A performance do Palmeiras em Brasileirões, de 2004 a 2011

Mesmo o Palmeiras estando na semifinal da Copa do Brasil – uma das mais fáceis dos últimos anos, e que está batendo à nossa porta -,  boa parte da torcida palestrina anda bem descontente com a  obstinação de Felipão em continuar utilizando uma fórmula que não funciona bem (um monte de volantes, Barcos sozinho à frente do ataque, um meia ao invés de dois) e com a estranha mania de privilegiar jogadores sem talento, tornando mais difícil e sofrida a nossa caminhada. Os poucos que ainda continuam resistentes, agarrados á lembrança da conquista da Libertadores, lá no distante ano de 1999, vivem dizendo que, se ele sair, qualquer um que venha fará pior. Será?

CAMPEONATO BRASILEIRO 2004
4º colocado (vitórias nos clássicos: São Paulo, Grêmio, Fluminense, Inter, Galo, Flamengo, Botafogo / com direito a goleada de 4 x 0 sobre Corinthians e Santos, 5 x 2 no Vasco)

79 PG / 22 Vitórias – 13 Empates – 11 Derrotas
72 Gols marcados – 47 Gols sofridos – 46 jogos – Aproveitamento de 57,2%
Técnicos/Jair Picerni/Estevam Soares

CAMPEONATO BRASILEIRO 2005
4º colocado (vitórias nos clássicos: Fluminense, São Paulo, Cruzeiro, Internacional, Atlético Mineiro 2x, Botafogo 2x, Vasco, Santos)

70 PG / 20 Vitórias – 10 Empates – 12 Derrotas
81 Gols marcados – 65 Gols sofridos – 42 jogos – Aproveitamento de 55,6% Técnico-Emerson Leão

CAMPEONATO BRASILEIRO 2006 (Passou a ter o formato atual com 38 jogos)
16º colocado (vitórias nos clássicos: Botafogo 2x, Flamengo, São Paulo, Fluminense, Corinthians, Vasco)

44 PG / 12 Vitórias – 8 Empates – 18 Derrotas
58 Gols marcados – 70 Gols sofridos – 38 jogos – Aproveitamento de 38,6%
Técnicos – Marcelo Vilar/Tite/Jair Picerni

CAMPEONATO BRASILEIRO 2007
7º colocado (vitórias em clássicos: Santos, Inter, Vasco, Botafogo, Flamengo, Fluminense, Atlético Mineiro)

58 PG / 16 Vitórias 10 Empates 12 Derrotas
48 Gols marcados – 47 Gols sofridos – 38 jogos – Aproveitamento de 50,9 % Técnico – Caio Junior

CAMPEONATO BRASILEIRO 2008
4º colocado (vitórias em clássicos:Atlético-MG, Santos 2x, Flamengo, Cruzeiro 2x, Inter, Vasco 2x)

65 PG / 19 Vitórias – 8 Empates – 11 Derrotas
55 Gols marcados – 45 Gols sofridos – 38 jogos – Aproveitamento de 57.0 % Técnico – Luxemburgo

CAMPEONATO BRASILEIRO 2009
5º colocado (vitórias em clássicos: Atlético-MG, Inter, Fluminense, Cruzeiro 2x, Santos, Corinthians e Flamengo)

62 PG / 17 Vitórias – 11 Empates – 10 Derrotas
58 Gols marcados – 45 Gols sofridos – 38 jogos – Aproveitamento de 54,4%
Técnicos – Luxemburgo/Jorginho/Muricy

CAMPEONATO BRASILEIRO 2010
10º colocado (vitórias em clássicos: Inter, Santos, Grêmio 2x, Flamengo e Atlético-MG)

50 PG / 12 Vitórias – 14 Empates – 12 Derrotas
42 Gols Marcados – 43 Gols sofridos – 38 jogos – Aproveitamento de 43,9 % Técnico – Felipão

CAMPEONATO BRASILEIRO 2011
11º colocado (vitorias em clássicos: São Paulo, Corinthians, Atlético-MG, Botafogo)

50 PG / 11 Vitórias – 17 Empates 10 Derrotas
43 Gols marcados – 39 Gols sofridos – 38 jogos – Aproveitamento de 43,9 % Técnico – Felipão

 

Como podemos observar, à exceção do catastrófico 16º lugar em 2006 (Jair Picerni foi contratado para nos salvar do descenso), quando o campeonato de pontos corridos passou a ser no formato que temos até agora, com 38 partidas), 2010 e 2011 foram os dois anos – desses últimos 8 – em que tivemos as piores colocações no campeonato nacional e rendimento abaixo de 50%. Foram nesses dois últimos anos, também, que conquistamos o menor número de vitórias, 12 e 11, respectivamente.

Os empates também foram maioria em 2010 (14) e 2011 (17!!!). Já o número de derrotas (12 e 10), foram mais ou menos equivalentes às dos outros anos.

O número de gols marcados em 2010 e 2011, também é o menor desses 8 anos (42 e 43, respectivamente). Vale lembrar que, em 2007, Caio Junior, não tinha centroavante nenhum. Nem mesmo um Ricardo Bueno ‘para chamar de seu’…

A nossa única vantagem, sob o comando de Felipão, foi a de tomarmos menos gols. Mas quem quer ser campeão tem que marcá-los; sem eles, fica muito mais difícil, quase improvável,  vencer as partidas e conquistar campeonatos.

Os números estão aí! No geral, todos os outros técnicos anteriores fizeram um trabalho melhor (pasmem!) que Felipão. E, com exceção ao período de 2009 e 2010, quando os treinadores, inclusive Felipão, trabalharam com uma diretoria que, em alguns aspectos, era muito boa, os demais técnicos do Palmeiras tiveram ao seu lado boas administrações? Receberam times de medalhões de seus dirigentes?

Pra se pensar…

Saudações Clorofiláticas!

 

  • Verdade, tivemos melhores desempenhos com treinadores inferiores e jogadores idem. Apenas um comentário, a fórmula de pontos corridos iniciou-se em 2003, e joagamos pela primeira vez nesse sistema em 2004, não 2006. abraço.

    • taniaclorofila

      Tem razão, Caio. 
      Foi em 2003… quando não estávamos na disputa. =/ Não temos como deletar esse ano, e o anterior, da memória.
      Na verdade, em 2006, o campeonato passou a ter o formato atual, com 38 jogos.

      Obrigada pela observação!
      Um abraço, 

      Tânia Clorofila.

  • Caio Mendes

    Verdade, tivemos melhores desempenhos com treinadores inferiores e jogadores idem. Apenas um comentário, a fórmula de pontos corridos iniciou-se em 2003, e joagamos pela primeira vez nesse sistema em 2004, não 2006. abraço.

    • taniaclorofila

      Tem razão, Caio. 
      Foi em 2003… quando não estávamos na disputa. =/ Não temos como deletar esse ano, e o anterior, da memória.
      Na verdade, em 2006, o campeonato passou a ter o formato atual, com 38 jogos.

      Obrigada pela observação!
      Um abraço, 

      Tânia Clorofila.

  • Henrique_dasilva

    SO’ nao ve quem nao quer Tania.
    Eu ja tinha feito algo parecido, e e’ PATENTE que esse time e’ MUITO DEFENSIVO, nao faz gols, e por isso, nao GANHA JOGOS.   

    E as desculpas sao sempre as mesmas, e o ultrapassado NUNCA E’ CULPADO DE NADA.  Sao sempre os “outros menos palmeirenses que ele”

    Sempre concordando que O MAIOR PROBLEMA realmente e’ esse nosso sistema arcaico,   que prevalece as mesmas asseclas que por la se instituiram DONOS DO PALMEIRAS, e isso VAI mudar, mesmo que muito vagarosamente,  MAS o que nao podemos fazer e’ ficar vendo o que estamos vendo e achar que ta tudo bem.

    EU GARANTO que esse mesmo elenco jogaria melhor na mao de alguem que nao esteja aposentado ou mesmo, FOLGADO,  ja que esse ai, ficou rico e nao ta nem ai com nada, alias, como ele sempre falava de jogadores que nao tinham vontade por ter ficado ricos !!!  ;-(

    Fora diretoria
    e Fora BIGODE!!!!

  • Henrique_dasilva

    SO’ nao ve quem nao quer Tania.
    Eu ja tinha feito algo parecido, e e’ PATENTE que esse time e’ MUITO DEFENSIVO, nao faz gols, e por isso, nao GANHA JOGOS.   

    E as desculpas sao sempre as mesmas, e o ultrapassado NUNCA E’ CULPADO DE NADA.  Sao sempre os “outros menos palmeirenses que ele”

    Sempre concordando que O MAIOR PROBLEMA realmente e’ esse nosso sistema arcaico,   que prevalece as mesmas asseclas que por la se instituiram DONOS DO PALMEIRAS, e isso VAI mudar, mesmo que muito vagarosamente,  MAS o que nao podemos fazer e’ ficar vendo o que estamos vendo e achar que ta tudo bem.

    EU GARANTO que esse mesmo elenco jogaria melhor na mao de alguem que nao esteja aposentado ou mesmo, FOLGADO,  ja que esse ai, ficou rico e nao ta nem ai com nada, alias, como ele sempre falava de jogadores que nao tinham vontade por ter ficado ricos !!!  ;-(

    Fora diretoria
    e Fora BIGODE!!!!

  • Mas fazer uma comparação dessa maneira é um tanto parcial pois não se leva em consideração a grande injeção de dinheiro que grandes grupos colocaram em nossos adversários.  Corinthians, Fluminense, e Flamengo fizeram contratações bombásticas nos últimos anos e o Santos, São Paulo e Botafogo montaram grandes equipes.
    Não se pode comparar coisas diferentes em épocas diferentes.

    • Renato,

      O texto fala sobre o rendimento do time do Felipão, sem os camarões que ele tanto reclama. Outros, técnicos, em condições ainda piores, e sem camarões, conseguiram ser melhores.
      Justificar com os investimentos dos outros clubes, as bobagens que Felipão (e seus volantes) faz com o time, é desmerecê-lo ainda mais… Uma hora é o Kleber, outra hora é o Frizzo, a torcida de limões, motim de jogadores, agora, são os investimentos dos outros clubes.
      Nós perdemos a vaga para o Guarani e não para os clubes que receberam grande injeção de dinheiro. Em 2010, perdemos para o Goiás. Em 2011, para o Coritiba, de goleada… Perdemos pontos diante de times na ponta de baixo da tabela…

      Vamos ter que canonizar nosso técnico tão “sofrido” e tão “azarado”.

      Um abraço,
      Tânia Clorofila

  • Mas fazer uma comparação dessa maneira é um tanto parcial pois não se leva em consideração a grande injeção de dinheiro que grandes grupos colocaram em nossos adversários.  Corinthians, Fluminense, e Flamengo fizeram contratações bombásticas nos últimos anos e o Santos, São Paulo e Botafogo montaram grandes equipes.
    Não se pode comparar coisas diferentes em épocas diferentes.

  • Bom dia, Tânia. Como você poderá perceber minha presença é mais constante aqui. Isso porque há uma sintonia entre nossas opiniões. Gostaria de destacar que TEMOS MELHOR ELENCO, tecnicamente, do que os anteriores. Isso não se tornou evidente porque seus elementos estão sendo mal utilizados e nos dá a impressão de jogadores ruins. Eu não quero dizer que o oposto seja verdade, mas certamente teríamos outra opinião se cada um atuasse dentro de sua melhor característica. O que vemos é que o Felipão se preocupa com as funções a serem exercidas dentro de sua “visão (ou cegueira) tática”, e insiste com aqueles que lhe obedecem, rejeitando os que o contrariam, ainda que tenham talento. Pelo menos é assim que vejo as coisas.
    Outra aspecto a comentar: Uma empresa, que busca resultados, jamais toleraria um gestor que em dois anos conseguiu, clara e objetivamente, mostrar números tão ruins. Isso é mais uma prova que os interesses da atual diretoria não são condizentes com o interesse do Clube, e que o atual presidente tem, evidentemente, um sério problema de “atitude”. Eu não me lembro de conhecer alguém tão incoerente. Nada que veio ou venha dele possa ser levado a sério. Simplesmente porque ele lembra aqueles filmes de fantasia onde coroam um garotinho para assumir um reinado. Só que neles, os garotos são prodígio, não bananas!

  • Gaetano

    Bom dia, Tânia. Como você poderá perceber minha presença é mais constante aqui. Isso porque há uma sintonia entre nossas opiniões. Gostaria de destacar que TEMOS MELHOR ELENCO, tecnicamente, do que os anteriores. Isso não se tornou evidente porque seus elementos estão sendo mal utilizados e nos dá a impressão de jogadores ruins. Eu não quero dizer que o oposto seja verdade, mas certamente teríamos outra opinião se cada um atuasse dentro de sua melhor característica. O que vemos é que o Felipão se preocupa com as funções a serem exercidas dentro de sua “visão (ou cegueira) tática”, e insiste com aqueles que lhe obedecem, rejeitando os que o contrariam, ainda que tenham talento. Pelo menos é assim que vejo as coisas.
    Outra aspecto a comentar: Uma empresa, que busca resultados, jamais toleraria um gestor que em dois anos conseguiu, clara e objetivamente, mostrar números tão ruins. Isso é mais uma prova que os interesses da atual diretoria não são condizentes com o interesse do Clube, e que o atual presidente tem, evidentemente, um sério problema de “atitude”. Eu não me lembro de conhecer alguém tão incoerente. Nada que veio ou venha dele possa ser levado a sério. Simplesmente porque ele lembra aqueles filmes de fantasia onde coroam um garotinho para assumir um reinado. Só que neles, os garotos são prodígio, não bananas!

  • Rafael Baldi

    Bem colocado Tânia. Eu acho que esse elenco pode não ser um primor de técnica e habilidade, mas esse sistema adotado pelo Felipão prejudica e muito o time. 

    É só perceber o nível que vinha jogando o Barcos quando jogava ao lado do Maikon Leite, quando nao tinha a obrigação de marcar por ainda estar fora de forma.Agora jogando isolado a tendencia é que fique mais facilmente marcado. Isso pode levá-lo a fama de “mais um jogador que teve SOMENTE uma grande fase.”

    Triste…

  • Rafael Baldi

    Bem colocado Tânia. Eu acho que esse elenco pode não ser um primor de técnica e habilidade, mas esse sistema adotado pelo Felipão prejudica e muito o time. 

    É só perceber o nível que vinha jogando o Barcos quando jogava ao lado do Maikon Leite, quando nao tinha a obrigação de marcar por ainda estar fora de forma.Agora jogando isolado a tendencia é que fique mais facilmente marcado. Isso pode levá-lo a fama de “mais um jogador que teve SOMENTE uma grande fase.”

    Triste…

  • Gabriel de OliveirA

    Parabéns pelo post Tania, o Felipao nao faz um bom trabalho no Palmeiras quando ele chegou em 2010 ele disse que arrumaria o Palmeiras confiei nele mas até agora NADA, só uma coisa em 2007 o Caio Jr que na minha opinião foi o melhor treinador que passou no Palmeiras nos últimos anos q colocou o Valdivia pra jogar e só nao classificou pra Libertadores em 2007 pq inventaram uma punição ao Valdivia na reta final e ele era indispensável, ele tinha centroavante sim era o Rodrigao. Abraço

    • Gabriel,

      O Caio Junior teve o Rodrigão por muito pouco tempo. Passou a maior parte do campeonato sem alguém para a posição. Pediu Alex Mineiro e, no dia seguinte à chegada do jogador, Caio Junior foi demitido.

      Além da suspensão absurda para Valdivia (suspensão que Emerson dos gambás não teve, ano passado, mesmo tendo pisado um adversário), tivemos muitos pontos garfados no apito, em 2007.

      Abraço
      Tânia Clorofila

  • Gabriel de OliveirA

    Parabéns pelo post Tania, o Felipao nao faz um bom trabalho no Palmeiras quando ele chegou em 2010 ele disse que arrumaria o Palmeiras confiei nele mas até agora NADA, só uma coisa em 2007 o Caio Jr que na minha opinião foi o melhor treinador que passou no Palmeiras nos últimos anos q colocou o Valdivia pra jogar e só nao classificou pra Libertadores em 2007 pq inventaram uma punição ao Valdivia na reta final e ele era indispensável, ele tinha centroavante sim era o Rodrigao. Abraço