“INÚTIL, A GENTE SOMOS INÚTIL”…

“A gente contrata e não consegue pagar… A gente faz cagada e não consegue administrar… Inútil, a gente somos inútil!” (adaptação feita pelo amigo Marcos Mello, com umas pitadas de Clorofila, da música “Inútil” do Ultraje a Rigor)
.
Quando achamos que já levamos todas as invertidas possíveis, eis que os dirigentes do Palmeiras vêm nos mostrar que estamos errados. Que eles são capazes de mais e mais… ad infinitum.
.
Estão lá no site oficial, as informações sobre o projeto para trazer o jogador Wesley. Quando você lê parece tão bom… Vou colar um trechinho aqui:
.
A negociação para repatriar o volante Wesley para a Sociedade Esportiva Palmeiras marca o lançamento da plataforma MOP (My Own Player – www.mopbr.com), que oferecerá ao torcedor de futebol a chance efetiva de apoiar o seu clube em contratações. Baseada no conceito de crowdfunding, a nova plataforma permitirá o apoio de pessoas físicas no formato de cotas para ajudar os clubes a arrecadar o valor necessário para a contratação de atletas de ponta
.
“My Own Player”… “Crowdfunding”… Chique, né? Estão nos oferecendo a chance efetiva de apoiarmos o clube… Ah, vá! E eu que achava que tomando chuva, gritando, indo atrás do Palmeiras pra um monte de lugares, comprando camisa oficial, pagando plano de sócio torcedor, estava ajudando e apoiando… FALTAVA DOAR DINHEIRO, E EU NÃO SABIA!
.
Tirone está, mais uma vez, nos fazendo passar vergonha, virar motivo de piada, passando o “porquinho” e arrecadando dinheiro para contratar o jogador Wesley. E eu, que devo ser meio burrinha, achava que o dinheiro para essas despesas deveriam vir de ações de marketing, patrocínios, rendas, vendas de produtos oficiais, de sócios torcedores… enfim, todas as coisas que uma boa administração deve potencializar, priorizar,  para fazer um time de futebol funcionar.
.
Eu também achava, que um plano de sócio torcedor, se bem elaborado, poderia trazer milhões de reais ao clube! Pensei que pudesse funcionar, uma vez que no Internacional/RS, apenas para citar um exemplo, os sócios torcedores geram ao clube mais ou menos o valor que recebemos do nosso patrocinador master. Mas eu me esqueci que aqui é Palmeiras, administrado pela “girafa amarela” e seu fiel escudeiro, especializado em beirutes. Esqueci que aqui se engaveta as denúncias, contra supostos responsáveis, pelo sumiço de dinheiro lá no Palestra; esqueci que, com dirigentes como os atuais, a modernidade, a transparência, estão batendo no Pré Sal…
.
Eles, os dirigentes, que nunca se lembram do torcedor; eles, que levam clássicos do Palmeiras lá pra casa do c…hapéu (quantos torcedores não viajam horas para ir atrás do time), E, COM MANDO NOSSO, DISPONIBILIZAM QUASE A METADE DOS INGRESSOS PARA A TORCIDA ADVERSÁRIA, sem que isso faça com que o estádio fique cheio; eles, que fizeram com que o sócio torcedor comprasse ingressos mais caros para Palmeiras x Oeste, sem os descontos que são o seu direito, simplesmente porque não disponibilizaram a venda pelo site (quem vai nos ressarcir?); eles, que por não terem capacidade intelectual para pensar em melhoras para o Plano de Sócio Torcedor, por não serem capazes de enxergar a enormidade de benefícios que tal plano pode trazer ao clube, simplesmente brecaram as renovações do Avanti e as novas adesões; (eu poderia escrever um livro se ficasse citando aqui todas as bobagens criadas pela falta de respeito aos palestrinos) eles, agora se lembram que existem milhões de torcedores, além dos frequentadores das piscinas….
.
E agora, querem que nós, torcedores, sempre tão desvalorizados por eles, façamos doações de dinheiro ao clube. POR QUE É QUE NÃO PEDEM APENAS AOS ASSOCIADOS DO CLUBE SOCIAL – clube que não consegue pagar as próprias despesas, que dá um prejuízo de milhões de reais, cobertos pelo futebol?   NÃO SÃO ESSES ASSOCIADOS OS QUE POSSUEM O DIREITO A VOTO? O TORCEDOR COMUM E OS SÓCIOS TORCEDORES NÃO PODEM VOTAR E ESCOLHER O PRESIDENTE DO CLUBE QUE AMAM, MAS PODEM DAR DINHEIRO?? Ah, tá… Deixa ver se eu entendi, porque meus dois neurônios (Valdivia e Edmundo) tão batendo uma bolinha agora… Vocês entram com a bota e a gente com a b@#unda? É isso?
.
Mas vamos analisar… A iniciativa, em si, de a torcida ajudar a contratar jogador, até que é interessante. Mas já começa errada, quando se trata de um jogador sem apelo algum junto ao torcedor. Além disso, essa ‘ajuda’  deveria ser um negócio, para as duas partes envolvidas (torcedor e clube), e não uma doação; não um abuso da paixão do torcedor pelo time. Copiaram a tal Cesta de Atletas, mas esqueceram de algo. Esqueceram de que o dinheiro deveria, e DEVE, ser devolvido! Façam como num mercado de ações, o torcedor compra a sua cota e ganha o valor relativo ao que pagou, numa possível transferência. Assim é negócio! Assim é correto! Assim é Palmeiras! Mas, do jeito que está sendo feito, vamos dar o dinheiro e receberemos o quê em troca? Vocês vão, pelo menos, nos dar a certeza (registrada em cartório) de que o jogador vai arrebentar aqui, que vai jogar muito e nos encher de alegrias? Não, né? Coitado do Wesley… quando errar o primeiro passe, será engolido!
.
E tem ainda o aspecto jurídico! Em que conta entra esse dinheiro? Como receber este dinheiro no clube? Quem vai se utilizar destes valores para efetivar a compra real do jogador? Quem vai garantir que o dinheiro arrecadado será utilizado, de verdade, para a contratação desse atleta? Complicado, né? Pelo que andamos ouvindo, sobre um dinheiro que sumiu lá no Palestra, e que ninguém sabe e ninguém viu (ninguém investigou também), dá para ficarmos cismados…
.
Talvez a sua intenção tenha sido a melhor possível, Tirone. Mas a execução não foi, e vai dar margens a muita coisa depois. Não se pode simplesmente pegar dinheiro do torcedor, e pronto, como se fosse a caderneta de fiado daquelas vendas e quitandas de antigamente… Por mais que a tal empresa faça parecer moderníssimo e “bacanérrimo”. Não está direito. O Palmeiras é um gigante do futebol, o clube brasileiro mais vencedor do século! Sem estar metido em negócios “mal iluminados”, sem jamais ter lavado dinheiro, e tendo caminhado  com as suas próprias pernas e recursos. Por isso mesmo, tem que fazer as coisas de maneira correta, séria e transparente!
. 
A nossa torcida não é só a mais apaixonada do planeta, ela é diferenciada das demais, porque não aceita nada que seja escuso relacionado ao nome do time que ama.  Queremos títulos, queremos glórias, mas sempre seguindo pelos caminhos dos holofotes e nunca, NUNCA MESMO, pelos atalhos escuros dos quais se servem tantos outros clubes. Assinamos um contrato maravilhoso com a Kia e vocês vêm pedir dinheiro ao torcedor, sem a intenção de devolvê-lo?  Fico pensando aqui, se a moda pega…
.
Mas, como eu acredito nas suas boas intenções, eu tenho uma proposta a fazer, Tirone! Que tal se a gente fizer uma troca, presidente? Nós, torcedores, que amamos e respeitamos o Palmeiras, doamos um valor “X” (comprando um plano de sócio torcedor, por exemplo), muito maior do que o que você mendiga agora neste tal de “crowdfunding”, e você dá a canetada aprovando as diretas, com direito a “crowdvoting”, ou seja, direito de voto para os sócios torcedores. Pode ser, ou assim vai atrapalhar o bom funcionamento do feudo Palmeiras?  Ou será você “precisa pensar melhor a respeito”, ou então “você acha bom, mas ainda não é o momento”…?
  • @marcusmarques

    ótimo texto…vc atingiu o alvo em cheio.

  • @marcusmarques

    ótimo texto…vc atingiu o alvo em cheio.

  • Oi Tânia, isso não seria um tipo de investimento? Caso seja, eu até não acho ilegal, já investi em ações da Petrobras na bolsa e perdi muito dinheiro.
    Espero que seja uma proposta saudável, aonde o torcedor seja uma especie de  investidor.
    Mas do contrário, é foda mesmo, melhor montarmos uma igreja para que a arrecadação ajude o nosso clube.

    • Anônimo

      Investimento, Acelino? É doação. Está lá no site oficial.
      Você perdeu muito dinheiro, quando investiu na bolsa, mas poderia ter ganhado também, né? Não há essa possibilidade para o torcedor que investir no Wesley.
      Não será devolvido ao torcedor o valor relativo ao que ele investiu, numa transferência do jogador, por exemplo.
      Eu acho que é abusar demais do amor do torcedor e da sua paixão.
      Eles haviam dito que faltava apenas um investidor para a primeira parcela, de 2,5 milhões. Não conseguiram encontrar um investidor para isso??? Complicado, hein?

      A impressão que eu tenho é que algumas empresas acharam mais um filão de ouro no futebol. O torcedor, que é quem sofre, é zuado, gasta um monte de grana com produtos do clube, com ingressos… ainda vai ter que comprar os jogadores.
      E a diretoria faz o quê?

  • Acelino José Aparecido

    Oi Tânia, isso não seria um tipo de investimento? Caso seja, eu até não acho ilegal, já investi em ações da Petrobras na bolsa e perdi muito dinheiro.
    Espero que seja uma proposta saudável, aonde o torcedor seja uma especie de  investidor.
    Mas do contrário, é foda mesmo, melhor montarmos uma igreja para que a arrecadação ajude o nosso clube.

    • taniaclorofila

      Investimento, Acelino? É doação. Está lá no site oficial.
      Você perdeu muito dinheiro, quando investiu na bolsa, mas poderia ter ganhado também, né? Não há essa possibilidade para o torcedor que investir no Wesley.
      Não será devolvido ao torcedor o valor relativo ao que ele investiu, numa transferência do jogador, por exemplo.
      Eu acho que é abusar demais do amor do torcedor e da sua paixão.
      Eles haviam dito que faltava apenas um investidor para a primeira parcela, de 2,5 milhões. Não conseguiram encontrar um investidor para isso??? Complicado, hein?

      A impressão que eu tenho é que algumas empresas acharam mais um filão de ouro no futebol. O torcedor, que é quem sofre, é zuado, gasta um monte de grana com produtos do clube, com ingressos… ainda vai ter que comprar os jogadores.
      E a diretoria faz o quê?

  • da vergonha.
     

  • da vergonha.
     

  • Excelente texto, Tânia!

    Penso da mesma forma e acho um amadorismo sem tamanho um clube como o Palmeiras pedir ajuda financeira ao torcedor. Se não tem dinheiro, não contrate. Já estamos acostumados com o “bom e barato” da era Tirone.
    Mas esse banana parece gostar de ridicularizar o torcedor.

    • Anônimo

      Verdade, Glauco.
      Acho que é muita cara de pau, de quem se virou para arranjar 7 milhões e jogá-los fora, comprando o Luan, agora pedir dinheiro para a torcida, para poder contratar.
      Se fosse a título de empréstimo, vá lá. Mas doação? Com notícias que nos chegam sobre dinheiro que sumiu lá dentro do Palestra, cujos suspeitos Tirone nem se preocupa em investigar, ainda querem que o torcedor dê o seu dinheiro? E que confie plenamente que será usado da maneira correta? mesmo porque, 21 milhões me parece que é bem mais do que os 6 milhões de euros, né?
      Difícil… muito difícil de confiarmos.
      Esse amadorismo, se é que é só amadorismo, está indo longe demais.

      Bjo, querido!
      Tânia

  • Glauco Lopes

    Excelente texto, Tânia!

    Penso da mesma forma e acho um amadorismo sem tamanho um clube como o Palmeiras pedir ajuda financeira ao torcedor. Se não tem dinheiro, não contrate. Já estamos acostumados com o “bom e barato” da era Tirone.
    Mas esse banana parece gostar de ridicularizar o torcedor.

    • taniaclorofila

      Verdade, Glauco.
      Acho que é muita cara de pau, de quem se virou para arranjar 7 milhões e jogá-los fora, comprando o Luan, agora pedir dinheiro para a torcida, para poder contratar.
      Se fosse a título de empréstimo, vá lá. Mas doação? Com notícias que nos chegam sobre dinheiro que sumiu lá dentro do Palestra, cujos suspeitos Tirone nem se preocupa em investigar, ainda querem que o torcedor dê o seu dinheiro? E que confie plenamente que será usado da maneira correta? mesmo porque, 21 milhões me parece que é bem mais do que os 6 milhões de euros, né?
      Difícil… muito difícil de confiarmos.
      Esse amadorismo, se é que é só amadorismo, está indo longe demais.

      Bjo, querido!
      Tânia

  • Clorofila! Também acho errado. Mas nós mesmo nos matamos nesta.

    Se fosse com os Bambis, seria uma bela jogada de marketing e a torcida estaria junto. Com os gambás, seria a força da massa e tirariam o dinheiro da “mistura” e estariam juntos. Agora, se acontece conosco, olha como é visto.

    No mínimo quem não gostou, não pode se pronunciar. Eu mandei um tweet para o @periquitoverde:disqus
    comentando isso. Vocês que tem bastante torcedor seguindo, em Facebook, Twitter, são formadores de opinião, e querendo ou não pode influenciar, e querendo ou não isso é para o Palmeiras!

    Acho que o B1 deveria guardar uma oportunidade desta, para repatriar alguém de nome. Mas minha opinião, prefiro guardar para mim!

    BJO

    • Anônimo

      Juninho,

      Leia de novo o que vc me escreveu:

      “No mínimo quem não gostou, não pode se pronunciar”

      Não pode??Como assim? E por quê? Não sou massa de manobra incapaz de dizer o que pensa. Sou livre para tal. E por que motivo eu teria um blog se não fosse para expressar aqui o que eu penso? Jamais teria esse espaço se fosse para escrever apenas o que é conveniente.

      Eu não sou gambá e nem bambi, e não estou preocupada em como seria se fosse lá com eles essa “jogada de marketing”. Os gambás lavam dinheiro e nem por isso eu quero que o Palmeiras faça o mesmo! Os bambis inventam farsa de gás, de pilha, tentando ganhar na marra os campeonatos, e também não quero que o Palmeiras faça o mesmo!
      Tem torcedor que se deixa mover apenas pela rivalidade. Eu não!

      Meu negócio é o Palmeiras! E, baseada no que penso, no que acredito, no que quero para o Palmeiras, acho os nossos dirigentes não estão agindo corretamente com o torcedor. Na verdade, se aproveitam do seu amor.

      Aqueles bananas têm mais é que se virar para conseguir montar um time e não esperar que a torcida, que já carrega o time nas costas há tempos, tenha que comprar jogador.
      Se fosse um ídolo, um baita craque, com bastante apelo junto ao torcedor, aí sim seria uma bela jogada de marketing. Do jeito que fazem é exploração.

      Só vai concordar comigo, com o meu texto, quem pensar como eu e tiver coragem de assumir isso. É assim que funciona.

      Abraço
      Tânia Clorofila

      “Sempre que houver alternativas tenha cuidado. Não opte pelo conveniente, pelo confortavel, pelo respeitável, pelo socialmente aceitável, pelo honroso. Opte pelo que faz o seu coração vibrar. Opte pelo que gostaria de fazer, apesar de todas as consequências.” – Osho

    • Sim sim, quer dizer entao que quem nao gostou da ideia tem que ficar quieto ?? Em que mundo voce vive ?? No da ditadura ?? 
      Caramba, hein ?? To cansado de ler isso por aih na midia PALESTRINA; “se voce nao quer colaborar, nao colabore, mas fique calado”. 
      Porque eu tenho de me calar ??
      Quem me prova que voce estah certo e eu errado ou vice versa ?? Nao tem como, tem ??
      Nao dou um centavo a mais do que eu jah dou normalmente comprando somente produtos oficiais (duas vezes, para eu e meu filho), ingressos e outras despesas que eu tenho para poder acompanhar o PALMEIRAS. 
      Eh obrigacao dessa “administracao de circo” arrumar investidores para contratar jogadores, se nao conseguem, que deixem o cargo para alguem que tenha competencia para isso e nao, jogar nas costas da torcida a responsabilidade de conseguir a grana e ainda por cima, vir a publico dizer que se nao conseguirem a quantia, o jogador volta para a Alemanha e a culpa serah do torcedor. Eu pensei que jah tinha presenciado todos os absurdos possiveis no futebol, mas vejo que os “clowns” dentro do PALMEIRAS conseguem me surpreender constantemente e sao surpresas desagradaveis.
      Eu nao vou rotular nenhum torcedor que acredite nesse esquema como sendo benefico de otario, nao sao. Sao apenas apaixonados pelo PALMEIRAS, nao mais, nao menos que eu, somente acreditam em algo que eu nao acredito, mas me reservo no direito de deixar claro a minha opiniao e acho repulsivo esses torcedores que acreditam terem o direito de me censurar.
      Finalizando, se isso der certo, (acho dificil), preparem-se porque a moda pode pegar e aih, veremos isso com frequencia. Quem tem cacife para bancar jogador a cada 3 ou 4 meses ? Eu, nao.

  • Clorofila! Também acho errado. Mas nós mesmo nos matamos nesta.

    Se fosse com os Bambis, seria uma bela jogada de marketing e a torcida estaria junto. Com os gambás, seria a força da massa e tirariam o dinheiro da “mistura” e estariam juntos. Agora, se acontece conosco, olha como é visto.

    No mínimo quem não gostou, não pode se pronunciar. Eu mandei um tweet para o @periquitoverde:disqus
    comentando isso. Vocês que tem bastante torcedor seguindo, em Facebook, Twitter, são formadores de opinião, e querendo ou não pode influenciar, e querendo ou não isso é para o Palmeiras!

    Acho que o B1 deveria guardar uma oportunidade desta, para repatriar alguém de nome. Mas minha opinião, prefiro guardar para mim!

    BJO

    • taniaclorofila

      Juninho,

      Leia de novo o que vc me escreveu:

      “No mínimo quem não gostou, não pode se pronunciar”

      Não pode? Como assim? E por quê? Sou livre para dizer o que penso. E por que motivo eu teria um blog se não fosse para expressar aqui o que eu penso? Jamais teria esse espaço se fosse para escrever apenas o que é conveniente.

      Eu não sou gambá e nem bambi, e não estou preocupada em como seria se fosse lá com eles essa “jogada de marketing”. Os gambás lavam dinheiro e nem por isso eu quero que o Palmeiras faça o mesmo! Os bambis inventam farsa de gás, de pilha, tentando ganhar na marra os campeonatos, e também não quero que o Palmeiras faça o mesmo!
      Tem torcedor que se deixa mover apenas pela rivalidade. Eu não!

      Meu negócio é o Palmeiras! E, baseada no que penso, no que acredito, no que quero para o Palmeiras, acho os nossos dirigentes não estão agindo corretamente com o torcedor. Na verdade, se aproveitam do seu amor.

      Aqueles bananas têm mais é que se virar para conseguir montar um time e não esperar que a torcida, que já carrega o time nas costas há tempos, tenha que comprar jogador.
      Se fosse um ídolo, um baita craque, com bastante apelo junto ao torcedor, aí sim seria uma bela jogada de marketing. Do jeito que fazem é exploração.

      Só vai concordar comigo, com o meu texto, quem pensar como eu e tiver coragem de assumir isso. É assim que funciona.

      Abraço
      Tânia Clorofila

      “Sempre que houver alternativas tenha cuidado. Não opte pelo conveniente, pelo confortavel, pelo respeitável, pelo socialmente aceitável, pelo honroso.
      Opte pelo que faz o seu coração vibrar. Opte pelo que gostaria de fazer, apesar de todas as consequências.” – Osho

    • Sim sim, quer dizer entao que quem nao gostou da ideia tem que ficar quieto ?? Em que mundo voce vive ?? No da ditadura ?? 
      Caramba, hein ?? To cansado de ler isso por aih na midia PALESTRINA; “se voce nao quer colaborar, nao colabore, mas fique calado”. 
      Porque eu tenho de me calar ??
      Quem me prova que voce estah certo e eu errado ou vice versa ?? Nao tem como, tem ??
      Nao dou um centavo a mais do que eu jah dou normalmente comprando somente produtos oficiais (duas vezes, para eu e meu filho), ingressos e outras despesas que eu tenho para poder acompanhar o PALMEIRAS. 
      Eh obrigacao dessa “administracao de circo” arrumar investidores para contratar jogadores, se nao conseguem, que deixem o cargo para alguem que tenha competencia para isso e nao, jogar nas costas da torcida a responsabilidade de conseguir a grana e ainda por cima, vir a publico dizer que se nao conseguirem a quantia, o jogador volta para a Alemanha e a culpa serah do torcedor. Eu pensei que jah tinha presenciado todos os absurdos possiveis no futebol, mas vejo que os “clowns” dentro do PALMEIRAS conseguem me surpreender constantemente e sao surpresas desagradaveis.
      Eu nao vou rotular nenhum torcedor que acredite nesse esquema como sendo benefico de otario, nao sao. Sao apenas apaixonados pelo PALMEIRAS, nao mais, nao menos que eu, somente acreditam em algo que eu nao acredito, mas me reservo no direito de deixar claro a minha opiniao e acho repulsivo esses torcedores que acreditam terem o direito de me censurar.
      Finalizando, se isso der certo, (acho dificil), preparem-se porque a moda pode pegar e aih, veremos isso com frequencia. Quem tem cacife para bancar jogador a cada 3 ou 4 meses ? Eu, nao.

  • Guilherme

    Cara, só eu achei a ideia excelente? 
    Crowdfunding é uma ótima a saída desde que bem organizado e vem sendo muito utilizado na realização de show no Brasil.

    Algumas coisas que tu devia ter explicado no texto é que o dinheiro fica bloqueado no cartão, ele só será descontado se a compra for efetuada e SIM, quem doar o dinheiro receberá algo em troca. Entradas para treino, jogos, viagem com a delegação, dia do torcedor especial… etc são alguns exemplos que foram divulgados como gratificação.

    Concordo que seria mais  “justo” uma participação nos direitos do jogador e que o Palmeiras devia ter plano de sócio torcedor muito melhor (coisa que estão planejando para o fim do ano pois o ultimo deu errado) mas é uma ideia legal, diferente e talvez por isso cause polemica. 

    Concordo também que se fosse um jogador com uma identidade palmeirense seria muito melhor, se tivessem feito isso com o Alex uns 2 anos atras arrecadariam essa grana bem mais fácil.

    Por fim, a diretoria já deu um comunicado dizendo que tem uma carta de credito pra pagar a primeiro parcela, caso não consiga o dinheiro ira usar essa carta pra pagar, eles só estão tentando uma saída nova, inovadora. Não podemos julgar uma administração que entrou agora e ega um time em dividas astronômicas e que vem tentando mudar isso. Conseguiu um dos maiores patrocínios do Brasil, de alguém realmente grande e que investe em futebol e agora tenta uma saida pra conseguir dinheiro ao inves de pedir um empréstimo e depois não conseguir pagar (caso Valdivia).

    • Anônimo

      Guilherme,

      Você acha que o Palmeiras conseguirá juntar esse montante (21 milhões, muito mais do que os 6 milhões de euros do passe do atleta), apenas com doações de torcedores de Sampa? Não né?
      Vai ser preciso que os torcedores de todos os lugares ajudem também. Então, me diz o que é que torcedores de outras cidades, outros estados e, até mesmo de outros países, farão com entradas para treinos, jogos, viagem com a delegação, dia do torcedor especial…?
      Que mal há em devolverem o dinheiro, quando/se o jogador for vendido?? Não haveria prejuízo algum0, uma vez que a compra se daria com dinheiro dos torcedores mesmo, e não com dinheiro do Palmeiras.
      A torcida compra o jogador, a empresa que intermedia leva 10% e os torcedores não tem direito a uma mísera migalha dos direitos do atleta? “Negócio bom”…

      Aí, você me diz que não podemos julgar uma administração que entrou agora… Esse “agora” se refere ao início de 2011? Já passou mais da metade do tempo que ficarão no poder. Além disso, não existe tempo determinado para que sejam criticados ou elogiados. Isso deve acontecer à medida que as atitudes deles merecerem, ou não, os tais elogios, ou as críticas.

      O patrocínio da Kia, foi uma boa mesmo. A diretoria recebeu os elogios por isso na ocasião.

      Agora, em relação ao passe do Valdivia, se faltou o dinheiro, a culpa foi da oposição, que hoje é situação. Afinal, foram eles que, antes das eleições, foram ao banco informar que não pagariam o empréstimo feito por Belluzzo, caso fossem eleitos. O banco então, não liberou a última parcela que seria destinada ao pagamento do passe.
      Nada mais justo que ficassem com a responsabilidade de se virar para arranjar o dinheiro, você não acha?

      Em todo caso, isso é outro assunto. O que discutimos no momento é o fato de que o marketing palestrino não sabe trabalhar para captar dinheiro, trabalhando com uma marca tão forte como é a marca Palmeiras, e, por isso, a diretoria passa a sacolinha pedindo doações.

      Abç
      Tânia Clorofila

  • Guilherme

    Cara, só eu achei a ideia excelente? 
    Crowdfunding é uma ótima a saída desde que bem organizado e vem sendo muito utilizado na realização de show no Brasil.

    Algumas coisas que tu devia ter explicado no texto é que o dinheiro fica bloqueado no cartão, ele só será descontado se a compra for efetuada e SIM, quem doar o dinheiro receberá algo em troca. Entradas para treino, jogos, viagem com a delegação, dia do torcedor especial… etc são alguns exemplos que foram divulgados como gratificação.

    Concordo que seria mais  “justo” uma participação nos direitos do jogador e que o Palmeiras devia ter plano de sócio torcedor muito melhor (coisa que estão planejando para o fim do ano pois o ultimo deu errado) mas é uma ideia legal, diferente e talvez por isso cause polemica. 

    Concordo também que se fosse um jogador com uma identidade palmeirense seria muito melhor, se tivessem feito isso com o Alex uns 2 anos atras arrecadariam essa grana bem mais fácil.

    Por fim, a diretoria já deu um comunicado dizendo que tem uma carta de credito pra pagar a primeiro parcela, caso não consiga o dinheiro ira usar essa carta pra pagar, eles só estão tentando uma saída nova, inovadora. Não podemos julgar uma administração que entrou agora e ega um time em dividas astronômicas e que vem tentando mudar isso. Conseguiu um dos maiores patrocínios do Brasil, de alguém realmente grande e que investe em futebol e agora tenta uma saida pra conseguir dinheiro ao inves de pedir um empréstimo e depois não conseguir pagar (caso Valdivia).

    • taniaclorofila

      Guilherme,

      Você acha que o Palmeiras conseguirá juntar esse montante (21 milhões, muito mais do que os 6 milhões de euros do passe do atleta), apenas com doações de torcedores de Sampa? Não né?
      Vai ser preciso que os torcedores de todos os lugares ajudem também. Então, me diz o que é que torcedores de outras cidades, outros estados e, até mesmo de outros países, farão com entradas para treinos, jogos, viagem com a delegação, dia do torcedor especial…?
      Que mal há em devolverem o dinheiro, quando/se o jogador for vendido?? Não haveria prejuízo algum0, uma vez que a compra se daria com dinheiro dos torcedores mesmo, e não com dinheiro do Palmeiras.
      A torcida compra o jogador, a empresa que intermedia leva 10% e os torcedores não tem direito a uma mísera migalha dos direitos do atleta? “Negócio bom”…

      Aí, você me diz que não podemos julgar uma administração que entrou agora… Esse “agora” se refere ao início de 2011? Já passou mais da metade do tempo que ficarão no poder. Além disso, não existe tempo determinado para que sejam criticados ou elogiados. Isso deve acontecer à medida que as atitudes deles merecerem, ou não, os tais elogios, ou as críticas.

      O patrocínio da Kia, foi uma boa mesmo. A diretoria recebeu os elogios por isso na ocasião.

      Agora, em relação ao passe do Valdivia, se faltou o dinheiro, a culpa foi da oposição, que hoje é situação. Afinal, foram eles que, antes das eleições, foram ao banco informar que não pagariam o empréstimo feito por Belluzzo, caso fossem eleitos. O banco então, não liberou a última parcela que seria destinada ao pagamento do passe.
      Nada mais justo que ficassem com a responsabilidade de se virar para arranjar o dinheiro, você não acha?

      Em todo caso, isso é outro assunto. O que discutimos no momento é o fato de que o marketing palestrino não sabe trabalhar para captar dinheiro, trabalhando com uma marca tão forte como é a marca Palmeiras, e, por isso, a diretoria passa a sacolinha pedindo doações.

      Abç
      Tânia Clorofila

  • César Jaú

    Eu só tenho uma esperança é que estes impotentes, deixem logo o Palmeiras, quando se candidataram para comandar o Palmeiras, sabiam da situação do clube em todos os setores, e até agora só fizeram bobagens e reclamaram, então só foram candidatos para tirar o antigo grupo do poder, sem nenhum plano para administrar o clube, esta bobagem de torcedores ter de dar dinheiro para contratar um jogador e com todo respeito um jogador comum muito comum esta muito longe de ser um craque que vai resolver, e o pior sem oferecer nada para o torcedor, amanhã este jogador é vendido e para quem vai este dinheiro?Tirone se você pedir dinheiro para contratar um departamento de marketing e futebol melhor pode contar comigo to dentro.

  • César Jaú

    Eu só tenho uma esperança é que estes impotentes, deixem logo o Palmeiras, quando se candidataram para comandar o Palmeiras, sabiam da situação do clube em todos os setores, e até agora só fizeram bobagens e reclamaram, então só foram candidatos para tirar o antigo grupo do poder, sem nenhum plano para administrar o clube, esta bobagem de torcedores ter de dar dinheiro para contratar um jogador e com todo respeito um jogador comum muito comum esta muito longe de ser um craque que vai resolver, e o pior sem oferecer nada para o torcedor, amanhã este jogador é vendido e para quem vai este dinheiro?Tirone se você pedir dinheiro para contratar um departamento de marketing e futebol melhor pode contar comigo to dentro.

  • Francis Stranieri

    Perfeito Tania, minha percepção do fato é idêntica a sua, e acredito da esmagadora maioria dos palmeirenses (vide o montante contribuído). Outra falha é a parte da contrapartida, que acho até interessante, mas sequer é divulgada na mesma proporção que o insistente pedido de “esmola”.
    Alguns colegas que frequentam o clube disseram que a mencionada ação em nada tem a ver com a captação de fundos (O Palmeiras já teria o valor para a 1a parcela), mas apenas uma tentativa do marketing do palmeiras em demonstrar como a paixão do torcedor verde pode gerar renda, e com isso alavancar parcerias com empresas, sendo que no fundo ninguém no clube esperaria arrecadar o valor (e até por isso teriam colocado o valor de R$ 21M e não de R$ 2M + 10% +  impostos da 1a parcela), que será devolvido ao final do evento, mas apesar demonstrar a “força” da torcida.

    O problema que vejo é, se acaso realmente o intuito do evento seja apenas esse, o marketing do Palmeiras deu um tiro no pé, pois a arrecadação certamente será baixa, e talvez o que pretendam demonstrar resulte em uma situação completamente oposta, e apresente uma falso desinteresse da torcida para produtos e ações de marketing ligados ao time.

    • Anônimo

      Oi Francis,

      Faz sentido isso, viu? Também ouvi dizer que o Palmeiras já teria o valor para a primeira parcela.

      Se a intenção era a de mostrar a força da nossa torcida, eles acabaram aproveitando para mostrar a força da burrice dos dirigentes e da ineficiência do Depto de Marketing.
      Teriam tantas outras formas de instigar a paixão do torcedor. Como vc bem disse, acabou sendo um tiro no pé.
      Mas uma coisa eles conseguiram, mostrar que a nossa torcida não é burra!

      Abç
      Tânia Clorofila

  • Francis Stranieri

    Perfeito Tania, minha percepção do fato é idêntica a sua, e acredito da esmagadora maioria dos palmeirenses (vide o montante contribuído). Outra falha é a parte da contrapartida, que acho até interessante, mas sequer é divulgada na mesma proporção que o insistente pedido de “esmola”.
    Alguns colegas que frequentam o clube disseram que a mencionada ação em nada tem a ver com a captação de fundos (O Palmeiras já teria o valor para a 1a parcela), mas apenas uma tentativa do marketing do palmeiras em demonstrar como a paixão do torcedor verde pode gerar renda, e com isso alavancar parcerias com empresas, sendo que no fundo ninguém no clube esperaria arrecadar o valor (e até por isso teriam colocado o valor de R$ 21M e não de R$ 2M + 10% +  impostos da 1a parcela), que será devolvido ao final do evento, mas apesar demonstrar a “força” da torcida.

    O problema que vejo é, se acaso realmente o intuito do evento seja apenas esse, o marketing do Palmeiras deu um tiro no pé, pois a arrecadação certamente será baixa, e talvez o que pretendam demonstrar resulte em uma situação completamente oposta, e apresente uma falso desinteresse da torcida para produtos e ações de marketing ligados ao time.

    • taniaclorofila

      Oi Francis,

      Faz sentido isso, viu? Também ouvi dizer que o Palmeiras já teria o valor para a primeira parcela.

      Se a intenção era a de mostrar a força da nossa torcida, eles acabaram aproveitando para mostrar a força da burrice dos dirigentes e da ineficiência do Depto de Marketing.
      Teriam tantas outras formas de instigar a paixão do torcedor. Como vc bem disse, acabou sendo um tiro no pé.
      Mas uma coisa eles conseguiram, mostrar que a nossa torcida não é burra!

      Abç
      Tânia Clorofila

  • Carlos V. Cardoso

    Vc que vai aos jogos já esta ajudando muito mas muito mesmo, agora a grande maioria digo que mais de 80% dos torcedores do verdão não vão aos jogos por varios motivos principalmente distancia. ENTÃO PARA ESTES ESSA É UMA OPORTUNIDADE DE COOPERAR COM SEU TIME.
    Eu como torcedor palmeirense fiquei feliz em poder ajudar o meu time, R$100.00 não vai me deixar mais pobre do que já sou.

    • taniaclorofila

      Carlos,

      Sei que os torcedores que estão colaborando, o fazem por amor e não merecem nenhuma crítica. Mas isso não faz com que a atitude da diretoria seja correta, e é isso que eu critico.

      Mas vc se engana se pensa que os torcedores de longe não cooperam. Se compram camisas e produtos oficiais, se assistem aos jogos na TV, se pagam Pay Per View, cooperam e muito! É por tudo isso que o dinheiro chega até o Palmeiras, em forma de patrocínios, cotas de TV… O Palmeiras não poderia viver apenas do dinheiro dos ingressos que vende.

      Um abraço
      Tânia Clorofila

  • Desouza_antoniocarlos

    E tenho pra mim que eles não vão fechar com o Wesley, mas sabendo de antemão da chuva de críticas que vão ter que aguentar, resolveram jogar a responsabilidade para a torcida, como se tivesse sido a torcida quem negociou o jogador…O Frizzo já antecipou ” se o Wesley voltar pra Alemanha no final do mes, não digam que não avisamos”.

  • Anônimo

    Carlos,

    Sei que os torcedores que estão colaborando, o fazem por amor e não merecem nenhuma crítica. Mas isso não faz com que a atitude da diretoria seja correta, e é isso que eu critico.

    Mas vc se engana se pensa que os torcedores de longe não cooperam. Se compram camisas e produtos oficiais, se assistem aos jogos na TV, se pagam Pay Per View, cooperam e muito! É por tudo isso que o dinheiro chega até o Palmeiras, em forma de patrocínios, cotas de TV… O Palmeiras não poderia viver apenas do dinheiro dos ingressos que vende.

    Um abraço
    Tânia Clorofila

  • Jorge

    Tania,

    O futebol deve ser acessível, certo? Historicamente, é o esporte mais barato, mais popular, mais intenso do Brasil. Vou pontuar e gostaria de ouvir vc, afinal, estamos em uma democracia:

    (i) Cobrar ingresso caro veta a possibilidade do torcedor ter acesso ao entretenimento. Com as arenas o preço dos ingressos tende a subir muito, como aconteceu na Europa e acontece nos EUA com a NBA, NHL e NFL (isso sim é assustador, ou vc acha que a WTorre vai querer financiar o entretenimento da torcida do verdão?). Hoje, temos jogos de libertadores a mais de 150 reais. Alguns jogos mais simples, 50 reais. Se levo minha família, sou obrigado a gastar 250 reais, mais o dinheiro do guardador de carro. Deste montante, não sei para onde vai o dinheiro, pois apenas uma % vai para meu Palestra – grande parte é usada para pagar endividamento e empresários que financiam nosso clube.

    (ii) Comprar camisas é um ato de paixão também. Gastar 150 – 170 reais numa camisa oficial de jogo é complexo. Além de caro, ainda apenas 30-40% do valor vai para meu Palestra. E novamente cai na vala comum, sendo gasto de formas que nem imagino.

    (iii) Não podemos confundir uma boa ideia com uma diretoria pífia. Aposto que se estivéssemos em boas mãos, a recepção do tema seria outro. Afinal, a doação é voluntária, o time vai bem sem o Wésley, é de fato uma contratação importante, e, se a torcida conseguir ajudar, pq não? Ao contrário dos jogos – onde eu preciso pagar ingresso ou pay-per-view – neste caso, a doação é voluntária (quem quer e quem pode).

    No sistema proposto, o dinheiro só pode ser usado para a finalidade divulgada (a compra do Wesley). Eu prefiro ajudar assim. Sei para onde vai o dinheiro. Sei quanto está sendo arrecada, enfim, é transparente. Gastei mais de 2000 reais em ingressos no ano passado. Não faço ideia do que foi feito com esse dinheiro. Como torcedor, fico fulo quando o dinheiro some (como no último episódio da trupe). E tem outra – o dinheiro não passa pelo clube. A empresa blindou o acesso justamente para evitar qualquer risco do clube pegar o dinheiro para outro fim…

    Os clubes estão com dívidas crescentes e sem receitas para suportar salários altos e custos cada vez maiores dos jogadores. E não adianta espernear – o mercado do futebol está assim no mundo todo. Essa é uma receita nova, acho legal para mostrar o poder de mobilização da torcida. Afinal, se podemos trazer um jogador podemos – JUNTOS – pressionar por mudanças.

    Imagina só… quem deixaria de ouvir uma torcida que levantou 21 milhões de reais para o Clube? Seria perfeito para colocar o nosso Verdão na história do futebol. Estádios já foram construídos com iniciativas assim. Shows acontecem com esse modelo. Não vejo problema em pedir ajuda. O que acho errado é passar responsabilidade. É cooperação, não transferência de responsabilidade.

    Sou a favor da democracia, sempre, em todas as instâncias. Se começou pela vida econômica do Palestra, eu topo. Doei e vou lutar para que essa ideia se perpetue. Afinal, mais do que o ato de doar, o ato de se unir em torno de uma causa é muito importante hoje para o Palmeiras. Como escutei de meu avô, nosso espírito está em frangalhos… sem títulos, com o orgulho ferido. Temos que ser vivos para aproveitar oportunidades.

    Confesso que não gosto desta diretoria, não concordo com seus atos. Mas mesmo assim, gostei da ousadia. Toda essa repercussão abriu portas para que possamos debater esse tema e, querendo ou não, alavancou o tema das diretas.

    Gostei de tudo. Apoio a iniciativa!

    Aproveito para dizer que adoro seu blog! Acompanho regularmente!

    • Oi Jorge,

      Você diz “o futebol deve ser acessível”… Quem diz isso? Nós torcedores achamos que deveria ser assim, não é mesmo? Mas somos nós também quem sempre reclamamos a não contratação de craques, a falta de conforto nos estádios, a dificuldade de se encontrar onde estacionar os carros, reclamamos dos banheiros, em sua maioria, impossíveis de serem usados; reclamamos de tomar chuva, ou de ter que comprar numerada coberta nos dias em que São Pedro resolve entrar em ação… E somos nós também que pagamos 80,00 por uma arquibancada, num estádio qualquer do interior paulista,sem conforto e sem facilidades, como muitas vezes tem sido cobrado neste Paulistão, e nos anteriores também.

      I) Eu é que te pergunto, vc acha que uma empresa construiria um estádio de 300 milhões (aproximadamente) sem que ela tivesse como recuperar o dinheiro depois? Vc faria isso? Isso só existe quando o dinheiro utilizado na empreitada vem por outros caminhos, quando é farra com o dinheiro público, tirado na marra do bolso do contribuinte, por exemplo. A WTorre, é óbvio, não vai recuperar o montante com o dinheiro dos ingressos dos jogos, mesmo porque as rendas serão do Palmeiras, integralmente.
      O que a empresa planeja e, para isso trouxe a AEG, é manter a Arena em atividade em todos os outros dias que não façam parte do calendário do futebol. Com grandes shows e eventos… daí vai sair o dinheiro, fora a locação das dependências do estádio (bares, restaurantes, lojas…). Não há mágica e não há nada obscuro.

      II) Comprar camisas significa bem mais do que a porcentagem que é destinada ao clube. Afinal, como somos bons compradores (o 5º clube no mundo que mais vende camisas Adidas) atraímos os patrocinadores para o Palmeiras, e eles trazem com eles os milhões, que pagam para ter o direito de estampar a sua marca no nosso manto sagrado. Somos nós também que, ao comprarmos camisas, fazemos com que a empresa continue parceira do Palmeiras. Assim como no dinheiro da WTorre, na relação patrocinador e clube… é tudo uma troca. Troca essa que tem que ser vantajosa para as duas partes.
      Mas vc disse algo importante sobre o dinheiro que entra lá no Palestra, algo que argumenta todo o meu texto contrário à doação do dinheiro para o Wesley: “…E novamente cai na vala comum, sendo gasto de formas que nem imagino…”

      III) Nos jogos, vc precisa pagar ingressos ou Pay per View, mas obtém algo em troca, não é mesmo? Está comprando um espetáculo, seja ele bom ou não. Na doação, não! Vc mesmo disse não imaginar de que formas o dinheiro é gasto lá… Com outras palavras, mas disse isso! Vc diz ter gasto mais de 2000 reais em ingressos e não faz ideia de onde foi parar o dinheiro, mas acha que no caso da doação, os que não sabem administrar o dinheiro da porcentagem das camisas, os que não sabem administrar o dinheiro dos ingressos, saberão administrar o dinheiro das doações… Muito ilógico isso, hein?

      A impressão que Tirone e Cia dão é que o futebol do Palmeiras não tem dinheiro para contratar e então, o apaixonado torcedor bem pode colaborar. Sabemos que todo o dinheiro que o futebol arrecada vem, direta ou indiretamente, do torcedor. E o futebol, que está precisando tanto de dinheiro, paga as contas do clube social. Pagou 15 milhões de prejuízo de um clube que não arrecada para se manter. Nossos dirigentes não sabem o que qualquer dona de casa sabe, gastar de acordo com o que tem e recebe. Se nem o clube social eles sabem administrar, como saberão administrar as doações dos torcedores? Se o dinheiro que sumiu lá, ninguém sabe e ninguém viu onde foi parar, ninguém vai punir os responsáveis, como é que vou doar meu dinheiro pra eles? O que eles fazem com os milhões que recebem em patrocínios, em cotas de TV…?
      Não damos nem uma esmola se não formos com a cara do mendigo!
      E por que não vender cotas, a serem devolvidas depois, quando o jogador for negociado? Qual seria o problema de se fazer assim, de forma lícita e transparente?

      E não acredito nem um pouco que doar dinheiro mostraria a nossa força. Muito pelo contrário, exporia ainda mais o nosso “tendão de Aquiles”, que é o amor ao Palmeiras, e o motivo para que eles queiram nos usar agora. Respeito a sua opinião, mas não concordo com ela. Se vc achou por bem doar o seu dinheiro, se ficou satisfeito com isso, não há problema algum. O meu dinheiro eu não dou a eles!
      Você tem todo o direito à ilusão (eu acho que é ilusão) de pensar que isso faria com que nos ouvissem, com que respeitassem os nossos direitos… Por tudo que acompanho, por tudo que sei, eu não penso assim.

      Acho uma exploração com o torcedor.

      E, para terminar… Jorge, vc acredita mesmo que o Werder Bremen deixaria seu jogador aqui, treinando, sem saber se ele vai ser contratado ou não? Qual o clube que concordaria com isso? Pra se pensar…

      Obrigada
      Um abraço
      Tânia Clorofila

  • Jorge

    Tania,

    O futebol deve ser acessível, certo? Historicamente, é o esporte mais barato, mais popular, mais intenso do Brasil. Vou pontuar e gostaria de ouvir vc, afinal, estamos em uma democracia:

    (i) Cobrar ingresso caro veta a possibilidade do torcedor ter acesso ao entretenimento. Com as arenas o preço dos ingressos tende a subir muito, como aconteceu na Europa e acontece nos EUA com a NBA, NHL e NFL (isso sim é assustador, ou vc acha que a WTorre vai querer financiar o entretenimento da torcida do verdão?). Hoje, temos jogos de libertadores a mais de 150 reais. Alguns jogos mais simples, 50 reais. Se levo minha família, sou obrigado a gastar 250 reais, mais o dinheiro do guardador de carro. Deste montante, não sei para onde vai o dinheiro, pois apenas uma % vai para meu Palestra – grande parte é usada para pagar endividamento e empresários que financiam nosso clube.

    (ii) Comprar camisas é um ato de paixão também. Gastar 150 – 170 reais numa camisa oficial de jogo é complexo. Além de caro, ainda apenas 30-40% do valor vai para meu Palestra. E novamente cai na vala comum, sendo gasto de formas que nem imagino.

    (iii) Não podemos confundir uma boa ideia com uma diretoria pífia. Aposto que se estivéssemos em boas mãos, a recepção do tema seria outro. Afinal, a doação é voluntária, o time vai bem sem o Wésley, é de fato uma contratação importante, e, se a torcida conseguir ajudar, pq não? Ao contrário dos jogos – onde eu preciso pagar ingresso ou pay-per-view – neste caso, a doação é voluntária (quem quer e quem pode).

    No sistema proposto, o dinheiro só pode ser usado para a finalidade divulgada (a compra do Wesley). Eu prefiro ajudar assim. Sei para onde vai o dinheiro. Sei quanto está sendo arrecada, enfim, é transparente. Gastei mais de 2000 reais em ingressos no ano passado. Não faço ideia do que foi feito com esse dinheiro. Como torcedor, fico fulo quando o dinheiro some (como no último episódio da trupe). E tem outra – o dinheiro não passa pelo clube. A empresa blindou o acesso justamente para evitar qualquer risco do clube pegar o dinheiro para outro fim…

    Os clubes estão com dívidas crescentes e sem receitas para suportar salários altos e custos cada vez maiores dos jogadores. E não adianta espernear – o mercado do futebol está assim no mundo todo. Essa é uma receita nova, acho legal para mostrar o poder de mobilização da torcida. Afinal, se podemos trazer um jogador podemos – JUNTOS – pressionar por mudanças.

    Imagina só… quem deixaria de ouvir uma torcida que levantou 21 milhões de reais para o Clube? Seria perfeito para colocar o nosso Verdão na história do futebol. Estádios já foram construídos com iniciativas assim. Shows acontecem com esse modelo. Não vejo problema em pedir ajuda. O que acho errado é passar responsabilidade. É cooperação, não transferência de responsabilidade.

    Sou a favor da democracia, sempre, em todas as instâncias. Se começou pela vida econômica do Palestra, eu topo. Doei e vou lutar para que essa ideia se perpetue. Afinal, mais do que o ato de doar, o ato de se unir em torno de uma causa é muito importante hoje para o Palmeiras. Como escutei de meu avô, nosso espírito está em frangalhos… sem títulos, com o orgulho ferido. Temos que ser vivos para aproveitar oportunidades.

    Confesso que não gosto desta diretoria, não concordo com seus atos. Mas mesmo assim, gostei da ousadia. Toda essa repercussão abriu portas para que possamos debater esse tema e, querendo ou não, alavancou o tema das diretas.

    Gostei de tudo. Apoio a iniciativa!

    Aproveito para dizer que adoro seu blog! Acompanho regularmente!