AH, PALMEIRAS… QUE SITUAÇÃO…

“Tá faltando raiva ao Palmeiras” – Felipão.  ELE deveria escalar a torcida… Mais raiva do que ela anda sentindo, impossível!

De nada adiantou a noite muito mal dormida, de nada adiantou todo o vinho que eu tomei à mesa…

Enquanto recolhia os pratos do almoço de domingo e os levava para a cozinha, as lágrimas escorriam pelo meu rosto, mas, ao invés de aliviar, doía ainda mais o meu peito… Meus pensamentos, mais desorganizados do que o time do Palmeiras em campo; os impulsos nervosos do meu cérebro, mais desconexos do que aquele festival de chutões que assistimos a cada jogo… que sensação horrível! Fui dormir morrendo de raiva, acordei dezenas de vezes durante a noite, e amanheci com esse buraco no peito.

O que esperar do Palmeiras? O que esperar daqui pra frente? Tudo e nada…

Tem torcedor que fala que o time não presta, que fala que falta raça. Não é verdade! Precisamos de algumas peças para vestirem a camisa titular, mas está tão óbvio… o time é mal treinado, não tem padrão e tampouco regularidade. Raça, sozinha, num esquema furado, não adianta de muita coisa. É o centroavante marcando lá atrás, o meia marcando na lateral… uma desorganização desgraçada! Por isso, tantas vezes, o time parece um catado. E é normal que diante de uma coisa que não funciona, os jogadores se sintam meio derrotados, antes mesmo do apito final. Não sei o que pensar de Felipão. Não sei se está perdido e não sabe o que faz, ou se sabe muito bem o que faz e o Palmeiras, a torcida, e os títulos que tanto queremos, que se danem… A farpa da dúvida afunda cada vez mais no meu peito.

O técnico vive apelando por contratações e, algumas delas, que chegam e saem do Verdão com rapidez espantosa, estão hoje em outros times, com partes dos salários pagos pelo Palmeiras (essa manobra é antiga). A Base, de alguns jogadores campeões com a seleção sub-20, é depreciada, não tem chances, mas tem chance um Betinho (e mais um monte de outros) que nem o São Caetano quer e que bateu na porta do Palmeiras (!?!?); também tinha chances o inútil do Ricardo Bueno, Rivaldo… Que vergonha eu sinto disso!

No Palmeiras atual, não importa a característica do jogador, ele tem que ser um marcador! Senão, nem é escalado. E, curiosamente, nessa obsessão pela marcação, o esquema único do time privilegia um jogador que só sabe cobrar faltas – mas não acerta com a frequência que tal privilégio demandaria – e que não marca p…. nenhuma!  No Palmeiras de hoje, se tiver um jogador de talento, mas tiver um outro, perna de pau, que marque mais que ele, o talento vai pro banco e o perna de pau pro campo. E nessa batida Luan se fez intocável (quero acreditar que seja só por isso, e não pela história do tal empresário, que também empresaria Patrik, Betinho…).

Nos bastidores, estamos reféns de gente despreparada, incapaz e sem amor e respeito suficientes para cuidar do Palmeiras, gente que pensa que o Palmeiras é uma extensão de suas lanchonetes; dentro de campo, estamos reféns desse esquema de bola parada, de chutões sem utilidade alguma, de nenhuma jogada ensaiada;  de um esquema para não vencer…

Barcos chegou marcando uma porrada de gols, GOD mudou o esquema e estragou a nossa alegria e o futebol de Barcos… O que GOD tem contra marcarmos gols?

Mazinho chegou, fez uma partida muito boa, arrebentou na segunda, para  depois virar banco de Luan, que não tem um grama de talento suficiente para vestir a camisa do Palmeiras, quanto mais para ser titular. Hoje, Mazinho já não repete a boa performance das primeiras partidas.

Cicinho jogava muito, todos nós vivíamos dizendo que não tínhamos mais problemas na lateral direita; GOD mudou a formação tática, Cicinho teve que marcar mais e avançar menos – foi ele mesmo quem disse isso – e hoje não consegue reeditar o seu bom futebol.

E assim é com todos os nossos jogadores. As suas melhores características são desperdiçadas, reprimidas, na obsessão que o técnico tem por marcação. Ele mesmo disse ‘estou ensinando o Felipe a marcar’.

Diante do Galo, para nossa alegria, tínhamos dois meias em campo! Mal pude acreditar!  Mas o Felipe – que sofreu um pênalti não marcado pelo juiz – foi colocado para marcar o lateral dos caras.  Dessa maneira, pode por até o Messi aí, que ele não vai dar conta! E tínhamos dois meias no time e só o Barcos no ataque – Luan é alegoria, uma vez que também é obrigado a ficar cobrindo a falha de marcação de outros em campo. De que adianta? E Maikon Leite e Mazinho… no banco. Claro que, com essa formação, com essa mentalidade e com um festival de passes errados, passamos o primeiro tempo sem dar um chute a gol – nossa melhor oportunidade, além da pegada no pé do Felipe, na área, foi o lance em que Richarlyson, jurando que era o Cristo Redentor, de braços abertos “sobre a Guanabara”, meteu a mão na bola dentro da área. Como o Palmeiras atual gosta de facilitar a vida dos adversários. Do lado verde, os torcedores pediam Maikon Leite. Do lado do Galo, Ronaldinho começava a gostar do jogo…

E a gente, com inveja e saudade, via o Pierre destruindo tudo. O mesmo Pierre, que Felipão não quis e para quem ELE não deu algumas das infinitas oportunidades que dá para os seus pernas de pau favoritos. Hoje, temos que nos contentar com Márcio Araújo, que já não é grande coisa, mas se complica ainda mais porque Assunção não é mais um marcador e, por mais que tente, não consegue ficar correndo atrás dos adversários.

No segundo tempo, o Galo abriu o placar logo aos 3′, com Jô; Ronaldinho metia cada bola pra ele que me dava até frio na espinha… Felipão chamou Maikon Leite mas, ao invés de tirar o Luan, que jogava mal, tirou Felipe, que jogava bem. Mais tarde tiraria o Luan para colocar Mazinho, mas, tirando duas cobranças de falta que pararam na trave – o Galo teve um gol, que me pareceu legítimo, anulado pelo juiz -, o Palmeiras nada fez para buscar, pelo menos, o empate.

E assim vamos nós, com um técnico que não administra bem o time, com jogadores mais perdidos que uma cebola em salada de frutas, com dirigentes que pensam que o Palmeiras é pastelaria. Italianos que fazem as contas e os planejamentos do time Campeão do Século, com as canetas atrás da orelha e em papel de pão. Dirigentes que são células doentes da ferida maligna que apodrece o Palmeiras por dentro e derrama o pus aqui fora…

E nós, torcedores, somos o curativo que minimiza o mal… somos o linimento que alivia as dores… nosso amor é a força que permite ao “doente” se levantar, se manter ereto e caminhar… e haveremos de ser, precisamos ser, bisturi e pinça, a cortar e extirpar essa ferida maligna antes que ela mate o nosso Palmeiras. Não dá para esperarmos mais.

Ele só tem a nós e ao nosso imenso amor… E somos nós que teremos que salvá-lo.

AFINAL, NÓS PLANTAMOS PALMEIRAS NO CORAÇÃO!!

  • Davidcasnoka

    Excelente texto Tãnia!
    Não acho o elenco do Palmeiras muito fraco! Mais sim mal escalado, dispensamos nosso melhor volante e agora dependemos do Márcio Araujo pra marcar, sendo que ele sempre foi segundo volante!

  • Davidcasnoka

    Excelente texto Tãnia!
    Não acho o elenco do Palmeiras muito fraco! Mais sim mal escalado, dispensamos nosso melhor volante e agora dependemos do Márcio Araujo pra marcar, sendo que ele sempre foi segundo volante!

  • Isso mesmo. A nossa grande ilusão, quando vemos a escalação, vira desapontamento. As peças mudam, mas as funções em campo não. Hoje joga Mazinho, desde que faça o papel do Luan; joga Felipe desde que faça o papel do Patrick que já fazia o do Tinga, que é segundo volante, não é ponta e nem meia. Cicinho e Juninho, laterais ofensivos, são proibidos de avançar. Valdívia (quando joga), dura e injustamente criticado, não tem companheiro para completar ou ajudar na sua criação. O que sobra é  um time engessado, preocupado demais com seu posicionamento em campo, sem a posse de bola. Tão preocupado, que quando a possui não sabe o que fazer.
    Porque somente nós, de fora, ignorantes das estratégias e que se contentam em sermos amadores nos dois sentidos da palavra, conseguimos enxergar isso e os “deuses” que comandam, não?

    • taniaclorofila

      Gaetano, dentro daquilo que penso a respeito do que acontece em campo, seu comentário está perfeito!
      Jogadores com características diferentes acabam produzindo quase a mesma coisa porque o esquema de Felipão não leva em conta as habilidades de cada uma de suas peças. Todas tem que jogar da maneira, prá lá de equivocada, que ele imagina.
      O que me dá uma bronca desgraçada é ele fazer de conta que não vê que não funciona. Porque não é possível que nós mortais percebamos e GOD não! Há dois anos temos os mesmos problemas e ele prefere ir embora, sem ao menos ter tentado mudar. 
      É muita onipotência para uma pessoa só… 
      Por mim, pode ir embora. Mas, se eu fosse presidente do Palmeiras, ele teria que deixar no caixa o dinheiro que nos fez – quase obrigou a – gastar com Luan.

      Abraço,
      Tânia Clorofila

  • Gaetano

    Isso mesmo. A nossa grande ilusão, quando vemos a escalação, vira desapontamento. As peças mudam, mas as funções em campo não. Hoje joga Mazinho, desde que faça o papel do Luan; joga Felipe desde que faça o papel do Patrick que já fazia o do Tinga, que é segundo volante, não é ponta e nem meia. Cicinho e Juninho, laterais ofensivos, são proibidos de avançar. Valdívia (quando joga), dura e injustamente criticado, não tem companheiro para completar ou ajudar na sua criação. O que sobra é  um time engessado, preocupado demais com seu posicionamento em campo, sem a posse de bola. Tão preocupado, que quando a possui não sabe o que fazer.
    Porque somente nós, de fora, ignorantes das estratégias e que se contentam em sermos amadores nos dois sentidos da palavra, conseguimos enxergar isso e os “deuses” que comandam, não?

    • taniaclorofila

      Gaetano, dentro daquilo que penso a respeito do que acontece em campo, seu comentário está perfeito!
      Jogadores com características diferentes acabam produzindo quase a mesma coisa porque o esquema de Felipão não leva em conta as habilidades de cada uma de suas peças. Todas tem que jogar da maneira, prá lá de equivocada, que ele imagina.
      O que me dá uma bronca desgraçada é ele fazer de conta que não vê que não funciona. Porque não é possível que nós mortais percebamos e GOD não! Há dois anos temos os mesmos problemas e ele prefere ir embora, sem ao menos ter tentado mudar. 
      É muita onipotência para uma pessoa só… 
      Por mim, pode ir embora. Mas, se eu fosse presidente do Palmeiras, ele teria que deixar no caixa o dinheiro que nos fez – quase obrigou a – gastar com Luan.

      Abraço,
      Tânia Clorofila

  • Concordo com o comentario abaixo nao acho o elenco fraco. Acho ele mal treinado, excesso de passes errados jogadores mal colocados em campo, muito chutão, e o pior sao as mesmas falhas na zaga de 3 anos atras, o Felipão tem que perder esse excesso de preciosismo que ele tem de si mesmo, pois isso so o atrapalha. Tem que ver isso agora para nao nos complicarmos no fim do ano.

  • Cayo Rezende

    Concordo com o comentario abaixo nao acho o elenco fraco. Acho ele mal treinado, excesso de passes errados jogadores mal colocados em campo, muito chutão, e o pior sao as mesmas falhas na zaga de 3 anos atras, o Felipão tem que perder esse excesso de preciosismo que ele tem de si mesmo, pois isso so o atrapalha. Tem que ver isso agora para nao nos complicarmos no fim do ano.

  • Concordo em partes Tania: realmente não há padrao tático algum desde a chegada de Felipão, mas também não dá ´pra acreditar que Maicon Leite, Mazinho, etc, vão resolver alguma coisa…o elenco é mto limitado

    • taniaclorofila

      Paulista,

      O problema nem é se Mazinho e Maikon Leite são, ou não,a  solução para o Palmeiras. O problema é eles estarem no banco, enquanto outros, piores que eles, estão em campo.
      Com essa mentalidade do técnico a coisa não vai. O jogador chega bem e ele “estraga” o cara.

      Um abraço,
      Tânia Clorofila

  • Concordo em partes Tania: realmente não há padrao tático algum desde a chegada de Felipão, mas também não dá ´pra acreditar que Maicon Leite, Mazinho, etc, vão resolver alguma coisa…o elenco é mto limitado

    • taniaclorofila

      Paulista,

      O problema nem é se Mazinho e Maikon Leite são, ou não,a  solução para o Palmeiras. O problema é eles estarem no banco, enquanto outros, piores que eles, estão em campo.
      Com essa mentalidade do técnico a coisa não vai. O jogador chega bem e ele “estraga” o cara.

      Um abraço,
      Tânia Clorofila

  • William Castro

    Posso estar louco, mas depois que GOD(gostei dessa) perdeu a Euro pra retranca da Grécia ele simplesmente surtou, e agora pensa que se montar times apenas na retranca vai conseguir a façanha do time grego. E parabéns pelo texto Tania, faço dos seus sentimentos os meus.

  • William Castro

    Posso estar louco, mas depois que GOD(gostei dessa) perdeu a Euro pra retranca da Grécia ele simplesmente surtou, e agora pensa que se montar times apenas na retranca vai conseguir a façanha do time grego. E parabéns pelo texto Tania, faço dos seus sentimentos os meus.

  • William Castro

    E pode colocar na lista tbm o Artur que arrebentou no começo do ano e só foi voltar a jogar 50 dias depois(contra o Sport), Mauricio Ramos jogou por ele e pelo Amaro la no PR contra o Atlético e nunca mais foi relacionado, Roman um jogador de seleçao e é a quinta opçao. Minha duvida é essa: ou o GOD quer ser a estrela da compania e ninguem pode brilhar mais que ele ou se outros jogadores se destacarem e ”ofuscar o brilho” dos jogadores do empresário GOD apaga o brilho deles e colocam na reserva, somando isso com as saídas de Lincoln(caminho aberto pro Patrik), Fernandao(caminho aberto pro Betinho) e a mais inaceitavel o zagueiro Léo que veio em troca de uma divida ser trocado pelo L.Amaro.

  • William Castro

    E pode colocar na lista tbm o Artur que arrebentou no começo do ano e só foi voltar a jogar 50 dias depois(contra o Sport), Mauricio Ramos jogou por ele e pelo Amaro la no PR contra o Atlético e nunca mais foi relacionado, Roman um jogador de seleçao e é a quinta opçao. Minha duvida é essa: ou o GOD quer ser a estrela da compania e ninguem pode brilhar mais que ele ou se outros jogadores se destacarem e ”ofuscar o brilho” dos jogadores do empresário GOD apaga o brilho deles e colocam na reserva, somando isso com as saídas de Lincoln(caminho aberto pro Patrik), Fernandao(caminho aberto pro Betinho) e a mais inaceitavel o zagueiro Léo que veio em troca de uma divida ser trocado pelo L.Amaro.

  • Victor Bordinhon

    Ruim com Felipão, pior sem ele…será q vcs não percebem q o problema não é técnico?? Vieram o Luxa e o Muricy e não fizeram nada também… Não adianta, se não quiser gastar com jogadores que aguentem a pressão não vai ganhar nada!! Falam q não tem $, mas como q os nossos rivais têm, CAZZO!! No Brasil inteiro só o Palmeiras q não consegue contratar, sempre perde as disputas com outros times por jogadores!!

    • Victor,

      Fomos eliminados em 3 competições por Goiás, Coritiba e Guarani.
      Eles estão nadando em dinheiro, né? E em seus elencos só tem medalhões e técnicos tarimbados…

      Luxa, que ganhou um título aqui, e fez o time jogar muita bola, só não continuou fazendo um bom trabalho porque tinha outros interesses; Muricy, não recebeu um time e não teve tempo para trabalhar… Não dá para comparar as duas situações com a de Felipão.

      Abç,
      Tânia Clorofila

    • William Castro

       Luxa ganhou o Paulista de 2008 e o Muricy brigou até o final pelo Brasileiro de 2009. Concordo que o problema NÃO É APENAS FELIPÃO, mas dentro de campo o problema é ele sim, time mal treinado e sem padrao de jogo.

      • Verdade, Willian.
        Nosso problema não é apenas o Felipão. Temos problemas de toda ordem.
        Mas, dentro de campo, o maior problema tem sido ele. Apesar das dificuldades, apesar das carências (elas existem sim), ele poderia fazer um trabalho muito melhor. Mas prefere se manter ultrapassado do que aceitar que precisa rever seus conceitos. E isso é arrogância, sem tamanho.

        Um abraço,
        Tânia Clorofila

    • O problema também é o técnico.

  • Victor Bordinhon

    Ruim com Felipão, pior sem ele…será q vcs não percebem q o problema não é técnico?? Vieram o Luxa e o Muricy e não fizeram nada também… Não adianta, se não quiser gastar com jogadores que aguentem a pressão não vai ganhar nada!! Falam q não tem $, mas como q os nossos rivais têm, CAZZO!! No Brasil inteiro só o Palmeiras q não consegue contratar, sempre perde as disputas com outros times por jogadores!!

    • William Castro

       Luxa ganhou o Paulista de 2008 e o Muricy brigou até o final pelo Brasileiro de 2009. Concordo que o problema NÃO É APENAS FELIPÃO, mas dentro de campo o problema é ele sim, time mal treinado e sem padrao de jogo.

    • Gaetano

      O problema também é o técnico.