NO RUMO DO PENTA

Era prá ser um jogo difícil. Dois, dos candidatos ao título, estariam frente-a-frente.O Palmeiras,Campeão Paulista, sem Kleber, sem Diego Souza e sem Gustavo também, e o  Internacional, Campeão Gaúcho, sem Magrão (ele tem sempre um motivo para não jogar no Palestra……..por que será? hahahaha).

Num Palestra Itália que poderia estar lotado, não fosse a infeliz idéia de aumentarem o valor dos ingressos; 10 mil pessoas assistiram a vitória do Palmeiras diante do Inter por 2 x 1. E as coisas foram tomando forma já no primeiro tempo.

Luxemburgo escalou Denilson no lado direito do ataque. O craque passava fácil na marcação de Sorondo e Marcão. Driblando muitas vezes, teve umas quatro oportunidades de gol, mas pecou na finalização. Alex Mineiro também desperdiçou na cara do goleiro Renan.

Valdívia, que sentia alguma dificuldade em sair da forte marcação colorada, ia prá cima dos jogadores adversários, e numa dessa jogadas, Edinho acabou sendo expulso após falta no Mago. Isso aos 18′ do primeiro tempo. Como o jogador já tinha acabado de fazer uma falta em Elder Granja, onde levou o cartão amarelo, o juiz nem hesitou em expulsá-lo.

A partir daí, El Mago, com mais liberdade, passou a maior parte do jogo atuando como terceiro atacante. Mas Denilson, que havia desperdiçado boas chances, resolveu fazer tudo certo. Aos 29′ recebeu a bola, deu um drible, cortando para o meio e chutou forte, colocado, com uma curva que deixou o goleiro Renan sem defesa. Era o primeiro do Palmeiras, na melhor partida do craque Denilson. Delírio no Palestra!!!

Com Léo Lima no lugar de Kleber, recebendo a ajuda de Pierre, Martinez e Valdívia, o Verdão ganhou o meio de campo, criando boas chances de gol. Mas numa falha de marcação da nossa defesa, o Palmeiras acabou permitindo o empate colorado, numa bola alçada na área para a conclusão de Indio, de cabeça. Tomar gol aos 47′ é para deixar o torcedor muito bravo. Mas o palmeirense sabe bemo time que tem e principalmente, o técnico que tem, por isso espera e confia.

O Palmeiras voltou bem no segundo tempo, apesar da dura marcação do Inter. Aos 15′, Orozco cometeu penalti em Valdívia, que Alex Mineiro, guardou com tranquilidade. Era o Verdão na frente, nova mente. Aí foi só administrar a vitória. El Mago além de ter forçado a expulsão de Edinho, de ter sofrido o penalti, fez boas jogadas individuais, com dribles passe e lançamentos. O Inter sem poder de reação, levou perigo em duas jogadas de bolas aéreas. Uma, Pierre tirou de cima da linha e na outra, Índio cabeceou por cima do gol. No mais foi o Palmeiras atacando e o Inter se defendendo. Uma vitória justa do Palmeiras.

Mas o que chamou a minha atenção, foi a bela apresentação e o choro de Denilson, nos vestiários. Muito festejado pela torcida, desde o dia em que se apresentou pela primeira vez, o craque não resiste ao carinho e amor que vem recebendo. Está sempre se emocionando e nos emocionando, nas declarações e na vontade que vem demonstrando. Isso tem explicação. A torcida “mexeu” com o coração do craque e agora saímos todos ganhando. Denilson por voltar à sua melhor forma e futebol, o Palmeiras porque tem um jogador importante e talentoso com quem pode contar e nós por recebermos em raça e dedicação o apoio e carinho dados ao craque.

Então fico pensando…..será que não é isso que está faltando para o Diego Souza? Será que não precisamos “abraçar” esse jogador talentoso, que ainda não tem conseguido apresentar o seu melhor futebol? Será que não é essa a forma mais inteligente de motivar um craque?

Eu acho que sim e espero que o torcedor chegue à mesma conclusão.Imaginem o que será esse nosso time, quando todos estiverem produzindo no limite de seus talentos.

Vamos lá Nação Alviverde! Sabemos fazer isso melhor do que qualquer outra torcida. Vamos apoiar os nossos craques e colocar o nosso time no rumo do Penta.

Tenho certeza que, ao final do Campeonato, mais uma taça estará brilhando em nossa Sala de Troféus. Não podemos entrar em campo, mas podemos “estar” em campo, com a nossa força, a nossas energia e, com o mais importante….nosso amor que faz com que sejamos a Torcida Mais Apaixonada do Mundo.

Afinal, faltam 36 jogos para o Penta. Vamos buscá-lo!!!