FORÇA, PALMEIRAS! E VAMOS À LUTA!!

“Há momentos nos quais, seja qual for a posição do corpo, a alma está de joelhos”  (Victor Hugo)

Que difícil é separar a razão do coração… Ainda mais quando se está com ele amargurado; quando a alma está de joelhos, rezando; quando precisamos de um peito emprestado, porque a dor já não cabe no nosso… Ontem, foi tenso! Se o Palmeiras fosse uma pessoa, eu o tomaria em meus braços, diria a ele que tudo vai acabar bem, o abraçaria muito, muito apertado… e não largaria mais.

Quando acabou o jogo contra o Coritiba, eu parecia ter saído de uma luta de MMA… Doía o pescoço, a cabeça, as costas, os ombros… e o coração.  Uma luta de MMA que outros vinte milhões também lutaram…

Ficou bem mais difícil, mas continuo acreditando… E, quando eu digo que estou com o Palmeiras pro que der e vier, isso também significa que estou preparada pro que der e vier. E podem me colocar na cruz e bater os pregos, pois não acho que a pior coisa que pode acontecer a um clube de futebol é ele ser rebaixado. Não, se esse retrocesso servir para que se mude a mentalidade com a qual ele é administrado. Não aproveitamos a chance que tivemos depois de 2002… Sim, porque a tragédia daquela época, poderia ter sido uma chance de se apagar tudo o que estava errado e começar outra vez; de sair do atraso de muitos anos e  progredir.

Mustafá, Della Monica, Belluzzo e Tirone, também tiveram chances de fazer a diferença. Em seus discursos sempre tiveram toda boa vontade do mundo, mas, na hora de agir, ou de dar a ”canetada”; na hora de comprar as dores do Palmeiras, quantas vezes tramadas em escusos bastidores; na hora de afastar algumas pessoas, de se cercar de outras, mais competentes; na hora de fazer o melhor para o Palmeiras e não para os amigos, ou para os frequentadores das piscinas; na hora de enfrentar essa Máfia do futebol de frente (tá mais do que na cara que ela existe)… cada qual, ao seu jeito, se furtou à ação. E o Palmeiras ficou anos atrasado no tempo. Perdemos o bonde da renovação e da profissionalização.

Eu sempre me gabo de o Palmeiras não estar metido em compra de campeonatos, lavagem de dinheiro, essas coisas… E me sentiria mortalmente envergonhada se estivesse. Mas não estar metido nisso, não significa que o Palmeiras está sendo bem cuidado, que não acontece um monte de coisa errada lá; não significa que eu não me sinta envergonhada do mal que fazem ao Palmeiras e dos que fazem mal a ele.

Reclamei o ano inteiro das bizarrices de Felipão para escalar e substituir jogadores, do esquema utilizado, das muitas oportunidades dadas pra alguns e negadas pra outros (mas, ainda assim, nenhum de nós pode afirmar que ele não fazia o que achava que seria melhor); reclamei da quantidade absurda de jogadores no DM (clube nenhum teve tantos, e não venham me dizer que, no Palmeiras, e só no Palmeiras, os jogadores preferem ficar no DM); reclamei da falta de talento de alguns (o que não significa que eles não tentaram fazer o melhor que podiam); reclamei dos árbitros -e eles, num esquemão mafioso, nos garfaram muitos pontos, MESMO!  Pela CBF, o Palmeiras tem 26 pontos, no Placar Real, ele teria 32. E esqueceram de computar o jogo diante do Bahia e alguns outros onde os danos foram menos descarados. As arbitragens nos mandaram para a zona de rebaixamento! Alguém nos mandou rezar e sabia o que dizia.

Eu também reclamei (e continuo reclamando) da imprensa, que se omitiu a cada partida em que fomos escandalosamente roubados, e que fez escarcéu nas raríssimas vezes em que aconteceu o contrário (e ela continua agindo da mesma forma, a cada jogo); reclamei de Lucas não ter sido expulso ontem, pelo carrinho criminoso dado em Thiago Real (já tinha dado uma entrada dura em Obina, sem levar cartão); reclamei de Lincoln meter o dedo na cara do juiz sem levar amarelo (o que poderia ter feito com que ele fosse expulso mais tarde) e só receber como punição um: ”Calma, senhor”… reclamei do time se sentir derrotado antes da hora… reclamei de Kleina ter se atrapalhado todo nas substituições (Vinícius? Daniel Carvalho?)

Reclamo, há dois anos, dos nossos dirigentes – fundo do iceberg que bate de frente com nosso navio-, amadores, sem capacidade para ocupar os cargos  e cuidar de um clube com a grandeza do Palmeiras (por melhores que possam ser as suas intenções, se é que são melhores)… reclamei das entrevistas horrorosas que deram, das declarações esdrúxulas, das piadinhas sem graça e inoportunas, dos elogios para árbitros que nos prejudicaram, que nos tiraram da final do paulistão 2011; reclamei da incapacidade de contratar, da displicência para conduzir os assuntos do futebol; dos olhos fechados aos que vazavam notícias -muitas vezes mentirosas-, aos que entregavam documentos confidenciais à imprensa… da Base sempre esquecida… da falta de força nos bastidores…  reclamei da omissão de Tirone, Frizzo, Piraci e Cia (que conseguem, em um único mandato, fazer uma lambança digna de vários mandatos de Mustafá).

E com o clube sem comando, sem rumo, largado à própria sorte, não há “cristo” que se mantenha no trilho… E, ainda assim, o Palmeiras conquistou mais um título. Um oásis nesse deserto de conquistas. E foi na luta, na raça, de time, comissão técnica e torcida, contra arbitragens e um sem número de inesperados acontecimentos; com cada um tirando força de onde não tinha. E quanta gente duvidou que fôssemos conseguir…

E agora, amargando a zona de rebaixamento, por mais vontade que o time possa ter, o peso desse ‘fantasma’ fica cada vez maior, o medo também; e o medo paralisa… e é por isso que a gente vê o time lutando, sim, ele luta, mas já se sentindo perdido.

Daqui a poucos meses, tenhamos sucesso ou não, os dirigentes estarão fora do comando e das manchetes -se é que não vão encontrar “palmeirenses” capazes de reelegê-los.  E é por isso mesmo, que eu acho que deveríamos exigir que saíssem de lá agora, (não terão a grandeza de saírem por livre e espontânea vontade); para que todos os que vierem depois deles, entendam, e de uma vez por todas, que a gente palestrina exige ser respeitada! Que a gente palestrina não vai mais permitir que essa história se repita, e que ela vai, sim, reconduzir o Palmeiras para o alto!

Não podemos deixar esse “bonde” passar outra vez! É hora de tomarmos o ‘remédio’ e nos livrarmos da doença de décadas! É hora de darmos ”voz” aos sócios torcedores! É hora de nós ajudarmos a reconstruir o Palmeiras! E se pedimos raça ao time, pedimos luta, superação, como nos negaremos a fazer o mesmo? Como deixaremos de lutar pelo clube que amamos, quando ele precisa mais precisa de nós?

Pra mim, apesar da tristeza de ontem, só vai ser “já era”, quando matematicamente não existirem mais chances… e não me dou por vencida antes disso! Meu lugar é com o Verdão, torcendo por ele, até no inferno se preciso for. E o amor que eu sinto, e você também sente, e que não muda nunca, vai fazer toda a diferença!

FORÇA, PALMEIRAS! É difícil, mas não é impossível! EU ACREDITO!

E, aconteça o que acontecer, que não seja barato, que não seja sem luta, sem sangue nos olhos, sem brigar por cada centímetro do gramado, que não seja alma, sem coração… que não seja em vão…  AQUI É PALMEIRAS, PORRA!

  • Tânia,

    Por mais que amemos o Palmeiras e torcemos para que ele consiga sair dessa, não da para acreditar que um time com L.Amaro, Patrick(s), Betinho, F.Capixaba, M.Araujo, possa fazer alguma coisa para sairmos dessa situação e justo contra o Náutico que o Palmeiras tem que vencer para não deixar o Coritiba abrir 12 e o Sport abrir 4. É aos poucos começo a ver, mesmo que não queira acreditar, que a queda é irreversível. =(

    O Palmeiras precisa se RENOVAR.. li algo em um blog muito interessante! “O principal rival (antes favelados) é o time do povo, o clube de Santos era o time dos velhinhos e agora é menino pra sempre, e o vizinho de muro se diz soberano.”   Precisamos mudar essa imagem derrotada que esta diretoria incompetente deixou como “legado” ao Palmeiras e a torcida pode ajudar simplesmente evitando criticar o TIME (elenco e comissão técnica) em redes sociais e paginas de esportes. Mas para renovar, é preciso que haja pessoas dispostas a colocar o Palmeiras acima de todas as coisas e esqueça a política do clube. Que o próximo presidente entenda que se fizer um bom trabalho, sem querer agradar partidos políticos, terá uma eleição direta em que ele será escolhido pelos sócios e não por conselheiros… que ele faça o que agrade ao torcedor e não aos interesses políticos.  

    Precisamos de novos ídolos e de um investimento na base urgente. No Palmeiras hoje só amadores, a nossa base é abandona e vamos perder jogadores para outros times assim como o time de Jd. Leonor perdeu o Oscar para o Inter. 
    O Palmeiras não tem um padrão de jogo, não tem um esquema para treinar a base… não é vergonha nenhuma copiar e tirar como exemplo o Barcelona.

    Em breve teremos a Arena, infelizmente, é muito provável que estejamos na Serie B no dia da inauguração. O Palmeiras tem que, desde já, procurar parceiros pensando no centenário do clube, que invista no futebol, que contrate jogadores de peso e não ídolos do passado como Alex. Alex foi algo bom que aconteceu no passado, temos que RENOVAR e pensar no FUTURO.

    O FUTURO é o nosso CENTENÁRIO, ARENA, TÍTULOS IMPORTANTES é isso que almejamos… precisamos de uma equipe de profissional de Marketing, que ajude a trazer recursos para contratação de novos jogadores, precisamos que contrate o profissional do Barcelona se for possível para fortalecer a categoria de base, precisamos pensar que somos grandes o suficientes para termos os melhores profissionais trabalhando no Palmeiras, seja ele personal de arbitragem que dê palestras para os jogadores sobre comportamento em campo e personal de mídia que auxilem a se portar em frente as câmeras para não falarem asneiras e no dia seguinte virar noticia, precisamos de profissionais que façam projetos a longo prazo, poha, nós somos o Palmeiras e não um America ou Atlético GO… 

    O Palmeiras tem uma torcida fanática que novamente vai abraça-lo para sair dessa, seja na Série A ou Série B, ajudar seja, se tornando sócio, indo ao estádio, comprando produtos oficiais ou cobrando a diretoria e incentivando o time e comissão técnica. Nosso amor é muito grande para deixarmos o Palmeiras jogado no esgoto sendo devorado por ‘ratazanas’, que estão gordas de tanto que já comeram.

    Assim como o PALESTRA ITÁLIA foi demolido para se tornar a NOVA ARENA, o Palmeiras tem que ser desmontado para se criar O NOVO PALMEIRAS.

    • taniaclorofila

      Márcio,

      As cartas ainda não estão todas na mesa… portanto, podemos sim, acreditar que o Palmeiras vai escapar dessa.
      Mas, se não escapar, isso será apenas um retrocesso, apenas  um passo atrás; mas nosso caminho é para a frente.  E se dermos um passo atrás, haveremos de aprender com ele e depois caminharemos em direção ao futuro, muito mais seguros e fortes!

      Se ele for para onde não queremos que vá, a gente vai lá buscar e traz de volta!

      • Tânia,

        Não vejo como um retrocesso, mas sim como uma ferida que deve ser tratada para não voltar pior.

        Veja os times grandes que foram rebaixados e voltaram, eles fizeram mudanças. Até o Inter que não chegou a cair, fez uma renovação depois do susto de ser rebaixado. O problema é que enquanto não tiver uma diretoria comprometida o futebol, teremos esse tipo de humilhação. Agradar os “colegas” de barzinho e frequentadores de piscina não da título para ninguém, a não ser um título de “Banana”.

        Agora temos 8 jogos para disputar, 6 jogos para vencer… se tivesses uma equipe boa, eu diria que acreditava pq o Palmeiras é um time de tradição, uma equipe que tem camisa e bla bla bla, mas hoje, nós temos um time no mesmo nível do America vestindo o manto do Palmeiras. Muito triste essa situação, pq nós torcedores queremos acreditar e ao mesmo tempo vemos um time sem condições de reagir. =(

  • Marcio Lima

    Tânia,

    Por mais que amemos o Palmeiras e torcemos para que ele consiga sair dessa, não da para acreditar que um time com L.Amaro, Patrick(s), Betinho, F.Capixaba, M.Araujo, possa fazer alguma coisa para sairmos dessa situação e justo contra o Náutico que o Palmeiras tem que vencer para não deixar o Coritiba abrir 12 e o Sport abrir 4. É aos poucos começo a ver, mesmo que não queira acreditar, que a queda é irreversível. =(

    O Palmeiras precisa se RENOVAR.. li algo em um blog muito interessante! “O principal rival (antes favelados) é o time do povo, o clube de Santos era o time dos velhinhos e agora é menino pra sempre, e o vizinho de muro se diz soberano.”   Precisamos mudar essa imagem derrotada que esta diretoria incompetente deixou como “legado” ao Palmeiras e a torcida pode ajudar simplesmente evitando criticar o TIME (elenco e comissão técnica) em redes sociais e paginas de esportes. Mas para renovar, é preciso que haja pessoas dispostas a colocar o Palmeiras acima de todas as coisas e esqueça a política do clube. Que o próximo presidente entenda que se fizer um bom trabalho, sem querer agradar partidos políticos, terá uma eleição direta em que ele será escolhido pelos sócios e não por conselheiros… que ele faça o que agrade ao torcedor e não aos interesses políticos.  

    Precisamos de novos ídolos e de um investimento na base urgente. No Palmeiras hoje só amadores, a nossa base é abandona e vamos perder jogadores para outros times assim como o time de Jd. Leonor perdeu o Oscar para o Inter. 
    O Palmeiras não tem um padrão de jogo, não tem um esquema para treinar a base… não é vergonha nenhuma copiar e tirar como exemplo o Barcelona.

    Em breve teremos a Arena, infelizmente, é muito provável que estejamos na Serie B no dia da inauguração. O Palmeiras tem que, desde já, procurar parceiros pensando no centenário do clube, que invista no futebol, que contrate jogadores de peso e não ídolos do passado como Alex. Alex foi algo bom que aconteceu no passado, temos que RENOVAR e pensar no FUTURO.

    O FUTURO é o nosso CENTENÁRIO, ARENA, TÍTULOS IMPORTANTES é isso que almejamos… precisamos de uma equipe de profissional de Marketing, que ajude a trazer recursos para contratação de novos jogadores, precisamos que contrate o profissional do Barcelona se for possível para fortalecer a categoria de base, precisamos pensar que somos grandes o suficientes para termos os melhores profissionais trabalhando no Palmeiras, seja ele personal de arbitragem que dê palestras para os jogadores sobre comportamento em campo e personal de mídia que auxilem a se portar em frente as câmeras para não falarem asneiras e no dia seguinte virar noticia, precisamos de profissionais que façam projetos a longo prazo, poha, nós somos o Palmeiras e não um America ou Atlético GO… 

    O Palmeiras tem uma torcida fanática que novamente vai abraça-lo para sair dessa, seja na Série A ou Série B, ajudar seja, se tornando sócio, indo ao estádio, comprando produtos oficiais ou cobrando a diretoria e incentivando o time e comissão técnica. Nosso amor é muito grande para deixarmos o Palmeiras jogado no esgoto sendo devorado por ‘ratazanas’, que estão gordas de tanto que já comeram.

    Assim como o PALESTRA ITÁLIA foi demolido para se tornar a NOVA ARENA, o Palmeiras tem que ser desmontado para se criar O NOVO PALMEIRAS.

    • taniaclorofila

      Márcio,

      As cartas ainda não estão todas na mesa… portanto, podemos sim, acreditar que o Palmeiras vai escapar dessa.
      Mas, se não escapar, isso será apenas um retrocesso, apenas  um passo atrás; mas nosso caminho é para a frente.  E se dermos um passo atrás, haveremos de aprender com ele e depois caminharemos em direção ao futuro, muito mais seguros e fortes!

      Se ele for para onde não queremos que vá, a gente vai lá buscar e traz de volta!

      • Marcio Lima

        Tânia,

        Não vejo como um retrocesso, mas sim como uma ferida que deve ser tratada para não voltar pior.

        Veja os times grandes que foram rebaixados e voltaram, eles fizeram mudanças. Até o Inter que não chegou a cair, fez uma renovação depois do susto de ser rebaixado. O problema é que enquanto não tiver uma diretoria comprometida o futebol, teremos esse tipo de humilhação. Agradar os “colegas” de barzinho e frequentadores de piscina não da título para ninguém, a não ser um título de “Banana”.

        Agora temos 8 jogos para disputar, 6 jogos para vencer… se tivesses uma equipe boa, eu diria que acreditava pq o Palmeiras é um time de tradição, uma equipe que tem camisa e bla bla bla, mas hoje, nós temos um time no mesmo nível do America vestindo o manto do Palmeiras. Muito triste essa situação, pq nós torcedores queremos acreditar e ao mesmo tempo vemos um time sem condições de reagir. =(

  • Não temos a maior, mas temos a melhor torcida. E vamos empurrar o time de volta ao topo.

    • taniaclorofila

      Vamos sim, Luiz Henrique!! =]

  • Lidiane Freitas

    o palmeiras não pode parar de lutar, desistir nunca, e se mesmo assim ele cair, eu caio junto com ele, estarei com ele onde ele for

    • taniaclorofila

      Isso mesmo, Lidiane!
      Não queremos que aconteça, mas, se acontecer, estaremos com o Palmeiras onde ele estiver e traremos ele de volta rapidinho.

  • Não temos a maior, mas temos a melhor torcida. E vamos empurrar o time de volta ao topo.

    • taniaclorofila

      Vamos sim, Luiz Henrique!! =]

  • Lidiane Freitas

    o palmeiras não pode parar de lutar, desistir nunca, e se mesmo assim ele cair, eu caio junto com ele, estarei com ele onde ele for

    • taniaclorofila

      Isso mesmo, Lidiane!
      Não queremos que aconteça, mas, se acontecer, estaremos com o Palmeiras onde ele estiver e traremos ele de volta rapidinho.

  • Ana Maria

    Tânia, gostaria muito de estar com esse pensamento otimista, mas realmente não consigo. Só de pensar que amanhã, contra o Nautico seremos humilhados novamente torço para o dia ser bem longo e retardar ao máximo essa partida.
    Jogar sem Assunção, Valdivia, Barcos, M.Leite, Henrique é realmente querer se iludir e eu já não estou mais nessa fase.
    O pior é que vou ver o jogo sim, mesmo sabendo o que irá acontecer

    • taniaclorofila

      Ana,

      Nessa minha vida de torcedora, já vi o Palmeiras, várias vezes, com time considerado melhor, se enroscar com times cheios de pernas de pau… 
      Quem sabe agora, todo remendado, a gente acabe conquistando os benditos 3 pontos…

      Não é provável que aconteça, mas também não é impossível…

      Vamos torcer, e rezar!! =]

  • Ana Maria

    Tânia, gostaria muito de estar com esse pensamento otimista, mas realmente não consigo. Só de pensar que amanhã, contra o Nautico seremos humilhados novamente torço para o dia ser bem longo e retardar ao máximo essa partida.
    Jogar sem Assunção, Valdivia, Barcos, M.Leite, Henrique é realmente querer se iludir e eu já não estou mais nessa fase.
    O pior é que vou ver o jogo sim, mesmo sabendo o que irá acontecer

    • taniaclorofila

      Ana,

      Nessa minha vida de torcedora, já vi o Palmeiras, várias vezes, com time considerado melhor, se enroscar com times cheios de pernas de pau… 
      Quem sabe agora, todo remendado, a gente acabe conquistando os benditos 3 pontos…

      Não é provável que aconteça, mas também não é impossível…

      Vamos torcer, e rezar!! =]

  • Oi Tania, estou compartilhando um texto com você que acredito que seja o sentimento de toda nossa torcida, aconteça o que acontecer daremos a volta por cima.

    https://www.dropbox.com/s/siqj8h6tfgd125n/O%20que%20%C3%A9%20o%20seu%20time.docx

    Beijos
    Um palmeirense apaixonado

  • Marco

    O
    Palmeiras precisa ter o direito de tentar e isso está sendo
    negado.
    A
    imprensa sacana já coloca nosso time como rebaixado, mas o palmeirense não pode
    fazer isso!
    Não
    existe crime algum torcer para o time vencer ao Bahia e pelo que se nota existe
    verdadeira campanha contra a atitude de acreditar na possibilidade de uma
    virada.
    Não
    interessa agora discutir o que foi feito de errado. Terminada a competição
    teremos tempo de sobra para debater o futuro do clube.
    Em
    2009 o Fluminense viveu situação pior e saiu.
    Observamos
    uma campanha oportunista, sórdida, mesquinha, feita por pessoas e setores que
    querem ver a desgraça palmeirense sob a discurso de que são realistas,
    coerentes, preocupados com o bem da instituição. Quem sabe queriam que o
    Palmeiras mande um ofício à CBF solicitando a proclamação do W.O em todos os
    seus jogos restantes.
    Não
    vejo nesses “preocupados” com o destino palmeirense nenhuma menção ao jogo sujo
    feito contra o time no primeiro turno, jogo sujo que tirou da equipe a condição
    de disputar uma competição mais tranquila. Os pontos daquelas rodadas valeriam
    tanto quanto esses pontos restantes.
    Nosso
    time precisa ter a chance de jogar, pois se ganhar do Bahia o clima para o jogo
    de sábado muda e muita gente voltará a acreditar.
    Cobramos, criticamos jogadores por não ter a vontade que queremos
    sempre ver em quem veste nossa camisa e nós vamos nos render a quem dá risada na
    nossa cara, rebaixando o Palmeiras enquanto temos chances matemáticas?
    Na
    Copa do Brasil, uma derrota poderia ser o fim. Agora, o campeonato virou uma
    Copa do Brasil onde para chegar ao objetivo tem que ser jogo a jogo. Ter razão
    nos comentários sobre os erros do clube não ajudará na pontuação, apenas servirá
    para as conversas de boteco.
    Para concluir, fica um pedido para que todos imaginem como seria a
    atuação dos meios esportivos caso o time envolvido nessa situação difícil em que
    se encontra o Palmeiras fosse outro. Como seria se o time do Jardim Leonor ou o
    time da marginal estivesse com essa posição na tabela? Qual seria o papel da
    imprensa? Estaria dando risadas e tentando matar as chances da equipe o quanto
    antes, ou estaria em uma enorme força tarefa para salvar de qualquer forma seu
    clube estimado?
    Essa reflexão é que o palmeirense deve e precisa fazer antes de
    entrar no clima imposto pela imprensa. Se o time tiver que cair, será de cabeça
    erguida e lutando até o último instante e não antecipadamente como quer esse
    bando de picaretas.
    Não se esqueçam de que o comportamento oportunista não é de agora
    com o agravamento da situação, mas desde o começo quando o Palmeiras era lesado
    em campo e a imprensa justificava e encobria.

  • Marco

    O
    Palmeiras precisa ter o direito de tentar e isso está sendo
    negado.
    A
    imprensa sacana já coloca nosso time como rebaixado, mas o palmeirense não pode
    fazer isso!
    Não
    existe crime algum torcer para o time vencer ao Bahia e pelo que se nota existe
    verdadeira campanha contra a atitude de acreditar na possibilidade de uma
    virada.
    Não
    interessa agora discutir o que foi feito de errado. Terminada a competição
    teremos tempo de sobra para debater o futuro do clube.
    Em
    2009 o Fluminense viveu situação pior e saiu.
    Observamos
    uma campanha oportunista, sórdida, mesquinha, feita por pessoas e setores que
    querem ver a desgraça palmeirense sob a discurso de que são realistas,
    coerentes, preocupados com o bem da instituição. Quem sabe queriam que o
    Palmeiras mande um ofício à CBF solicitando a proclamação do W.O em todos os
    seus jogos restantes.
    Não
    vejo nesses “preocupados” com o destino palmeirense nenhuma menção ao jogo sujo
    feito contra o time no primeiro turno, jogo sujo que tirou da equipe a condição
    de disputar uma competição mais tranquila. Os pontos daquelas rodadas valeriam
    tanto quanto esses pontos restantes.
    Nosso
    time precisa ter a chance de jogar, pois se ganhar do Bahia o clima para o jogo
    de sábado muda e muita gente voltará a acreditar.
    Cobramos, criticamos jogadores por não ter a vontade que queremos
    sempre ver em quem veste nossa camisa e nós vamos nos render a quem dá risada na
    nossa cara, rebaixando o Palmeiras enquanto temos chances matemáticas?
    Na
    Copa do Brasil, uma derrota poderia ser o fim. Agora, o campeonato virou uma
    Copa do Brasil onde para chegar ao objetivo tem que ser jogo a jogo. Ter razão
    nos comentários sobre os erros do clube não ajudará na pontuação, apenas servirá
    para as conversas de boteco.
    Para concluir, fica um pedido para que todos imaginem como seria a
    atuação dos meios esportivos caso o time envolvido nessa situação difícil em que
    se encontra o Palmeiras fosse outro. Como seria se o time do Jardim Leonor ou o
    time da marginal estivesse com essa posição na tabela? Qual seria o papel da
    imprensa? Estaria dando risadas e tentando matar as chances da equipe o quanto
    antes, ou estaria em uma enorme força tarefa para salvar de qualquer forma seu
    clube estimado?
    Essa reflexão é que o palmeirense deve e precisa fazer antes de
    entrar no clima imposto pela imprensa. Se o time tiver que cair, será de cabeça
    erguida e lutando até o último instante e não antecipadamente como quer esse
    bando de picaretas.
    Não se esqueçam de que o comportamento oportunista não é de agora
    com o agravamento da situação, mas desde o começo quando o Palmeiras era lesado
    em campo e a imprensa justificava e encobria.

  • Dinahsarto

    Ah.!  Taninha como vc. escreve bem.É só ler e se  encontrar, em  tudo.Já estou bem obrigada.Se  puder  e  quiser pode me escrever  (email) que falaremos outras coisas.Beijos e obrigada.

  • Dinahsarto

    Ah.!  Taninha como vc. escreve bem.É só ler e se  encontrar, em  tudo.Já estou bem obrigada.Se  puder  e  quiser pode me escrever  (email) que falaremos outras coisas.Beijos e obrigada.