PALMEIRAS, VALDIVIA… QUE SHOW!!

“Defesa que ninguém passa,
linha atacante de raça,
torcida que canta e vibra…”♫♪

Na terça-feira, lá no Pacaembu, o hino palestrino se materializou nas ações do time e da torcida. A defesa defendeu tudo, o ataque atacou muito e a torcida cantou e vibrou a plenos pulmões. Teve mais coisa também…

Jogo fácil, adversário fraco e, por isso mesmo, o jogo era mais amarrado. Teve momentos em que o Icasa colocava os onze dentro da área, e só não chamava os do banco porque não podia. O jeito era arriscar de longe. Charles levou perigo por duas vezes, mas, num lance em que o jogador do Icasa se enroscou com Henrique, o árbitro marcou pênalti. E não foi pênalti, coisa nenhuma! O car de pau do Eduardo Valadão, juiz da partida, ainda deu amarelo pra Henrique. A torcida não se conformava com a marcação e com a possibilidade de o Palmeiras tomar um gol do Icasa. Mas eu me mantive tranquila. Olhava pro Prass e dizia pros meus amigos: Ele vai pegar! Ele vai pegar!

A torcida vaiava o jogador do Icasa, metia pressão… e o Prass defendeu!! Mas não foi uma defesa qualquer, ele pegou a bola e ficou com ela. O Pacaembu veio abaixo. “Defesa que ninguém passa”. Desde 2010, que não tínhamos um pênalti defendido (não conto aquele do Deola, porque acabou resultando em gol). Teria sido muito ruim se tivéssemos tomado um gol daqueles retranqueiros, e, por isso mesmo, a defesa do Prass foi tão importante. Retranca, o tempo todo, é a única arma dos que não têm qualidade.

E então, o Palmeiras tratou de ir fazer o resultado. Mendieta cobrou falta e… quase! Leandro, abusado, fez fila pela direita, entrou pelo meio e chutou, mas o goleiro defendeu. O time estava bem, mas todos nós sabíamos que estava faltando Valdivia ali. Dentro da programação que é feita para preservá-lo, já que ele apanha um bocado em todos os jogos, ele estava no banco.

Já estávamos com quase 40 minutos de jogo, quando Leandro avançou pela esquerda, entrou na área, e foi derrubado quando ia driblar o jogador adversário. O juiz apitou e apontou para o meio da área. Pênalti!! Alegria geral na bancada! Alegria geral no Pacaembu! Vinícius, que fazia muito boa partida, foi pra cobrança e guardou! E como os seus adversários no campeonato estavam perdendo os seus jogos, a liderança voltava para os braços do Verdão.

No último minuto, Mendieta fez uma jogada linda. Na entrada da área, num espacinho de nada, ele driblou três adversários e chutou, de bico, mas o maledeto do goleiro pegou o que seria um golaço do nosso gringo. Tem nada, não, Willi, não demora muito e você vai marcar vários gols.

No segundo tempo, o Palmeiras voltou do mesmo jeito: senhor do jogo. Dominava as ações e se mantinha ofensivo. Ora com Luís Felipe, ora com Vinícius, Mendieta, Leandro… Com onze dentro da área pra defender, faltava algo ali. Faltava aquele toque de magia…

Gilson Kleina sabia disso e, aos 20′, chamou Alan Kardec para o lugar de Vinícius e substituiu Mendieta pelo Mago. Nossos olhos ficaram tão felizes quanto os nossos corações. Eles sabem que com Valdivia em campo, as jogadas ficam muito mais bonitas de se ver. E sabiam que Alan Kardec, que perdera dois gols na partida anterior, não perderia suas chances uma outra vez.

E não deu outra! Nosso gringo mágico, mesmo jogando um quarto da partida, meteu os seus companheiros na cara do gol cinco vezes! É o futebol do time inteiro que cresce com o Mago em campo.

Valdivia deu um passe lindo, que foi encontrar Kardec dentro da área, mas o goleiro conseguiu abafar. Um minuto depois, Juninho cobrou escanteio e Kardec, de cabeça, de centroavante, de posicionamento certo, meteu na rede!! Essa vitória era nossa! Mais uma! A torcida, feliz, cantava, aplaudia, se abraçava.

Aos 39′, o Mago (que futebol maravilhoso ele joga) roubou a bola, avançou pela esquerda, entrou na área e tocou mais atrás para Charles, que viu Wesley passando ao seu lado e tocou pra ele; Wesley deu um corte no marcador e meteu um canudo, no ângulo, acordando o quero-quero que lá dormia. Que golaço!! Merecido, porque ele fazia uma grande partida. “Linha atacante de raça”.

Aos 45′, Valdivia enfiou uma bola linda para Ananias (jogou pouco tempo, mas me agradou) e ele bateu cruzado. Quase!

Já estávamos esperando o juiz apitar, estávamos felizes pra caramba com o futebol do Palmeiras, que está na segunda divisão, mas joga um futebol de primeira, enquanto que, alguns grandes da primeira divisão, jogam um futebol de segunda…

E deve ter sido por isso que os deuses do futebol, que costumam se manifestar pelos pés dos craques, resolveram nos presentear… deve ter sido por isso que eles decidiram mostrar para todo mundo que o Palmeiras é o PALMEIRAS, não importando onde ele esteja… deve ter sido por isso que eles inspiraram Valdivia a nos encantar com mais um de seus sortilégios… e matar nossos corações e olhos de alegria…

Eram 46′ do segundo tempo… Valdivia começou a jogada no campo de defesa, foi avançando pelo campo de ataque, driblou quatro marcadores, foi passando por entre eles, e os deixou perdidos, sem saber o que fazer – e a gente sem entender como ele consegue fazer essas coisas -… invadiu a área e, quando todo mundo achou que ele queria marcar o seu, o Mago só rolou para Alan Kardec marcar o quarto gol do Verdão. UMA PINTURA, A JOGADA DO MAGO!

E como a gente não podia entrar em campo para abraçá-lo, como a torcida não podia cumprimentá-lo pela jogada, não podia apertar a sua mão, parecendo até combinado, todos começaram a gritar o seu nome: Valdivia, Valdivia… Que momento lindo! Que bonito de ver a alegria dos seus companheiros pela jogada linda que ele fizera e que proporcionara o quarto gol do Palmeiras.

Se continuar assim, vamos ter que acrescentar duas palavrinhas ao nosso hino…. “Sabe sempre levar de vencida, e com magia mostrar, que de fato é campeão”.

E hoje tem mais Palmeiras!

Tem mais do time com o melhor ataque das séries A e B, com a segunda melhor defesa e o melhor saldo de gols! Tem mais do time que abre quase 20 pontos dos últimos colocados da competição… Tem mais desse Palmeiras que, dentre todos os campeonatos e divisões, faz sempre maior e mais vibrante o campeonato e a divisão que ele disputar… que faz a nossa segunda-feira ter cara de sábado e a nosso final de semana ter três dias…

Tem mais dessa alegria que temos visto nos treinos, nas partidas… essa alegria que anda morando em nosso peito, que não conseguimos esconder em nossos rostos.

Que os deuses do futebol estejam em campo hoje, que Deus esteja conosco…SE O PALMEIRAS VAI JOGAR, NÓS VAMOS!

Fica triste não, série A, espera só mais um pouquinho, o Gigante, seu maior campeão, está voltando!

“… Defesa que ninguém passa, linha atacante de raça, torcida que canta e vibra…” ♫♪♫

  • Marcello Monteleone

    Valdivia e mais 10, hoje contra bragantino foi um monstro! ! !

  • Marcello Monteleone

    Valdivia e mais 10, hoje contra bragantino foi um monstro! ! !