QUE FASE, PALMEIRAS… MAS VAI PASSAR!

coração-partido1-Blog

“Como beber dessa bebida amarga, tragar a dor, engolir a labuta. Mesmo calada a boca resta o peito…” ♫♪

Não sei mais quanta capacidade para apanhar tem o nosso coração. Sim, porque, ultimamente, ele não bate, apanha. O que foi aquilo que aconteceu na partida diante do Mirassol? Nem nos meus mais aterrorizantes pesadelos teria lugar para um placar daquele… acho que nem nos melhores sonhos dos torcedores do Mirassol também…

Fizemos um gol contra aos 40 segundos de jogo, um zagueiro da Base foi queimado pro resto da vida, o time ficou completamente atordoado e tomou mais dois! 3 x 0 em 11 minutos!! Quem pode acreditar numa coisa dessa? Depois de mais 11 minutos de caos total, o Palmeiras começou a reagir, fez dois gols (aos 22′, com Caio, e aos 30′, com Ronny), perdeu outros, pareceu ter se tranquilizado, ter colocado a cabeça no lugar, deu pinta que ia virar o jogo (tava dominando as ações), encheu a gente de esperança, mas, numa cobrança de falta, acabou tomando o quarto. E foi a nocaute! E aí, vieram mais dois gols. Tomamos seis gols em quarenta e seis minutos! QUE VERGONHA! (Tá na hora do Kleina parar de pensar o Palmeiras como quem pensava a Ponte Preta).

Até o ‘desastre’, tínhamos perdido uma única partida no Paulista, e embora não tivéssemos uma ‘Brastemp’ entrando em campo, o time estava até mais satisfatório do que tínhamos imaginado que estaria, quando, em Dezembro de 2012, tentávamos adivinhar como seria 2013. Mesmo desfalcado, um time que jogou melhor que os rivais nos clássicos, não podia se entregar assim para o… Mirassol.

Coitado do Prass, que nunca deve ter tomado tantos gols assim antes. Coitada da torcida… Nossos jogadores, apáticos, pareciam 11 fantasmas em campo… E nós éramos os mortos-vivos. Uns, na arquibancada; outros, diante da TV. Mas todos, igualmente, feridos de morte, com o coração em pedaços. Desesperador! Não aguentamos mais, e não merecemos, vivenciar vexames assim.

Pior que não foi a primeira vez…

Pior, que isso ainda é efeito colateral da mentalidade atrasada que administrou o Palmeiras por tantos anos. Por isso, o Palmeiras foi rebaixado em 2002;  perdeu do Vitória por  7 x 2, em pleno Palestra Italia; perdeu de 6 x 0 pro Coritiba, e não foi para a final da Copa do Brasil; perdeu para o Corinthians, e não foi à final do Paulistão 2011; perdeu um campeonato para a Inter de Limeira em 86; o Palmeiras empatou em casa com Atlético Goianiense com dois jogadores a mais; perdeu do Goiás no Pacaembu, depois de estar vencendo por 1 x 0, e quando precisava só de um empate para se classificar pra final da Sulamericana; perdeu uma Mercosul para  Vasco, depois de estar vencendo por 3 x 0; perdeu um campeonato, em 2009,  depois de ter 11 pontos de vantagem sobre o segundo colocado; foi desclassificado na Copa do Brasil pelo Santo André; levou 6 x 1 do Figueirense; foi desclassificado pelo Ipatinga, pelo Asa de Arapiraca… o Palmeiras perdeu uma tonelada de jogos num mesmo campeonato brasileiro; foi desclassificado no Paulistão 2012 pelo Guarani; o Palmeiras quase foi rebaixado em 2011… o Palmeiras foi rebaixado, pela segunda vez, em 2012… Vira e mexe temos um desgosto para digerir.
.
Foi antes de Paulo Nobre e Brunoro, tão acusados agora, que o Palmeiras passou a ser administrado como time pequeno e a ter alguns resultados de time pequeno…
.
Sabíamos que 2013 seria pedreira. Começamos o ano com um time fraco, com um elenco totalmente esvaziado (Tirone e Frizzo se desfizeram de 22 jogadores – bons ou não, era o elenco que tínhamos), com as janelas para transferência de atletas já fechadas, sem dinheiro, com muitas dívidas, salários atrasados, sem poder contar com boa parte das receitas de 2013, recebidas em adiantamento em 2012 (e ainda assim, Tirone deixou um baita rombo nos cofres) e uma tonelada de problemas. Mas tem quem “esqueça” isso tudo e jogue contra o próprio clube.
.
Eu nunca torci contra o Palmeiras; nem nos tempos da fila, nem nos tempos de Mustafá… em tempo algum, gostasse ou não de quem administrava o clube. E não o farei agora. Mas justo quando ele mais precisa de apoio, tem quem torça contra, e sem pudor algum! Alguns, pra fazer valer o que pensam do jogador “X”, do jogador “Y”, do técnico; outros, por ressentimento, para que os dirigentes, ou seus novos contratados, não sejam bem sucedidos. Isso, juro por Deus, dessa maneira carniceira, predatória, eu nunca tinha visto.
.

Sabemos que essa fatura não está no nome de quem administra o clube agora (ainda não) afinal, são apenas dois meses no comando, mas a gente sabe também, que é dessa administração que se espera a “dívida quitada”. E aí é que a coisa fica confusa. A maioria quer a solução pra ontem! Afinal, são décadas de descaso, de amadorismo, do “se servir do Palmeiras”, da mentalidade atrasada. Estamos tão acostumados a isso, que muitos de nós não reage bem às coisas feitas com profissionalismo e continua se esgoelando para que se faça as coisas nos mesmos moldes das que nos levaram à essa situação tão incômoda.

.

Foi um estrago imenso, e feito por um monte de gente. Cada qual com as suas culpas e desculpas. Mas não foi a administração atual que rebaixou o Palmeiras e deixou o clube quebrado, né? Vamos ter que permitir que esses novos dirigentes trabalhem, da maneira que planejaram trabalhar, para só então rotularmos essa gestão de boa ou ruim.

.

E não vai ser fácil pra eles consertar tudo isso.  Não é possível que tem quem achasse que tudo ia se resolver apenas com a troca de dirigentes. Eu sabia, e imagino que você também, que ia ser uma barra duríssima, como está sendo, que levaria tempo, e demandaria muito trabalho, que passaríamos por muitos desgostos (mas tomar 6 do Mirassol é demais!) e que existiriam muitas pedras nesse nosso caminho. Mas, por mais difícil que seja, nós vamos conseguir chegar lá,  vamos dar a volta por cima!

.

Por mais impaciência e desgosto tenhamos nós, por mais ressentimento tenham os que perderam a eleição (alguns estão completamente descontrolados), não é possível exigirmos que os que estão cuidando do Palmeiras, há apenas dois meses,  consigam fazer em menos de sessenta dias o que quatro outras administrações não fizeram em 20 anos.

.

Mas nós somos torcedores, e vivemos em função da paixão pelo time, queremos gols, vitórias e títulos, é isso o que interessa, dirão alguns. Eu sei, e quero o mesmo, tanto quanto qualquer outro palestrino apaixonado. E eu sei também que tudo o que fazem de ruim ao Palmeiras, fazem a nós; tudo o que faz o seu futebol sumir em campo, todo o desgosto de ver jogadores inexpressivos vestindo a nossa camisa, de ver o nosso time jogando um futebol mixuruca, batendo cabeça diante de alguns fracos adversários e sendo goleado por times ridículos, se acumulam em nosso coração, nos tiram o sorriso dos lábios, nos tiram a fome, o sono, a paz de espírito…

E nesse depositar constante de tristezas e desgostos em nosso peito (não cabe mais), não importa quem fez o quê. A nossa cota de sofrimento é uma só, é muito grande, e aumenta a cada dia. Os buracos feitos em nosso coração não têm etiquetas com o nome dos “escultores”. “Essa parte é do Mustafá, essa é do Della Monica, essa outra é do Belluzzo, essa aqui é do Tirone, essa é do Paulo Nobre…” Não é assim que a coisa acontece. É um coração machucado, doendo,  e pronto. É uma ansiedade gigante e incontida, e pronto. Paulo Nobre não é culpado pelo que herdou, mas agora é responsável pelo que acontece, e vai ter que tirar um coelho da cartola. Vai ter que apagar esse incêndio, antes que não sobre nada.

.

E eu espero, sim, que ele tire esse coelho da cartola, porque o acho inteligente, bem intencionado e capaz. No dia em que eu achar que ele não tá nem aí com o Palmeiras, que não está procurando fazer o melhor que pode, com sensatez, que não tem mais boas intenções, nesse dia ele terá em mim uma crítica ferrenha.

.
Mas, até que isso aconteça, não vou pular do barco. Vou colar os pedaços do meu coração e continuar torcendo pela reconstrução do Palmeiras. Se apoiamos a candidatura de Paulo Nobre (a maioria de nós o fez), foi porque, de certa forma, nos jogamos nesse “mar escuro e revolto” com ele, pra ajudar a trazer o Palmeiras de volta. Então, vamos aguentar a água fria e o escuro, vamos usar a nossa força para vencer as ondas que querem nos derrubar, mas vamos nadar todos juntos. Não precisamos concordar uns com os outros. Só precisamos estar unidos, pelo Palmeiras.
.
REAGE, VERDÃO, E BOA SORTE DIANTE DO LINENSE!
.
TAMO JUNTO!! (Esse “tamo junto” é de verdade, não é argentino.)
  • Baratella

    Tania, muita calma nessa hora. O Palmeiras vem sendo administrado de maneira amadora a mais de uma década, provavelmente nesse tempo perdemos mais torcedores que qualquer outro clube, só não fechamos as portas pelo menos do futebol pq somos muito grandes. Nesses anos todos tivemos um hiato que foi o sr. Belluzzo que o tempo vai lhe fazer justiça. Errou muito sim , mas por dirigir o clube como um torcedor, mas fez muita coisa boa pro clube, palmalat, início da nova arena e etc..

    O que ocorreu nessa partida foi deplorável, vergonhoso, e inesperado. Mas culpar essa diretoria como vc mesma disse é no mínimo covardia, portanto estou com vc e concordo que devemos continuar acreditando, até pq a maioria da nossa torcida apoiou o Nobre nessa eleição.

    Agora, o que me deixa mais preocupado é ver comentários do tipo “”saudades do Tirone””, meu deus, jamais imaginei ler isso, e o pior é que esse tipo de critica ouvi e li de Palmeirenses, confesso que é desanimador saber que tem gente em tão pouco tempo ja totalmente contra essa diretoria. Essa onda de criticas sem fundamento e em tão pouco tempo de gestão contagia outros torcedores e isso me preocupa pq trabalhar dessa maneira é ainda mais difícil.

    Pelo que percebo da diretoria a intenção é contratar mais 2 ou 3 reforços de nível mais alto até o meio do ano para disputa da série B, que afinal , é o que mais nos interessa. Se isso acontecer o caminho está correto e aí sim durante esse ano arrumar a casa, levantar patrocinadores, incrementar nosso marketing e com isso preparar o elenco para o ano que vem.

    A crítica é necessária e salutar, mas criticar só pra dizer que é do contra só aumenta a tensão dentro do elenco e atrapalha o clube.

    O que o Sr. Tirone fez é caso de polícia, deixou terra arrasada, elenco sem jogadores e de baixa qualidade. Assumir uma situação dessas, sem dinheiro, ter que arrumar a casa financeiramente, contratar jogadores ja com campeonato em andamento é tarefa das mais difíceis. Só nao vê quem não quer ver.

    Bom, pelo menos ja to sabendo que ganhamos do Linense, ufffffaaaaa, no sufoco mas ganhamos, isso que importa, não quer dizer muita coisa mas pelo menos vamos ver se as pernas dos nossos jogadores param de tremer, kkkk.

    Abrtaços.

    • taniaclorofila

      Baratella,

      Veja só a falta de cabeça de alguns. Ter saudade do Tirone, é ter saudade de ver o time ser rebaixado. Nenhum placar de jogo, por mais elástico que ele seja, é maior que a dor e a vergonha de ver o time rebaixado.

      O cara deixou um rombo nos cofres e o time rebaixado… A culpa não é só dele, é também dos que vieram antes dele, mas Tirone exagerou no descaso com que administrou o Palmeiras. E palmeirense que diz ter saudade dele, não é palmeirense mesmo.

      As coisas que estão acontecendo nesse começo de gestão, não são por culpa do PN e não seriam por culpa de nenhum outro que estivesse administrando o clube. Elas são consequência de tudo o que vem acontecendo há décadas.

      E muitos não percebem que, ou a gente muda isso, mesmo que seja à duras penas, ou não vamos mais conseguir trazer o Palmeiras de volta.

      E cá entre nós, fica muito mais difícil de se conseguir fazer algo, com a campanha maciça feita contra os dirigentes pela panelinha dos que perderam cargos, oportunidades, ingressos, viagens e sabe-se lá mais o que.

      O que caiu de máscara depois da eleição não foi brincadeira.

      Abraço

  • Baratella

    Tania, muita calma nessa hora. O Palmeiras vem sendo administrado de maneira amadora a mais de uma década, provavelmente nesse tempo perdemos mais torcedores que qualquer outro clube, só não fechamos as portas pelo menos do futebol pq somos muito grandes. Nesses anos todos tivemos um hiato que foi o sr. Belluzzo que o tempo vai lhe fazer justiça. Errou muito sim , mas por dirigir o clube como um torcedor, mas fez muita coisa boa pro clube, palmalat, início da nova arena e etc..

    O que ocorreu nessa partida foi deplorável, vergonhoso, e inesperado. Mas culpar essa diretoria como vc mesma disse é no mínimo covardia, portanto estou com vc e concordo que devemos continuar acreditando, até pq a maioria da nossa torcida apoiou o Nobre nessa eleição.

    Agora, o que me deixa mais preocupado é ver comentários do tipo “”saudades do Tirone””, meu deus, jamais imaginei ler isso, e o pior é que esse tipo de critica ouvi e li de Palmeirenses, confesso que é desanimador saber que tem gente em tão pouco tempo ja totalmente contra essa diretoria. Essa onda de criticas sem fundamento e em tão pouco tempo de gestão contagia outros torcedores e isso me preocupa pq trabalhar dessa maneira é ainda mais difícil.

    Pelo que percebo da diretoria a intenção é contratar mais 2 ou 3 reforços de nível mais alto até o meio do ano para disputa da série B, que afinal , é o que mais nos interessa. Se isso acontecer o caminho está correto e aí sim durante esse ano arrumar a casa, levantar patrocinadores, incrementar nosso marketing e com isso preparar o elenco para o ano que vem.

    A crítica é necessária e salutar, mas criticar só pra dizer que é do contra só aumenta a tensão dentro do elenco e atrapalha o clube.

    O que o Sr. Tirone fez é caso de polícia, deixou terra arrasada, elenco sem jogadores e de baixa qualidade. Assumir uma situação dessas, sem dinheiro, ter que arrumar a casa financeiramente, contratar jogadores ja com campeonato em andamento é tarefa das mais difíceis. Só nao vê quem não quer ver.

    Bom, pelo menos ja to sabendo que ganhamos do Linense, ufffffaaaaa, no sufoco mas ganhamos, isso que importa, não quer dizer muita coisa mas pelo menos vamos ver se as pernas dos nossos jogadores param de tremer, kkkk.

    Abrtaços.

    • taniaclorofila

      Baratella,

      Veja só a falta de cabeça de alguns. Ter saudade do Tirone, é ter saudade de ver o time ser rebaixado. Nenhum placar de jogo, por mais elástico que ele seja, é maior que a dor e a vergonha de ver o time rebaixado.

      O cara deixou um rombo nos cofres e o time rebaixado… A culpa não é só dele, é também dos que vieram antes dele, mas Tirone exagerou no descaso com que administrou o Palmeiras. E palmeirense que diz ter saudade dele, não é palmeirense mesmo.

      As coisas que estão acontecendo nesse começo de gestão, não são por culpa do PN e não seriam por culpa de nenhum outro que estivesse administrando o clube. Elas são consequência de tudo o que vem acontecendo há décadas.

      E muitos não percebem que, ou a gente muda isso, mesmo que seja à duras penas, ou não vamos mais conseguir trazer o Palmeiras de volta.

      E cá entre nós, fica muito mais difícil de se conseguir fazer algo, com a campanha maciça feita contra os dirigentes pela panelinha dos que perderam cargos, oportunidades, ingressos, viagens e sabe-se lá mais o que.

      O que caiu de máscara depois da eleição não foi brincadeira.

      Abraço