HISTÓRICO DOS “PREJUÍZOS” CAUSADOS POR PAULO CESAR OLIVEIRA AO PALMEIRAS

1997

Palmeiras 2 x 1 Rio Branco/SP, Palestra Italia
Campeonato Paulista

PCO fazia sua estreia (e que estreia) em jogos do Palmeiras. Saldo da apitada do sujeito: Sete cartões amarelos para os donos da casa, três vermelhos (inclusive o goleiro!?!). Não precisa falar mais nada da estreia do cidadão, não é mesmo?

25/2/1998 – Palmeiras 0x1 São Paulo
Torneio Rio São Paulo (semifinal)

Estádio Brinco de Ouro
Paulo César de Oliveira expulsa o capitão do Palmeiras, o meia Zinho, e provoca uma instabilidade emocional nos jogadores que viram o adversário crescer na partida e eliminar o Palmeiras nos pênaltis.

17/4/1999 – Palmeiras 4×4 São Paulo
Campeonato Paulista (2º fase)

Estádio do Morumbi
Paulo César Oliveira expulsa Agnaldo e Jackson. Marca um pênalti duvidoso contra o Palmeiras, quando a equipe vencia por 4 a 3, aos 37 minutos do segundo tempo, que foi convertido e originou o empate.

9/5/1999 – Palmeiras 1×5 São Paulo
Campeonato Paulista (2º fase)

Estádio do Morumbi
Paulo César Oliveira expulsa Roque Junior e Jackson. Marca dois pênaltis contra o Palmeiras, o primeiro deles quando a partida estava 1 a 1 e o segundo quando o São Paulo já vencia por 2 a 1.

30/5/1999 – Palmeiras 4×3 Portuguesa
Campeonato Paulista (2º fase)

Estádio Palestra Itália
Paulo César de Oliveira marca três pênaltis a favor da Portuguesa. O primeiro quando a partida estava 0 a 0. O Segundo quando o Palmeiras vencia por 2 a 1 e o terceiro quando o Palmeiras já vencia por 4 a 2. (acho que nunca na história da Lusa, algum árbitro marcou três pênaltis a seu favor)

Percebam que, nas cinco primeiras vezes em que apitou jogos do Verdão, PCO EXPULSOU SEIS (!!!) JOGADORES DO PALMEIRAS E MARCOU SEIS PÊNALTIS CONTRA O TIME DE PALESTRA ITÁLIA!!

E a sanha de Paulo Cesar Oliveira não tem fim…

20/6/1999 – Palmeiras 2×2 Corinthians
Campeonato Paulista (Final – 2º jogo)

Estádio do Morumbi
Paulo César de Oliveira expulsa o zagueiro Cléber. Não teve pulso para administrar uma confusão generalizada entre os jogadores e encerrou a partida antes do tempo regulamentar.

7/5/2000 – Palmeiras 2×2 Corinthians
Campeonato Paulista (3º fase)

Estádio do Morumbi
Paulo César de Oliveira expulsa o zagueiro Agnaldo aos 37 minutos do segundo tempo e aos 39 minutos o Corinthians empata a partida.

27/8/2000 – Palmeiras 3×2 Santos
Copa João Havelange 

Estádio da Vila Belmiro, Santos-SP
Paulo César de Oliveira expulsa Tiago Silva e Rodrigo Taddei, além de marcar um pênalti contra o Palmeiras que não foi convertido.

1/4/2001 – Palmeiras 1×3 Santos-SP
Campeonato Paulista

Estádio da Vila Belmiro, Santos-SP
Paulo César de Oliveira marca um pênalti contra o Palmeiras aos 8 minutos de jogo e expulsa Rodrigo Taddei.

23/10/2002 – Palmeiras 2×2 Corinthians
Campeonato Brasileiro

Estádio do Morumbi
Paulo César de Oliveira marcou um pênalti contra o Palmeiras aos 25 minutos do segundo tempo, quando o Palmeiras vencia por 2 a 1.

5/2/2008 – Palmeiras 5×2 Bragantino
Campeonato Paulista

Estádio Marcelo Stefani, Bragança Paulista-SP
Paulo César de Oliveira expulsa o goleiro Marcos, alegando na súmula que o goleiro do Palmeiras agrediu o atleta Malaquias (que tinha feito falta desleal em Marcos) do Bragantino com um pontapé, enquanto o mesmo estava deitado no gramado. Detalhe: levado ao STJD por essa expulsão, Marcos foi inocentado pelo próprio Malaquias que confirmou não ter sido agredido pelo jogador do Palmeiras. (que feio, hein PCO?)

13/4/2008 – Palmeiras 1×2 São Paulo
Campeonato Paulista (Semifinal)

Estádio do Morumbi
Atuação: São Paulo venceu o jogo graças a um gol de mão claríssimo e intencional do atacante Adriano, validado pela arbitragem de Paulo Cesar de Oliveira e da bandeirinha Maria Eliza Correia Barbosa. Esta ainda deu impedimentos contra o Palmeiras inexistentes. Depois da partida, PCO admitiu ter visto o toque, mas achou que foi involuntário. Veja só que “involuntário” foi o lance.

21/1/2010 – Palmeiras 2×2 Barueri
Campeonato Paulista

Estádio Eduardo José Farah, Presidente Prudente
Arbitragem desastrosa. Aos 14 minutos do segundo tempo, Tadeu acertou a trave em cobrança de pênalti. Marcelo Oliveira pegou a sobra e serviu o próprio Tadeu na área. Em condição de impedimento, o centroavante marcou em favor do Barueri. Paulo César de Oliveira chegou a conversar com Alberto Poletto Masseira, mas confirmou o gol irregular. Erro gravíssimo. Além disso, não marcou pênalti claro em Diego Souza. E ele viu o lance muito bem! Isso não foi um erro de arbitragem, PCO VALIDOU UM GOL IRREGULAR, PORQUE QUIS! VER, ELE VIU!



01/05/2011 – Palmeiras 1 x 1 Corinthians
Campeonato Paulista (semifinal)

Estádio do Pacaembu
Colocou o Corinthians na final. Logo ao 23 minutos expulsou Danilo numa dividida com Liédson, sendo que o corintiano foi quem chegou solando. O árbitro também ignorou um soco de Ralf na cara de Kleber e amarelou o atacante com apenas 4 minutos. Após a expulsão de Danilo, Tite foi reclamar com Felipão e os dois bateram boca à beira do gramado, mas apenas o treinador do Verdão foi expulso. Mesmo prejudicado, o Palmeiras abriu o placar, mas o rival empatou com um gol polêmico de William; a bola não teria cruzado toda linha. O empate levou a decisão para os pênaltis, e o Corinthians venceu por 5 a 4.

Vejam que o árbitro que adora expulsar jogadores palmeirenses por qualquer motivo, deixa passar batido uma falta como essa que, aliás, abriu um corte na coxa de Danilo.

Paulo Cesar Oliveira apitou 27 partidas do Palmeiras em sua carreira
Paulo Cesar marcou 11 pênaltis contra o Palmeiras
Paulo Cesar expulsou  17 atletas do Palmeiras
O Palmeiras ganhou apenas 8 vezes com ele no apito
O Palmeiras empatou 11 vezes com ele no apito
O Palmeiras perdeu 8 partidas com ele no apito

E as derrotas foram pra lá de contestadas!

O que mais esse cara precisa fazer para que não o deixem mais apitar os jogos do Palmeiras? Ou será que por prestar tão “bons serviços” que ele é sempre escalado? Aposto que sei a sua resposta, leitor…

  • rodolfo rodrigo terto ferreira

    UMA VERGONHA….

  • rodolfo rodrigo terto ferreira

    UMA VERGONHA….

  • E olha que isso é só do PCO, imagine se for levantar os erros de todos os outros arbitros… aff.
    Lembro como se fosse hoje o Palmeiras x Portuguesa  e o Palmeiras x São Paulo, ambos em 1999. Me lembro também que foi o PCO apitou aquele jogo que o Edilson fez embaixadinha e sagrou o gambá campeão do Paulista.

  • Marcio Lima

    E olha que isso é só do PCO, imagine se for levantar os erros de todos os outros arbitros… aff.
    Lembro como se fosse hoje o Palmeiras x Portuguesa  e o Palmeiras x São Paulo, ambos em 1999. Me lembro também que foi o PCO apitou aquele jogo que o Edilson fez embaixadinha e sagrou o gambá campeão do Paulista.

  • Marcos M

    depois daquele gol de mão do Adriano que o PCO tentou “justificar” que não teve intenção, deu pra ver que ele é sãopaulino. um arbitro corintiano ou santista não agiria dessa forma. PCO e família nunca mais….