de árbitro onde? Nas Laranjeiras?) também não é capaz de identificar essa penalidade em Cristaldo? Olha só a pinta do árbitro e do auxiliar de linha de fundo…

Cristaldo-camisapuxada

“Osh cariocaish” não viram esses lances (vai ver tinham ido ao banheiro ou dormiam), também não viram as inúmeras vezes em que a arbitragem invertia faltas, marcava outras inexistentes, nem os impedimentos mandrakes marcados em ataques do Palmeiras, nem as “providenciais” paralisações de lances que poderiam originar ataques ou contra-ataques do time “paulishta”…

Com todas as suas falhas, com dois gols que deu de presente ao adversário, com todos os gols que perdeu, o Palmeiras, que não jogou bem – o FluminenC jogou pior ainda – jamais sairia derrotado do RJ se a arbitragem tivesse sido imparcial (falarei sobre o jogo ruim do Palmeiras em outra postagem).

E a “cariocada” é contínua – como são contínuos os favorecimentos ao time paulista do “istádio” doado pelo governo federal às custas de 1,2 bi do dinheiro público.

O Flamengo consegue passar de fase na Copa do Brasil 2014, graças à duas penalidades inventadas pela arbitragem – ganhou o campeonato carioca no apito também -, e a imprensa faz que não viu o que aconteceu, e, no dia seguinte, noticia que houve “um milagre” em campo. Uma garfada master do apito vira “milagre”, e o outro clube que se dane, não é mesmo? Um viva para os “amigos do rei”!

Flamengo-milagre

Mas o “milagre”, tinha um único “santo”:

Flamengo-milagre1

 

 

Será que o mesmo aconteceu para que ele saísse da zona de rebaixamento?

Mutreta-Flamengo

O link original dessa postagem está aqui:

https://www.facebook.com/leonardo.ribeiro.3363334/posts/733959486670085

Por coisas assim, os resultados de jogos, as arbitragens, os julgamentos e punições do futebol brasileiro, os campeonatos, parecem cada vez mais suspeitos…

Eles (CBF, STJD, Comissão de Arbitragem, TV, parte da Mídia e os clubes “amigos do rei”, os sempre favorecidos) pensam que são os “espeRtoish” e que todo o resto do país é idiota…

O futebol brasileiro sempre foi cheio de maracutaias e de armações, mas, desde 2005, a coisa está escancarada. 2005 foi o ano em que o Corinthians lavou dinheiro da Máfia Russa no Brasil (e não foi punido por isso), crime devidamente comprovado em escutas telefônicas feitas pela Polícia Federal. Ano em que Márcio Resende de Freitas expulsou Tinga (Inter) de campo porque ele sofrera um pênalti de Fábio Costa (Cor); ano em que o título do campeonato brasileiro foi tirado do Inter e “coincidentemente” caiu no colo do time da “lavanderia”, graças à uma manobra pra lá de suspeita.

Até mesmo o presidente alvinegro na época, Alberto Dualibi, confirmaria isso num telefonema, cuja escuta foi amplamente divulgada. Em suas próprias palavras, eles “ganharam o título ROUBADO, porque o campeão deveria ter sido o Inter”, “se não tivesse a anulação, o Corinthians não teria sido campeão”, “porque campeão de fato e de direito teria sido o Internacional”. Ele mesmo confirma que foi roubado, e o que fizeram os responsáveis pelo futebol brasileiro? Nada! Que vergonha, não? Se houve manipulação dos resultados – esse foi o “motivo” alegado (inventado?) pelo tribunal para fazer voltar 11 partidas que beneficiavam o Corinthians -, porque o agora ex-árbitro e demais responsáveis não foram presos?

CBF e STJD – quiçá patrocinadores de alguns clubes também – promovem o acesso e o descenso das equipes que bem entenderem. Rebaixaram a Portuguesa em 2013, pelo uso de um jogador irregular, e, com a perda de pontos da Lusa, como prevê a regra em caso de jogadores irregulares, salvaram o Fluminense (time do coração de João Havelange), que havia caído para a segunda divisão (todas as vezes que esse time é rebaixado, ele volta à série A sem jogar a série B).

No entanto, a mesma CBF e STJD, não fazem absolutamente nada a respeito do Corinthians, que neste brasileirão, colocou Petros em campo em situação irregular. Ele jogou seis partidas (continua jogando) de maneira irregular! Os clubes são os responsáveis por colocar os jogadores em campo (a CBF e STJD afirmaram isso quando da punição da Lusa), e a regra que prevê que o Corinthians, por se utilizar de um jogador irregular, deva perder 21 pontos no campeonato e a vaga na Copa do Brasil, é completamente ignorada agora. E como é que a regra pode valer só para alguns clubes, Sr. Paulo Schmitt? 

O promotor alega que é preciso haver uma denúncia para que o tribunal possa agir no caso do Corinthians (o que os demais clubes estão esperando?), que se utilizou de um jogador irregular, igualzinho fez a Lusa. E perguntamos: QUEM DENUNCIOU A LUSA EM 2013? A CBF? E POR QUE ELA NÃO FAZ O MESMO AGORA? E SE NÃO HOUVE DENÚNCIA NO CASO DA LUSA, SE O STJD FOI QUEM DENUNCIOU, POR QUE ELE SE RECUSA A DENUNCIAR O CORINTHIANS AGORA ? Onde estão a ética e os escrúpulos desse tribunal? Os “homens” do tribunal, serviçais que são da CBF, utilizam as regras, as distorcem, de acordo com as suas conveniências. Quem é da “tchurma dos amigos do rei” está livre de ser punido, faça o que fizer. E livrar um clube de uma punição, pela mesma irregularidade que serviu de punição a outro, é trambique, é armação.

Os torcedores pagam para assistir jogos de campeonatos com cartas marcadas.

Advogado-BlogDoPaulinho

http://blogdopaulinho.wordpress.com/2014/09/03/caso-petros-stjd-nao-julga-a-culpa-mas-a-irregularidade-corinthians-tem-que-ser-punido-diz-advogado/

 

Rebaixaram o Palmeiras em 2012, com mais de 12 pontos subtraídos por erros absurdos de arbitragem – de tão absurdos, não poderiam ser erros -, e se valendo de recursos inéditos, inclusive de imagens de TV, utilizadas durante uma partida (RECURSO PROIBIDO PELA FIFA), para anular um gol do Palmeiras num lance em que seu jogador cometera uma irregularidade, que ninguém da arbitragem vira; lance onde o jogador também havia sofrido uma penalidade e, por isso, acabara se utilizando da mão para marcar o gol (nas imagens da TV, ilicitamente utilizadas durante a partida, a mão na bola – que aconteceu depois e por causa da penalidade -, todo mundo viu; a penalidade claríssima em Barcos, foi ignorada). Na ocasião, a jornalista, que confirmara ter havido a consulta das imagens, foi proibida por sua emissora de testemunhar no caso. A TV compactuando com a ilegalidade na anulação de um gol… E, novamente, uma maneira inédita de se prejudicar um mesmo clube.

PenaltiIndio-BlogClorofila

E os gols de mão continuam a acontecer impunemente no futebol, sem que sejam anulados por imagens de TV, sem que apareçam “delegados balutas” :

Gol de mão de Luís Fabiano, validado pelo árbitro

Um jogador agride um árbitro durante uma partida (a imprensa transforma a agressão em “trombada – importante o “serviço” que ela presta, não é? ) e ele é absolvido, como aconteceu com Guerrero, do Corinthians; outro, pela mesma infração (que a imprensa também transformou em “trombada”), pega seis meses de gancho, e depois, magicamente, os mesmos promotores que acharam um horror a agressão e lhe deram a severa punição, mudam de ideia, e, com suas varinhas mágicas, fazem “plim-plim” e transformam a punição em apenas três partidas de suspensão, como fizeram com Petros, do mesmo Corinthians (interessante esse detalhe, né?).

Veja o vídeo e repare como Petros muda até de direção para ir ao encontro do árbitro e lhe dar uma “trombada”:

Até na terra do Guerrero o pessoal achou que ele receberia uma dura punição pela agressão ao árbitro (repare, ele dá uma cotovelada, usa força, sabendo que vai atingir alguém, né?). Mas o “corretíssimo” STJD o absolveu.

Teve também uma agressão de Renato Augusto, do Corinthians (olha o Curintia de novo), que também ficou por isso mesmo; o juiz não expulsou o jogador, e o STJD não o pegou pelas imagens, como costuma fazer com jogadores de outros clubes, os do Palmeiras, por exemplo.

Renato Augusto-agride

No entanto, um jogador força um terceiro cartão amarelo para poder servir a seleção do seu país – como fazem jogadores do mundo todo -, e o tribunal, como se ele fosse um bandido infrator, o pune, de maneira inédita, com dois jogos de gancho, porque ele sorriu, como aconteceu com Valdivia, do Palmeiras. NUNCA, ANTES OU DEPOIS DISSO, UM JOGADOR NO BRASIL FOI PUNIDO POR FORÇAR UM TERCEIRO CARTÃO OU POR TER SORRIDO – nem existe uma regra para isso. Para o STJD, dependendo das cores da camisa do jogador, forçar um terceiro cartão e sorrir é praticamente a mesma coisa que agredir um árbitro pelas costas.

O TRIBUNAL NÃO TEM O DIREITO DE FAZER AS SUAS PRÓPRIAS REGRAS, OU DE USAR AS QUE EXISTEM À SUA CONVENIÊNCIA OU À CONVENIÊNCIA DOS “AMIGOS DO REI”!!  Mas ele faz isso…

Thiago Alves, do Palmeiras, agrediu um adversário, e, graças ao uso das imagens, foi denunciado e punido pelo STJD com dois jogos de suspensão.

tiago-alves

Mas esse jogador do FluminenC aqui, o STJD não quis denunciar e nem punir. E esse é só um exemplo, dos muitos outros que ficaram e ficam sem punição alguma.

Cícero-voadora1

E, assim,  vamos chegando à conclusão que o tribunal trabalha apenas pelos interesses de alguns clubes, que são interesses da CBF – a famigerada entidade, mergulhada em corrupção até o pescoço. Seu presidente anterior,  investigado por lavagem de dinheiro, por recebimento de propinas (até a Globo é citada nisso) – tinha até mudado do país por isso -, é suspeito de participar de várias falcatruas, inclusive a de fazer parte do grupo que vendeu ao Qtar o direito de sediar uma Copa.

Em sua gestão na CBF, parte do dinheiro de amistosos da seleção brasileira ia parar na conta de Sandro Rosell, na época presidente do Barcelona,  que, “por acaso” tinha sido o representante da Nike no Brasil que, por acaso, é patrocinadora da seleção, do Corinthians, do Neymar… O mesmo Rosell que teve que renunciar à presidência do Barcelona, depois do escândalo dos milhões “desaparecidos” na contratação de Neymar. Sujeira… sujeira… sujeira… Um polvo de tentáculos imensos a tomar conta do futebol brasileiro.

RT-contasecreta   RT-suborno

O João Havelange, sogro de Ricardo Teixeira, e citado na notícia acima, é um “ilustre” torcedor do FluminenC,  o time que vive se servindo da “bondade” da CBF de não deixá-lo jogar a segundona todas as vezes em que é rebaixado.

http://limpinhoecheiroso.com/2013/07/03/a-globo-esta-envolvida-no-suborno-de-havelange-e-ricardo-teixeira/ As suspeitas estão em todos “os cantinhos” do futebol brasileiro…

Mas o que seria do futebol  brasileiro e suas armações não fossem os “erros” das arbitragens? Pênaltis inexistentes assinalados, pênaltis legítimos não marcados, impedimentos mandrakes, gols irregulares validados, gols legítimos anulados, expulsões e cartões intimidatórios pra uns, benevolência com as infrações de outros, conivência com a caçada a determinados jogadores, campeonatos decididos no apito…

A comissão de arbitragem, agora/outra vez capitaneada por Sérgio Correa, que, segundo dizem, foi trazido de volta por Marco Polo del Nero, manda a campo árbitros que mais parecem vassalos de alguns clubes, apitando em seu benefício e em prejuízo aos seus adversários, e das maneiras mais inimagináveis possíveis.

E aí a gente lembra do ex-árbitro Gutemberg, que acusou a Comissão de Arbitragem de telefonar para os árbitros antes das partidas (você vai apitar o jogo do timão, hein?), para lembrá-los do clube que estaria jogando sob a sua arbitragem. Num claro “olha lá o que você vai fazer, hein?”. Acusação que foi ignorada e “esquecida” pelo tribunal e pela imprensa, o que fez que a opinião pública também esquecesse…

Depois da volta desse senhor ao posto, as arbitragens passaram a “errar” ainda mais…

Há algumas rodadas, o Palmeiras abriu o placar diante do Atlético-MG, com uma cobrança de pênalti, mas o árbitro fez voltar a cobrança, alegando invasão na área. Antes e depois desse jogo, todas as cobranças de penalidades do país foram/são feitas com invasão de jogadores e os gols são validados. Como aconteceu ontem mesmo, na partida do Palmeiras diante do FluminenC (que se não fosse a CBF e o STJD estaria disputando a série B e não a série A). As regras continuam valendo só para um, ou, na melhor das hipóteses, para alguns poucos.

Veja outras imagens de penalidades validadas, mesmo com invasão de jogadores:

http://blogdaclorofila.sopalmeiras.com/2014/08/29/se-e-jogo-palmeiras-quem-joga-e-o-juiz/

Diante do Coritiba, o Palmeiras teve uma penalidade marcada pelo árbitro, e desmarcada depois, sob a alegação que o bandeira vira impedimento de Lúcio. O bandeira nada viu ou assinalou, e as imagens são claras. Então, de onde veio a “instrução” para desmarcar a penalidade? Por que os árbitros não foram avisados para desmarcarem as penalidades que não existiram em tantos outros jogos – o do Flamengo, por exemplo? Por que nunca desmarcam penalidades de outros clubes, mesmo quando elas foram marcadas equivocadamente? As regras existem sim, mas apenas para alguns…

bandeira-safado2

Eu poderia escrever mil páginas, poderia printar mil imagens, citar centenas de outros exemplos e ainda assim ficaria muita coisa por dizer, por mostrar…

Está tudo aí, o tempo todo batendo na cara da gente…

O futebol brasileiro, do fundo da lata de lixo onde se encontra,  vai perdendo o seu restinho de brilho e encantamento, vai morrendo; os clubes, perdem a capacidade de tomar providências; os jogadores, a de se indignar…  e os torcedores… esses, já mal percebem o dolo ao seu clube de coração.

Quando todo mundo acordar, poderá ser tarde demais…

VAMOS BOTAR A BOCA NO TROMBONE AÍ, FAZ FAVOR? (Você também, Palmeiras. Todo clube tem que ter o direito de ganhar, empatar e perder  por seus próprios méritos. Não há futebol ruim que justifique que um time seja prejudicado pela arbitragem e aceite isso.)

  • Pedro

    O Palmeiras devia denunciar os Gambá pq o individuo irregular jogou contra nos!! Não sei se o Palmeiras recuperaria os pontos mas só dos gambás irem pro Z4 já ajuda!!

    • Adriano Mira

      kkkkkkkkkk…..kkkkkkkkkkkkk……kkkkkkkkkkkkkkkk…VAI LÁ NA DELEGACIA E FAZ A DENUNCIA.

    • Pedro, eu também acho que os clubes deveriam denunciar, sim. A Lusa deveria denunciar!
      E imagino que até o final do campeonato algum clube o fará. O que ficar em 17º lugar na tabela, por exemplo.

  • Gaetano

    Pois é Tânia. Continuamos inconformados com essa bandalheira toda.Amamos o nosso clube mas, ai vai a pergunta: será que vale a pena fazermos todos esses xingamentos, ofender dirigentes sabidamente bem intencionados, denegrir a imagem de jogadores e enfim criar um clima de terrorismo no clube afundando-o num poço sem fim, sabendo-se que estamos prejudicados escandalosamente por “fatores externos”? Pobre ignorância do torcedor que justifica o fracasso nos agentes internos (não que não colaborem com isso) como único motivo da situação que nos encontramos. Mal percebe ele que os clubes estão nivelados, talvez até em sua mediocridade, e que leva vantagem aqueles que praticam a corrupção e assim adotam as regras que dominam o nosso país.
    Não foi isso que aprendi lá em casa. Amo o meu clube e o respeito por sua dignidade e por uma história bonita e de conquistas. Onde mais tivemos “duas academias”? Atletas marcados pela sua glória e não por encândalos? Quero esse clube de volta. E que haja justiça, logo. Se formos colocados num patamar abaixo do futebol, que seja por demérito e não por essas falcatruas.Que os seus gritos se juntem aos de todos nós e que ouvidos ouçam, não porque se sintam indignados, uma vez que a dignidade não existe, mas porque ficarão surdos.

  • Fernando

    Tânia, como sempre seus textos são exemplo de transparência, realmente é cada vez maior nossa indignação com toda esta malandragem que temos visto com o futebol, para uns tudo, para outros nada, agora eu pergunto: Porque os times prejudicados não botam a boca no trombone sendo que os que se privelegiam são os mesmos? No meu modo de ver já passou da hora de times se unirem e acabarem com esta bagunça toda. Chega de malandragem, porque daqui à pouco chamaremos de finado futebol, já que técnica deixou de existir faz tempo, dá tristeza de assistir tantos jogos ruíns para não usar outro adjetivo.
    Verdão, acorda para esta roubalheira antes que seja tarde, está dando dor na alma, assistindo tudo passivamente como se nada estivesse ocorrendo, até quando verdão?? Entrevistas de nossos jogadores também são indecentes, conformidade como nunca se viu em quem já vestiu a camisa mais linda “verde” do Brasil. Vamos acordar VERDÃO!!!!!

  • Levi

    Pena que não exista nenhum advogado Palmeirense….ou “jornalista palmeirense” para denunciar os gambás, com base no estatuto do torcedor (que está comprando ingressos e pagando ppv, em um campeonato de cartas marcadas)……como o gambazek fez com o Valdívia. Se ele pode, qualquer um pode também. E nosso jogador pegou 2 jogos. Palmeirense gosta mesmo é de atazanar o seu próprio time.

    • Levi, não tenho certeza absoluta, mas acho que nós, torcedores, não podemos denunciar denunciar os gambás.
      Mas, se algum advogado parmera, por acaso ler essa postagem, por favor nos informe sobre os nossos direitos.
      Se pudermos fazer a denúncia, não pensaremos duas vezes!

  • Marco

    Essa coluna e tantas outras escritas aqui deveria ser leitura obrigatória para toda a diretoria do Palmeiras, para os jogadores e para a comissão técnica.
    Independentemente das questões de futebol, que não nos negamos a analisar, pois somos críticos por natureza, trata-se de uma questão moral. A instituição Palmeiras e seus membros precisam ter o mínimo de amor próprio, pois aceitar passivamente tudo o que vem sendo feito há tempos contra o clube é assumir publicamente a posição de capachos.
    Essa coluna deve ser dedicada a inúmeros “palmeirenses” que se comportam como idiotas úteis, rejeitando toda e qualquer reclamação contra arbitragens. Deve ser dedicada também aos jornalistas puxa sacos de rivais como Antero Grego, PVC, Noriega, Mauro Beting e tantos outros que se borram nas calças para fazer qualquer comentário que possa parecer denuncia, temendo ser chamados de parciais. Porém, para prejudicar o Palmeiras com sua omissão, não se consideram parciais.
    Entretanto, caso esses jornalistas julguem que nada disso procede, é porque precisam mudar de profissão, pois estariam provando que não são do ramo.

    • Sérgio de Mauro

      Esses “jornalistas” palmeirenses têm total consciência do que é feito com o time deles, jogo após jogo. Afinal, não são retardados. Mas eles se borram de medo de soltar um pio favor do Palmeiras, e seus patrões gambás/bambis/cariocas darem-lhes o pé na bunda. Sua covardia chegou a níveis tão elevados, quem nem o lance mais escabroso contra o Palmeiras consegue fazê-los falar. Ratos é o que são.

    • Marco,

      O Flamengo conquistou a vaga na Copa do Brasil graças às penalidades que o árbitro inventou (ganhou também o carioca, graças a um gol muuuito impedido de Márcio Araújo). O Coritiba tinha ganhado o primeiro jogo com folga e não perderia a vaga não fosse o apito.
      Para minha surpresa, uns dias depois, li uma matéria de um palmeirense louvando a conquista do Flamengo, como se ela tivesse sido fruto do futebol jogado, da luta em campo. Juro que senti vergonha…

  • Ed Sphynxinator

    Outro lance desleal que lembro agora e não aconteceu nada foi no jogo Grêmio X curintia, quando o Fagner deixou as travas da chuteira no joelho do Barcos. Não levou cartão, não foi marcada a falta e nem teve punição “por imagem”, como o STJD adora fazer quando convém.
    O futebol é uma VERGONHA. PIADA. Por isso, quanto mais a seleção brasileira e a CBF perder, melhor. Não torço mais faz tempo. E sou BRASILEIRO sim, mas não sou PALHAÇO.

    • Ed, o STJD é uma das coisas mais indecentes que existem no futebol brasileiro. Para alguns clubes,o Palmeiras, por exemplo, os promotores são moralíssimos, rigorosíssimos, no entanto, para uns dois ou três clubes, eles são imorais, montam um circo no tribunal se preciso for, e não têm vergonha nenhuma disso.
      Diante dessa sujeirada toda, eu também quero que a selenike se exploda. E que na próxima Copa tome 10 x 1 da… Argentina!
      Somos brasileiros, mas não somos otários como muita gente imagina que sejamos.

  • Ricardo

    Pois é minha cara.
    Mas a direção do Palmeiras faz o que?????
    E o presidente da CBF que é conselheiro do Palmeiras faz o que???????

    Assim, vamos ficar reclamando, reclamando e tudo continuará acontecendo….

    Lamentavelmente.

    De qualquer forma, continue com seu trabalho documental.
    Ao menos a torcida não pode deixar passar.
    abs

    • Ricardo, eu também acho que a direção do Palmeiras deveria fazer algo em relação a isso. Talvez não da mesma maneira que nós, torcedores, fazemos.
      Mas ela tem que mudar isso de alguma forma.
      Quanto ao palmeirense na CBF, podemos esquecer, ele é “marcopolense”, torce pra ele mesmo.

      Mas, ainda assim, penso que não devemos deixar de reclamar. Ficaria muito mais confortável pra eles se ninguém apontasse as descaradas falcatruas que eles fazem.

      Abs

  • Sérgio de Mauro

    Olhando para trás, sempre houve maracutaia, especialmente a favor dos cariocas, gambás e bambis. E sem dar uma de vítima, mas inúmeras vezes contra o Palmeiras, fato. O que acontece é que, a exemplo da política, perderam-se quaisquer escrúpulos, necessidade de arranjar desculpas, justificativas esfarrapadas, mostrar uma coerência mínima que seja. A avacalhação é total. A imprensa esportiva não fala nada porque seus times preferidos estão por cima. E alertar para a trambicarem pode diminuir a audiência e o próprio faturamento. São todos sujos.

  • Sérgio de Mauro

    Mais uma vez parabenizo a dona do blog, seus posts são precisos e destruidores como um direto do Mike Tyson. E se você percebe, eu, outros tantos, certamente os ditos profissionais do mundo futebolístico também. Mas esses são movidos por outros interesses.

    • Obrigada, Mauro.
      Você tem razão, se nós percebemos, os tais “profissionais” da imprensa esportiva também percebem. Talvez até com mais clareza do que nós, uma vez que
      vivem tudo isso de perto e devem ter informações que nós não temos.
      Mas a impressão que eles nos dão é a de querer ficar “bem na fita” com todo mundo, com os patrões, sem contar que, tenham o time que tiverem, adotam o “comportamento padrão” que parece ser imposto a quem trabalha com futebol, ou seja, sempre promover dois ou três clubes,falar bem deles, de seus jogadores, se calar diante das sujeiras que eles fazem, das que são feitas pra eles, não defender os seus próprios times jamais, mesmo quando existem grandes razões para isso.
      Na postagem, o vídeo do Dualibi diz tudo. Ele mesmo admite que ganharam o título ROUBADO. E se ganharam roubado, muita gente trabalhou nisso, não é mesmo? E os outros clubes, as outras torcidas, que passaram um campeonato inteiro indo aos jogos, torcendo, sofrendo, foram feitos de otários. Compraram ingressos de um campeonato com cartas marcadas, de um campeonato cujo título foi vendido.
      E aí, quando vc percebe que existem torcedores que dizem que o time dele merece ser roubado quando joga mal, você entende porque o futebol está assim, porque eles não se preocupam mais nem mesmo em disfarçar…

  • Camila

    Análise perfeita! Parabéns!!

  • Thiago

    E ainda acham que o 7×1 da Alemanha foi um desvio de rota, coisa que acontece. Nosso futebol está na UTI de um hospital público, agonizando…

  • Marco

    Apesar dos erros graves deste último jogo, o lance que mais denuncia a má intenção da arbitragem foi o cartão amarelo para o Vitorino no final do jogo.
    Nosso único zagueiro experiente do elenco, disponível para o jogo por não estar contundido, estava pendurado e levando o terceiro amarelo não poderá enfrentar o Flamengo.
    Alguém assistiu a série de TV da HBO chamada “FDP”? Um trabalho excelente que retrata a vida do personagem Juarez Gomes da Silva, um árbitro de futebol. No penúltimo episódio eles descreve como um árbitro pode manipular um jogo sem chamar a atenção. a série foi criada por José Roberto Torero e Marcus Aurelius Pimenta, com base em argumento de Adriano Civita e Giuliano Cedroni.

  • Fabiano

    Parabéns, excelente seu trabalho. Esse tipo de material tem que ser visto por alguém que possa tomar atitudes a favor do futebol, e derrubar algumas máscaras.

  • Adriano

    Muito bem Tania! Nao desista de denunciar esses abutres que estao acabando com o futebol brasileiro. A SEP deveria se preocupar com isso tambem mas enquanto ninguem por la da as caras, resta a voce continuar com esse magnifico trabalho que nao defende so a bandeira palestrina mas o esporte futebol que deixou de ser esporte no Brasil.

    • Obrigada, Adriano. Não vou desistir, não. Nem se quisesse eu conseguiria… esse “problema” de reclamar é de fábrica. Mas, confesso, às vezes fica cansativo.
      Adoraria que o Palmeiras encontrasse uma maneira de combater isso, que quisesse mesmo combater isso. Adoraria que o pessoal lá se tocasse do tamanho do prejuízo que esse “esquema” tem nos trazido há tanto tempo. Porque essa bandalheira não é de agora, agora, ela é só mais descarada. O futebol brasileiro tem “donos” agora.
      E os “donos” nem se dão conta que estão matando o futebol…

  • Cassio

    Tania, boa tarde.
    Ótimo texto, o problema é que o FluminenC, o Flalido e o time do Governo sempre são favorecidos, com as bençãos da emissora que controla o futebol brasileiro. O spfc está desesperado para entrar nesse grupinho e caberia aos demais clubes se unirem para acabar com essa situação antes que acabem com o futebol.

    E o pior é que vamos enfrentar o Flalido hoje.

  • Marco

    A torcida do Palmeiras não sabe a força que tem.
    Para ficar o dia inteiro, o ano inteiro na internet xingando jogador, diretor, presidente, treinador ela tem tempo, disposição e iniciativa.
    Para defender os interesses do seu time, usando a “mídia alternativa” mais forte de um clube no país, ela não tem a mesma disposição.
    O Palmeiras vem sendo lesado há anos, mas sua torcida prefere priorizar seus esforços e seu tempo em criticas, MESMO QUE CORRETAS E NECESSÁRIAS, somente aos jogadores, treinadores e direção.
    A torcida do Palmeiras, se quiser, tem tudo para denunciar a sujeira que se transformou o futebol brasileiro.
    Sabemos que um time em situação difícil na tabela tem contra si o lado emocional. Porém, esse problema não aparece para o time da Globo e da CBF.
    O flamengo estava na lanterna, mas sabia que não iria cair, ao contrário do Palmeiras que tem que superar suas limitações técnicas, as arbitragens e o emocional.
    Preferirmos denegrir e menosprezar nossa condição técnica e fechamos os olhos para todo esse circo que é o futebol brasileiro.
    Considerando que temos uma diretoria distante da realidade nesse aspecto, a “Mídia Palestrina” teria que exercer esse papel de colocar a “boca no trombone”, chamando a atenção para esse estelionato esportivo a que somos submetidos.
    Quem sabe, dessa forma, nossa direção acorde e faça alguma coisa!

  • Fernando

    Perder de goleada para um time mais medíocre do que o verdão é piada, com erros sucessivos e absurdos de nossa defesa que tem dois que já deveriam aposentar, temos garotos da base que superam e muito ambos jogadores, nosso técnico fala para dentro, não acredita no que diz, ele precisa ter convicção do que fala e outra coisa que lhe falta é autoridade, tem que mandar embora quem não quer vestir a camisa do verdão, ficar fazendo média com este ou aquele jogador que não merece vestir nossa camisa é um absurdo!!! Não sei como sairemos desta, más algo necessita ser feito e parte da comissão técnica em não aceitar o que ocorre com mercenários que vestem a nossa camisa. Cadê nossos dirigintes que não se manifestam, só deixam para o técnico? Dorival, acorde e tome postura de comandante, peite dirigentes que não ajudam e tão somente atrapalham, chute o balde já!!!!

  • Tania cade voce?Não acordou ainda ,acho que voce exagerou na dose de calmantes,pós 6×0…rs
    Abs

    • Ednei, não tomo calmantes (por enquanto), por pior que seja o baque. Mas estava assimilando a porrada e tentando pensar com clareza.
      Agora já me posicionei a respeito.

      Abs