“POR UM FUTEBOL MELHOR”, UM PROJETO ‘DE RESPONSA’

Na manhã desta segunda feira (28), no Museu do Futebol, a Brahma, marca de cervejas da Ambev, anunciou o G6 Paulista e apresentou o seu projeto “POR UM FUTEBOL MELHOR”, uma parceria com Palmeiras, Santos, Corinthians, São Paulo, Portuguesa e Ponte Preta, os times paulistas que disputam a Série A do campeonato nacional. O objetivo é desenvolver um trabalho de equipe para tornar o futebol paulista um dos pontos de referência no cenário nacional, oferecendo benefícios concretos e permanentes – um legado esportivo ao Estado e ao país

Estiveram presentes os mandatários dos clubes, Arnaldo Tirone (Palmeiras), Luís Álvaro Ribeiro de Oliveira (Santos) Juvenal Juvêncio (São Paulo) Mario Gobbi (Corinthians) Manuel da Lupa (da “Barcelusa”, como ela carinhosamente foi chamada pelo executivo da Brahma), Márcio Della Volp (Ponte Preta), o pentacampeão Ronaldo (da empresa 9ine) membro do COL, Cafu, o capitão do Penta, Nizan Guanaes, José Victor Oliva e o Ministro dos Esportes, o palestrino Aldo Rebelo.

“POR UM FUTEBOL MELHOR” é um projeto bastante interessante, bem pensado e audacioso, que visa aproveitar a contribuição que a Copa do Mundo trará ao futebol brasileiro, para fazer fortalecer o futebol nacional e fazer do Brasileirão 2015, o melhor campeonato do mundo. Esse é o grande objetivo. E como se consegue isso? Com os cinco pilares que estruturam o projeto e que nos foram apresentados pelos executivos da empresa:  a melhora da saúde financeira dos clubes, estrutura de ponta, categorias de base, bons estádios e a manutenção dos craques no Brasil. Além disso, o projeto prevê a criação de novos modelos para os programas de sócios torcedores.

A empresa pretende apoiar os clubes em obras de infraestrutura e gestão de recursos e, para isso,  promete criar um fundo para destinar parte de seus lucros aos clubes, como já acontece no Rio de Janeiro. E é desse novo projeto de sócio torcedor,  que está sendo idealizado, e que cada clube vai adequar à sua maneira, de onde virá o principal auxílio.  A o se associar, o torcedor passaria a usufruir imediatamente de descontos em produtos Ambev para toda a família, capitaneados por Brahma, assim como produtos de demais empresas que passarão a participar do projeto.

Para reforçar o vínculo do torcedor paulista com seu time pelas redes sociais, Brahma também lançará o perfil customizado para cada um dos seis clubes parceiros no Twitter, Facebook e Youtube. Nestes canais, os torcedores encontrarão conteúdos exclusivos, notícias, promoções e vídeos.

Enfim, a Brahma sacou o que nós sabemos faz tempo e que a maioria dos dirigentes de clubes parece ainda não ter percebido: FUTEBOL É PAIXÃO! E os apaixonados torcedores é que fazem a coisa acontecer! Pra se ter uma ideia, 90% da população do país torce para algum time e 60% dela acompanha o seu clube de coração. O futebol corre nas veias dos brasileiros!

E, com tanto potencial, o futebol brasileiro, na verdade, gera muito pouco dinheiro, por isso, os clubes se veem cheios de dívidas. Para se ter uma ideia, de acordo com números apresentados, hoje, a modalidade rende R$ 3,4 bilhões na economia, mas se bem trabalhada, esse valor chegaria aos R$ 21,5 bi. Uma diferença e tanto, não é mesmo?

Todos os envolvidos falaram e se mostraram entusiasmados com essa parceria conjunta.  O presidente do Corinthians, Mario Gobbi, muito afável com Tirone e Luís Álvaro, e quase nada com Juvenal Juvêncio, falando em renovação, deu umas cutucadas no presidente do São Paulo – que, a mim, pareceu inflamado demais, falante demais, mas nos fez dar boas risadas lá na platéia.

Luís Álvaro, do Santos, falou sobre o projeto e o benefício que ele trará ao futebol e aos clubes; falou também sobre ter recusado um polpudo cheque, que arcaria com todas as dívidas que o Santos tinha, para manter o talento de Neymar no clube e no país, falou em ousar e sonhar (queria um igual a ele no Parmera), falou sobre seguir uma utopia que continua a parecer distante, por mais que você avance e, no entanto, é ela quem te faz andar pra frente todos os dias; Tirone, por sua vez, e segurando a nossa nova camisa limão (linda!), disse que o projeto “É uma nova etapa do futebol, o grande oxigênio do povo brasileiro” e, brincando com o presidente do Santos, que falava de Neymar, disse que ele também tenta, todos os dias, segurar Felipão no clube.

Ronaldo, da 9ine, que vai ajudar a desenvolver o projeto, falou sobre as crianças que hoje em dia compram camisas dos times europeus e sobre a necessidade de darmos mais relevância ao nosso futebol.

O palestrino e Ministro do Esporte, Aldo Rebelo, parabenizou a bem sucedida ideia de uma cooperação entre o futebol e a Brahma, duas instituições do país. O ministro ainda afirmou que, este, é um momento importantíssimo na construção de um futuro do nosso futebol.

E ele tem razão! Hoje, começou a ser construído um novo futuro para o futebol brasileiro.

Que boa notícia essa, não é mesmo, amigo leitor? Quando andamos meios desacreditados dos rumos do nosso futebol, eis que a Brahma, em parceria com os clubes paulistas, vai tirar um grande coelho da cartola. Ou seria da latinha de cerveja?

E, por falar em latinha de cerveja… A empresa vai comercializar as bebidas em embalagens personalizadas para cada clube. A nossa é tão linda e traz escrito: Campeão do Século!!

Com essa embalagem tão especial, vai ficar bem mais gostosa a cerveja vossa de cada dia… Digo vossa, porque eu não bebo, mas, com latinha do Parmera, tão verdinha e tão linda, não sei, não…

E foi com um brinde feito com Brahma, na embalagem usual, que o evento terminou! Que venham novos e felizes tempos para o futebol brasileiro e, principalmente, para o futebol do Palmeiras! Salute!

 

 

  • Eu tenho uma latinha do Palmeiras da Kaiser, mas tudo que aparece pra ajudar o Palmeiras eu compro. Pena que isso aí é só pra 2015, tá muito longe ainda.

  • Eu tenho uma latinha do Palmeiras da Kaiser, mas tudo que aparece pra ajudar o Palmeiras eu compro. Pena que isso aí é só pra 2015, tá muito longe ainda.

  • taniaclorofila

    Guilherme,

    O projeto começa agora. 2015, com um campeonato melhor do mundo, é a meta! É onde se quer chegar. 

    Um abraço, 
    Tânia Clorofila

  • taniaclorofila

    Guilherme,

    O projeto começa agora. 2015, com um campeonato melhor do mundo, é a meta! É onde se quer chegar. 

    Um abraço, 
    Tânia Clorofila

  • Mandel Souza

    QUERIDA TÂNIA, ESTIMADA PALMEIRENSE ABSOLUTAMENTE FANTÁSTICA. EU AMO SEU BLOG E O SEU AMOR PELO PALMEIRAS INCONDICIONAL. MAS POR FAVOR, TE PEÇO QUE NÃO CHAME parmera. parmera? PALMEIRAS; SOCIEDADE ESPORTIVA PALMEIRAS, olha que lindo. Desculpe, abraçãooooooooooooooooooo, Tânia.

    • Mandel,

      Acho que você vai “brigar” comigo muitas outras vezes… porque não vou conseguir atender ao seu pedido.
      Parmera é a minha forma carinhosa e ‘italianada'(de família) de chamar o Palmeiras, ou Sociedade Esportiva Palmeiras, que também é chamado de SEP, Verdão, Palestra, Alviverde, Academia, Verdone…
      Parmera era a maneira que um estimado italiano, bem velhinho, chamava o seu time de coração. E eu achava tão lindo ouvi-lo falando assim.

      Além do mais, qualquer um dos nomes escritos acima remetem ao Campeão do Século, ao clube brasileiro que mais títulos conquistou, ao clube que tanto amamos. E por isso, todos nós acabamos concordando no final. rsrs

      Um abraço
      Tânia Clorofila

  • QUERIDA TÂNIA, ESTIMADA PALMEIRENSE ABSOLUTAMENTE FANTÁSTICA. EU AMO SEU BLOG E O SEU AMOR PELO PALMEIRAS INCONDICIONAL. MAS POR FAVOR, TE PEÇO QUE NÃO CHAME parmera. parmera? PALMEIRAS; SOCIEDADE ESPORTIVA PALMEIRAS, olha que lindo. Desculpe, abraçãooooooooooooooooooo, Tânia.

  • Regis

    Então, né…