É MAIS QUE AMADORISMO, É DESCASO!

“Os homens deveriam ser o que parecem ou, pelo menos, não parecerem o que não são” – William Shakespeare

.

representatividade

s. f.
1. Carácter do que é representativo.
2. Qualidade reconhecida a um homem, a um organismo, mandatado oficialmente por um grupo de pessoas para defender os seus interesses.
.
.

A torcida luta, apoia, fica ao lado do time, cansa de se esgoelar contra as sacanagens da CBF, que “sorteia” um monte de Judas para apitar os nossos jogos…

A torcida se mata de protestar contra os assaltos que o Palmeiras sofre através das arbitragens, inimigas do Palmeiras e bastante amigas sabe-se lá de quem; ela cansa de reclamar da omissão da imprensa para todos os pontos que o Palmeiras perde no apito, enquanto a mesma imprensa faz uma “guerra nuclear” para meio centímetro de um impedimento mal marcado para outros times…

A torcida fica irada ao constatar que o STJD tem dois pesos e duas medidas para julgar os clubes – o Palmeiras é punido pelos atos de seus torcedores, como mandam as regras, mas o Flamengo fica impune pelos rojões que os seus torcedores atiraram na torcida do Atlético-GO, como não mandam as regras…

Sacanagem atrás de sacanagem… Faltas fora da área que viram pênaltis, rigor para dar cartões para os jogadores do Palmeiras, nenhum rigor  para os de outros clubes, gols legítimos anulados, gol ilegítimos sofridos e assinalados…  Gente desonesta aos montes estragando o futebol brasileiro…

A torcida chora de emoção com vitórias lindas, suadas, frutos da luta do time, fruto do talento de alguns… A torcida comemora cada três pontos conquistados, como se eles valessem doze…

Essa mesma torcida engoliu, a seco, a desclassificação na sul-americana que veio enrolada em arame farpado. Podíamos empatar e até perder por 1 x 0. Mas, com muitas contusões, precisando poupar alguns atletas para que não voltassem ao DM, mal tínhamos banco… e fomos desclassificados. (Dos 25 jogadores inscritos, 3 eram goleiros e 7 eram zagueiros. Denoni, Leandro e Patrick  Vieira, que, hoje, estão jogando no time titular, não foram inscritos por opção da antiga comissão técnica). E temos que nos contentar com o fato que a vaga da Libertadores a gente já tem. E eu podia jurar que o bom de disputar campeonatos é conquistá-los…

Nossa vida não é fácil… Não podemos nos dar a esse “luxo” nos dias atuais. Temos que contar as nossas bençãos. Só quem é parmera sabe das dificuldades… E só quem é parmera sabe onde se originam os nossos maiores problemas… só os parmeras sabem os dirigentes tão amadores que temos… Não bastasse o despreparo de Tirone e Frizzo (outrora tão defendidos por moçoilas e moçoilos, puxadores de saco, que agora fazem cara de paisagem) eles ainda nos “presenteiam” com um descaso imenso na condução das coisas do clube. Deixam o Palmeiras como uma nau sem rumo e sem representatividade nos bastidores do futebol.

Desde que chegaram ao “poder” Tirone e Frizzo colecionam mal feitos contra o clube pelo qual deveriam zelar – ter poder é o que alguns imaginam que seja administrar o Palmeiras, como prova a falta de decoro e ética de alguns militantes políticos atuais.

Será que, na manhã dessa quinta feira,  não tinha uma única pessoa no Palmeiras que pudesse representá-lo no congresso técnico que aconteceu na Federação Paulista, que discutiu e definiu a tabela do Campeonato Paulista de 2013? Congresso técnico onde deveriam estar os dirigentes dos 20 clubes participantes da competição. Mas só 19 clubes foram representados…

Diz a notícia: “A Federação Paulista de Futebol (FPF) divulgou que o Campeonato Paulista 2013 terá o mesmo formato da edição deste ano. A decisão foi tomada em um congresso técnico, desta quinta-feira, na sede da entidade, com a presença de representantes de 19 dos 20 times do certame – o Palmeiras foi o único sem representantes.”

Mas que vergonha, Tirone! E que descaso! Todos os clubes representados e nenhuma pessoa do Palmeiras? Só isso já seria um absurdo, mas, quando se trata de Tirone e Frizzo, a gente sempre pode esperar mais…

Perguntado sobre a ausência na reunião, Arnaldo Tirone, segundo o que foi publicado na imprensa, teria dito: “Quando foi? Não foi ninguém? Não sei. Cheguei ontem (na quarta-feira) de viagem. Nem fui avisado. Vou ver o que aconteceu” (ele não sabia de nada!).

Num mundo em que um simples telefone envia e recebe e-mails, em que um simples telefone te coloca em contato com as notícias do mundo, o presidente do Palmeiras nem sabia que tinha uma reunião na Federação Paulista de Futebol com os dirigentes dos clubes!  E que o Palmeiras teria que, pelo menos, enviar um representante. Surreal!

E mais surreal ainda, foi a declaração de Roberto Frizzo,  vice-presidente palestrino: “A mim não chegou nenhum comunicado sobre isso (ele também não sabia de nada!). Geralmente sou eu que vou. Acontece que nossa vida  anda muito conturbada, nosso departamento [de futebol] está  se desdobrando para dar conta de tudo. Acabamos de chegar da Colômbia, estivemos em Recife, Salvador, Araraquara… foi uma rotina de embarque e desembarque…  Não foi uma desconsideração com a federação. Depois faremos ligações para saber o que foi decidido…”. A desconsideração é com o Palmeiras, Frizzo!

E depois, mais à frente, quando nossos pênaltis não forem marcados; PCO (ou qualquer outro Judas) for “sorteado” para nos operar em algum jogo importante, vamos reclamar pra quem? Vamos esperar que quem resolva os nossos problemas, que brigue pelos nossos direitos? O presidente que não sabe nada; o vice tão atarefado, ‘coitado’ (só o Palmeiras estava em duas competições, né?), que depois vai ligar para saber o que aconteceu na reunião; ou o diretor jurídico do “estamos trabalhando”?

Depois que essas notícias foram publicadas, e que a repercussão foi a pior possível, o Palmeiras soltou uma nota a respeito do assunto, e é justo que ela seja publicada também:

O presidente da S.E. Palmeiras, Arnaldo Tirone, esclarece que não pôde comparecer no horário da reunião do Conselho Arbitral da Federação Paulista de Futebol na manhã desta quinta-feira (25) por compromisso já assumido referente ao clube. Imediatamente após o compromisso, o dirigente compareceu pessoalmente à sede da FPF para conversar diretamente com o presidente da entidade, Marco Polo Del Nero, sobre o Campeonato Paulista de 2013 e outros assuntos.

Seria até legal, até “colaria” essa desculpa, se Tirone e Frizzo a tivessem usado antes das suas toscas declarações à imprensa, se tivessem sido espertos o suficiente para não se mostrarem tão por fora dos assuntos do clube…

Passa da hora de termos um Palmeiras profissional, e a Nação Palestrina clama por isso, mas, por mais amadores que sejam nossos dirigentes, por mais despreparados e incompetentes, se eles respeitassem o Palmeiras e tivessem boa vontade para administrá-lo (não precisariam nem amar o clube), coisas como as que ocorreram nessa quinta feira jamais aconteceriam.

Graças a Deus as eleições estão chegando…

  • Bom dia Tania!  Sabe que essa diretoria do Palmeiras me faz lembrar aqueles filmes clássicos que satirizavam os reinados e ditaduras tipo “O rato que ruge..”, “O Grande Ditador” e outros que não tem a mesma categoria. Recentemente a gente vê na TV uma reprise do “Que rei sou eu?” Tudo isso, que supúnhamos fantasia, está ai em nossa realidade: uma comédia de “faz rir” aos nossos adversários e “faz chorar” a nossa torcida.
    Eu não sei bem se é um caso de demência, de divã ou, quem sabe, no caso extremo, de hospício. Só sei que se não estivéssemos vivendo esses tristes episódios, jamais acreditaria que pudessem acontecer, na vida real. Grande Abraço!

    • taniaclorofila

      Bom dia Gaetano!

      Eu também jamais acreditaria em coisas assim, se não as estivesse vivendo, se não estivesse sentindo as suas consequências na pele.
      Às vezes, eu assisto “Que rei sou eu?”, e assisti a novela inteira na outra oportunidade em que ela foi levada ao ar. E é bem aquilo mesmo o que a gente vê acontecer em qualquer célula da sociedade onde as pessoas disputam o poder, ainda que não tenham capacidade pra ter nenhum tipo de poder.
      Seja no governo federal, ou mesmo numa administração de clube, os moldes parecem sempre ser os mesmos, e os absurdos resultantes também.

      Difícil, muito difícil… e quem perde é sempre o Palmeiras! E quem sofre é sempre a torcida…

      Um abraço!

  • Gaetano

    Bom dia Tania!  Sabe que essa diretoria do Palmeiras me faz lembrar aqueles filmes clássicos que satirizavam os reinados e ditaduras tipo “O rato que ruge..”, “O Grande Ditador” e outros que não tem a mesma categoria. Recentemente a gente vê na TV uma reprise do “Que rei sou eu?” Tudo isso, que supúnhamos fantasia, está ai em nossa realidade: uma comédia de “faz rir” aos nossos adversários e “faz chorar” a nossa torcida.
    Eu não sei bem se é um caso de demência, de divã ou, quem sabe, no caso extremo, de hospício. Só sei que se não estivéssemos vivendo esses tristes episódios, jamais acreditaria que pudessem acontecer, na vida real. Grande Abraço!

    • taniaclorofila

      Bom dia Gaetano!

      Eu também jamais acreditaria em coisas assim, se não as estivesse vivendo, se não estivesse sentindo as suas consequências na pele.
      Às vezes, eu assisto “Que rei sou eu?”, e assisti a novela inteira na outra oportunidade em que ela foi levada ao ar. E é bem aquilo mesmo o que a gente vê acontecer em qualquer célula da sociedade onde as pessoas disputam o poder, ainda que não tenham capacidade pra ter nenhum tipo de poder.
      Seja no governo federal, ou mesmo numa administração de clube, os moldes parecem sempre ser os mesmos, e os absurdos resultantes também.

      Difícil, muito difícil… e quem perde é sempre o Palmeiras! E quem sofre é sempre a torcida…

      Um abraço!

  • taniaclorofila

    Amigos,

    Me perdoem a ausência de postagens nos dias anteriores. Estou com um probleminha físico muito doloroso (minha saúde vai bem) e isso me tira a concentração, me impossibilitando de estar aqui com mais frequência.

    Mas não podia deixar de acrescentar mais uma “façanha” na lista das recentes bobagens dos nossos “amigos”…

    Diz a notícia:

    Palmeiras estuda atender atleticanos e enfrentar Fluminense em MGTorcedores do Atlético-MG iniciaram campanha “Traz para cá Porco” no Twitter pedindo que o Palmeiras, ainda impedido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) de mandar jogos na cidade de São Paulo neste Campeonato Brasileiro, enfrente o Fluminense, no dia 11, em Belo Horizonte. E os dirigentes do clube alviverde não descartam totalmente a ideia.
    E aí, a  gente vai ler o regulamento da competição e percebe que o nosso Departamento Jurídico não tem muita utilidade, ou talvez se valha de uma palavra ou duas num artigo, que permita a brecha  -no Brasil se costuma fazer jurisprudência pelas “brechas”. Mas, neste caso, só irão pela brecha se quiserem mesmo enganar o torcedor, ou, quem sabe, fugir dele…

    Art. 18º – O mando de campo das partidas será exercido no limite da jurisdição da federação a que pertença o clube mandante, exceto em situações excepcionais, a critério da DCO, observado o RGC.

    Não é uma situação excepcional, uma vez que nos limites da jurisdição da federação (paulista) a que o Palmeiras pertence, existem outros estádios disponíveis, não é mesmo?

    E o diretor jurídico do Palmeiras fica brincando de “popistar” no Twitter…

    Passa da hora de termos um Palmeiras profissional!!

    • O Pessoal do Galo está fazendo isso para evitar que a juizada “ajude” o Fluminense. Sabem do que mais? Esse campeonato está me dando NOJO!!

  • taniaclorofila

    Amigos,

    Me perdoem a ausência de postagens nos dias anteriores. Estou com um probleminha físico muito doloroso (minha saúde vai bem) e isso me tira a concentração, me impossibilitando de estar aqui com mais frequência.

    Mas não podia deixar de acrescentar mais uma “façanha” na lista das recentes bobagens dos nossos “amigos”…

    Diz a notícia:

    Palmeiras estuda atender atleticanos e enfrentar Fluminense em MGTorcedores do Atlético-MG iniciaram campanha “Traz para cá Porco” no Twitter pedindo que o Palmeiras, ainda impedido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) de mandar jogos na cidade de São Paulo neste Campeonato Brasileiro, enfrente o Fluminense, no dia 11, em Belo Horizonte. E os dirigentes do clube alviverde não descartam totalmente a ideia.
    E aí, a  gente vai ler o regulamento da competição e percebe que o nosso Departamento Jurídico não tem muita utilidade, ou talvez se valha de uma palavra ou duas num artigo, que permita a brecha  -no Brasil se costuma fazer jurisprudência pelas “brechas”. Mas, neste caso, só irão pela brecha se quiserem mesmo enganar o torcedor, ou, quem sabe, fugir dele…

    Art. 18º – O mando de campo das partidas será exercido no limite da jurisdição da federação a que pertença o clube mandante, exceto em situações excepcionais, a critério da DCO, observado o RGC.

    Não é uma situação excepcional, uma vez que nos limites da jurisdição da federação (paulista) a que o Palmeiras pertence, existem outros estádios disponíveis, não é mesmo?

    E o diretor jurídico do Palmeiras fica brincando de “popistar” no Twitter…

    Passa da hora de termos um Palmeiras profissional!!

    • O Pessoal do Galo está fazendo isso para evitar que a juizada “ajude” o Fluminense. Sabem do que mais? Esse campeonato está me dando NOJO!!

  • andreia_russi

    Não tem nem o que falar ,,,,,,,,,

  • andreia_russi

    Não tem nem o que falar ,,,,,,,,,

  • Provavelmente, estava preparando seu passaporte para ver o seu verdadeiro time do coração, o Chelsea (ou seria o outro time, que também tem nome começando por “C”) no Mundial do Japão. Pelo interesse que ele tem pelas coisas do Palmeiras, a “amizade-quase-amor” que demonstra pelo ex-presidente da “outra agremiação”, sei lá, eu até pensaria que … Ah, deixa prá lá!

  • Provavelmente, estava preparando seu passaporte para ver o seu verdadeiro time do coração, o Chelsea (ou seria o outro time, que também tem nome começando por “C”) no Mundial do Japão. Pelo interesse que ele tem pelas coisas do Palmeiras, a “amizade-quase-amor” que demonstra pelo ex-presidente da “outra agremiação”, sei lá, eu até pensaria que … Ah, deixa prá lá!

  • Guassuino

    E ainda tem gente que acha que nossos problemas sao dentro de campo,o time nao vai bem? troca o treinador e pronto,chega a ser ridiculo discutir esquema tatico,escalacao,substituicoes como se isso fosse o grande problema,nossos problemas tem nome-cpf-rg -bando de safados

  • Guassuino

    E ainda tem gente que acha que nossos problemas sao dentro de campo,o time nao vai bem? troca o treinador e pronto,chega a ser ridiculo discutir esquema tatico,escalacao,substituicoes como se isso fosse o grande problema,nossos problemas tem nome-cpf-rg -bando de safados

  • Edison Nogueira

    Chamar estes dois incompetentes de palhaços, é uma ofensa aos artistas de circos !!!! será que aquela cambada de velhos gagas do conselho, tem noção dos prejuizos que a marca Palmeiras tem com dois incompetentes na direção ?????

  • Edison Nogueira

    Chamar estes dois incompetentes de palhaços, é uma ofensa aos artistas de circos !!!! será que aquela cambada de velhos gagas do conselho, tem noção dos prejuizos que a marca Palmeiras tem com dois incompetentes na direção ?????

  • Eduvendas

    diretas ja 

  • Eduvendas

    diretas ja 

  • Oscar Rodrigues

    Palmeiras… o principal clube de futebol do país… isso eu não falo por paixão, sim por fatos… nenhum outro clube tem mais conquistas… um dos que mais arrecada em patrocínios… a quarta maior torcida… e somos obrigados a conviver longos períodos inertes por pura incapacidade de administração e planejamento… isso não é de hoje… só lembrar da venda de Luis Pereira e Leivinha, uma arrecadação que  na época daria para formar um esquadrão que nos presentearia com muitas conquistas, mas por falta de competência nos levou a uma grande estiagem… voltamos a ganhar um titulo nacional somente nos anos 90 graças a administração Parmalat… que quando acabou a parceria deixou as finanças do clube em ordem e com reserva de caixa, coisa que na época nenhum outro clube tinha esse privilégio… e veio a gestão do bom e barato( nem tão barato assim ), recurso mal gasto e sem retorno de conquistas… um acumulo de má gestão… Mas essa atual administração superou todas no lado negativo… esse presidente banana após vários vexames dentro de campo batia o pé dizendo que o elenco era bom… reclamando de falta de caixa e problemas herdados com a administração passada, mas clubes que não chegam aos pés do Palmeiras em arrecadação, tradição e torcida conseguem formar elencos muito mais fortes do que este que representa uma Nação de 16 milhões de alvi-verdes… botam a culpa na torcida que destruiu pequena parte do galinheiro e foi punida com mandos de campo… mas a maior culpa é de quem propicia o vexame de quem acompanha o Palestra, e chega a este ponto de descontrole… Acredito que se Barcos, Assunção e alguns garotos da base que estão tendo chances neste momento não se machucarem, ainda nos livramos do mal do rebaixamento… mas que os responsáveis administrativamente  e os que arrastam a bunda no gramado não podem escapar de ser banidos do nosso Palmeias.

  • Oscar Rodrigues

    Palmeiras… o principal clube de futebol do país… isso eu não falo por paixão, sim por fatos… nenhum outro clube tem mais conquistas… um dos que mais arrecada em patrocínios… a quarta maior torcida… e somos obrigados a conviver longos períodos inertes por pura incapacidade de administração e planejamento… isso não é de hoje… só lembrar da venda de Luis Pereira e Leivinha, uma arrecadação que  na época daria para formar um esquadrão que nos presentearia com muitas conquistas, mas por falta de competência nos levou a uma grande estiagem… voltamos a ganhar um titulo nacional somente nos anos 90 graças a administração Parmalat… que quando acabou a parceria deixou as finanças do clube em ordem e com reserva de caixa, coisa que na época nenhum outro clube tinha esse privilégio… e veio a gestão do bom e barato( nem tão barato assim ), recurso mal gasto e sem retorno de conquistas… um acumulo de má gestão… Mas essa atual administração superou todas no lado negativo… esse presidente banana após vários vexames dentro de campo batia o pé dizendo que o elenco era bom… reclamando de falta de caixa e problemas herdados com a administração passada, mas clubes que não chegam aos pés do Palmeiras em arrecadação, tradição e torcida conseguem formar elencos muito mais fortes do que este que representa uma Nação de 16 milhões de alvi-verdes… botam a culpa na torcida que destruiu pequena parte do galinheiro e foi punida com mandos de campo… mas a maior culpa é de quem propicia o vexame de quem acompanha o Palestra, e chega a este ponto de descontrole… Acredito que se Barcos, Assunção e alguns garotos da base que estão tendo chances neste momento não se machucarem, ainda nos livramos do mal do rebaixamento… mas que os responsáveis administrativamente  e os que arrastam a bunda no gramado não podem escapar de ser banidos do nosso Palmeias.

  • O título já diz tudo . . .  é uma vergonha!!

  • Marcio Lima

    O título já diz tudo . . .  é uma vergonha!!

  • Irineu Constantino Curtulo Jun

    O QUE ME ESPANTA É DESCONHECER QUALQUER CANDIDATURA A APENAS 2 MESES DAS ELEIÇÕES.

  • Irineu Constantino Curtulo Jun

    O QUE ME ESPANTA É DESCONHECER QUALQUER CANDIDATURA A APENAS 2 MESES DAS ELEIÇÕES.

  • Marco

    O Sindicato dos árbitros sai do armário e se
    manifesta publicamente contra um direito do Palmeiras. A manifestação chamando
    de hipócrita os protestos palmeirenses ignora o fato grave, o precedente do ERRO
    DE DIREITO ocorrido neste jogo.

    O Sindicato sinaliza com essa manifestação que
    os árbitros continuaram operando o Palmeiras nessa competição, como eles têm
    feito desde o início do certame.

    Hipócrita é a manifestação em nome da categoria após essa categoria
    ter interferido diretamente na classificação do time, podendo ocasionar o
    rebaixamento da equipe.

    O palmeirense tem a noção dos erros cometidos por seu clube,
    entretanto também tem a noção de que a situação seria muito diferente se
    houvesse seriedade no trabalho dos árbitros e auxiliares em seus
    jogos.

    O uso de recursos eletrônicos para auxiliar a arbitragem de um jogo
    não é recurso aprovado, é recurso ilegal e causa o chamado erro de direito,
    condição necessária para a anulação de um jogo.

    Nas competições esportivas pressupõem-se que ocorra igualdade de
    condições e essa igualda foi quebrada com a participação de repórteres e de um
    delegado da CBF que não deveria estar ali.

    nas inúmeras ocasiões onde o Palmeiras foi lesado nessa competição
    por erros grosseiros das arbitragem, o time não contou com a ajuda
    externa.

    Não há dúvida que houve irregularidade no lance do gol, mas essa
    irregularidade deveria ter sido apontado pelos meios legais, ou seja pela
    observação da arbitragem e não pela TV.

    Tentar desviar a atenção para a irregularidade do lance tem como
    objetivo ignorar o uso do recurso eletrônico, justificar a interferência externa
    não prevista nas leis do futebol.

    Aos amigos tudo, aos inimigos o rigor da lei, essa á a regra que
    CBF e imprensa aplicam sobre o Palmeiras.

    O erro pode acontecer nos nossos jogos, desde que seja sempre
    contra.

  • Marco

    O Sindicato dos árbitros sai do armário e se
    manifesta publicamente contra um direito do Palmeiras. A manifestação chamando
    de hipócrita os protestos palmeirenses ignora o fato grave, o precedente do ERRO
    DE DIREITO ocorrido neste jogo.

    O Sindicato sinaliza com essa manifestação que
    os árbitros continuaram operando o Palmeiras nessa competição, como eles têm
    feito desde o início do certame.

    Hipócrita é a manifestação em nome da categoria após essa categoria
    ter interferido diretamente na classificação do time, podendo ocasionar o
    rebaixamento da equipe.

    O palmeirense tem a noção dos erros cometidos por seu clube,
    entretanto também tem a noção de que a situação seria muito diferente se
    houvesse seriedade no trabalho dos árbitros e auxiliares em seus
    jogos.

    O uso de recursos eletrônicos para auxiliar a arbitragem de um jogo
    não é recurso aprovado, é recurso ilegal e causa o chamado erro de direito,
    condição necessária para a anulação de um jogo.

    Nas competições esportivas pressupõem-se que ocorra igualdade de
    condições e essa igualda foi quebrada com a participação de repórteres e de um
    delegado da CBF que não deveria estar ali.

    nas inúmeras ocasiões onde o Palmeiras foi lesado nessa competição
    por erros grosseiros das arbitragem, o time não contou com a ajuda
    externa.

    Não há dúvida que houve irregularidade no lance do gol, mas essa
    irregularidade deveria ter sido apontado pelos meios legais, ou seja pela
    observação da arbitragem e não pela TV.

    Tentar desviar a atenção para a irregularidade do lance tem como
    objetivo ignorar o uso do recurso eletrônico, justificar a interferência externa
    não prevista nas leis do futebol.

    Aos amigos tudo, aos inimigos o rigor da lei, essa á a regra que
    CBF e imprensa aplicam sobre o Palmeiras.

    O erro pode acontecer nos nossos jogos, desde que seja sempre
    contra.