CLOROFILA AWARDS – O TORCEDOR DELEGADO

Esse troféu, pode parecer uma grande brincadeira, mas é mais uma forma de eu expressar o meu repúdio, o meu nojo às atitudes tendenciosas, interesseiras e nada esportivas de alguns. Ele já tinha um vencedor, tão logo foi idealizado. Na verdade, ele foi idealizado para essa pessoa em especial.

Mas tinha muitas coisas que eu não sabia sobre o vencedor. E, enquanto a imagem desse troféu era preparada, um monte de informações chegaram até mim, me deixaram estarrecida e  eu vou contá-las aqui.

Portanto, dando continuidade ao Clorofila Press and Football Awards vamos apresentar o ganhador do Troféu João Bafo de Onça, categoria “Vilão e 171”.

E o prêmio não poderia mesmo ir para outra pessoa que não o Delegado da CBF, “suposto” torcedor ferrenho do Coritiba e que odeia o Palmeiras, Gerson Baluta!!

Enquanto eu preparava o troféu para o delegado da CBF, eu encontrei um comentário no blog “Correio do Povo”, de Porto Alegre, e o achei bastante interessante. Vejam só:

Então, o delegado é torcedor do Coritiba? E ficou muito bravo com o fato de o Palmeiras ter conquistado a Copa do Brasil e não o time dele? Outras informações parecidas, dando conta que ele participou de programas de rádio e TV e sempre reclamando bastante pelo título que o Coritiba perdeu, demonstrando ter muita raiva do Palmeiras, também me foram passadas. E em todas elas a afirmação de que ele tem raiva do Palmeiras…  Nós não podemos afirmar, mas podemos imaginar, raciocinar sobre fazer ou não sentido as informações recebidas com as coisas que vimos acontecer em campo e ouvimos nos dias que se seguiram à partida entre Inter e Palmeiras. E vejam só como as coisas vão se ligando…

Mas o torcedor do Coritiba que, por acaso, é delegado da CBF, e tem tanta raiva do Palmeiras, se esquece que na primeira partida da final, o jogador que agrediu Valdivia com um chute continuou em campo; esquece que o jogador que cometeu pênalti em Betinho também continuou em campo. GRAÇAS AO ÁRBITRO, O CORITIBA SE LIVROU DE TER TIDO DUAS EXPULSÕES NA PRIMEIRA PARTIDA DA FINAL DA COPA DO BRASIL! O juiz também não marcou um pênalti em Valdivia, que aconteceu bem à frente de onde eu assistia o jogo. Ficou muito barato os 2 x 0. Seu time recebeu uma bela ajuda, não é mesmo, seo delegado? Sem contar o pênalti que Henrique sofreu na segunda partida e que também não foi marcado.

Um comentário num blog, nunca pode ser tomado por verdade absoluta, uma vez que qualquer pessoa pode escrever o que bem entender, seja verdade ou não. Mas eram muitas as informações recebidas, e todas dizendo o mesmo. Além disso, muita gente lá do Sul diz que ele é sim, torcedor do Coritiba, e diz que o time que posa de prejudicado, na verdade, foi escandalosamente ajudado no campeonato paranaense. E eu fui procurar…

Anularam mesmo um gol olímpico, vejam só, do Londrina contra o Coritiba! É isso mesmo que você leu, meu amigo, anularam um gol olímpico do Londrina!!

O moço que postou no Correio do Povo, parece que sabia o que tava falando. A julgar pelas notícias sobre o campeonato paranaense, as arbitragens “pintaram e bordaram”…

http://www.jornaldelondrina.com.br/edicaododia/conteudo.phtml?id=1238673&tit=revolta

Até uma lista com todos os “erros” de arbitragem a favor do Coritiba foi divulgada:

http://www.espbr.com/noticias/atletico-pr-lista-erros-favor-coxa-pede-arbitro-fora-parana-decisao

http://www.fabiocampana.com.br/2012/04/londrina-berra-contra-o-arbitro-evandro-roman/

E o juiz, que anulou um gol olímpico, alegando que a bola tinha saído durante a trajetória, o que foi desmentido até por físicos, não foi punido:

http://globoesporte.globo.com/futebol/times/londrina/noticia/2012/04/assistente-que-anulou-gol-do-londrina-contra-o-coxa-e-absolvido.html

Mas o moço que postou no blog, disse que o delegado da CBF faz parte da Federação Paranaense de Futebol. E ele também está certo quanto a isso…

O tal delegado, torcedor ferrenho do Coritiba (time que as notícias dizem que foi ajudado pelas arbitragens) é da Federação Paranaense… e da comissão de arbitragem! Mas que beleza!

Aí, a gente volta a atenção para um detalhe… Quando mais tivemos um delegado da CBF numa partida de futebol?

Aí, a gente presta atenção ao fato de que o delegado, colocado na partida, sabe-se lá por qual motivo, participou ativamente da anulação do gol de Barcos…

Aí, a gente lembra que foi ele, inclusive, quem trouxe a público, a história do quarto árbitro ter visto a mão do jogador de camisa verde, sendo que Barcos vestia camisa branca… puro 171!!

Aí, a gente vai ver a notícia sobre a leitura labial feita no que esse sujeito dizia, e fica sabendo que ele, COMO SE JUIZ DA PARTIDA FOSSE, pedia ao árbitro a expulsão do jogador Barcos do Palmeiras

É só somar 2 + 2 e imaginar… E teremos um torcedor, delegado da CBF, descontrolado pelo ódio que nutre ao time que tirou do seu, tão ajudado por arbitragens, a chance de ser campeão… atuando ativamente numa partida, para que uma determinação da CBF fosse violada e, assim, um gol do Palmeiras fosse anulado, mas o pênalti sofrido por seu jogador não fosse marcado.

Será que estaremos errados se imaginarmos o que estamos imaginando? O que você acha, leitor? Embora não possamos afirmar, não parece ser nada fantasiosa essa história não é mesmo? Pelo contrário, ela parece fazer bastante sentido…

Não sabemos quantos “Balutas” mais devem estar por aí interferindo de alguma maneira nas partidas, mas sabemos que esse Gerson Baluta, delegado da CBF, figura importante no teatro armado na partida entre Inter e Palmeiras, e que dizem ser torcedor do Coritiba, merece ser o ganhador do TROFÉU JOÃO BAFO DE ONÇA, Categoria: “Vilão e 171”. (A Copa 2014 promete…)

  • E desde já indico o “cara-de-areia-mijada” para o prêmio Mancha Negra.

    • taniaclorofila

      Maria Eddy,

      Haja troféu para esses caras!

  • Edson Silva

    Só choradeira, o time do Palmeiras é medíocre.

    • Marco

      Graças a otários é que o futebol
      brasileiro continua sendo de cartas marcadas.

      Podem aprontar à vontade, tirar mais de uma dezena de
      pontos de uma equipe no primeiro turno, mudando sua conduta a partir dali que
      sempre vai aparecer um idiota opinando que o time é medíocre.

      Esse campeonato
      seria o mais tranquilo para o Palmeiras após conquistar a Copa do Brasil, se em
      vários jogos a arbitragem não invertesse os resultados. O time jogaria com muito
      mais calma e jogos perdidos por questão emocional não seriam perdidos, mas isso
      nunca vai entrar na cabeça dos otários de plantão.

      • taniaclorofila

        Vc está certo, Marco.
        Nos tiraram muitos pontos no primeiro turno, fazendo com que o Palmeiras passasse a jogar com muito mais pressão, com muito mais obrigação de vencer.
        E, para a nossa infelicidade, continuaram nos tirando pontos no segundo turno e o Palmeiras foi ficando cada vez mais intranquilo, mais inseguro.
        São muitos e distintos os elos da corrente que nos arrasta… vacilos do time, vacilos do Felipão, arbitragens sacanas, e uma administração ruim que não soube agir nos bastidores para que, pelo menos, o time não tivesse sido tão prejudicado no apito.

        Mas “medíocre” é a palavra da moda entre torcedores que não têm outros argumentos; entre torcedores que não se dão conta que a maioria dos times que estão acima na tabela não tem elencos brilhantes, muito pelo contrário.

  • Essa é nossa realidade. Você acha que vai dar o que o julgamento no STJD?

    • taniaclorofila

      Gaetano,

      Parece que o promotor já deixou claro o caminho que vai seguir para julgar essa violação da determinação da Fifa, não é mesmo?
      Pelo que pudemos apreender da sua declaração, ele vai se valer do que a determinação não diz, para fazer parecer que o que não está dito é legal.
      Se isso acontecer, será uma sujeira ainda maior.

      E DO PÊNALTI ESCANDALOSO EM BARCOS, NINGUÉM FALA NADA…

  • Gaetano

    Essa é nossa realidade. Você acha que vai dar o que o julgamento no STJD?

    • taniaclorofila

      Gaetano,

      Parece que o promotor já deixou claro o caminho que vai seguir para julgar essa violação da determinação da Fifa, não é mesmo?
      Pelo que pudemos apreender da sua declaração, ele vai se valer do que a determinação não diz, para fazer parecer que o que não está dito é legal.
      Se isso acontecer, será uma sujeira ainda maior.

      E DO PÊNALTI ESCANDALOSO EM BARCOS, NINGUÉM FALA NADA…

  • taniaclorofila

    Maria Eddy,

    Haja troféu para esses caras!

  • Marco

    Graças a otários é que o futebol
    brasileiro continua sendo de cartas marcadas.

    Podem aprontar à vontade, tirar mais de uma dezena de
    pontos de uma equipe no primeiro turno, mudando sua conduta a partir dali que
    sempre vai aparecer um idiota opinando que o time é medíocre.

    Esse campeonato
    seria o mais tranquilo para o Palmeiras após conquistar a Copa do Brasil, se em
    vários jogos a arbitragem não invertesse os resultados. O time jogaria com muito
    mais calma e jogos perdidos por questão emocional não seriam perdidos, mas isso
    nunca vai entrar na cabeça dos otários de plantão.

    • taniaclorofila

      Vc está certo, Marco.
      Nos tiraram muitos pontos no primeiro turno, fazendo com que o Palmeiras passasse a jogar com muito mais pressão, com muito mais obrigação de vencer.
      E, para a nossa infelicidade, continuaram nos tirando pontos no segundo turno e o Palmeiras foi ficando cada vez mais intranquilo, mais inseguro.
      São muitos e distintos os elos da corrente que nos arrasta… vacilos do time, vacilos do Felipão, arbitragens sacanas, e uma administração ruim que não soube agir nos bastidores para que, pelo menos, o time não tivesse sido tão prejudicado no apito.

      Mas “medíocre” é a palavra da moda entre torcedores que não têm outros argumentos; entre torcedores que não se dão conta que a maioria dos times que estão acima na tabela não tem elencos brilhantes, muito pelo contrário.

  • Ana

    Tânia, vc é candidata ao conselho?

  • Ana

    Tânia, vc é candidata ao conselho?

  • Marco

    O julgamento já aconteceu por meio
    da desmoralização imposta ao Palmeiras e ao Barcos e que muitos torcedores até
    já compraram a ideia.
    Na quinta feira teremos apenas a
    conclusão do espetáculo teatral. O STJD poderá dar o resultado que quiser, mesmo
    que tenha que passar por cima de provas que tudo será
    justificado.
    O Palmeiras precisa mudar muita
    coisa e uma delas é a mentalidade ingênua de grande parte de sua torcida. Nem
    pararam para pensar como seria o tratamento dado pela imprensa se no lugar do
    Palmeiras estivesse o time da marginal ou o time do Jardim Leonor ou mesmo o
    Flamengo.A censura da divulgação da
    penalidade sobre o Barcos foi a estratégia para rotular como “imoral” a reação
    palmeirense e muita gente que se acha esclarecida caiu fácil.A reação do Sindicato dos árbitros,
    da Globo e da comissão de arbitragem foi uma prova que a denuncia do Palmeiras
    incomodou a todos.Não está em jogo esse jogo, está em
    discussão o papel da imprensa interferindo nas competições, mas tem gente que
    prefere centralizar seu foco no “time medíocre”.

  • Marco

    O julgamento já aconteceu por meio
    da desmoralização imposta ao Palmeiras e ao Barcos e que muitos torcedores até
    já compraram a ideia.
    Na quinta feira teremos apenas a
    conclusão do espetáculo teatral. O STJD poderá dar o resultado que quiser, mesmo
    que tenha que passar por cima de provas que tudo será
    justificado.
    O Palmeiras precisa mudar muita
    coisa e uma delas é a mentalidade ingênua de grande parte de sua torcida. Nem
    pararam para pensar como seria o tratamento dado pela imprensa se no lugar do
    Palmeiras estivesse o time da marginal ou o time do Jardim Leonor ou mesmo o
    Flamengo.A censura da divulgação da
    penalidade sobre o Barcos foi a estratégia para rotular como “imoral” a reação
    palmeirense e muita gente que se acha esclarecida caiu fácil.A reação do Sindicato dos árbitros,
    da Globo e da comissão de arbitragem foi uma prova que a denuncia do Palmeiras
    incomodou a todos.Não está em jogo esse jogo, está em
    discussão o papel da imprensa interferindo nas competições, mas tem gente que
    prefere centralizar seu foco no “time medíocre”.