PALHAÇADA, SIM SENHOR!!

Não me lembro bem  quando foi que a imprensa esportiva começou a perder o seu brilho, para mim. Como torcedora, eu costumava acreditar piamente nas notícias que saíam nos jornais, revistas, e nas que eram dadas nos noticiários e programas esportivos.
.
Quando o Palmeiras foi contratar Evair, na década de 90, eu me lembro de a imprensa esportiva  ter anunciado que ele estava “bichado”, tinha uma hérnia de disco e não ia poder jogar futebol muito bem. E, para confirmar, lá foram os repórteres entrevistar o presidente do Guarani, Beto Zini. E o dito cujo falou horrores sobre as possibilidades de Evair praticar futebol. Não me lembro de ter ouvido a versão de Evair a respeito do assunto. “Comprei” a ideia que a imprensa me ‘vendeu’, de que o meu time estava fazendo uma péssima contratação e fiquei muito brava com o Palmeiras! Como poderiam contratar um jogador com um problema de coluna? Nem preciso dizer como a “hérnia de disco” fez gols e aterrorizou as defesas adversárias, né?
.
Em Dezembro de 93, eu estava em Cabo Frio. Ao passar por uma banca de jornal, me deparei, assustada, com a notícia da venda, concretizada, de Evair para o futebol japonês. Me lembro de ter lido os valores da transação, o tempo de contrato. Voltei para o apartamento desolada e chorei. Como o Palmeiras podia ter vendido o meu ídolo? Nos dias que se seguiram, eu não consegui deixar de sentir aquela pontada de tristeza, a cada vez que me lembrava do fato. Voltei para São Paulo e, maravilhada, descobri que era tudo mentira. Evair continuava “lindo”,”loiro” e “japonês”, no Palmeiras.
.
A partir desse dia, depois de amaldiçoar o jornalista carioca, deixei de acreditar em tudo que lia ou ouvia dos profissionais da imprensa esportiva. Foi então que comecei a perceber a falta de ética; as informações distorcidas, a lei dos dois-pesos-e-duas-medidas; o “vale-tudo” para fazer notícia de qualquer maneira, a forma diferente de tratar “esse” ou “aquele”. Dependendo do clube, uma brisa, aos olhos da imprensa, virava um ‘furacão’; enquanto que, em outros clubes, ela se omitia e fingia não notar um ‘terremoto’. Fui aos poucos, percebendo também, que o Palmeiras não sabia e não  sabe lidar com isso, não prepara seus jogadores para as “armadilhas” das perguntas capciosas, que não têm outra intenção, senão a de causar desconforto, constrangimento e conturbar o ambiente do clube. Falta aos homens do Palmeiras ter  postura  e atitude que façam com que a imprensa respeite mais o clube; falta reagir, desmentir publicamente os tais “profissionais, quando necessário for.  Mas eu sei que essas são duas coisas distintas. A falta de ética da maioria dos profissionais da imprensa esportiva existe e independe da postura dos dirigentes do meu time. É do caráter de muitos.
.
O tempo passou e seria impossível citar aqui todos os deslizes desse pessoal, que se acha tão acima do bem e do mal. Que gosta de provocar as polêmicas, para ter  a pauta do dia, para conseguir audiência, vender jornais, ter muitos acessos na internet, essas coisas. E a massa de manobra sempre é o torcedor, que nem se dá conta de quantas vezes já foi enganado por determinados “profissionais”, principalmente, no que se refere à contratações. Se cada um de nós puxar pela memória, vai lembrar de um espertinho anunciando jogadores que nunca chegaram, mas que os deixaram mais conhecidos e bombaram’ seus blogs com milhares de acessos, graças aos falsos “furos” publicados.
.
E são inúmeras as histórias de xingamentos, ofensas a clubes e torcedores; de ódio  insuflado entre torcidas rivais, apenas para promover algumas partidas e aumentar a audiência de seus programas; sem contar as provocações, o desrespeito aos clubes e seus torcedores… E ai daquele que ousar bater de frente com os “deuses” (eles acham que são) da (des)informação… (Na próxima postagem vou falar dos deslizes desses torcedores dos microfones).
.
No Palmeiras a gente conhece muito bem como funciona isso. Para a imprensinha, o Edmundo do Palmeiras, era marginal;  o Edmundo que jogou nos gambás precisava de ajuda psicológica; Muricy nos bambis era ranzinza, Muricy no Palmeiras era grosso, mal-educado (bastou sair do Verdão que esqueceram dele); Obina no Palmeiras era gordo e um grande comedor de acarajés; Ronaldo, com uns 100 Kg a mais que Obina, está apenas fora de forma; Felipão, sem contrato, era o melhor técnico do mundo e unanimidade para dirigir a seleção; Felipão de contrato assinado com o Palmeiras, é decadente, não fez nada no Chelsea (mas já tinha comandado o clube inglês quando o queriam na seleção, não é mesmo?) ; Marcos, com 37 anos, tem que se aposentar, está no fim da carreira; Rogério Ceni, com os mesmos 37 anos,  mais velho alguns meses, nunca tem seu nome ligado à aposentadoria; Valdivia  fica descontente com uma substituição, e é acusado de não respeitar o técnico (a imprensinha ficou dias tentando aumentar as consequências do fato); Ganso enfia o dedo na cara de Dorival Junior e se recusa a ser substituído e é considerado raçudo; os bambis com 47 pontos no brasileiro, brigam por vaga na Libertadores; o Palmeiras com os mesmos 47 pontos, não tem mais chances e precisa vencer  a Sulamericana,  para conseguir a tal vaga… Daria para escrever um livro das imbecilidades e da má-fé desses senhores que tiravam notícias de um twitter fake do Mago, lembram?
.
Nem mesmo aqueles dois, não sei se ignorantes, por não saberem o que é uma fibrose, ou se metidos a espertalhões, por insistirem no assunto, Bruno Bernardi (CNT) e Raphael Prates.(Rádio Globo). Mesmo o Palmeiras e seu Depto Médico tendo anunciado que Valdivia não possuía nenhuma nova lesão e, sim, uma fibrose, lá foi Bruno Bernardi (que no começo do ano foi tão criticado pelo torcedor palestrino, pelas  notícias de contratações que nunca aconteceram) dizer a Felipão que o médico teria dito que o craque tem uma nova lesão. Felipão respondeu que o médico “não falou merda nenhuma”.  E a impren$inha achou um horror. Depois, em seu twitter (ele já apagou o tweet), o jornalista, feliz (para decepção dos que o admiravam), se vangloriaria da façanha.  Que infantil…
.
.
Na coletiva após o jogo entre Atlético/MG e Palmeiras (jogo esse em que a arbitragem decidiu o placar, jogo em que pela primeira vez no futebol, o juiz voltou atrás, na marcação de um pênalti, favorável ao Palmeiras, baseado em um impedimento não assinalado em momento algum; jogo em que o Palmeiras, disputando vaga na semifinal, foi muito prejudicado, sofrendo o empate, com a marcação de um pênalti inexistente) Felipão estava irado, com toda a razão, pelo que tinha acontecido em campo. Num desdém absurdo, a imprensa deixou de lado todos os erros da arbitragem e, o tal Raphael Prates, como se tivesse caído de um disco-voador e nem tivesse acompanhado a partida , foi perguntar de… VALDIVIA!! Queria saber o motivo dele ter entrado apenas no segundo tempo e ter sido substituído aos 35′. SERÁ QUE TEM QUE DESENHAR PRÁ ESSA GENTE? Acho que não… Eles querem mesmo é sugerir aos seus ouvintes que Felipão  escala o Mago quando não deveria e que o Depto médico não está cuidando direito do atleta. Felipão se irritou, com razão, e disse que eles estavam de palhaçada. E se dirigiu a um deles dizendo que ele era o mais palhaço de todos. Penso que Felipão, ainda que esteja certo no que diz,  deveria ter guardado o adjetivo com ele, mas também penso que não houve motivo para todo esse escarcéu e para o corporativismo que vimos nos dias que se seguiram.
.
E, para aproveitar o momento de se promover às custas do Palmeiras e ganhar os holofotes,  no último sábado (30/10), na partida Palmeiras x Goiás,  os repórteres foram trabalhar à caráter. (Jogo em que o Palmeiras, diga-se de passagem sofreu dois gols em impedimento, que a imprensa não “viu”! )
.
O ‘circo” está armado, amigos. Vejam a imagem, anotem os nomes e me digam se o Felipão não tem razão. ACHO QUE NEM PRECISAVAM DE UM NARIZ VERMELHO PARA QUE SOUBÉSSEMOS DISSO.
.

Fredy Jr., Quartarolo e  Márcio Spimpolo (Jovem Pan)
Luiz Henrique Gurian (TV Gazeta)
Raphael Prates (Rádio Globo)
Eduardo Afonso e Conrado Giulieti (Eldorado/ESPN)
Márcio Torvano (105 FM)
Leandro Boudakian (Transamérica)
Carmona (Transamérica)
Zeca  e Isabela Pagliari (Esporte Interativo)
Ricardo Martins (105 FM)
Bruno Bernardi (CNT)
Anderson Cheni (Capital)

.

Mas que ninguém se esqueça, ESTAMOS COM FELIPÃO PARA O QUE DER E VIER! Todas as vezes em que o Palmeiras está perto de conquistar um título, a impren$inha dá um jeitinho de conturbar o nosso ambiente. Não querem que ganhemos a Sulamericana, porque vai faltar vaga para “alguém” no campeonato brasileiro…
.
É o nosso momento, palestrino! Vamos fechar com o Felipão e com quem quer que vista a nossa camisa! Isso inclui Rivaldo, Luan, Dinei, Tadeu, Patrik…  AQUI É PALMEIRAS, PORRA, E TEMOS UM TÍTULO A CONQUISTAR!
.
♬ ♫ Ô Felipão, eu também acho, que na imprensa tem um monte de palhaço!!!! ♬ ♫
  • Alex

    E se tivesse a oportunidade queria q o Felipão confirmasse essa amizade: http://twitter.com/#!/BrunoBernardi/status/29252496599

    Eles (esses jornalistinhas) são um bando de babacas.

  • Muito bom texto, Tânia…

    O duro depois é aguentar esta imprensinha dizendo que o torcedor diz isso porque é “PASSIONAL”…

    oras bolas!

  • abcout

    Matou a pau, Tania.
    São palhaços, no pior sentido da palavra, principalmente o tal de Bernardi (olha a cara de babaca do invidíduo).
    O que me admira é ter no meio deles uns reporteres experientes(ou velhos) que deviam se aposentar e não se prestar a isso.
    Eu não vi em nenhum veículo de comunicação, qualquer menção dos gols impedidos do Goiás, engraçado né.
    No mais, estamos com Felipão contra tudo e contra todos.

  • É utopia acreditar que a imprensa é imparcial. Isso não existe, há sempre uma motivação implícita em todos os veículos e atrás de todos os microfones. É triste, não faz sentido, mas é essa realidade. Eu não vou defender os dois jornalistas citados porque eu não os conheço nem sei nada do trabalho deles, mas sei que existem sim muitos jornalistas esportivos sérios e que a ‘classe’ não merece a genealização nem o estigma de imprensinha.

    • Tem razão, Bruna. E a ideia não é generalizar, tanto que alguns nomes foram citados e, na continuação, da qual falo no texto, todos os nomes serão ditos. Acredito que as pessoas sérias do jornalismo esportivo não se veem em momento algum, nas linhas que escrevi. Essas, sempre serão respeitadas.

      Obrigada por acessar o Blog.
      Tânia “Clorofila”

  • Hehehe

    Oi Tânia, adorei a musiquinha…rssssss

  • Loh

    Mandou bem, Clo.
    Esses merdas acham que são algo mais que palhaços? Mais hilário foi um deles querer pedido de desculpas do Felipão.
    Que eles saibam: Big Phill é Deus. QUe mexe com Deus corre sérios riscos.

    Como se não bastasse, a Folha.com divulgou uma matéria(anônima) na internet onde o Deola teria dito: ‘pra voltar a ser titular, o Marcos terá que jogar melhor que eu’. O Deola solicitou pelo twitter que a Folha retificasse a matéria, pois ele não disse isso. Agora me respondam se não são palhaços que fazem uma idiotice dessa. Aliás, acho que saíram do ‘status’ de palhaço para bandidos há tempos.

    ESTAMOS COM FELIPÃO, SIM !!!

  • @DuduCuri

    Como sempre um ótimo texto, só não entendi um coisa da foto, porque só agora os repórteres estão vestindo seu uniforme de trabalho??? se eles quiserem posso jogar uma torta na cara deles….. como Tania disse, não devemos generalizar, existe alguns que trabalham com seriedade, mas acredito que muitos são atores frustrados querem aparecer que qualquer modo…

  • mifaquim

    Eles enfim vestiram seus uniformes… e esse nariz de palhaço caiu muito bem em todos eles!
    É uma vergonha o que fazem com o nosso PALMEIRAS…
    A torcida palmeirense está com o Felipão, e contra esses palhaços.
    Quero ver o tal do Bruno Bernardi ter coragem de aparecer nos dias de jogos no estádio…
    Ele que vá com esse narizinho de palhaço!!!

    ♬ ♫ Ô Felipão, eu também acho, que na imprensa tem um monte de palhaço!!!! ♬ ♫

  • Gostei..excelente texto hehehe

  • 😀

  • Li (palestra

    Excelente texto, com excelentes informações. Precisas. O que mais me incomoda é ver os palmeirenses acomodados. Textos como o seu, deveriam estar na comunidade do Palmeiras.

  • Renan(@NananRe)

    Trupe de merda!!! Modinhas do Caralho!!!! #EstamosComFelipão #Twitpigs

  • Maluquinho

    Há muito tempo que eu parei de seguir os palhaços. Pra não falar que não leio nenhum desses aí, de vez em quando leio o globo.com, mesmo assim dou preferencia à mídia palestrina. No que depender de mim, essa corja vai passar fome…

  • Nayara

    Nossa Tania você falo tudo que os palmerenses querem dizer ! Pena que eles não leem isso =
    Bom o que importa é que apesar de tudo o time ta bem e a torcida tá mais unida do que nunca pra apoiar o Felipão !!
    #EstamoComFelipão
    #Twitpigs