• Thiago Viana

    Acho de uma babaquice tão grande essa coisa de palmeiras(sonnen) x curintia(anderson silva). Marketinzinho furado esse do palmeiras incentivando essa postura. Futebol é futebol, mma é mma. Não vamos misturar as estações por favor.

    • Anônimo

      Thiago,

      Não sei se vc sabe como as coisas aconteceram, mas isso nada tem a ver com o marketing. Não foi uma ideia do Palmeiras.
      O lutador é que anda falando do Palmeiras e quer usar a camisa. Seria até estranho e muito deselegante, depois de tudo isso, não enviarmos uma camisa a ele.

      Grata por acessar o Blog,
      Tânia Clorofila

    • taniaclorofila

      Thiago,

      Não sei se vc sabe como as coisas aconteceram, mas isso nada tem a ver com o marketing. Não foi uma ideia do Palmeiras.
      O lutador é que anda falando do Palmeiras e quer usar a camisa. Seria até estranho e muito deselegante, depois de tudo isso, não enviarmos uma camisa a ele.

      Grata por acessar o Blog,
      Tânia Clorofila

  • Thiago Viana

    Acho de uma babaquice tão grande essa coisa de palmeiras(sonnen) x curintia(anderson silva). Marketinzinho furado esse do palmeiras incentivando essa postura. Futebol é futebol, mma é mma. Não vamos misturar as estações por favor.

  • gian

    oi tania sempre acompanho seu blog todo dia olho, parabéns muito massa suas materias.avanti verdão.

    • Anônimo

      Obrigada, Gian!

      Abraço,
      Tânia Clorofila

  • gian

    oi tania sempre acompanho seu blog todo dia olho, parabéns muito massa suas materias.avanti verdão.

    • taniaclorofila

      Obrigada, Gian!

      Abraço,
      Tânia Clorofila

  • Brudamiani

    Oi Clô
    Não sei muito avaliar essa situação, um gringo “palmeirense” a lutar contra um brasileiro da imundice.
    Torcer é mesmo uma coisa esquisita, quase animalesca, bem como sugere o tal MMA com seu apelo de combates em Arenas, quase até a morte, que remonta a uma civilização um tanto quanto primitiva.
    Não nego meu instinto selvagem, gosto do “esporte”, admito, o que torna a questão 
    Sonne x Anderson ainda mais curiosa.
    Meus maiores inimigos no futebol são os argentinos, aprendi de fato a odia-los sem mesmo saber muito o porque, odeio e pronto…
    Mas se um dia colocassem a Argentina pra jogar no Itaquerão contra o S.C. Imundice Paulista, na hora meu coração verde iria dizer que Maradona é melhor que Pelé e que o tango argentino me cai bem melhor que o blues, como o poeta jovem, não mais tão jovem, Belchior.
    Fica aqui registrada minha tendencia de torcida para quem quero ver beijar a lona.
    Fico com um gringo palestrino, fazer o que?
    “Sei, que assim falando pensas, que este desespero ódio é moda desde 1963
    Eu quero mesmo é que este escrito torto feito faca corte a carne do freguês”.

    bjs querida Clô.
    Tiraremos o título dele, o fregues não terá faixa a ser entregue, pode ficar tranquila, talvez tenha no ringue, mas no campo não, esteja certa disso. 

    • Anônimo

      Oi Bruno,

      Pra te falar a verdade, não curto essas lutas e, a princípio, não gostei muito do Sonnen ter enfiado o Palmeiras nisso. Mas acontece que ele promoveu sim, uma disputa, que o Palmeiras não planejou.
      A partir do momento em que disse que usaria a camisa verde esmeralda mais linda do mundo, ele acionou o “start” para uma disputa, que vai ser acirradíssima, entre palmeirenses e corintianos.
      Depois disso, entregar uma camisa a ele, era o mínimo que o nosso Depto. de Marketing poderia fazer. Seria deselegante deixar passar batido.
      Agora, não dá para não torcer para ele… Não vai dar nem para eu não acompanhar a luta.
      E penso como você, se a disputa for entre Argentina x “o povo do Esmolão”, sou Maradona de carteirinha, ao som de um “belo” e emocionante tango… 😉

      Beijos, meu querido
      E, Deus te ouça, quanto à parte do campo… vou adooorar!

  • Brudamiani

    Oi Clô
    Não sei muito avaliar essa situação, um gringo “palmeirense” a lutar contra um brasileiro da imundice.
    Torcer é mesmo uma coisa esquisita, quase animalesca, bem como sugere o tal MMA com seu apelo de combates em Arenas, quase até a morte, que remonta a uma civilização um tanto quanto primitiva.
    Não nego meu instinto selvagem, gosto do “esporte”, admito, o que torna a questão 
    Sonne x Anderson ainda mais curiosa.
    Meus maiores inimigos no futebol são os argentinos, aprendi de fato a odia-los sem mesmo saber muito o porque, odeio e pronto…
    Mas se um dia colocassem a Argentina pra jogar no Itaquerão contra o S.C. Imundice Paulista, na hora meu coração verde iria dizer que Maradona é melhor que Pelé e que o tango argentino me cai bem melhor que o blues, como o poeta jovem, não mais tão jovem, Belchior.
    Fica aqui registrada minha tendencia de torcida para quem quero ver beijar a lona.
    Fico com um gringo palestrino, fazer o que?
    “Sei, que assim falando pensas, que este desespero ódio é moda desde 1963
    Eu quero mesmo é que este escrito torto feito faca corte a carne do freguês”.

    bjs querida Clô.
    Tiraremos o título dele, o fregues não terá faixa a ser entregue, pode ficar tranquila, talvez tenha no ringue, mas no campo não, esteja certa disso. 

    • taniaclorofila

      Oi Bruno,

      Pra te falar a verdade, não curto essas lutas e, a princípio, não gostei muito do Sonnen ter enfiado o Palmeiras nisso. Mas acontece que ele promoveu sim, uma “luta” entre rivais, que o Palmeiras não planejou.
      A partir do momento em que disse que usaria a camisa verde esmeralda mais linda do mundo, ele acionou o “start” para uma disputa, que vai ser acirradíssima, entre palmeirenses e corintianos.
      Depois disso, entregar uma camisa a ele, era o mínimo que o nosso Depto. de Marketing poderia fazer. Seria deselegante deixar passar batido.
      Agora, não dá para não torcer para ele… Não vai dar nem para eu não acompanhar a luta.
      E penso como você, se a disputa for entre Argentina x “o povo do Esmolão”, sou Maradona de carteirinha, ao som de um “belo” e emocionante tango… 😉

      Beijos, meu querido
      E, Deus te ouça quanto à parte do campo… vou adooorar!