UM MANDO PRA VOCÊ, DOIS PRA ELES…

Quando vimos a tabela do Paulistão, percebemos que, de novo, alguém da Federação Paulista de Futebol “errou” nas contas na hora de distribuir os mandos nos clássicos.  É sempre o Palmeiras o que é mais “visitante” na hora de disputar as partidas diante dos maiores rivais.

Como são quatro clubes grandes e seis mandos, eu sei bem que a conta não fica exata num mesmo campeonato.  Uns vão ter menos mandos do que outros. Mas quando a coisa não equilibra em vários anos seguidos, a gente começa a pensar que aí tem coisa…

Vejamos:

PAULISTÃO 2008 
.
SAN x PAL // SAN x COR
SPO x COR // SPO x SAN
COR x PAL
PAL x SPO
(2 mandos para o SAN, 2 mandos para o SPO, 1 mando para o PAL, 01 para o COR)
.
PAULISTÃO 2009
.
PAL x SAN // PAL x COR
SPO x COR // SPO x PAL
SAN x SPO
COR x SAN
(2 mandos para o PAL, 2 mandos para o SPO, 1 mando para o SAN, 1 para o COR)
.
Os números de mandos eram mais ou menos equilibrados, mas, a partir de 2010, o Palmeiras passou a ser o mais prejudicado nessa distribuição.
.
PAULISTÃO 2010
COR x PAL // COR x SPO
SAN x COR // SAN x PAL
SPO x SAN
PAL x SPO
(2 mandos para o COR, 2 mandos para o SAN, 1 mando para o PAL, 1 para o SPO)
.
PAULISTÃO 2011
PAL x COR
COR x SAN
SPO x PAL // SPO x COR
SAN x PAL // SAN x SPO
(2 mandos para o SPO, 2 mandos para o SAN, 1 mando para o Palmeiras, 1 para o COR)
.
PAULISTÃO 2012
SAN x PAL // SAN x COR
PAL x SPO
COR x PAL // COR x SPO

SPO x SAN
(2 mandos para o COR, 2 para o SAN, 1 para o Palmeiras, 1 para o SPO)
.
PAULISTÃO 2013

COR x PAL
SPO x PAL //  SPO x COR
PAL x SAN
SAN x COR // SAN x SPO
(2 mandos para o SPO, 2 mandos para o SAN, 1 para o Palmeiras, 1 para o COR)
.
PAULISTÃO 2014
SAN x COR // SAN x PAL
PAL x SPO
COR x PAL // COR x SPO
SPO x SAN
(2 mandos para o SAN, 2 mandos para o COR, 1 mando para o PAL, 1 para o SPO)
.
SAN (10 mandos) – COR (08 mandos) – SPO (7 mandos) – Palmeiras (5 mandos)
.
Poderíamos pensar que a conquista do Paulistão tivesse algo a ver com a distribuição de mandos, uma vez que o Santos, nesse tempo, ganhou o título três vezes, o Corinthians duas e o Palmeiras uma. Mas  por que o São Paulo teria só um mando a menos que o Corinthians e dois a mais do que o Palmeiras, se não ganhou nenhuma vez nesse período (por que o Santos, tão vencedor na Copinha, nos últimos anos, viu o Corinthians ser privilegiado até na distribuição de ingressos na final de 2014)? Um mando para o Palmeiras a cada edição do Paulistão. Tá certo isso? Alguém anda fazendo contas  bem erradas lá na FPF…
.
E tem mais… não é só no equilíbrio de número de mandos que o Palmeiras é desfavorecido pela federação, o prejuízo vai mais além.
.
O maior clássico do país, e o de maior rivalidade também, todo mundo sabe que é Palmeiras x Corinthians. O resultado de um Derby costuma ser determinante para as equipes; quem vence o confronto sempre cresce, sobe de produção e deslancha no campeonato, da mesma maneira que o inverso também acontece.
.
Não é possível que desde 2010, no clássico mais disputado do país, o Palmeiras tenha tido um único mando (2011) – quando foi assaltado pelo PCO, justamente no Derby – , e o Corinthians tenha tido 4 mandos de campo (2010, 2012, 2013 e 2014), não é mesmo? Por 4 vezes, nesse período, a torcida palestrina se viu em desvantagem com os pouquíssimos ingressos destinados aos visitantes; por 4 vezes, nesse período, o Corinthians se viu em vantagem, ao jogar com o estádio lotado com a sua torcida. O Palmeiras vive sendo garfado pelas arbitragens, e ainda tem mais essa? Tá muito errado isso aí…
.orcida
Se é o maior clássico do país, o de rivalidade mais acirrada, que influencia até  no rendimento das equipes no restante do campeonato, a balança da distribuição de mandos não pode pesar só para um clube.
Diante do Santos, a coisa se repete. Nos últimos 5 anos, o Santos foi mandante em 4 Paulistões (2010, 2011, 2012, 2014) e o Palmeiras em 1 (2013). A Federação Paulista deve ser isenta e não pode favorecer nem “A” e nem “B”. E não pode também prejudicar “A” ou “B”.
.
Desconheço os critérios adotados,  mas, se for por “sorteio” que isso é decidido, certamente a ‘bolinha’ está viciada (por que será?) e precisa urgentemente ser trocada. Né, Marco Polo “palmeirense” (me engana que eu gosto) Del Nero? Ou será que a coisa aí, está sendo feita na base do “minha mãe mandou bater nesta daqui, mas como sou teimoso bato nesta daqui”?
Não queremos ser favorecidos, mas queremos muito menos ser prejudicados. Isso já cansou.
  • Angela Bonora Gamez

    adorei o que você escreve, e novamente percebemos que estamos sempre em desvantagem perante qualquer federação desportiva, e ainda assim: somos o time com maior titulação nacional. se fôssemos tratados de maneira igualitária como serái então?

    • taniaclorofila

      Obrigada, Angela.
      Essa desvantagem constante, e que nunca acaba, enche o saco.
      Precisamos viver brigando para recebermos, por parte da CBF, FPF, STJD, imprensa, o mesmo tratamento que os demais clubes. E não conseguimos!
      É o cúmulo!

  • bruno bateraSEP

    Se começar essa conta em 2007, dos últimos 8 derbys (contando já 2014), serão 6 com o Palmeiras como visitante. Eu comentei isso há umas semanas no Twitter e fui satirizado por alguns Nobristas, como se isso não fosse importante.

    • taniaclorofila

      Bruno, vc quis dizer que foi satirizado por algumas pessoas que não concordam com vc, né? Esses rótulos são completamente desnecessários. E as pessoas rotuladas não pensam, necessariamente, da mesma maneira.

      Se ser “nobrista” é confiar no presidente Paulo Nobre e apoiar a sua gestão, eu também sou “nobrista”, e não acho que a preocupação com o prejuízo nos clássicos deva ser ironizada, muito pelo contrário. Tanto, que fiz até uma postagem sobre o assunto. E temos que reclamar, sim!

  • bruno bateraSEP

    O que o Palmeiras perde sendo visitante nos Derbys? A torcida fica reduzida a 2400 pessoas no Pacaembu e perde tecnicamente, tendo sempre q jogar num ambiente contra, hostil

  • Marco

    Por que um assunto como esse não é motivo de discussão na imprensa?
    Não pode levantar temas que mostrem prejuízos ao Palmeiras?
    Ninguém questiona a FPF, não há interesse em mostrar como a Federação trata de forma diferente seus filiados?

    • taniaclorofila

      Tem razão, Marco, ninguém questiona.
      Eu sou uma gotinha minúscula no oceano, mas não importa, vou questionar sempre.