AMÉM, SÃO MARCOS

“Eu tenho tanto pra te falar
Mas com palavras não sei dizer
como é grande o meu amor por você…”

Certa vez, alguém me disse que há beleza na tristeza… Deve ser por isso que hoje, o Pacaembu, em Noite Santa, vai ver uma festa linda… feita por milhões de devotos (sim, de alguma maneira, vamos todos ao Pacaembu) que estarão cantando, aplaudindo, sorrindo, mas com o coração em pedaços.

Vamos nos despedir de Marcos… nosso goleiro, nosso amigo, nosso careca, nosso “parente”, nosso contador de causos, nosso ídolo, nosso santo tão amado… e desta vez é pra valer. Que difícil Marcão! Sei que você vai se emocionar, e nós também vamos, muito. Depois desses meses todos de saudade, como num passe de mágica, você vai estar lá no gol  do Palmeiras outra vez. Vamos estar juntos, de novo! Como se nunca tivéssemos deixado de estar. E isso será uma festa para os nossos sentidos! Será música para o nosso coração! Mal podemos esperar para encontrar você de novo,  para te “abraçar”.

Hoje, vamos nos embriagar da alegria de ter você de volta;  da felicidade de podermos olhar a sua mítica figura de braços abertos em direção ao céu, de vê-lo vestindo o uniforme mais lindo do mundo; vamos beber da alegria da tua presença, do prazer de vê-lo jogar; ébrios, emocionados e egoístas, vamos ter você só pra nós… vamos olhá-lo em companhia de Evair, César Sampaio, Euller, Paulo Nunes, Oséas, Asprilla… e nos deixar transportar para 1999… ainda que seja só por 90, minutos…

Hoje, vamos comemorar o privilégio de sermos Palmeiras e termos você, Marcão. Hoje, vamos agradecer a Deus por todas as dádivas que juntos recebemos. Vamos agradecer à vida que o fez fugir da Marginal sem nº e escolher o Palmeiras para ser a sua casa,  enquanto, sem saber, você escolhia o caminho da canonização.

Deus o escolheu para ser Marcos, e você nos escolheu…

Como podemos lhe agradecer? Obrigado parece tão pouco…

Quando eu me lembro de suas defesas maravilhosas, eu quero algo mais que obrigado…

Quando eu me lembro dos seus milagres… a palavra obrigado é pequena demais para tudo o que quero expressar…

Quando eu penso em todas as suas dores, em todo o seu sacrifício… eu sei que obrigado é quase nada…

Quando eu me lembro de todas as vezes que você nos fez gargalhar com os seus causos, as suas declarações, até a minha tristeza dá risada… e  ‘obrigado’ continua a não servir…

Quando eu me lembro de você ter recusado um clube europeu, para ajudar o Palmeiras num momento difícil, eu tenho certeza que não existe uma palavra que expresse o nosso agradecimento.

Todos sempre se lembram da Libertadores, do pênalti do Marcelinho que você defendeu… Eu me lembro daquele cafezinho; me lembro de você ir lá na área tentar nos defender de um resultado adverso, me lembro do Paulistão 2008; me lembro de você ser defendido no tribunal pelo jogador que o juiz alegou que você agredira;  me lembro das suas declarações contundentes, fruto do seu amor pelo Palmeiras; me lembro da segundona, que fizemos mais badalada e mais assistida do que a série A; me lembro de tantas coisas… Me lembro da foto que um amigo e eu tiramos ao seu lado, e você, santamente, nos colocou chifrinhos; me lembro de você ter escolhido a camisa 12 quando todos o queriam com a 1; me lembro de estar de joelhos no chão da cozinha, diante do rádio, tremendo, chorando e agradecendo a Deus e a você, depois daquelas suas defesas diante do Sport… me lembro das suas lágrimas no final do campeonato deste ano… me lembro daquelas dezenas de crianças à sua volta, a cada vez que você entrava em campo… eu me lembro de tudo, de todos esses 20 anos que, graças a Deus, eu pude viver e acompanhar. Obrigado é mesmo muito pouco, Marcos.

Como explicar o que você significa e o tamanho desse amor que sentimos?

Também não somos capazes de explicar esse misto de alegria e tristeza,  de orgulho e saudade… Estamos sonhando com esse encontro de hoje, estamos  contando as horas pra ele chegar, mesmo sabendo que nosso coração vai doer um bocado. E e só pra  te dizer, mais uma vez,  Marcos, como é grande o nosso amor por você.

Estamos muito, mas muito mais felizes e orgulhosos do que tristes. Felizes porque você existe, porque defendeu, honrou e amou a nossa camisa; orgulhosos porque nenhum outro time teve esse gostinho. Felizes porque você  é do Palmeiras;  orgulhosos porque um goleiro do Palmeiras foi pra seleção, fechou o gol e voltou campeão… Felizes e orgulhosos porque o nosso caipira de Oriente, o nosso careca tomador de cafés e contador de causos, botou o bicho papão, Oliver Khan, no chinelo! E foi o melhor goleiro da Copa! Sim, você foi o melhor de todos. O mundo o aclamou! Sempre nos sentiremos felizes e orgulhosos ao lembrar de você, Marcão. Você nos ensinou que o amor e a história dinheiro nenhum pode comprar. Essa é uma bela parte do seu legado a todos nós.

Tenho certeza absoluta que o mundo nunca mais verá um outro Marcos!

Saiba que hoje, nós vamos esquecer todo o resto que nos afligiu neste ano e vamos sonhar! Sonhar que você está de volta; sonhar que vamos conquistar muitos outros campeonatos juntos; sonhar que não carregamos no peito essa saudade tão doída… Sonhar que o tempo vai parar nessa noite de 11/12/2012… e que esse sorriso lindo vai estar nas entrevistas de pós jogo por muito tempo.

Hoje, São Marcos, nós vamos sonhar, mas de olhos bem abertos, para não perdermos nada, para podermos “fotografar” todos os momentos, e registrarmos cada gesto seu, com os olhos da alma, e te levar conosco pra sempre. Para contarmos aos palmeirenses que virão, o que fazia em campo aquele goleiro, aquele homem, aquele anjo,  querido e respeitado por torcedores e jogadores de todos os times; o goleiro que se tornou uma lenda, um santo; vamos contar os teu feitos, os teus milagres, os teus causos (até o do Opala) e eles irão atravessar gerações.

Foi bom demais, Marcão! Fomos felizes até não poder mais e amamos você imensamente por isso. Você foi o grande presente que recebemos de Deus.  E agradecemos a Ele por termos estado na bancada, tomando sol, tomando chuva, durante esses 20 anos, vendo essa página linda da nossa história ser escrita, palavra por palavra, defesa por defesa, milagre por milagre…

Hoje, a nossa alegria, o nosso respeito, o nosso orgulho e o nosso imenso amor estarão no Pacaembu para te aplaudir! Do lado de fora nos esperará  a saudade… Saudade que vamos sentir enquanto vivermos, saudade que a camisa 12  e o futebol sentirão pra sempre…

E como obrigado é muito pouco, nós, os seus devotos, lhe entregamos o nosso coração e o nosso amor. Fica com eles, São Marcos,  porque eles são seus!

PUTA QUE PARIU, É O MELHOR GOLEIRO DO BRASIL  (E DO MUNDO), MARCOS!!