BAMBIS… ARROGANTES E INCOMPETENTES

Esse espaço é normalmente utilizado para falar do Palmeiras mas, não poderia deixar de comentar a barbárie ocorrida ontem, no Morumbi, na partida  entre Corínthians e São Paulo. Seria apenas uma vergonha, não fossem tantos os feridos. A diretoria do time do Jd. Leonor, arrogante e incompetente; sem um pingo de decência, joga a culpa na parcela mínima de torcedores corintianos que havia no estádio. Marco Aurélio Cunha diz que isso se deve à má conduta dos cidadãos. Chega a ser desonesto. Ora, mas não é a polícia quem deve proteger o cidadão e dispersar os torcedores em caso de tumulto? Não é o dono do estádio quem deve se responsabilizar pelas segurança e pelo que acontece em sua “praça de esportes”? Não foi assim no caso do gás lá no Palestra? Mesmo o laudo apontando o autor da “façanha” para dentro dos vestíários bambis, não foi o Palmeiras o clube punido? E agora vai ficar por isso mesmo? Assim como ficou o caso dos ingressos para o show da Madonna? Prá eles tem sempre uma desculpa?

Se os torcedores que estavam saindo do estádio (que pretende ser uma das sedes da Copa do Mundo!), foram atingidos por uma bomba (vinda do estacionamento e que ninguém sabe quem atirou), tava mais do que na cara que não eram eles quem deveriam ser “contidos”. Deveriam sim ser protegidos.  Tá na cara que não foi torcedor do Corínthians quem jogou a bomba, né? Sendo assim, só resta uma alternativa…

E como é que pode, um torcedor (não importa para que time ele torce) ir a um estádio, assistir ao seu time de coração e sair de maca? Sair com fratura exposta então, é obsceno! Onde estão os responsáveis? É muito fácil jogar a culpa nos torcedores. Isso é o que mais acontece. Há muito tempo que as maiores situações de violência entre torcedores de times rivais, ou entre polícia e torcedores, acontece no Morumbi. E são os propietários do mesmo Morumbi, quem vivem tendo chiliques quando têm que jogar na casa de um adversário. Arrumam mil e um motivos para não jogar no Palestra Itália, por exemplo. Alegam que lá não têm segurança. Os únicos problemas que eles tiveram no Palestra Itália, foram os que eles mesmos “arquitetaram”, como a pilha que atingiu o goleiro farsante e um vídeo ocasional tratou de desmentir. O mesmo aconteceu no caso do gás, onde os diretores do time do Jd. Leonor bradavam aos quatro ventos que queriam punições, rebaixamento, que isso era atitude de time de várzea… Bastou o laudo “colocar” o autor dentro dos vestiários bambis, que o assunto morreu; a diretoria bambi “esqueceu”, o Tribunal deixou prá lá, a impren$inha mudou de foco… E eu pergunto: e se não houvesse o vídeo ocasional desmentindo o goleiro farsante? E se não houvesse o laudo pericial?

Mas agora é diferente. Muito diferente. Tem gente ferida, que não tem nenhuma culpa do bate-boca e do clima-de-guerra ocasionado pelos presidentes dos dois clubes. Esqueceram que além de  torcedores, são agora dirigentes de seus clubes de coração e teriam que agir de maneira a evitar rivalidades exarcebadas. Todo mundo sabia do “clima” que havia entre as duas torcidas, mas o São Paulo, nem assim ofereceu condições de segurança aos torcedores. Some-se a isso o despreparo e abuso da polícia, a “pilha” que a impren$inha colocou a semana toda,  e o que se teve no Morumbi foram agressões, bombas, desmaios, correria, gente pisoteada, pedradas, ambulâncias…e  o saldo de 40 feridos. E tudo isso aconteceu dentro do Morumbi e também nos seus arredores. Vamos aguardar as medidas que serão tomadas e as punições para os responsáveis, se é que haverá alguma punição. Esse é o país que vai sediar a Copa do Mundo e esse estádio sem a menor estrutura e condição de abrigar os jogos, quer ser uma da sedes…

SE A FIFA NÃO ABRIR O OLHO…

 

  • Fernando

    Palhaçada mesmo, apesar da rivalidade todos nós temos que repudiar esses atos de guerrilha. Por mais que eu deteste os curintianos (o torcedor/não as pessoas), jamais poderia concordar com estas barbaridades.
    Que os torcedores “organizados” tem lá seus problemas nós sabemos, mas tudo tem um limite.
    Sobre o gás de pimenta, é lógico que pode ter sido um dos seguranças dos bambis que disparou o spray, de propósito ou não….

  • Tânia. Que texto bonito. Que texto objetivo. Um libelo contra a impunidade Bambi, time para o qual tudo é permitido e que joga sempre melhor fora do que dentro de campo. Uma vergonha!
    Vc antecipou um tema importante que serviria de mote no observatório alviverde. Entretanto, pela perfeição de suas colocações, vou passar batido. Por melhor que eu escrevesse, não conseguiria traduzir tão bem o meu pensamento, nem definir com tanta perfeição o que vc definiu em seu texto, perfeito. È daqueles textos que a gente lê e exclama: “Adoraria ter sido eu o autor desse texto perfeito, magnífico maravilhoso”. Onde é que eu assino ?

  • Aversa

    Bom, entendo que se La Bambinera provou não ser segura para a realização de clássicos, se foi provado que a bomba veio de um setor exclusivo dos pederastas e se no caso do gás mesmo com todas as provas em sentido contrário, o Palmeiras foi punido com a perda de mando, acho que a única atitude coerente a ser tomada é tirar o mando do bambi contra o Palmeiras e passar o jogo pra Prudente ou Ribeirão, com meio a meio de público.

  • Pinho – Bauru, SP

    pois é…. lembro-me que quando os bambis vieram nos enfrentar no ano passado, o Palestra foi taxado como um “barril de pólvora”….. e agora? o que dizer do Panetone?

    são inconsequentes, irresponsáveis!

    saudações alviverdes.

  • Aversa

    Há autorização para a construção do tal muro. Se não houve autorização do Contru, o estádio deveria ser interditado a partir do jogo de amanhã mesmo, assim aprenderiam a não fazer coisas sem autorização em um espaço público.