Tristeza, decepção, humilhação… É TUDO NOSSO…

“Deixa em paz meu coração,  que ele é um pote até aqui de mágoa…”

Assim como Felipão, eu também chorei durante a execução do Hino Nacional… Chorei de emoção ao ver a torcida tão linda, tão feliz… fiquei arrepiada ao ver o meu time, tão amado, em campo… Ao final da partida meus olhos estavam secos, desapontados, desiludidos. Meu coração batia, de acostumado que está.  Só agora, neste dia, para mim, cinza e triste, nessa ressaca moral, ao ler os recados no meu twitter é que consegui transformar em lágrimas a dor que foi ver esse Palmeiras, que sucessivos e incapazes administradores, fizeram fraco e covarde…

Eu sempre digo que derrotas e desclassificações fazem parte do repertório de qualquer time, mas o Palmeiras está viciado nesse repertório derrotado. Há dez anos! E só ele, Palmeiras, dos fracos e incapazes dirigentes (tanto faz se é Mustafá, Della Mônica, Belluzzo, Palaia,  ou a PQP!), é capaz de ser desclassificado, jogando em “casa”, com um gol irregular que, dizem, passou a ser regular graças à uma nova regra que a arbitragem fez questão de “inaugurar” ontem! E já vimos desclassificações para times sem expressão em  inúmeras outras vezes. (Guarani, Internacional de Limeira, Bragantino, Asa, Ipatinga, Santo André, Argentino Juniors, Nacional).

Nem adianta agora fazermos a “Caça às Bruxas”, porque cada qual tem uma “bruxa especial” para queimar na fogueira. Quem gosta de “A”, mete o pau em “B” e deixa de ver o que não jogou o seu favorito. E assim os vilões são apontados: Felipão, Deola, Lincoln, Danilo, Maurício Ramos, Marcos Assunção, Tinga, Kleber… não escapa um. Se o Messi jogasse aqui, nem ele escaparia. Acredito que todos têm uma parcela de culpa, mas não consigo encontrar apenas um responsável. Achei que Felipão errou ao substituir Lincoln por Dinei; achei que Lincoln, sozinho, não tem cacife para armar as jogadas do time; achei que Kleber não jogou nada (mas sempre temos desculpas prá ele); achei o juiz  ruim por não amarelar o Goiás como deveria, no primeiro tempo… Achei que a diretoria  não soube montar o time, misturou jogadores fracos com jogadores experientes que negam fogo na hora “H”.   Achei tanta coisa, mas, acima de tudo, achei que faltou fibra,  faltou mais vontade de ganhar,  mais comprometimento, faltou mais respeito ao torcedor, faltou a chamada “vergonha-na-cara”… Mesmo que a gente saiba que a política interna do Palmeiras (que faz com que os integrantes da oposição torçam contra o próprio time), é a raiz de todos os males (DIRETAS JÁ!); mesmo que a gente saiba que situação e oposição, preocupados apenas em disputas pessoais, esquecem o Palmeiras,  ainda assim, tínhamos a obrigação de ter ganhado de um time de refugos que já está rebaixado no campeonato brasileiro.

Enquanto a torcida entregava a alma nas arquibancadas, o time entregava o jogo dentro das quatro linhas. À PQP!! Esse não é o Palmeiras que eu conheci quando nasci!!! Não é o Verdão que me viu crescer! No primeiro tempo até que tivemos algumas emoções e oportunidades de matar o jogo, mas elas pararam em erros infantis; “Fulano” que não passou para o companheiro melhor posicionado, “Sicrano” que não conseguia sair da marcação adversária… “Beltrano” que chutou fraquinho e nas mãos do goleiro, uma chance de gol… Ganhamos fora de casa, abrimos o placar aqui e tomamos a virada… Decididamente, quando “está com a faca e o queijo nas mãos”, o Palmeiras corta os pulsos e come a faca!!!

Mas dirão alguns (eu até concordo, em partes): “Não temos um time bom, não temos elenco”, Faltam laterais, falta um atacante…”, “O  técnico nada pode fazer…” ,”Com esse elenco, Felipão fez milagre…”.  ENTÃO PORQUE CATZO, PERDEMOS DE UM TIME QUE TEM MARCÃO, SACI, MARCELO COSTA, OTACÍLIO NETO, RAFAEL MOURA… SÓ REFUGO? Que milagre fez o técnico deles? Bom ou não, nosso elenco é melhor que o do Goiás (pelo menos no papel). Alguém discorda que o nosso técnico (sem ele, sabe Deus onde estaríamos…) é milhões de vezes melhor que Arthur Neto? Nossa estrutura de clube, creio que é melhor também; os salários de nossos jogadores e comissão técnica também são; nossa camisa é mais vencedora… Nossa torcida, o mais autêntico e valioso troféu que o Palestra possui, não é a mais linda e apaixonada?  E COMO É QUE ENTÃO A VAGA ESTÁ COM O GOIÁS?? Por que eles puderam conquistá-la e o Palmeiras não?

Todas as desculpas são possíveis, mas nenhuma é aceitável. PERDER A VAGA, EM “CASA”, de virada, é simplesmente imperdoável… Um grande clube vive de títulos e quem disser o contrário está mentindo! O Palmeiras foi contra todas as probabilidades! Levou o seu torcedor do céu ao inferno, em apenas 90 minutos. Da euforia à dor lancinante no peito, em uma hora e meia… E é dor que não para de doer…

E o que vamos fazer agora? NADA! No que depende de nós, não estamos devendo! Só podemos torcer para que mantenham Felipão no cargo e contratem os jogadores que ele pedir.Você que me lê, sabe. O meu amor ao Palmeiras é incondicional e  hoje eu o “abraço” e amo ainda mais!  Nunca houve alguém que me dissesse: É teu dever amar e respeitar o Palmeiras, na alegria e na tristeza. Não! Esse compromisso eu assumi por conta própria. Vou amar e, acima de tudo, respeitar o Palmeiras por toda a minha vida. Mas o meu Verdão é muito mais do que esses mesquinhos homens, que há dez anos o têm relegado ao descaso, que há dez anos fazem de tudo para o apequenar, preocupados apenas, e tão somente, com o poder que terão nessa, ou naquela “aliança”;  meu Palmeiras é muito mais do que os inúmeros jogadores sem talento e sem tesão que, nos últimos anos, temos visto vestir a nossa camisa. Prá esses, eu gostaria muito de poder dizer: Até nunca mais!

Mas para o Palmeiras… Ah! Prá ele darei o meu amor, enquanto eu respirar…

  • DISSE TUDO O QUE TODO PALMEIRENSE GOSTARIA DE DIZER!
    Podia ser um texto pra comemorar, se a história fosse outra,
    mas é o que infelizmente aconteceu.
    me mata de raiva, me faz chorar, mas eu te amo mesmo assim, Palmeiras <3
    Parabens pelo texto Tania!

  • é isso aí que você falou, nada a acrescentar, um sentimento terrível… é muito difícil passar por uma decepção, ainda mais quando você está com tanta fé! Eu acreditava, nem me passava pela cabeça que isso aconteceria. Mas meu coração msm doído, continua amando esse Palmeiras, e continua com fé de que um novo ano muito bom está por vir para meu verdão, com Valdivia 100%, Lenny 100% tbm junto com Kléber, e se Deus quizer, novos jogadores que mereçam vestir nosso manto.

    E esse garoto me fez chorar muito ontem, representou o choro de todos os palmeirenses :’/

  • fiquei sem palavras Tania…sempre observei seus tweets e o blog de vez em quando..da pra ver nas palavras qndo uma pessoa ta falando com o coração…
    foi mto bom te conhecer, apesar do PÉSSIMO momento, mas na verdade não foi tão péssimo assim..
    pelo menos não quanto a isso…nessas horas q estamos abatidos, tristes e desamparados, nos apoiamos em quem esta do lado, sentimos e compartilhamos a dor e o sentimento, pra tentar amenizar um pouco !!

    enfim…otimo texto…quem dera esses DEZ SOBRENOMES que brincam de futebol com o NOSSO amado alviverde imponente, tivessem 5% desse amor q você e todos nós palestrinos de coração e de alma temos pela Sociedade Esportiva Palmeira…

    PARABÉNS !!

    si cuida!!
    bjo ;D

  • Nathalia

    Amei o texto Taninha!! Mas seria melhor se fosse um texto com nossa vitória!! Disse tudo!! Agora esse vídeo do Felipão me faz ter mais felicidade de ter ele no nosso Palmeiras, podem falar oq for, mas que técnico ia dar essa entrevista?? Pedindo desculpas principalmente aos torcedore presentes no estádio!! Acho que nenhum viu!?!? Eh claro que ele erra, mas se não fosse ele estáriamos em uma posição bem pior e não teríamos passado nem pelo vitória!!
    bjoss Querida!!

  • Tânia, é difícil explicar o que aconteceu ontem, ainda é difícil digerir a forma que fomos eliminados e foi difícil esboçar uma reação diante de tudo aquilo. Eu, como a maioria do estádio, se sentiu impotente diante daquilo que veio a ser a pior noite do ano, como Palmeirense. E é desapontador, e passou por cima de toda aquela expectativa positiva que a gente tinha. Daquela esperança de chegar a final e conquistar o título e soltar o grito de campeão. Mas é algo que a gente esquece (eu vou tentar apagar o dia de ontem) e continua guardando a esperança do Palmeiras nos dar alegrias e claro, manter intacto nosso amor ao Verdão.

    Como eu já disse, não adianta eleger culpados. A responsabilidade é de todos, a torcida fez a sua parte e empurrou o tempo todo. Agora Tânia, é terminar o ano com dignidade e partir pro ano que vem. Eleição no clube e de certa forma, mesmo com a política do clube sendo uma piada, as esperanças se renovam e se a gente acredita no Palmeiras, temos que esperar que dê tudo certo!

    Beijo Tãnia

  • Vou confessar uma coisa, coloquei o vídeo do Felipão no Blog, sem tê-lo visto. Por enquanto, não sou capaz. Não vi nada sobre o garoto que, chorando, apareceu na TV; não vi os lances, não li as notícias e tampouco assisti aos programas (normalmente já não assisto) esportivos.
    Simplesmente não dá. Mas o tempo cura todas as feridas e a adversidade nos fará mais fortes. Afinal, Aqui é Palmeiras, Porra!!

    Abraços, amigos
    Tânia “Clorofila”

  • Nathalia

    A única coisa que eu vi sobre o jogo foi o vídeo do Felipão que me fez cair em lágrimas e minha cachorra ficou chorando do meu lado e pedindo carinho! Tipo não fica triste não!!! Agora de resto!!! O que para ficar escutando gozação? Nem fodendo!! Mas como vc disse o tempo cura todas as feridas e a adversidade nos fará mais fortes. Afinal, Aqui é Palmeiras, Porra!!

  • Mario_Jr

    Tania você disse tudo quando escreveu: “Enquanto a torcida entregava a alma nas arquibancadas, o time entregava o jogo dentro das quatro linhas”.
    Infelizmente no Palmeiras , com raras exceções e há alguns anos, tem tido jogadores que ja entram em campos derrotados. Na hora que precisam mostrar que são homens se borram todos diante dificuldade.
    Parabéns pelo texto, reflete exatamente o sentimento de nos palmeirenses e como vc disse bola pra frente que um dia a maré muda e teremos dirigentes que visem unica e exclusivamente o bem do verdão e jogadores de verdade que nos darão muitos e muitos títulos.

    Um abração

  • Irineu Curtulo

    Tânia! Concordo que não adianta citar os culpados nessa hora. Mas, é obrigação, sim, eliminar cada “amarelão” que pisou naquele gramado, naquela fatídica noite, que por sinal, era meu aniversário, que presente FDP. E o momento é agora, e acho que o Felipão sabe disso, porque teremos as malditas eleições em janeiro 2011, e se esperarmos para buscar reforços, dispensar as tralhas somente depois de conhecermos o novo-velho presidente, o ano já estará perdido. Sabemos da força, ainda que virtual, dos blogues palestrinos, e devem, sim, cobrar da Comissão Técnica e da Diretoria, um Planejamento Já!(Contratações e Dispensas). Chorei, não apenas pelas imagens do Japinha, não, chorei ao ver incontáveis palestrinos, com as cabeças baixas, reduzidos a pó, quase 1 hora depois do apito final. Essas imagens ficarão marcadas para sempre. Desculpe-me, oras, parabéns pelo texto e, parabéns por nos representar diante dessa NAÇÂO, a única pela qual realmente daria minha vida. O Brasil me hospeda, o Palmeiras é o meu universo.

  • Edna

    Desde a noite fatídica que estou sem reação. Os adversários riram, eu falei um monte … dei todas as desculpas para o que aconteceu, ainda não havia chorado. Incrivel, com esse texto parece que cai agora na real e chorei!!!

  • Sandro

    Revolta, ódio, indignação contra essa corja mesquinha que administra e apequena o Palmeiras. Ficaram sabendo que teve dirigente esperneando contra as obras da Arena simplesmente porque eles iam perder a vaga do estacionamento??? São esses tipos perniciosos que fazem do nosso Palmeiras um time grande com alma de pequeno. Minha vontade é pegar em armas e expulsar esses coronéis que pensam que o clube é latifundio deles!

  • Andréia

    Quanta dor …………………………………
    Tânia não consigo escrever nada nesse momento, a única coisa que sinto é muita dor no coração.