Palmeiras classificado! Quem não gostou que vá chorar em casa…

.
Sorte de hoje: Você não tem que marcar o Valdivia .
.
Acho que, além da alteração no estatuto do clube, precisaremos alterar a letra do nosso hino… É amigos, nosso hino tão adorado já tem um trecho totalmente em desacordo com a realidade. Na terceira estrofe, a frase terá que passar a ser: DEFESA QUE NINGUÉM PASSA… E QUE MARCA GOLS! Caramba! Enquanto os brucutus adversários, que não têm competência para desarmar nossos jogadores, abusam das faltas violentas, tentando segurar Valdivia, Kleber, Cicinho… e nos impedir de fazer gols, os nossos zagueiros vão lá e fecham a conta! Ontem, foi a vez de Danilo! Sensacional!
.
Antes da partida, enquanto eu me dirigia ao Pacaembu, me sentia um pouco ansiosa e tentava adivinhar qual seria o meu estado de ânimo dali a algumas horas. Será que voltaria prá casa feliz? Aquele baita céu azul e o meu coração me diziam que sim, a certeza de ter bons jogadores no time, de ter o melhor técnico no banco e de ter o Mestre de Todos os Magos em campo, me davam a certeza da classificação para a próxima fase da Copa do Brasil. Mas a tarde me reservaria um algo mais…
.
Chegar ao estádio é sempre uma surpresa! Na praça em frente aos portões, lotada de palestrinos, encontrei os amigos da #TwitPigs, a torcida “parmera” do twitter. E não parava de chegar gente… Apesar da ansiedade, normal e costumeira, antes de qualquer partida, os torcedores davam ares de festa e pareciam estar confiantes num bom resultado. Mas, lá dentro, que lindo! Pacaembu cheio, pintado em verde e branco, verde-limão…  35 mil pessoas foram ver o Verdão jogar, debaixo daquele sol forte do feriado de Tiradentes. E que delícia ver e ouvir a Que Canta e Vibra, que não parava de cantar antes mesmo do Palmeiras entrar em campo. Mas, quando ele veio, a festa explodiu numa energia mágica, de arrepiar…
.
Eu disse “mágica”? Sim eu disse. E foi de magia a tarde do torcedor palestrino… Valdivia, meu ídolo maravilhoso, assim como o resto do time, começou o jogo com muita disposição. E mal o relógio marcava 3 minutos do primeiro tempo, o jogador do Santo André já levava amarelo por ter dado uma botinada no Mago. O Santo André se preocupava mais em defender e bater do que atacar,  e o Palmeiras ia trocando passes e se aproximando da área inimiga. E as chances foram surgindo e eram muitas vezes desperdiçadas, em outras, era a defesa, ou o goleiro, quem determinavam que o gol não sairia. Mas eu tinha certeza que o nossogol não tardaria…
.
Na segunda etapa o Santo André até pensou em vir prá cima. Mas só pensou! Nós já tínhamos substituído Thiago Heleno (Leandro Amaro) e Cicinho (João Vítor), que saíram machucados. E o adversário pensou que ia ficar mais fácil. Só que, com a entrada de João Vítor, o Palmeiras passou a ter uma postura diferente, ficou mais agressivo. Além disso, Deola, nas poucas vezes em que era exigido, se mostrava seguro, invencível… Maravilha de goleiro!
.
E maravilha foi o gol de Danilo, aos 32′, após Assunção cobrar escanteio. Nosso zagueiro, que sabe ser artilheiro, desferiu uma cabeçada mortal ao Santo André. O Pacaembu explodiu! O Palmeiras já tinha vencido a primeira partida, vencia também a segunda e, embora não jogasse tão bem (bem, do jeito que nós torcedores idealizamos, né?), não tinha no Santo André um adversário perigoso. Era só questão de continuar com a mesma postura, deixar eles virem prá cima, caso tivessem alguma aspiração à classificação, e se aproveitar dos espaços que fatalmente surgiriam. Nós estávamos no lucro. Quem precisava tentar o impossível eram eles.
.
Mas o time do Santo André tava mais preocupado em quebrar alguns jogadores nossos. Valdivia que o diga! O juiz não assinalava todas as faltas que ele sofria. Houve um lance em que o Mago sofreu três faltas seguidas e, ao fazer falta para se desvencilhar da desleal marcação, foi ele quem levou amarelo. Juizinho maledeto! Deixa baterem à vontade no nosso craque e ainda dá cartão prá ele?
.
Mas ele é o Mago, né? E sabem como respondeu à essas faltas todas que sofria em campo? Do jeito que só ele sabe, do jeito que só ele pode! Com uma partida excelente e, de brinde, três chutes no vácuo seguidos! Simplesmente sensacional! Isso é que faz o futebol ter graça! Isso é que motiva o torcedor a ir ao estádio! É do craque a camisa que o torcedor quer comprar!
E o Mago extrapolava, com passes lindos, colocando seus companheiros na cara do gol. Pena que na finalização nossos jogadores acabavam pecando… E quem pecou também foi Anderson (ex-gambá… só podia!) que, sem competência para marcar Valdivia, se utilizou do único recurso que tem: PORRADA! E acabou expulso por entrada criminosa no Mago! Deveria ter ido em cana o sem vergonha!
.
.
Logo a seguir, Kleber foi derrubado (se fosse por número de faltas o Santo André teria ganhado o jogo) na área. O juiz assinalou a marca da cal. E não é que o Gladiador mandou na trave? Terceiro pênalti seguido que ele perde, e contra o mesmo time. Acho que o Palmeiras
deveria diversificar a cobrança, uma vez que tem vários jogadores qualificados para isso e Kleber, mesmo tendo sido infeliz nessas cobranças, é um desses qualificados.
.
Mas o Palmeiras mandava no jogo e, por muito pouco, não fez o segundo. Jogada linda do Mago que foi parar na trave… E ele bem que merecia o gol, viu? No rebote, W. Paulista chutou prá fora. Mas tudo bem… TUDO MUITO BEM, ALIÁS! Entramos em campo para buscar a vaga e foi o que fizemos! E a comemoração da torcida foi grande quando o juiz apitou o final da partida! Mais uma vez, saímos felizes e cantando do estádio. E não é prá menos; estamos nas quartas-de-finais da Copa do Brasil!! Vejam só… O Palmeiras, que a impren$inha dizia ser a quarta força do futebol paulista, que dava como fadado a lutar contra o rebaixamento, brigando forte em dois campeonatos, com chances de levar os dois!
Quem diria…, né Casagrande?
.
.
Parte II – A impren$inha e sua leviana maneira de difamar
.
Mas imagina se, ao final, da partida, nas entrevistas e comentários pós jogo, o assunto seria o rendimento do time do Verdão? Imagina se os “profissionais” de imprensa estariam preocupados em levar ao torcedor as declarações dos jogadores e técnico sobre a vitória contra o Santo André… NÃO! A impren$inha sacana estava apenas preocupada com o pênalti perdido por Kleber e os três chutes-no-vácuo que Valdivia deu no jogo. Ganhamos o jogo, não ganhamos? Portanto, Kleber poderia ter perdido 30 pênaltis que não dava nada. E, quanto aos lances do Mago, os jornalistas agiam como se  Anderson tivesse sido vítima de bullying. De agressor quiseram fazê-lo parecer vítima e, o agredido, parecer vilão. Algo como a vovozinha ter culpa por ter sido comida pelo Lobo-Mau…  E o carniceiro do ex-gambá, Anderson, ainda teve o desplante de sair reclamando de Valdivia, porque ele, Anderson, não teve competência para parar o craque.
.
É a mesma história sempre… quem sabe faz, quem num sabe desce porrada, é expulso (nem sempre) ou fica atrás de um microfone falando um monte de m….! Que o jogador fale asneiras, eu até entendo. Afinal, ele precisa justificar a sua própria falta competência e recursos. Mas a imprensa, ou parte dela, usar sempre de dois-pesos-e-duas-medidas, beira o mau caratismo!
.
Neymar, dando 986.755.443 pedaladas, SEM SAIR DO LUGAR, diante de Patrik, foi lindo, né? (Vejam se Patrik reclamou… Foi lá, deu passe sensacional para Kleber marcar e saiu com a vitória.) A imprensinha não se cansava de mostrar o lance da foquinha amestrada. Ninguém achou que fosse deboche. Ficaram todos maravilhados com o futebol arte! Mas o Mago é debochado… Que bando de filhos-da-mãe! Qual é a finalidade do drible, da finta? Ludibriar o marcador, para se conseguir fazer uma jogada mais facilmente, não é mesmo? Esse é o trunfo do craque, do jogador diferenciado. Enganar o seu marcador em proveito próprio, em proveito do seu time. E O QUE O VALDIVIA FAZ DE DIFERENTE? Ele não tem culpa de ser craque.
.
E, para quem tem boa memória, os mesmos que acham um absurdo os dribles do Mago, acharam que era futebol arte as macaquices de Edilson, parado na lateral de campo com a bola no pescoço, num clássico diante do Palmeiras, anos atrás. Ô gente sacana, que devia passar óleo de peroba na cara! E será que só eu acho que é realmente deboche, um goleiro cobrar um pênalti, com cavadinha, tentando humilhar alguém que exerce a mesma função que ele?  Disso ninguém fala…
.
É… Valdivia incomoda… E sabem por quê? Porque ele é gênio…  porque é “parmera”… porque ele diz isso a quem quiser ouvir…  e porque somos louquinhos por ele…
.
QUE VENHA O MIRASSOL… QUEM TEM O MAGO NÃO TEM MEDO DE NADA!!!
  • Emanuel Alves

    Tânia,é como li no Observatório Verde,a importância de alguém é medida na proporção dos seus inimigos,incomodamos muito a impresinha fdp.