É HORA DO PALMEIRAS RENASCER, MAIS UMA VEZ…

Eu não vou fazer de conta que está tudo certinho no Palmeiras… nem poderia.

Não vou fazer que não sei que tem um monte de jogadores sem talento e sem inteligência lá; tampouco vou comprar a falsa ideia que plantam por aí que vontade é melhor que qualidade… Não vou deixar de dizer que a diretoria, que tanto criticava as administrações anteriores, quando era situação, está pouco se importando se vamos ganhar títulos ou não, e nem montou um time de acordo com o trabalho que Felipão poderia fazer… Não vou deixar de dizer que esta diretoria, que faz com Felipão tenha que agir como dirigente, foi quem acendeu várias das fogueiras que hoje incendeiam o Palestra e que acabam com o ambiente do clube e do time…

Não vou fingir que não vejo que Felipão está errando bastante; escalando e substituindo muito mal.Tenho plena consciência que, diante do Avaí, ele e o filho da mãe do juiz que, segundo Arnaldo César Coelho da Globo, não apitava um jogo oficial havia seis meses, por ter sido reprovado no teste físico (duas vezes) da Federação Paranaense, foram os responsáveis por mais uma vitória que não veio. Não vou deixar de dizer que, mesmo com o empate, nada satisfatório, nossos jogadores lutaram um bocado, foram valentes prá chuchu.

Não vou deixar de pedir que alguns garotos da base tenham oportunidade; não vou deixar de me aborrecer ao ver esses mesmos garotos serem desprestigiados, impensadamente, pelo técnico do time.

Quantas coisas… Quanta animosidade… Que bagunça, né? Mas todo esse desacerto do/no Palmeiras tem mais do que um único responsável.

Cada um tem uma parcela de culpa nisso tudo. A política podre que fazem por lá, diretoria, comissão técnica, jogadores e torcida. Sim, até mesmo nós, torcedores, que damos a vida por esse time, temos a nossa parcela de culpa. Nós que bradamos aos quatro ventos que o time é medíocre, não vale nada, que está cheio de vagabundos (alguns afirmam isso), de jogadores burros (me incluam nisso), e esperamos desses burros e “vagabundos” um rendimento de Barcelona, uma performance de um “Messi”… Esperamos e exigimos aquilo que nós mesmos afirmamos que eles não têm competência para nos dar. Tão incoerente…

Nós, que não temos paciência para dar a um jogador que chega (seja de fora ou da Base), o tempo necessário para se adaptar; para se livrar do encantamento que atordoa qualquer jogador de time pequeno que chega num time grande… Nós, que não perdoamos um erro sequer… que não sabemos respeitar mais os nossos ídolos. Nós, que vendo os muitos erros de Felipão, ao apontá-los, fazemos de conta que não sabemos todas as lutas que ele tem que lutar trabalhando em solo palestrino… Combates que não seriam seus, não fosse a bagunça que faz nossa administração.

E eu me pergunto: que porra é essa que estamos fazendo com o Palmeiras? O que é que estamos permitindo que façam com ele?

O Palmeiras é nosso! É daqueles que o amam! E ele só tem a nós! Não adianta a gente dizer que ele é maior que jogadores, técnicos e dirigentes. A sua história é maior, mas não teria sido escrita sem todos os técnicos, jogadores e dirigentes que por aqui passaram. Não será escrita sem novos personagens e sem o amor da sua gente… Não foi e não será escrita apenas por jogadores obedientes e voluntariosos. A mescla do talento de uns, com a vontade de outros é que fez o Campeão do Século; a mistura dos bonzinhos operários, com os “bandidos” geniais que permearam a nossa história, é que fez o Palmeiras ser um gigante.

Esse é o nosso time, nosso técnico… Cobrar é nosso direito e, acredito, nossa obrigação. Mas essa pressão toda, em cima de todo mundo, que bem nos trará? Esse ódio todo o que construirá? Vamos até o final do ano com essa turma aí, gostemos ou não. E em que lugar vamos querer estar?

Já trocamos tantas vezes de técnico, de jogadores… Funcionou? Não! Porque nossos problemas são muito mais complexos.

Já escorraçamos alguns bons jogadores daqui, dizendo que não serviam para vestir a nossa camisa, que eram vagabundos, que dormiam em campo, etc, etc, etc… Demo-lhes apelidos depreciativos, os ofendemos (eu não)… e eles foram ganhar títulos em outros lugares. Prova de que não estávamos tão certos quanto imagináramos.

Estamos numa fase brava, meus amigos; quando relaxamos e nos dizemos “Agora vai!”, concluímos, estupefatos, que a coisa acabou não indo…

Hoje, faz 69 anos que o Palestra Itália morreu líder de um campeonato, para que nascesse o Palmeiras campeão. 69 anos daquele jogo em que o Palmeiras, carregando a bandeira do Brasil, mostrou a todos que o amor dos seus o livrou do mal que lhe queriam fazer.

Fizeram de tudo para acabar conosco. Não nos queriam Palestra… a fibra e o amor da nossa gente nos fez renascer Palmeiras!!

Agora tentam destruir a nossa história… Tentam destruir a grandeza do nosso clube… Pois que o Palmeiras renasça mais uma vez, e quantas outras forem necessárias, no coração dessa gente de sangue esmeralda!!

Vamos abraçar o Palmeiras, amigos! Vamos cuidar dele com muito amor! Ele nunca precisou tanto…

  • Giuranno

    Fácil, existem 2 Palmeiras, um do Frizzo e outro do Tirone.

  • Giuranno

    Fácil, existem 2 Palmeiras, um do Frizzo e outro do Tirone.

  • A falta de profissionalismo pelo lado dos dirigentes é a causa fundamental de todos os nossos males. Temos que fazer com fazem as empresas familiares. Montamos um conselho gestor e contratamos profissionais para dirigirem o futebol, entre outras coisas, sem qualquer interferência administrativa e se prendendo somente a resultados. Simples, assim! Está na hora de começar essa revolução.

  • Gaetano

    A falta de profissionalismo pelo lado dos dirigentes é a causa fundamental de todos os nossos males. Temos que fazer com fazem as empresas familiares. Montamos um conselho gestor e contratamos profissionais para dirigirem o futebol, entre outras coisas, sem qualquer interferência administrativa e se prendendo somente a resultados. Simples, assim! Está na hora de começar essa revolução.

  • cassio

    oi Tania, por mais uma vez voce escreveu com o coração, com a alma e com a inteligência de sempre, é isto, o nosso glorioso Palmeiras precisa com urgência urgentissíma de uma reviravolta, de pensadores(isto mesmo), de gente que ame o clube como nós torcedores amamos, e que também pense grande, como gestor de um gigante com todas as letras maíusculas, de gente que também procure conhecer  o caminho das pedras deste futebol cada vez mais cheio de artimanhas e decisões tomadas átras de quatro paredes, ao invés das quatro linhas. 

  • cassio

    oi Tania, por mais uma vez voce escreveu com o coração, com a alma e com a inteligência de sempre, é isto, o nosso glorioso Palmeiras precisa com urgência urgentissíma de uma reviravolta, de pensadores(isto mesmo), de gente que ame o clube como nós torcedores amamos, e que também pense grande, como gestor de um gigante com todas as letras maíusculas, de gente que também procure conhecer  o caminho das pedras deste futebol cada vez mais cheio de artimanhas e decisões tomadas átras de quatro paredes, ao invés das quatro linhas.