PALESTRINOS, SIM SENHOR!

FESTA-NO-PALESTRA

“Ninguém é igual a ninguém. Todo ser humano é um estranho ímpar.” – Carlos Drummond de Andrade

 

Todas as vezes em que o Palmeiras tropeça, um problema  vêm à tona. Não seria diferente agora que perdeu um clássico. É sempre a mesma coisa. Uns reclamam do time, outros da diretoria, alguns do técnico ou da torcida, há aqueles que reclamam de todos ao mesmo tempo… Mas existe um outro tipo: os que reclamam dos que reclamam.

Como se fosse possível para o torcedor, ver o time perder gols, jogos e títulos sem se aborrecer, sem manifestar seu desagrado… Eis que surgem os arautos quantificadores da palestrinidade alheia! Esses mesmos, que vivem criticando o torcedor organizado (que bate no peito e, equivocadamente, se acha mais torcedor que os outros), agora fazem exatamente a mesma coisa. SE PROCLAMAM MAIS TORCEDORES QUE OS DEMAIS!! No alto da sua insensatez, começam a tipificar o torcedor como “mais”, “menos” ou “não” palestrino. Como se houvesse maneiras de se medir o amor que cada um sente pelo Verdão… Alguns chegam às raias da estupidez de chamar de bambi, aquele que quer ganhar títulos!! À PUTA QUE PARIU, COM ESSA BABOSEIRA!

Tudo começa com o cara que é amigo de “não sei quem”  e, por isso, tenta enfiar na cabeça do torcedor, que ele tem que se contentar só com a possibilidade de competir, que não pode cobrar a diretoria, senão Mustafá poderá voltar ao poder. E aí vem os amigos do amigo de “não sei quem” e, pronto! Está institucionalizada a babaquice! Babaquice que menospreza até a geração mais nova, que chamam de Geração Parmalat.Como se ter 20 anos ou menos, fizesse alguém ser pouco palmeirense.

E os dedos vão sendo apontados na cara dos torcedores. Os rótulos vão sendo usados! Nossa torcida, sendo dividida em grupos, tribos. ‘Sofá’, ‘amendoim’, ‘organizada’, a do “eu sou melhor que você”, ou a do “eu fui em mais jogos do que você”, “eu faço que não vejo os erros da diretoria”… uns segregando aos outros.  IMBECILIDADE NO MAIS ALTO GRAU!!Imbecilidade que já chega aos fóruns da mídia palestrina (ditos como populares), que agora também separam torcedores. A mensagem por trás de atitudes como essas é: Ou você fala o que gostamos de ler e ouvir, ou não faz parte da “tchurma”. E SALVE A LIBERDADE DE EXPRESSÃO!!

Oras! Todos sabemos das glórias da nossa camisa, da grandeza do Palmeiras que foi construída por um sem número de craques que a vestiram. Nos orgulhamos disso, claro! MAS QUEREMOS GANHAR TÍTULOS, SIM! QUAL É O PROBLEMA? QUEREMOS VER NOSSO TIME MELHOR QUE OS OUTROS!!! QUEREMOS BONS JOGADORES VESTINDO O MANTO! QUEREMOS O TIME JOGANDO BEM!! E vamos reclamar em todas as situações, e com todas as pessoas que, porventura,  coloquem o Palmeiras longe disso. Não é porque os torcedores, algumas vezes, reclamam (agora falo por mim) do técnico, da diretoria, que os quer fora do Palmeiras. Não é porque detestamos Mustafá Contursi  e gostamos de Belluzzo,  que teremos que dizer amém ao amadorismo que vemos em algumas atitudes da diretoria . EM PRIMEIRO E ÚNICO LUGAR ESTÁ O PALMEIRAS!  SEMPRE!

Alguns acharam que o Verdão massacrou no clássico, pois teve o domínio de jogo, pressionou e que a vitória não conseguida foi apenas um detalhe. Outros, reclamaram do time ter tido 80 minutos de domínio e não ter tido competência para marcar um único gol, diante de uma equipe que se acovardou e desistiu de jogar. Duas verdades para uma mesma situação… E como as pessoas não são iguais, cada qual escolhe a definição que achar condizente com o que pensou, viu e sentiu durante a partida. Se neguinho não pode reclamar porque vai queimar o filme lá pros lados da Turiassu, o problema é dele! Não fossem todos os títulos e campeonatos que o Palmeiras conquistou, a história contada seria outra. Sem as conquistas e os canecos, muitos dos grandes jogadores que vestiram as nossas cores, talvez nem fossem mais lembrados. Temos uma sala só para os nossos troféus. Todos, igualmente, se gabam do título de Campeão do Século, que o Palmeiras possui. Título que conseguimos graças à quantidade de campeonatos conquistados. ENTÃO NÃO VENHAM DIZER QUE QUEM GOSTA DE TÍTULOS É BAMBI! QUEM GOSTA DE TÍTULOS É TORCEDOR!! Apenas isso.

Perder uma partida, um campeonato, é uma frustração prá todos. Cada qual lida com isso da maneira que sabe ou da maneira que pode. Uns assimilam bem, outros nem tanto e há os que não sabem lidar com isso de jeito nenhum! QUAL É O MAIS PALMEIRENSE ENTRE ELES?  TOOOOODOOOS!! Igualmente. Desde o chamado corneta, passando por aquele que se mantém mais ponderado, até as famosas “Alices” do País das Maravilhas (que fingem uma felicidade que não sentem), não há um único torcedor que não tenha apoiado o Palmeiras em 2009, ou que não esteja apoiando  em 2010. A casa cheia no primeiro jogo do Paulistão, depois da imensa frustração no Brasileiro, foi mais uma prova de amor (dentre tantas), que a Que Canta e Vibra deu ao Verdão.

Quando o Palestra está cheio, cantando, empurrando o time, todas essas pessoas estão misturadas. No meio dos organizados está cheio dos chamados ‘sofás’. No meio dos que se acham palmeirenses “de verdade”, há um monte  de outros, que se acham tão palmeirenses quanto. Crianças, jovens e velhos, homens, mulheres, cada um tem uma única  classificação: PALMEIRENSE! Quando o grito de gol explode da garganta do palestrino, ninguém sabe identificar qual é o grito  do torcedor que vai em todos os jogos e qual é o daquele que se maravilha com a primeira vez no estádio… O grito é o mesmo, é um só! O amor também é só um! Tenha 5, 50 ou 100 anos… Seja organizado, comum, sofá, amendoim, ponderado, reclamão, corneta, “Alice”, ou que nome mais quiserem dar…

Somos, ou deveríamos ser, uma Nação… A Nação Alviverde! Patrimônio incalculável e inestimável da Sociedade Esportiva Palmeiras, nosso time tão amado, pelo qual  até morreríamos, se preciso fosse…

  • pois eh Clorofila..ótimo texto..
    é bem por ai que a coisa funciona..
    falta união no Palmeiras..tanto na torcida, qnto na politica..
    precisamos é de pessoas como vc que enchergam a situação
    e conseguem tirar algo positivo e pq não inteligente no meio da loucura..
    Parabéns..concordo com 98,5% do seu texto !!! rsrs

  • bru_nogueira

    Concordo com tudo!
    A opinião de cada um tem de ser respeitada, mesmo que não concordamos com ela! Afinal de contas, antes de mais nada somos todos Palmeirenses, e isso tem que nos unir!
    Parabéns pelo texto, seu blog é foda x)

  • Mauro

    Você foi cirúrgica nesse texto Clorofila!

    Conforme comentei com você no twitter, há um tempo atrás houveram membros da midia palestrina que se auto proclamaram mais palmeirenses que os outros que se indignavam com a perda do título do BR09. E você foi perfeita em enfatizar que querer títulos não é coisa de bambi e sim de torcedor…

    Tá parecendo um bando de filho invejoso querendo ser o preferido do papai palmeiras… eu sou mais palmeirense que você…. blahhh bando de mala!

    Somos Palmeiras, conhecemos nossa história e nossa grandeza, sabemos que não podemos entrar em Campeonatos só pra competir… Como disse o Belluzzo, o Palmeiras tem que entrar sempre para vencer e ser campeão!

    Temos o direito de cornetar pq cornetamos por amar nossa querida Sociedade Esportiva Palmeiras…

    Se você ama como eu, então somos todos iguais! Somos Palmeiras e o Palmeiras é cada um de nós! Isso é um ponto de união e não de rachas!

    Acima de tudo vai palmeiras!

  • Aline Reys

    É isso, Todo Palmeirense tem as mesmas razões e sentimentos.. O importante é amar ser Palmeirense e respeitar sem tanta desigualdade.. Porque a Sociedade Esportiva Palmeiras é muuito + que união, é a razão pra nação alvi-verde ter orgulho de dizer/cantar :
    Palmeiras minha vida é vse ! ♥

    EM PRIMEIRO E ÚNICO LUGAR ESTÁ O PALMEIRAS ! SEMPRE ! =)

    Beijooos Tânia, e agradeço por demonstrar essa realidade !

  • Mari

    Belíssimo texto. Emocionante. Infelizmente, por circunstâncias da vida mesmo, ir a estádio é algo que pretendo ainda, e muito. Mas o coração aperta aqui mesmo, sofro, choro, me revolto e espero… Sempre espero…
    A última vez que fui ao campo ver meu Palmeiras, foi naquela fatídica final da libertadores, onde o boca ganhou nos pênaltis… Minha filha estava com 10 anos e foi a primeira vez que vi minha filha chorar por horas seguidas com o rosto na bandeira do Palmeiras… Chorei junto, sofri muito. Sofri duas vezes: pelo time e pelo sofrimento da filha.
    Eu sou a torcedora “sofá”, fico mais calada diante das coisas. Gosto de ver, analisar… Graças ao twitter hoje posso ser muito mais bem informada…
    Não estou nos jogos, mas o coração e a energia sempre estão… Ainda quero participar lá com a torcida, me emocionar e gritar com o coração.
    Minhas opiniões são aquelas da maioria: diretoria, falta de bons jogadores e por aí vai…
    Vamos em frente, vamos amando e acreditando no nosso amado Verdão.

  • Sensacional seu post.
    A augenia chegou à torcida !
    Só quem nasceu antes da era Parmalat, nunca reclama de nada, vai a TODOS os jogos, sem excessão, pode ser chamado de palmeirense ! O resto tem que aprender com os arautos quantificadores da palestrinidade alheia (ótimo nome) como se torce direito. Gentalha !

    Como se o palmeirense não tivesse nada melhor pra se preocupar.

  • Tânia… Brilhante texto, como sempre, com muito brilho e inspiração.

    Palmeirense só tem a definição correta e coerente: Palmeirense… Mas sempre teve isso, de “ser mais palmeirense que fulano”, “ah, eu vou em estádio e você não vai”, “torcedor de sofá”, entre outras definições.

    Sabe, eu não nego de forma nenhuma, que eu sou palestrino e discordo de outros palestrinos, que escrevem, falam ou gritam absurdos por aí… Não vou esconder que não simpatizo com a “turma do amendoim”, embora que ás vezes, concordo com algumas opiniões… Mas isso não mexe de forma nenhuma com o respeito que eu tenho com o meu semelhante palestrino. Respeito é bom e reciproco!

    O Palmeiras sempre estará acima tudo isso!!!!!

    Beijo Clô

  • miyudo

    Ótimo texto. Concordo em gênero, numero e grau.

  • Loh

    Muito bom,Clo!
    Engraçado esse ‘achismo’:sou mais palmeirense que vc.É ridículo
    Aqui em Goiânia tbm tem disso e é dividido assim: quem vai mais ao Palestra que outros.Então, pra esse tipo, eu não sou palmeirense.Nunca fui ao palestra,infelizmente!
    Mas é como eu disse pra uns e outros aqui: pau no cu de qm se acha mais palmeirense que eu ou qualquer outro que nunca tenha ido ao Palestra Itália.Pau no cu de qm pensa que pode medir o amor que eu sinto pelo Palmeiras!!!!

    Perfeito texto,Clo..mandou bem(só pra variar..rs)

  • Concordo.
    Depois do ano passado,jurei que não seria mais tão Palmeirense.
    Não consigo.Acompanho mais do que nunca, sofro.
    Mas é isso aí…tudo pelo Palmeiras.
    ótimo texto!

  • Eita menina que escreve bem e o que é melhor…. sem medo de nada e muito menos de ninguém.

    Tenho muito orgulho de vc Tânia que é sem dúvida uma pessoa totalmente especial e dosada de uma inteligência impar onde realmente faz falta na classe jornalistica esportiva onde muitos se ” acham ” e não sabem um terço o que vc está smpre á frentes deles.

    Parabéns mais uma vez minha amiga.

    Marcello Lima

  • Helena Bastos

    Concordo 100% com o que você escreveu Clo. Tem tantas pessoas mais preocupadas com o “status” dela de ser mais torcedor do que outros e não ajuda, acrescenta NADA para o nosso Verdão! Acho que já passou da hora de nós Palestrinos nos juntarmos e mostrar a nossa vontade de ver o Palmeiras cada vez maior e melhor! Deixar de se preocupar em quem ama ou deixa de amar mais, como você disse, é impossivel quantificar (não sei se essa palavra existe, desculpa =D ) o amor que cada um sente pelo o Palmeiras! E mesmo não gostando das TO’s eu devo dizer que demorou, mas finalmente as TO’s do Palmeiras se juntaram e o resultado ficou LINDO! Do jeito que tem que ser, todos juntos apoiando o nosso Amor em comum, que é o MAIS importante! Essa é a minha humilde opinião sobre o assunto!

    e parabéns mais uma vez pelo texto… MUITO BOM!

    beijos

  • Andreia

    Agora é hora de união entre organizadas, comum, amendoim o que importa é o amor que sentimos pelo palmeiras.
    Tânia estou muito contente porque o verdão vem jogar aqui em Bragança domingo, que bom poder ver meu palmeiras de perto sem precisar pagar moto boi p/ comprar ingresso p/ mim ( Tânia lembra? rsrsrsrs)
    Beijos verdes.

  • Palmeirense “é tudo farinha do mesmo saco”, não existe nem mais, nem menos, nem melhor, nem pior. O que de fato existe e não podemos negar é o palmeirense BURRO! Aquele que assiste ao jogo aberto, esporte espetacular e afins e não sabe distinguir o certo do errado, o Dr. Osmar do Belluzzo. o preto do branco. E dentro de todo esse leque de torcedores sempre há os que se deixam influenciar, que não tem opinião própria. Seja o organizado que se submete à bater em jogadores, seja o de sofá que concorda com as babaquices do Neto, seja o de estádio que paga o ingresso mais caro do Brasil pra ir vaiar o time.
    Eu sou da geração Parmalat, com muito orgulho! Vi com 9 anos, o que meu irmão demorou 20 pra ver. Apesar de ter crescido vendo o Palmeiras ganhar de tudo e de todos, tenho consciência que futebol é cíclico.
    Apesar de todo esse negativismo que nos ronda ultimamente (gerado pela impren$inha e propagado pelos burros que citei acima) estou gostando MUITO dos rumos que o Palmeiras está tomando.
    Te juro, prefiro ficar mais alguns anos sem ser campeão e ver que o Palmeiras se encaminha para uma super potência do futebol sul-americano em termos de estrutura. Pra ser um clube de ponta tem que ter pilastras fortes, e nós só continuamos dentre os grandes graças ao passado glorioso e à essa torcida que, apesar das exceções, está pronta pro que der e vier. Se fosse na europa, hoje, temo que mal estaríamos com as portas abertas – graças ao nefasto.
    O Palmeiras se encaminha à passos largos para ser o primeiro clube “europeu” do continente. Isso é o que realmente importa! Chega de ser campeão, desmontar o time e começar tudo do zero! Quando chegarmos a um ponto culminante de competência dentro do clube – e isso não está longe de acontecer, basta dar mais uma “limpa” nessa cambada de sangue-suga – os títulos virão aos montes. E aí, não mais importará de qual segmento o tercedor é, pois, seremos todos Palmeirenses.

  • Confesso que essa é a primeira vez que posto aqui.

    Um belo dia, há muito tempo atrás, em um período em que eu estava particularmente enojado de certas atitudes do Cruz de Savoia, se eu nao me engano esse blog se posicionou do lado dele (nao me lembro a ocasiao). Isso foi o suficiente para eu excluir este blog da minha lista de favoritos, tanta era minha aversao ao tal Cruz de Savoia.

    So contei essa breve historinha pra dizer que por uma besteira dessas eu devo ter perdido mais de um ano de bons textos a respeito de nosso Palestra.

    Entrei aqui hoje e confesso que este otimo texto abriu meus olhos para a besteira que fiz ao excluir este blog dos meus favoritos.

    Parabens pelo texto, e particularmente pela sensatez ao analisar a segregação que foi criada no PTD esta semana!

  • Marta

    O problema é quem aqueles que só reclamam, reclamam, reclamam… não sabem analisar, não sabe debater, o intuito é falar mal do Palmeiras.

    Palestrino76, sou moderadora do PTD, se o texto teve alguma intenção de criticar o que está acontecendo lá, vai o que eu acho, de inicio fui contra o fórum novo onde estamos filtrando os usuários que nunca deram problemas, mas depois de ver usuários que não postavam no fórum a mais de 6 meses, postar, passei a apoiar a idéia, infelizmente tem uma mulecada que deveria saber mais da história do Palmeiras, até mesmo saber um poquinho mais de futebol, e saber por exemplo que um muleque de 18 anos que assume a camisa do principal e entra num Palmeiras x Corinthians pode sentir, pode não render o esperado, o erro não é dele, mas não para muitos o muleque já não serve para o Palmeiras.

    Somos todos Palmeirenses sim, mas eu por exemplo não sento junto com uma determinada TO nem se pagarem para mim, viu cada um torce do jeito que acha, se está certo ou errado não sou eu que vou dizer.

    Beijo Clo, sorte no jogo hoje 🙂

  • Como pude ver, Henrique, Bru, Mauro, Aline, Mari, Fábio, Diego, Miyudo, Andréia (que sofre tanto por ser uma torcedora distante), Helena, João, concordam comigo e entenderam o propósito desse assunto. O Marco (que mora lá no Japão), concorda também, e dá razões para essa diferença tamanha de postura e opiniões.
    Já o Palestrino, me mostrou uma coisa interessante. Ele simplesmente deixou de ler o meu blog, porque achou que eu estava “do lado” de alguma pessoa da qual ele não gosta. De uma certa forma fui discriminada. Nem me lembro da situação à qual ele se refere. Mas acho que devo ter concordado com alguma opinião do Blog citado e, por não ter me expressado corretamente, lhe dei uma impressão errada. Amigo, não estou do lado de ninguém.
    Como eu já escrevi no texto acima. Não há “lado”, que não seja o do Palmeiras. Apoio a diretoria atual, respeito e admiro Belluzzo, mas continuo do lado do Palmeiras. E a única coisa que faço questão é que as minhas opiniões nesse blog sejam pautadas única e exclusivamente no que acredito e sinto, como torcedora que sou.
    A Marta (que é minha amiga) é moderadora do PTD e sabe que, qualquer crítica ao fórum em questão, nada tem a ver com ela. Como eu afirmei anteriormente, acho sim, errado, que um fórum popular faça diferença entre os torcedores, apenas porque alguns se aborrecem com o que é postado lá. Prá falar a verdade, achei horrível, quando soube.
    A Marta diz que não senta na arquibancada com quem não quer. É um direito dela e de cada um de nós. Mas o que não podemos é “apontar o dedo na cara” um do outro, e dizer que aquele que fala mal da diretoria quer a voltade Mustafá, quem critica o time é bambi, ou menos palmeirense. Chega de rótulos!! Ninguém pode medir o amor que cada um sente pelo Palmeiras.
    Ainda que alguns tenham motivos muito pessoais prá isso, eu prefiro dizer que a diferença está em como as pessoas sabem lidar com as frustrações. E seja corneta, “Alice”… cada um tem o direito de ser torcedor do jeito que sabe e quer! Podemos não concordar, mas temos que respeitar!

    Saudações Clorofiláticas

    .

  • Elizabeth Rainha

    Acho que ser Palmeirense é nosso diferencial. Mostra uma torcida que , infelismente, está acostumada a adversidades sem perder o amor o TIME. Estamos numa fase triste, onde nada parece dar certo, todos os esforços caem por terra, menos nosso amor, nossa coragem de acompanhar esse time, vá ele onde for, seja nos estádios, pela TV, Internet, rádio mas estamos sempre juntos.
    O que me decepciona é perceber que entre milhões de Palmeirenses, há os que falam com desdem de seus compatriotas, brigam entre si, se humilham e disputam ferozmente,ser o melhor.
    Já somos os melhores, torcemos para um grande clube, temos representatividade, estamos na midia ( muitas vezes para por mais fogo ainda nessa bomba ) diariamente.
    Reclamamos das perdas, queremos títulos, bons jogadores, gente de fibra, raça, que sintam orgulho em vestir esse manto sagrado,recebam para isso e nós que vestimos o manto de graça por amor, nos damos o direito de cobrar e temos a obrigação de apoiar.
    Chega de criar partidos dentro de nossa torcida, vamos sim, todos juntos, numa única voz, entoar nosso hino.
    Seja qual for sua forma de dizer: sou da Mancha, sou da TUP, sou da Savóia, sou Palestrino, sou corneteiro, sou da turma do amendoin, diga assim: “sou PALMEIRENSE”.
    Isso sim é o mais importante, que qq outra forma de se identificar. É motivo de orgulho!!!

  • EdinhoDF

    Parabéns pelo texto.
    Saber conviver é básico para vivermos em paz
    O que se fez em outro fórum foi segregar amigos de amigos com interesse na vaca SEP e misturar com uns manezinhos
    Queremos um time campeão o resto agente vê depois.
    Se continuarem assim de tratados com discriminação na impren$$inha seremos tratados com dó.
    E decididamnete isto não tem nada aver com nossa história
    Vamos vigiar por um Palmeiras melhor sempre

  • Marta

    O outro fórum tem nome, não precisa ficar com essas indiretinhas não, pode falar, no PTD… antes das criticas ou julgamento seria bom se informar melhor o porque tomamos tal atitude, e a cada dia vejo que essa atitude foi acertada, manezinho é quem corneta sem procurar saber da verdade, mulecada que mal saiu da fralda e da xilique se o pedaço de grama não estava como deveria, o legal é xingar time, diretoria técinco, debater pra que né?

    Vou parar por aqui vai.

  • Marta, minha querida, Não escrevi o texto para criticar o Site do PTD. Se você reparar verá, que falo de muitas outras coisas e o novo forum é apenas citado em uma parte do que escrevi. Estou criticando atitudes, várias delas, de diferentes pessoas, e esse novo espaço é uma delas. E quanto à isso, continuo afirmando, achei de um profundo mau gosto a criação de um fórum onde algumas pessoas são impedidas de participar. O PTD só é o que é, graças a todas as pessoas que dele fazem parte, não é verdade?

    Claro que deve haver uma razão para ele ter sido criado; sempre há! E seja ela qual for, não faz com que seja correto existir, num forum popular, um “camarote” (agora já tem outro nome), onde só algumas pessoas, escolhidas, podem participar. É segregação!

    Se você não concorda com o que escrevi é um direito seu e, sinta-se à vontade, para falar tudo o que achar que deve ou queira. Não precisa do “melhor parar por aqui”, não. E poderia ter falado diretamente comigo, hoje, quando nos falamos. Não sei porque não o fez.

    Você diz que os ‘excluídos’ xingam time, diretoria, técnico e não promovem o debate. Em foruns isso é comum, e muitas vezes bastante desagradável. Mas será que todos os que falam asneiras de diretoria, time, estão fora do novo forum?

    Enfim, são as minhas opiniões, nunca disse o contrário. Uns concordam, outros não… Mas eu continuo pensando igual. Jamais escrevo coisas nas quais não acredito.

    Beijo prá você
    Clo

  • Rodrigo Tedesco-NYC

    Oi Tânia

    Te mandei por email tudo o que realmente acho.
    Preferi não postar pra não polemizar no blog.
    Mas resumindo. Tem um palmeirense que é menos palmeirense que todo o resto.
    É o palmeirense que torce pra Mancha e não pro Palmeiras.
    Fora Mancha Verde!!! Funcionários do Mustafa!! Quadrilha de criminosos!!
    Cana pra todos vocês!!! TODOS!!! tem carterinha tem que ir em CANA!! quem anda com bandido é bandido também!!
    Abraços

  • Vagner – S J Campos-SP

    É impossível em numa torcida tão imensa e apaixonada como a nossa não hajam divergências de opiniões, convicções, enfim, de pensamentos sobre a equipe, diretoria e a própria torcida. O problema é que algumas pessoas exageram… se acham os donos da verdade… Essa falta de bom senso ocorre no MP, PTD, aqui (com menos frequência), enfim no mídia palestrina e na política interna, causando em alguns casos discussões ríspidas, mas que no final são por uma única causa: “amor pelo Palmeiras”! OBS.: as atitudes da oposição não se enquadram nessa útltima frase, entre aspas!
    Somos muito apaixonados e não admitimos incompetência, falta de comprometimento e atitude de dirigentes e jogadores.
    Após fiasco contra os gambás não se poderia esperar um extremo mau humor, irritação de todos nós. A cornetagem foi altíssima e os ânimos estavam super-acirrados! Uma derrota dessas normalmente apresenta sérias consequências e isso não é novidade pra ninguém aqui!
    Com todo mundo de cabeça quente não poderia dar coisa boa, ainda mais com essa demora das contratações…

    Basta que cheguem os reforços e o time comece a jogar bem e vencer para que toda essa situação de uns quererem ser mais palestrinos que os outros acabe! Enquanto isso não ocorrer as cornetagens pesadas continuarão existindo até entre nós!

  • Elvis

    Sou da mesma opinião do Rodrigo Tedesco.Ele fazem a exceção, pois colocam sua agremiação em primeiro lugar, deixaram o Verdão em segundo plano.E geralmente suas ações são danosas ao processo político do clube e ao desempenho do time.Eles mesmos se sentem uma casta a parte ,por ex
    expulsando os palmeirenses dos lugares centrais da arquibancada, dez minutos antes do jogo, na base da intimidação e violência,como faziam no passado.Quem quer respeito tem de respeitar.Tenho 52 anos e
    já briguei no estádio depois de ouvir um comentário preconceituoso de um mala que dizia a um nordestino que ele não devia torcer pelo Palmeiras , pois era time de italianos.”O Palmeiras é de quem gosta do Palmeiras”, disse, e o mala se calou.Mas tem de amar o Verdão. Não uma escola de samba ou a própria “turminha”.Ou devia dizer QUADRILHA?

  • Mauricio Lobato

    Uma respostinha à tal Marta, moderadora do fórum do PTD: naquele fórum existe moderação? Sério? Pois já vi pessoas que discordassem da maioria ali presente serem agredidas com palavrões pesados, terem sua honra ofendida, e nenhum moderador mexeu uma palha que fosse para defender o agredido ou suspender o agressor. O motivo dessa aberração? O agressor era amiguinho da moderadora… Ah, e ainda vem posar de equilibrada e justa? Faça-me o favor! Hipócrita!