SACODE A POEIRA E DÁ A VOLTA POR CIMA, VERDÃO!

Alice: “É impossível!” Chapeleiro Louco: “É impossível, somente se você acreditar que é”

“Acho que NÃO VAI ser rebaixado, mas estou aborrecido, desanimado. Os jogadores têm que lutar até o fim. Tem que lutar até sair sangue, igual nós fizemos naquele dia. Eles têm que incorporar o espírito da Arrancada Heroica. Antes do jogo, a gente se reuniu e gritou: ‘Não podemos perder esse jogo de jeito nenhum’. Lutamos muito por essa camisa” – Oberdan Cattani (emocionado),  351 jogos por Palestra Itália, Palestra de São Paulo e Palmeiras, com 9 títulos conquistados.

Uns falam no impossível, que se torna possível quando acreditamos nisso… Oberdan, que é o único remanescente da Arrancada Heroica, fala em lutar até sair sangue, fala no espírito que pode nos fazer conquistar tudo o que almejamos… E é disso mesmo que precisamos! Acreditar em nosso potencial!

Mas é difícil a gente lutar, a gente acreditar, quando o mundo tenta forjar que não é possível… Quando os “vampiros” da mídia, os ‘jornalistas torcedores’ (dos outros times),  tentam enfiar na sua cabeça, na marra, que não vai dar… e o perigo é acreditarmos na coisa errada, nas pessoas erradas…

Neste momento, nós, palmeirenses, precisamos parar de dar ouvidos às pessoas erradas, precisamos acreditar uns nos outros, naquela voz interior, naquela força dentro do nosso peito, que nos diz, “continua, não desista, falta pouco para você conseguir”…

Não é a primeira vez que teremos que nos superar e, por certo, não será a última. A vida de qualquer pessoa é cheia de desafios, e este é apenas mais um. Quantas vezes na vida, a gente se deparou com uma situação difícil, delicada, que parecia sem solução, e, de repente, analisando mais friamente, achamos o caminho e demos a volta por cima? Em quantos momentos  tivemos, e temos, a nítida impressão que recebemos uma “ajuda extra”…  momentos, únicos, em que sentimos em nós uma força que desconhecíamos…

Quantas pessoas já não estiveram sob a mira de uma arma e pensaram “agora acabou, só um milagre me salva, me tira daqui…” E o milagre aconteceu… E quantas vezes, depois de salvas, essas pessoas não pensaram “como foi que  consegui ter tanto sangue frio naquela hora? Como eu consegui não me desesperar e nem colocar tudo a perder?”…

Quantas pessoas já não se defrontaram com doenças terríveis e, ainda assim, contrariando todos os prognósticos, não se entregaram e escolheram viver? Escolheram se agarrar na porcentagem mínima de chance de sobreviver que possuíam? Perguntem ao Narciso, que ele conhece uma história dessa muito bem…

Acho que cada um de nós se lembra de, pelo menos, uma oportunidade em que desistiu de algo e depois percebeu que, se tivesse tentado só mais um pouquinho, se tivesse insistido, teria conseguido o seu objetivo. E quantos nos lamentamos por não termos insistido nesse pouquinho que faltava…

Trabalho, estudos, amores, saúde, dinheiro, paz, respeito… Tudo tem que ser conquistado! E essa é a diferença entre vencedores e derrotados! Os vencedores são aqueles que vão dar sempre um passo a mais e busca dos seus sonhos, dos seus ideais. Com trabalho, esforço, muita dedicação e uma vontade imensa de conseguir…

As “mágicas” da vida estão todas aí! Basta olharmos à nossa volta… basta olharmos os nossos filhos…

NINGUÉM DETERMINA ATÉ ONDE PODEMOS CHEGAR! NINGUÉM TEM O PODER DE NOS DIZER ATÉ ONDE IR, QUANDO DESISTIR, OU QUANDO CONTINUAR! Nós sabemos onde queremos chegar, e nós sabemos quanto esforço somos capazes de fazer para conseguir. Somos parmeras, cazzo!!

Eu acredito no Palmeiras e estou com ele para o que der vier! Acredito no potencial dos jogadores, no talento maravilhoso de alguns, na vontade e empenho de todos, acredito no técnico, na confiança que ele tem no trabalho que fará aqui (se ele não acreditasse, não teria vindo…)  E não vai ser preciso nem mágica e nem milagre, apenas muito trabalho, paciência (com arbitragens, principalmente), garra, superação e vontade de vencer. A mística dessa camisa fará o resto depois! Talvez, alguns de vocês estejam pensando: Ela é mulher, é sensível, sonhadora… acrescentem aí, intuitiva, não desiste nunca e costuma fazer bom uso da razão!

E, por falar em razão, vamos à ela! Vejamos a situação de alguns clubes na 25ª rodada dos últimos quatro campeonatos brasileiros,  que antecederam esse de 2012.

2008  – Vasco 26 pontos
Fluminense 25 pontos
– Ipatinga 24 pontos
– Portuguesa 23 pontos

2008 final – O Fluminense conquistou 20 pontos nas 13 últimas rodadas e escapou do rebaixamento com 45 ptos em 14º lugar. (E trocou de técnico em 11/2008, quando Renê Simões substituiu Renato Gaúcho)

2009 – Santo André  25 pontos
Botafogo  24 pontos
– Sport 20 pontos
Fluminense 18 pontos

2009 final – Botafogo e Fluminense escaparam do rebaixamento. O primeiro com 47 pontos e o Flu com 46. O Botafogo conquistou 22 pontos nas rodadas que faltavam e o Fluminense conquistou 28 -não esquecemos que 3 deles, Simon roubou do Palmeiras. (Cuca chegou ao Fluminense em setembro desse ano, substituindo Renato Gaúcho – Estevam Soares substituiu Ney Franco no Botafogo)

2010 – Atl-Go  26 pontos
– Goias 24 pontos
Atl-MG 21 pontos
– Prudente  17 pontos

2010 final  O Atlético Mineiro conquistou 24 pontos em 13 rodadas e terminou o campeonato em 13º com 45 pontos. (Luxemburgo deu lugar a Dorival Junior no Atl-MG no início de Set)

2011 – Atl-MG 25 pontos
– Atl-PR 23 pontos
– Avai 22 pontos
– América Mg 19 pontos

2011 final O Atlético Mineiro conquistou 20 pontos em 13 rodadas e se livrou do rebaixamento com 45 ptos em 15º. (Em Agosto Cuca substituiu Dorival Junior)

Quantos times grandes do futebol brasileiro, mas sem a grandeza do Campeão do Século, estiveram com a corda no pescoço e resolveram afrouxar o nó e sair da forca… Quantos times, fizeram facilmente, o que agora querem dizer pra você, Palmeiras, que é impossível… Quantos técnicos, tidos e havidos como conciliadores, pegaram a tarefa de fazer a mágica acontecer… e fizeram! Mas, nenhum repórter, ao entrevistar os nossos jogadores, lhes pergunta: “Outros times, em situações parecidas ou até mais delicadas do que a do Palmeiras, conseguiram uma boa sequência de vitórias e escaparam. Dá para fazer o mesmo agora?” Nos programas esportivos, nos jornais, ninguém diz que é possível… Por que será??

E não tem nada diferente disso agora. Nos colocamos nessa situação, as arbitragens, que nos tiraram 13 pontos, nos empurraram ainda mais, mas vamos  virar esse jogo!! Ainda não chegamos nem na metade do segundo tempo.

Vamos mostrar pra essa gente sacana, que palestrinos não desistem nunca! Vamos dar uma banana pras arbitragens (mas tomem muito cuidado com os gatunos do apito),  pra imprensinha,  para os ‘terroristas’ que profetizam o juízo final, para os vampiros que querem nos fazer perder a confiança… Nós vamos dar a volta por cima SIM! Somos capazes! É difícil, a gente sabe. Mas é perfeitamente possível, sem precisarmos de mágica. E, ainda que fosse preciso mágica (isso me lembra alguém…), é uma “mágica” que tem acontecido em todos os campeonatos, não é mesmo? Por que não pode acontecer agora?

VAAAAI, PALMEIRAS! COM A FORÇA DO NOSSO AMOR!! TAMO JUNTO!!

  • É isso ai!

    • taniaclorofila

      Gaetano, obrigada por ter pesquisado e me enviado os  números dos outros times, nas 25ªs rodadas dos campeonatos anteriores, bem como as informações sobre as trocas de técnicos feitas por eles.

      Um abraço,

      • Eu que lhe agradeço a oportunidade de ter sido útil. No dia que o clube corresponder ao que é sua verdadeira torcida, seremos invencíveis.

  • Gaetano

    É isso ai!

    • taniaclorofila

      Gaetano, obrigada por ter pesquisado e me enviado os  números dos outros times, nas 25ªs rodadas dos campeonatos anteriores, bem como as informações sobre as trocas de técnicos feitas por eles.

      Um abraço,

      • Gaetano

        Eu que lhe agradeço a oportunidade de ter sido útil. No dia que o clube corresponder ao que é sua verdadeira torcida, seremos invencíveis.

  • Oi Tânia, sei que vc é muito atarefada mas queria  tomar um pouco do seu tempo pra contar, rapidinho, uma história que aconteceu comigo. Perto da minha casa tinha uma lagoa conhecida como “Portinho”. Muitos moleques da minha idade (15,16,17 anos, à época …), iam até lá pra nadar nos dias de muito calor. Num desses dias, cismamos de atravessar a  tal lagoa; Nadamos eu e meu amigo Ivair, quando, no meio da lagoa, percebí que não conseguiria chegar ao outro lado; Simplesmente entrei em pânico, comecei a gritar e tentar agarrar o Ivair, que à essa altura, queria, de toda forma se livrar de mim. Conseguiu, e eu afundei. Ivair, também já desesperado, afundou atrás de mim, me pegou pela bermuda e puxou pra cima. Quando conseguí colocar a cabeça pra fora d’água, ele gritou: “… Continua, falta pouco para você conseguir”…”; Exatamente como você diz no seu Post… .
    Lê-lo me fez lembrar imediatamente desse episódio e acho que não foi à toa. A providência Divina, a camisa do Palmeiras, a tradição, e a força de vontade dos nossos jogadores vão nos elevar nessa tabela… Acredito e aposto nisso!
    Que Deus e San Gennaro estejam com a gente.

    • taniaclorofila

      Rodnei, que coisa!

      Me emocionei quando li… Mas isso é a prova de que, em alguns momentos, quando estamos desesperados, uma palavra de apoio, de ânimo, pode nos ajudar a fazer coisas que nem nos imaginamos capazes.

      Ainda bem que vc tinha um amigo, e ainda bem que ele lutou com vc…

      Tomara Deus, San Gennaro e o Plano Astral nos ‘peguem pela bermuda’ também e nos tirem da água…

      Um abraço,

  • Rodnei Pio Pinesso

    Oi Tânia, sei que vc é muito atarefada mas queria  tomar um pouco do seu tempo pra contar, rapidinho, uma história que aconteceu comigo. Perto da minha casa tinha uma lagoa conhecida como “Portinho”. Muitos moleques da minha idade (15,16,17 anos, à época …), iam até lá pra nadar nos dias de muito calor. Num desses dias, cismamos de atravessar a  tal lagoa; Nadamos eu e meu amigo Ivair, quando, no meio da lagoa, percebí que não conseguiria chegar ao outro lado; Simplesmente entrei em pânico, comecei a gritar e tentar agarrar o Ivair, que à essa altura, queria, de toda forma se livrar de mim. Conseguiu, e eu afundei. Ivair, também já desesperado, afundou atrás de mim, me pegou pela bermuda e puxou pra cima. Quando conseguí colocar a cabeça pra fora d’água, ele gritou: “… Continua, falta pouco para você conseguir”…”; Exatamente como você diz no seu Post… .
    Lê-lo me fez lembrar imediatamente desse episódio e acho que não foi à toa. A providência Divina, a camisa do Palmeiras, a tradição, e a força de vontade dos nossos jogadores vão nos elevar nessa tabela… Acredito e aposto nisso!
    Que Deus e San Gennaro estejam com a gente.

    • taniaclorofila

      Rodnei, que coisa!

      Me emocionei quando li… Mas isso é a prova de que, em alguns momentos, quando estamos desesperados, uma palavra de apoio, de ânimo, pode nos ajudar a fazer coisas que nem nos imaginamos capazes.

      Ainda bem que vc tinha um amigo, e ainda bem que ele lutou com vc…

      Tomara Deus, San Gennaro e o Plano Astral nos ‘peguem pela bermuda’ também e nos tirem da água…

      Um abraço,

  • Já estou cheio de esperança, lendo esse texto então foi como uma injeção de POSITIVIDADE …. VAI PALESTRA!! =)

  • Marcio Lima

    Já estou cheio de esperança, lendo esse texto então foi como uma injeção de POSITIVIDADE …. VAI PALESTRA!! =)